Como se preparar para um dia muito difícil
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.136.102
Visitas Únicas Hoje: 1.911
Usuários Online: 272
Sistema de Busca

 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1540 - Impresso: 26 - Enviado: 9 - Salvo em Word: 21
Postado em: 18/04/16 às 22:05:46 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=14231
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

As armas mais poderosas para se defender contra inimigos e situações complicadas: a oração e a confiança em Deus

Vou compartilhar com vocês o testemunho real de Linda*. Ela é uma profissional que trabalha em um ambiente estressante, onde sobram intrigas que nascem de interesses políticos e econômicos (e em que lugar não?).

Embora ela reze regularmente, depois de ter aprendido a fazê-lo em uma Oficina de Oração e Vida, ela me contou que, um domingo em particular, não podia desfrutar nem ter paz porque em seu interior havia medo.

Isto aconteceu porque no dia seguinte seria realizada uma reunião importante em que seria discutido um tema que poderia comprometer o futuro da sua empresa e, consequentemente, sua fonte de renda e desempenho profissional.

Ela colocou seu esforço e dedicação em fazer um bom trabalho, então sua consciência estava tranquila; também confiava que seu chefe estava pronto para sair vitorioso, mas não conseguia parar de pensar que havia maldade em algumas pessoas, que buscavam desacreditá-lo,  que convocaram essa reunião para semear dúvida, prejudicá-lo e tomar-lhe o poder de decisão sobre algumas questões.

Linda confiava em Deus, mas admitiu que esse dia sentiu medo e insegurança, porque as decisões escaparam de suas mãos.

Aparentemente não podia fazer nada mais além de esperar o resultado, porque havia feito tudo o que lhe correspondia; mas em seu coração sabia que faltava algo, sabia que podia fazer uso das armas mais poderosas para se defender diante dos inimigos: a oração e a confiança em Deus.

Linda seguiu estes passos para orar e se preparar. Você também pode aplicar antecipando um dia difícil ou estressante que terá, não só no trabalho, mas em todas as áreas.

1) Acalme seu corpo e alma

Frei Ignacio Larrañaga, fundador das Oficinas de Oração e Vida, nos ensinou técnicas para atingir o “silenciamento”, disse Linda, “porque Deus está dentro de cada um, mas para ouvi-lo é necessário silenciar todos os outros ruídos (internos e externos)”. Ela nos diz que antes de iniciar a oração, é necessário relaxar o corpo, limpar a mente, não pensar em nada. Devemos esvaziar a nós mesmos para sermos preenchidos d’Ele.

2) Invoque o Espírito Santo

Devemos pedir ao Espírito Santo seus dons e frutos para poder recebê-los, e nesta ocasião especial ela lhe pediu sua paz e força para aceitar a sua vontade neste assunto; também o invocou no início da oração que a permitiu encontrar a Palavra e a oração que Ele queria inspirá-la.

3) Ouça o Senhor através da Sua Palavra

E Linda continuou explicando: “Porque Frei Ignacio também dizia que Ele nos fala e nos ensina através da Sua Palavra. Quando observa a paz e algo muda em você, então você sabe que Deus está com você. Sinal claro da presença de Deus é a paz que há em você… Portanto, é significativo para mim que esse domingo encontrei e meditei esta leitura, Efésios 6,10-18:

“No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos”.

Meditando essa leitura, entendi que Deus queria que tirasse energia e força d’Ele mesmo, que buscasse sua paz e que Ele se encarregaria da verdade e da justiça; pediu também para confiar e orar, por mim, por meus colegas de trabalho e por aqueles que aparentemente eram meus inimigos, porque eu queria lembrar que eles também são meus irmãos.

4) Peça perdão e perdoe

Por isso foi possível perdoar meus supostos inimigos através do espírito de Jesus naquele momento, porque me lembrei que embora suas ações me afetem, também são meus irmãos e são amados pelo Pai na mesma medida em que me ama. Mas eu também pedi perdão ao Senhor, porque eu também peco, cometo erros e poderia ser o caso que eu estava apenas interpretando mal e julgando. Sei que não devo fazê-lo”, disse Linda.

5) Ore com confiança

Senti que o Espírito me conduziu à oração A Graça de Dialogar  (autor: Frei Ignacio Larrañaga, livro Encontro: manual de oração) para pedir que tivéssemos sucesso, que prevalecesse o diálogo e que os anjos da guarda de todos os presentes na reunião facilitassem a paz. A oração diz:

Senhor Deus, Te louvamos e Te glorificamos pela beleza desse dom que se chama Diálogo. É um filho predileto de Deus porque é como aquela corrente alternada que ferve incessantemente no seio da Santíssima Trindade.

O diálogo solta os nós, dissipa as suspeitas, abre as portas, soluciona os conflitos, engrandece a pessoa, é vínculo de unidade e mãe da fraternidade.

Cristo Jesus, núcleo da comunidade evangélica; faze-nos compreender que nossas desinteligências são quase sempre devidas à falta de diálogo. Faze-nos compreender que o diálogo não é uma discussão nem um debate de ideias, mas uma busca da verdade entre duas ou mais pessoas. Faze-nos compreender que temos necessidade uns dos outros e nos completamos porque temos para dar e precisamos receber, já que eu posso ver o que os outros não veem e eles podem ver o que eu não vejo.

Senhor Jesus, quando aparecer a tensão, dá-me a humildade para não querer impor minha verdade atacando a verdade do irmão; de saber calar no momento oportuno; de saber esperar que o outro acabe de expressar toda sua verdade.

Dá-me a sabedoria para compreender que nenhum ser humano é capaz de captar inteiramente a verdade toda e que não existe erro ou desatino que não tenha alguma parte de verdade.

Dá-me a sensatez para reconhecer que também eu posso estar equivocado em algum aspecto da verdade e para deixar-me enriquecer com a verdade do outro.

Dá-me, enfim, a generosidade para pensar que também o outro busca honestamente a verdade, e para olhar sem preconceitos e com benevolência as opiniões alheias.

Senhor Jesus, dá-nos a graça de dialogar. Assim seja.

6) Interceda por seus irmãos e seus inimigos

E continuou Linda: “Eu orei por força e saúde para meu chefe, para o bem em nossos negócios, pela sua família, a dos meus colegas e a minha, pelo meu país, os doentes, os mais necessitados e os conflitos que nos afetam. Orei também pelos meus aparentes inimigos, porque muitas vezes eu achava que nos opondo, porque não nos entendemos, não sabemos apreciar e aprender com nossas diferenças e não podemos nos comunicar, mas no fundo todos queremos a mesma coisa, e isso foi o que pedi para eles: que sintam o amor de Deus e também recebam saúde, bênçãos em seus negócios e suas famílias e que o trabalho em conjunto possa prosperar. Nesse momento pude sentir que somos todos parte de uma mesma economia, nação, cidade, Igreja e rebanho”.

7) Coloque os seus problemas nas mãos de Deus

Aqui termina o que eu posso fazer e deixo todos os meus assuntos em tuas mãos, porque somente Tu és onipotente, somente Tu podes fazer possível o impossível. Faça o que seja Tua vontade.

8) Restaure a sua confiança em Deus

“Eu sei que me amas infinitamente, com amor de um Pai que quer o melhor para mim e se você permitir que sejamos bem-sucedidos será para o nosso bem, mas se Tu permites não alcancemos o que queremos, confio que é sua vontade também para o nosso bem, mesmo que machuque ou agora não vemos o porquê. Concordo com paz tua vontade, eu confio em Vós”, assim Linda terminou a sua oração.

9) Agradeça e encha-se com sua força e Espírito

Como Linda havia terminado sua oração, se dispôs a compartilhar sua alegria ajudando os outros e sua família; na missa participou com maior fervor dos sacramentos e à noite ofereceu um rosário. Ela dormiu muito bem.

Ela recebeu tamanha força desta oração, que na segunda-feira seguinte, Linda disse que estava preparada e tranquila, porque qualquer resultado que acontecesse e que Deus permitisse, ela estava preparada a aceitar com paz. Sentiu tanta energia que acordou sozinha às 4h, duas horas mais cedo do que o habitual.

10) Compartilhe esta força com os seus irmãos

Portanto, naquele dia, ela chegou cedo ao seu trabalho, confiante e alegre para iniciar suas atividades. Pouco depois chegou seu chefe chegou e ela sentiu a inspiração para compartilhar a Palavra e a oração.

Embora ele estivesse muito triste, se atreveu a dizer-lhe. Ele aceitou, pela graça de Deus, e dedicaram alguns minutos para rezar antes que ele fosse para a reunião.

E qual foi o resultado? Linda está feliz em compartilhar, dando glória a Deus, que na reunião os aparentes inimigos se mostraram moderados em seus comentários, houve diálogo, os assuntos se resolveram favoravelmente, o trabalho realizado até àquela data foi reconhecido, e a empresa do chefe de Linda, ao longo de vários dias depois, recebeu mais trabalho e responsabilidades que garantiram mais um ano de receitas e bons frutos.

Linda envia bênçãos a todos através deste testemunho e diz-lhes:

Você também… “Experimente e veja que o Senhor é bom! (eu) Louvarei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca. A minha alma se gloriará no Senhor; os mansos o ouvirão e se alegrarão. Engrandecei ao Senhor comigo; e juntos exaltemos o seu nome. Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores” (Sl 34 (33)).

(*) O nome foi alterado para manter o anonimato.

Para conhecer mais sobre a espiritualidade das Oficinas de oração e Vida, do Frei Ignacio Larrañaga OFM (movimento laical católico aprovado pela Santa Sé), consulte a página http://www.tovpil.org

Por Patricia Rocha

  1. Artigo originalmente publicado pela pildorasdefe.net


Fonte: www.aleteia.org





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 18/04/16 às 22:05:46 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES