Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.585.713 Visitas Únicas Hoje: 312
Usuários Online: 110
Sistema de Busca
Documento sem título

Qual a aparição de Nossa Senhora mais importante na História?

Medjugorje

Fátima














Newsletter Espacojames
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 3048 - Impresso: 74 - Enviado: 38 - Salvo em Word: 75
Postado em: 27/09/10 às 15:02:28 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=6276
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Padre Pio escreveu um pouco de suas experiências nas cartas enviadas ao seu conselheiro espiritual:

Carta para o  Padre Agostino datada de 7 de abril de 1913: "Meu querido Padre, eu ainda estava na cama na sexta-feira pela manhã, quando Jesus apareceu diante de mim. Ele se encontrava golpeado e desfigurado. Ele  mostrou-me  uma grande multidão de padres entre os quais, dignitários eclesiásticos indiferentes que estavam celebrando e vestindo suas sagradas túnicas.
Quando eu vi o meu Jesus nestas condições, senti um grande sofrimento, em seguida perguntei-lhe  porque tanto sofrimento. Ele não me respondeu. Porém mostrou-me os sacerdotes que eu deveria castigar. Pouco depois o Senhor estava tristissimo ao olhar estes sacerdotes e eu notei com grande horror as enormes lagrimas que emanavam do seu santo rosto. Jesus saiu daquela multidão de padres e com uma grande expressão de desgosto em seu olhar, chorou: "Açougueiros! " Então eu me pergunto!: "Minha Criança, não creia que minha agonia foi de três horas, não; de fato eu estarei em agonia até o fim do mundo por causa das almas que eu amo. Durante o tempo da agonia, minha criança, ninguém pode dormir. Minha alma está procurando alguma gota de piedade humana, mas eles me deixam só debaixo do peso da indiferença. A ingratidão é a mais severa agonia para mim. Eles correspondem mal a meu amor! O tormento maior para mim é que cresçam  nas pessoas o desprezo a indiferença e a incredulidade. Quantas vezes minha ira fez-me golpeá-los  através de raios, mas eu fui parado pelos anjos e as almas que me amam.... Escreva a seu padre e o narre o que você viu e eu te oriento esta manhã. Mande que mostre tua carta ao padre provinciano... " O Jesus continuou falando mas eu nunca posso revelar o que ele disse.." 

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para o Padre Agostino datada em 13 de fevereiro de 1913:- Nosso Pai Jesus Cristo me revelou”Não se preocupes, em eu tê-lo  feito sofrer, pois eu também te darei a força”— Eu desejo que a tua alma se purifique com o martírio o culto diário; não te assustes se eu permito ao diabo atormentaste, e ao mundo para repugna-lo, porque ninguém ganhará contra essas pessoas que sofrem abaixo da cruz por meu amor as quais  eu decidi protegê-las”

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para o Padre Agostino, em 18 de novembro de 1912”... Jesús, sua estimada mãe e o Anjo Guardião, estiveram visitando-me com outros para animarme, disseram-me que eles não ouviram dizer-me que a vitima, de ser chamado a vitima, tem de perder todo seu sangue.”

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Agostino datada 12 de março de 1913: "... meu padre, escute as reclamações de nosso doce Jesus: É reembolsado "meu amor para os homens com tanto ingratidão! Essas pessoas teriam me ofendido se eu os tivesse amado menos. Meu padre não queira os agüentar mais. Eu gostaria de deixar de amá-los, mas... (E aqui o Jesus manteve silencioso e, logo depois me  disse) mas meu coração é feito por amor! Os homens cansados não fazem qualquer esforço para ganhar das tentações. Mas também estes homens desfrutam as suas injustiças. As alas que eu mais amos são as que quando sofrem uma tentação e quando elas não têm êxito resistido, me invocam pedindo ajuda e eu me presto e as fortifico em suas tentações. As almas fracas se desanimam e desesperam-se.

As almas fortes que confiam em Jesus, me chamam eu venho para relaxa-los. Eles me deixam só durante a noite e pela manhã na igreja.  Eles não levam ao cuidado do sacramento do altar; eles não falam mais deste sacramento de amor; e também as pessoas que falam deste sacramento, falam com tanto indiferença e frieza. De meu Coração foi esquecido; ninguém leva ao cuidado de meu amor; Eu sempre sou entristecido. Minha casa tornou-se um teatro de obras para muitas pessoas; até mesmo meus padres que eu sempre protegi cuidadosamente, que eu amei como aluno de meu olho; eles deveriam confortar meu coração cheio de amargura; eles deveriam me ajudar na redenção das almas, em troca. Quem acreditaria nisto? Eu recebo ingratidão deles. Eu vejo, meu Filho, muito eles que... (Aqui ele parou, o soluça apertado a garganta, ele chorou) que debaixo de falsa semelhança eles me traem com comunhões sacrílegas, enquanto estampando na luz e as forças que eu lhes dou continuamente... ".

 

Carta para Padre Agostino, de 18 de janeiro de 1912. -

"... O Barba Azul não quer ser derrotado." Ele chegou a mim assumindo todas as formas. Durante vários dias, vem visitar-me com seus espíritos infernais armados com bastões de ferros e pedras. O pior é que eles vêm com os seus próprios semblantes.  Várias vezes eles me tiraram da cama e me arrastaram pelo quarto. Mas Jesus, Nossa Senhora, o Anjo da Guarda, São José e São Francisco estão freqüentemente comigo."

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

 Carta para Padre Agostino 5 de novembro 1912

Querido Padre, esta é a segunda carta, graças a Deus, e segue o mesmo destino da anterior. Eu estou seguro que Padre Evangelista já o informou sobre a nova guerra que os apóstatas impuros estão fazendo contra mim. Meu Padre, eles não podem vencer minha constância. Eu lhe informo sobre as armadilhas que eles gostam de me induzir me privando de suas orientações. Eu encontro nas cartas meu único conforto; mas para glorificar Deus e confusão deles, eu os agüentarei. Eu não posso explicar como eles estão me pegando. Às vezes eu penso que vou morrer. Sábado pensei que eles realmente queriam me matar, eu não sabia a que santo pedir ajuda; Eu me dirigi a meu Anjo da Guarda suplicando ajuda e depois de esperar longo tempo, finalmente ele voou ao redor de mim e com sua voz angelical cantou hinos a Deus. Então uma dessas cenas habituais aconteceu; Eu ralhei severamente porque ele tinha me feito esperar tanto pela sua ajuda, apesar de que o tinha chamado urgentemente, e por  castigo eu não quis olhar para sua face, eu queria que ele recebesse mais um castigo de mim e quis  escapar, ele me localizou chorando e me levou, até que o vi, encarei fixamente  e vi o que ele sentia. 

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Agostino datada de 18 de novembro de 1912 -

"O inimigo não quer me deixar só, me bate continuamente. Ele tenta envenenar minha vida com as armadilhas infernais. Ele se perturba muito porque eu lhe conto estes fatos. Ele me sugere não lhe contar os fatos que acontecem entre ele e eu. Ele me pede que narre as visitas boas que recebo; na realidade ele diz que você gosta de só destas histórias. O pastor esteve informado da batalha que eu travo com estes demônios e com referência às cartas, ele me sugeriu ir até ele abrir a carta assim que tivesse chegado. E quando abri a carta junto do pastor, achamos a carta suja de tinta. Era a vingança do diabo! "__Eu não posso acreditar que você me tenha enviado a carta suja porque você sabe que eu não enxergo bem." No princípio nós não pudemos ler a carta, mas depois de sobrepor o Crucifixo à carta , tivemos sucesso na leitura, até mesmo não sendo capazes de ler letras pequenas.

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Agostino de 13 de fevereiro de 1913...

"Agora, vinte e dois dias passados desde que Jesus permitiu aos diabos descarregarem a raiva deles em mim, meu corpo, meu Padre, é todo marcado pelos golpes que recebi, até o presente, dos nossos inimigos. Várias vezes, tiraram minha camisa e me golpearam de forma brutal"...    

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Carta para Padre Benedetto de 18 de março de 1913...

"Os diabos não deixam de me golpear e me derrubam da cama. Eles removem minha camisa para me baterem. Mas agora eles já não me assustam mais. Jesus me ama, me levanta e me coloca na cama..."

(PADRE PIO DA PIETRELCINA: Epistolario I° (1910-1922) a cura di Melchiorre da Pobladura e Alessandro da Ripabottoni - Edizioni "Padre Pio da Pietrelcina" Convento S.Maria delle Grazie San Giovanni Rotondo - FG)

Satanás foi além de todos os limites da provocação com Padre Pio; até lhe disse que era um penitente.















Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 27/09/10 às 15:02:28 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES