Garabandal Parte 1 - O Aviso de Garabandal Explicado
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.136.930
Visitas Únicas Hoje: 403
Usuários Online: 101
Sistema de Busca

 

Profecias




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 5101 - Impresso: 72 - Enviado: 31 - Salvo em Word: 58
Postado em: 19/09/09 às 08:20:54 por: James
Categoria: Profecias
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=11&id=3113
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Profecias

O Aviso de Garabandal Explicado
Sublinho o facto de que os meus textos sobre o futuro são apenas escatologia especulativa,
baseada no estudo e na interpretação, não em conhecimentos infalíveis.

 

O Aviso: quando ocorrerá

Ano: 2009 ou 2010
Mês: Abril
Dia da Semana: Sexta-Feira
Calendário Litúrgico: Sexta-Feira Santa

O Aviso e o Primeiro Segredo de Medjugorje correspondem ao mesmo acontecimento, que também terá o nome de "Dia do Arrependimento".

Porquê: para preparar o mundo para a primeira parte da tribulação, conforme descrito no Livro do Apocalipse (contudo, a segunda parte da tribulação apenas ocorrerá num futuro distante).

O Aviso: o que é

Começará com um acontecimento no céu. Este acontecimento não será natural, mas sobrenatural. Ainda não será o Aviso propriamente dito. Não terá qualquer efeito na Natureza ou no planeta. Não será um cometa, nem um asteróide, nem nenhum outro acontecimento natural. O objectivo deste acontecimento é chamar a atenção de toda a gente e acordar todos aqueles que estiverem a dormir. Será muito breve, talvez até momentâneo. Conchita disse que o nome deste acontecimento começa pela letra "A". Acredito que o "A" se refira a "Anjo", pois os anjos são sobrenaturais e Deus serve-se muitas vezes dos Seus Anjos para anunciar os Seus Actos Divinos.

Tudo irá parar durante o tempo em que decorrerá o Aviso (minutos, não horas).
Os equipamentos electrónicos e os veículos não funcionarão, excepto em casos de necessidade.
As pessoas que estiverem a dormir acordarão.

O Aviso será totalmente sobrenatural.
Cada pessoa irá encontrar-se a sós com Deus nas suas mentes e nos seus corações.
Deus tocará na alma de cada pessoa.
Deus falará na alma de cada pessoa de uma forma que se adapte à unicidade de cada pessoa.
Deus falará na consciência de cada pessoa dentro dos limites dos seus conhecimentos e experiências.
As pessoas compreenderão os seus pecados e as respectivas consequências negativas.

Todas as pessoas na Terra, sem excepção, sentirão o Aviso.
Todas as pessoas receberão graças e misericórdia directamente de Deus.
Até os bebés que estão dentro da barriga das mães serão tocados por Deus. Embora não tenham pecados, receberão bênçãos que vão prepará-los para as grandes dificuldades do mundo em que vão nascer, sobretudo a graça de Deus que os fortalece contra o pecado (embora também estejam sujeitos ao pecado).

Para a maioria das pessoas, aquelas que tiverem maturidade suficiente para distinguirem o que está certo do que está errado, o Aviso terá a forma de um despertar de consciência, tornando cada pessoa consciente dos pecados que cometeu durante a vida e da sua condição de pecadora. Deus dará a todos os pecadores a dádiva do arrependimento e da conversão do pecado, bem como graça e misericórdia.

Para os que forem santos e para os que reconhecerem totalmente os seus pecados, para todos os que foram perdoados e fizeram muita penitência, a experiência será diferente. Para todos estes, a dor será pelo sofrimento de Cristo na Cruz pelos pecados da Humanidade, muito mais do que a dor pelos seus próprios pecados. Unir-se-ão a Cristo na Sua dor de amor pelos pecados do mundo.

Todos os que são maus deixarão de ter desculpas para os seus pecados; deixarão de poder enganar-se a si próprios; ficarão a saber muito bem que aquilo que estão a fazer é mau. É frequente as pessoas mentirem a si próprias, dizendo a si mesmas que aquilo que estão a fazer está certo, mas sabem bem, no fundo, que está errado. No entanto, com o Aviso, estas mentiras ficarão expostas; ninguém poderá esconder-se das verdades que vão emergir nas consciências de cada um.

Alguns grandes pecadores arrepender-se-ão profundamente. Mas muitos outros prosseguirão as suas acções de pecado sabendo claramente que estarão a escolher o mal. Ao rejeitarem esta dádiva de arrependimento e ao escolherem deliberadamente continuar a pecar, mesmo com a total consciência dessa escolha, entrarão em pecado mortal e tornar-se-ão ainda piores. Os anjos caídos concentrarão os seus esforços nessas pessoas, sobre as quais terão ainda maior influência do que antes.

Pecado Mortal

Esteja ciente de que quem rejeitar a dádiva do arrependimento no Dia do Aviso estará necessariamente a cometer um pecado mortal, uma vez que o Aviso trará consigo uma tal clareza de coração e de mente que somente por um acto deliberado e total consciência uma pessoa poderá rejeitar o extraordinário chamamento de Deus para o arrependimento do pecado. O chamamento para o arrependimento do pecado é um assunto muito sério, daí que rejeitá-lo deliberadamente seja um pecado mortal.

O Aviso: o que não é

Atenção: existem muitos falsos videntes e outras pessoas que promovem falsas previsões acerca do Aviso!

O Aviso tem limites.
Não revelará todos os conhecimentos sobre religião ou sobre a moral.
Não fará os cristãos não-católicos compreenderem que o Catolicismo é a forma mais verdadeira de Cristianismo.
Não fará os não-cristãos compreenderem que o Cristianismo é a forma mais verdadeira de religião.
Não dará aos mais jovens o discernimento dos adultos.
Não falará a cada pessoa de uma forma que ultrapasse os limites do seu conhecimento, compreensão e experiência.
Não dará às pessoas uma percepção total do que é certo e errado.
Não dará às pessoas uma percepção das suas vidas.
Não mostrará a cada pessoa a sua vida inteira.
Não mostrará às pessoas as coisas boas que fizeram na vida.
Está sujeito aos limites inerentes à mente, ao coração e à vida de cada pessoa.

Nenhuma pessoa verá a sua própria alma como Deus a vê.

O Aviso não será o fim do mundo.
O Aviso não será o precursor imediato do fim do mundo, nem anunciará o Regresso de Cristo.
O fim do mundo não é para esta geração, nem para a próxima, nem para a seguinte, mas apenas para daqui a alguns séculos.
O Anticristo não está hoje no mundo, apenas nascerá daqui a alguns séculos.

O Aviso: reacções individuais

Todas as almas humanas serão de alguma maneira tocadas por Deus, relativamente ao pecado e à graça.
Muitas pessoas tornar-se-ão mais santas e menos pecadoras.
Muitas pessoas arrepender-se-ão.
Muitas pessoas continuarão neste arrependimento, melhorando as suas vidas e procurando Deus.
Muitos outros retomarão o pecado, talvez cometendo pecados ainda mais graves.
Algumas pessoas rejeitarão o Aviso de uma forma tão veemente que se tornarão muito mais pecadoras do que antes.

Algumas pessoas tentarão ignorar ou esquecer o Aviso por indulgência nos prazeres mundanos. Deus manterá este pecado para o resto das suas vidas.

Alguns terão tanto medo de enfrentar os seus próprios pecados (pecados mortais livremente cometidos durante muitos anos) que decidirão acabar com a própria vida. O suicídio não é a resposta, uma vez que, depois da morte, essas pessoas terão novamente de enfrentar os pecados que cometeram e as respectivas consequências. Os que cometerem suicídio serão severamente castigados no Purgatório ou no Inferno.

Muitas pessoas sentirão um enorme medo, sentir-se-ão confusas devido aos acontecimentos, sem saberem a quem dar ouvidos no que se refere a uma explicação. Algumas pessoas morrerão de medo.

O número de mortos por suicídio e medo não será insignificante. Nessa altura, haverá um aumento significativo no número de mortes por estas causas.

Falso Arrependimento

Cuidado com as pessoas que fingem exteriormente o arrependimento, quando interiormente rejeitam Deus!

Algumas pessoas, ao viverem o Aviso, rejeitarão esta dádiva misericordiosa de arrependimento e perdão. Porém, quando virem muitas pessoas arrependidas e a procurarem a santidade, fingirão fazer o mesmo. Alguns destes falsos penitentes serão políticos, outros serão jornalistas, celebridades, membros do clero e da vida religiosa, leigos com posições importantes e alguns serão pessoas que podem não parecer ter pecados graves de que não queiram arrepender-se. Muitos pecados mortais da Humanidade estão bem escondidos no ser humano. Por isso, cuidado com os lobos com pele de cordeiro! Fingirão mostrar arrependimento de modo a atingirem ou a manterem posições importantes na sociedade e na Igreja, ou por quaisquer outras razões.

Reacções Colectivas: a Igreja

O resultado do Aviso terá efeitos profundos na Igreja, no mundo, nas famílias e nas vidas individuais. Mudará o curso da História da raça humana e da Igreja.

A Igreja ficará de repente mais santa e esta santidade continuará a aumentar. A transfiguração de Cristo foi o prenúncio deste acontecimento, em que a Igreja será transfigurada. Mas a transfiguração da Igreja apenas começa com o Aviso, ainda não se completou no momento presente; por isso, haverá ainda muitos problemas no seio da Igreja. Esta transfiguração tornar-se-á efectiva, pelo menos para esta geração, daqui a muitos anos, no momento dos Três Dias de Trevas.

A Igreja é feita de pecadores; alguns desses pecadores estão mergulhados bem fundo no pecado e fazem muito mal à Igreja. O Aviso afastará muitos pecadores da Igreja: alguns morrerão; alguns rejeitarão a Igreja por rejeitarem a dádiva do arrependimento concedida pelo Aviso; alguns serão rejeitados pelos fiéis após o Aviso, porque o arrependimento permite a estes últimos discernirem quem é um verdadeiro discípulo de Cristo e quem não é.

Nos dias e semanas que se seguirem ao Aviso, muitas pessoas acorrerão em massa à Igreja Católica em busca de orientação e de perdão para os seus pecados no Sacramento da Confissão. Os padres ficarão surpreendidos com o número de pecadores arrependidos que quererão confessar-se (os católicos prudentes confessar-se-ão frequentemente nos meses e semanas que antecederem o Aviso). Até os não-católicos quererão confessar-se. As filas para a Confissão estender-se-ão para fora das portas de muitas igrejas. Apenas os católicos saberão deste acontecimento com antecedência e serão capazes de explicar o seu significado e de aconselhar correctamente as pessoas sobre como se reconciliarem com Deus. Até os católicos que não são santos e que não são tão conhecedores serão procurados pelos não-católicos mesmo para a mais pequena orientação ou conselho que possam dar-lhes.

Mas nem todos os problemas da Igreja serão resolvidos pelo Aviso. O Aviso não concederá a ninguém todos os conhecimentos acerca do que está certo ou errado, nem mesmo para as pessoas santas. Os cristãos continuarão a estar em desacordo acerca de certas crenças e práticas. Muitas pessoas arrependidas acabarão, umas mais rapidamente do que outras, por voltar aos antigos pecados e até cairão em pecados mais graves. E o aumento da santidade entre os fiéis terá como consequência que alguns católicos pouco ou nada praticantes se afastem da Igreja, uma vez que não serão capazes de acompanhar o aumento de santidade que se observará na Igreja, começando por este acontecimento.

A Reacção do Papa Bento XVI

O Aviso ocorrerá durante o pontificado do Papa Bento XVI. Este Papa é referido na Sagrada Escritura de uma forma escondida. A transfiguração de Cristo é um prenúncio do Aviso. Pedro disse a Jesus, após a Sua transfiguração: "Senhor, é bom estarmos aqui. Se quiseres, faremos aqui três tendas, uma para Ti, uma para Moisés e outra para Elias" (Mt 17, 4). Desta forma, Pedro prenunciou o Papa Bento XVI, que responderá ao Aviso sugerindo a construção de três locais de adoração (tabernáculos) em Jerusalém: um para o Cristianismo, um para o Judaísmo e outro para o Islamismo, ou seja, uma Igreja, um Templo e uma Mesquita. E que as três religiões, juntas, adorem a Deus pacificamente, sendo a cidade de Jerusalém um exemplo para o mundo de paz entre religiões.

O Evangelho de Marcos comenta as palavras de Pedro: "Não sabia o que dizia, pois estavam cheios de medo" (Mc 9, 5). O Papa sugere estes três tabernáculos devido ao facto de o mundo ficar cheio de medo como consequência do Aviso e por as pessoas procurarem respostas para este acontecimento, cada uma na sua religião.

Contudo, a sugestão do Papa apenas será seguida muitos anos mais tarde. Em vez disso, haverá guerra. Apenas após a primeira parte da tribulação haverá três locais de adoração em Jerusalém para as três religiões (Cristianismo, Judaísmo e Islamismo); apenas nessa altura haverá uma celebração anual, na mesma época do ano, para os fiéis das três religiões celebrarem, juntos e pacificamente, na cidade da paz.

É óbvio que já existem locais de adoração em Jerusalém. Mas os três locais que vão ser construídos serão três centros de adoração muito importantes. Os judeus serão os primeiros a construí-lo; em 2009, decidirão construir o Terceiro Templo de Jerusalém, mas demorarão alguns anos a construí-lo (cerca de sete anos). Este templo incorporará o Muro das Lamentações e implicará a destruição da Mesquita da Cúpula da Rocha. Depois, anos mais tarde, a Igreja Católica construirá um importante local de adoração em Jerusalém, que se tornará no centro de adoração da Igreja em todo o mundo (o centro de autoridade da Igreja sairá de Roma durante a primeira parte da tribulação, mas voltará a Roma em 2040). Esta igreja será provavelmente construída (ou, pelo menos, completada) pouco tempo depois de a primeira parte da tribulação estar concluída. Por último, uma importante mesquita será construída em Jerusalém, substituindo a Mesquita da Cúpula da Rocha, mas noutro local. Assim sendo, a construção destes três locais de adoração em Jerusalém seguirá a mesma ordem do surgimento das três religiões.

Depois de a primeira parte da tribulação estar concluída com os Três Dias de Trevas, no início de 2040, o Cristianismo Católico, o Judaísmo e o Islamismo serão as únicas religiões no mundo. Nenhuma outra religião terá um impacto significativo como acontecerá com o Cristianismo Católico, o Judaísmo e o Islamismo.

Reacções Colectivas: Famílias

Algumas famílias serão desmembradas, porque alguns membros aceitarão o arrependimento e a conversão, mudando substancialmente as suas vidas, enquanto outros recusarão arrepender-se ou mudar.

Algumas pessoas serão rejeitadas pelos seus próximos, por serem boas pessoas entre pecadores não arrependidos, e vice-versa. Alguns círculos de amigos serão quebrados devido a diferentes reacções ao Aviso. Algumas pessoas que cometeram pecados mortais juntas deixarão de poder ver-se mutuamente, porque isso fará lembrarem-se dos seus pecados.

As crianças, de uma maneira geral, aceitarão o Aviso e tirarão dele grandes benefícios. Deste modo, Deus prepará-los-á para os anos difíceis que se avizinham, construindo uma geração santa para viver após o fim da primeira parte da tribulação. Os bebés que estiverem na barriga das mães beneficiarão deste acontecimento, pois receberão graças para ajudarem a evitar o pecado no futuro (embora não sejam imunes ao pecado).

O Aviso será especialmente difícil para aqueles que, por decisão própria, fizeram um aborto ou que encorajaram outros a fazê-lo. Estas pessoas compreenderão o horror das decisões de acabarem com uma vida inocente e ficarão inconsoláveis.

Reacções Colectivas: não-católicos

O Aviso não fará com que todos os protestantes compreendam que o catolicismo é a forma mais verdadeira de Cristianismo. Contudo, muitos começarão a sentir-se atraídos pela Igreja Católica e a sentir um chamamento de Deus para se converterem ao catolicismo. Alguns converter-se-ão nesta altura. Mas, regra geral, por esta época, os protestantes arrependidos seguirão os ensinamentos das suas próprias denominações de uma forma mais fervorosa, sobretudo os ensinamentos da Bíblia. Contudo, o Aviso será como uma semente deitada em terreno fértil (os fiéis protestantes), que mais tarde crescerá para trazer o arrependimento e a conversão de todas as igrejas protestantes ao catolicismo (no final da década de 2010) e a unificação de todas as igrejas cristãs numa única Igreja Católica (no início dos anos 2020).

Nem todos os ortodoxos compreenderão que o catolicismo é a forma mais verdadeira de Cristianismo, ainda mais verdadeira do que a fé ortodoxa. Mas alguns converter-se-ão nesta época e as igrejas ortodoxas começarão a avançar em direcção a uma posterior unificação com a Igreja Católica.

Os judeus devotos que se arrependerem procurarão ser melhores judeus e melhores adoradores de Deus. Os judeus que se arrependerem tenderão a favorecer as escolas de pensamento mais conservadoras dentro do Judaísmo. Os judeus que praticarem a fé apenas de um modo superficial serão fortemente castigados por Deus no Aviso; alguns arrepender-se-ão e começarão a praticar a fé; outros afastar-se-ão.

Os muçulmanos que forem devotos e sinceros na sua procura de Deus aceitarão o arrependimento e a conversão, tornando-se mais santos adoradores de Deus. De um modo geral, o Aviso não os fará mudar para o Cristianismo, mas o seu respeito por Jesus e Maria aumentará. Os muçulmanos não devotos, que meramente utilizam o Islamismo como uma desculpa para a violência, se não se arrependerem com grande sofrimento e penitência, tornar-se-ão muito mais pecadores e mais propensos para recorrerem à violência. Como consequência, haverá um conflito entre os muçulmanos moderados devotos e os muçulmanos extremistas violentos.

Os ateus e os agnósticos compreenderão que existe um Deus. As pessoas que se esqueceram ou que deixaram de se preocupar com a existência de Deus (por estarem mergulhados no mundo secular), aperceber-se-ão da importância de adorar a Deus. O pecado de não adorar a Deus é um dos principais pecados que o Aviso fará pesar na consciência da Humanidade. Algumas pessoas tentarão enganar-se a si mesmas e aos outros ao tentarem inventar explicações acerca do sucedido. Alguns darão explicações absurdas. Mas todos saberão no fundo dos seus corações que existe verdadeiramente um Deus.

A Reacção do Presidente dos Estados Unidos

O Presidente dos Estados Unidos na época do Aviso será, para melhor ou pior, Hillary Clinton. Não vou tecer juízos sobre a sua alma ou sobre o seu coração, dizendo se ela irá ou não arrepender-se em consequência do Aviso. Mas sei que muitas pessoas nos Estados Unidos arrepender-se-ão sinceramente, incluindo muitas que já fizeram ou defenderam a prática do aborto. Uma clara maioria do país tornar-se-á rapidamente a favor da vida. A Presidente Hillary Clinton mudará também a sua opinião e passará a defender a vida. Talvez ela mude a partir de um arrependimento sincero ou então, ao ver todo o país a mudar de repente de opinião, ela siga a mesma tendência para proveito político. Não sei qual será o motivo (talvez algum dos dois).

Mudanças Políticas

A maioria dos países tornar-se-á a favor da vida; por outras palavras, a maioria dos cidadãos rejeitará o aborto devido ao Aviso. Infelizes serão os países onde não se observar este avanço na moralidade (tornando-se países com cidadãos a favor da vida)! Serão severamente castigados, pois a tribulação estará prestes a começar!

Haverá uma tentativa de perseguição contra os que se arrependerem sinceramente por causa do Aviso. Algumas pessoas da comunicação social tentarão ridicularizar ou inventar explicações para este acontecimento (embora elas próprias o tenham vivido). Essas pessoas tentarão inclusivamente culpar a Igreja ou os fiéis devotos. Porém, haverá um número tão grande de pessoas a aceitar esta dádiva de arrependimento que estas pessoas pertencentes à comunicação social não terão sucesso nesta perseguição aos fiéis.

Ao verem tantas outras pessoas a arrependerem-se, algumas pessoas proeminentes, bem como algumas pessoas comuns, fingirão o arrependimento e algumas fingirão mesmo a conversão. Alguns políticos, celebridades e figuras da comunicação social, bem como alguns líderes da Igreja, fingirão arrepender-se, uma vez que interiormente rejeitaram esta dádiva de Deus, passando para o lado do mal. Cuidado com o falso arrependimento nesses dias!

Ao verem a maioria dos eleitores condenar certos tipos de imoralidade, os políticos mudarão de opinião relativamente a diversas questões morais, uns devido a um arrependimento sincero, outros por conveniência política. Cuidado com os lobos com pele de cordeiro, até mesmo no seio da Igreja! Alguns líderes da Igreja, incluindo talvez um pequeno número de bispos ou cardeais, fingirão o arrependimento para não perderem o respectivo poder e papel na Igreja. Da mesma forma, alguns falsos profetas e evangelistas fingirão arrepender-se.

Tal como os cidadãos da maioria dos países irão voltar-se contra o aborto, ao compreenderem que se trata de uma ofensa grave a Deus, também esses cidadãos irão condenar a homossexualidade e outras formas de imoralidade sexual, por também serem ofensas graves a Deus. Infelizes serão os países onde não se observar este avanço na moralidade (tornando-se países com cidadãos que condenem a homossexualidade e a imoralidade sexual)! Serão severamente castigados, pois a tribulação estará prestes a começar!

A Revolta

Consultar o artigo sobre o Primeiro Segredo de Medjugorje. A revolta diz respeito às mudanças políticas e sociais em certos países, em consequência do Aviso.

A Ascensão do Comunismo

Consultar o artigo sobre as Ideias Erradas sobre os Segredos. Sim, haverá (e houve) uma ascensão do comunismo, mas trata-se de um comunismo espiritual, não de um comunismo político.

O Mundo em Geral

A influência do Aviso nos acontecimentos futuros será incalculável.

O Aviso fará com que muitas boas pessoas se aproximem mais de Deus e até com que alguns grandes pecadores se arrependam. Fará também com que os que rejeitarem esta dádiva de arrependimento se afastem de Deus. Rejeitar a dádiva do arrependimento no dia do Aviso é o mesmo do que rejeitar Deus. Ao rejeitarem uma dádiva tão grande, muitas pessoas ficarão mais próximas do mal do que alguma vez tinham estado. Haverá um fosso cada vez maior entre aqueles que são santos e que verdadeiramente procuram Deus e aqueles que fazem todo o mal que querem. Esta polarização dará origem a conflitos em famílias, em organizações, em países e por todo o mundo.

O Aviso fará também com que o mundo fique mergulhado num grande medo. A grande maioria das pessoas, boas e más, será apanhada de surpresa por este acontecimento, embora ele seja anunciado com antecedência. Sim, embora a data seja anunciada nesta série de artigos, muitas pessoas ficarão surpreendidas e amedrontadas com o Aviso e com o grau de profundidade que atingirá nas suas consciências e almas. Muitas pessoas ficarão aterrorizadas ao verem os seus pecados totalmente expostos. Esta confusão será evidente por todo o mundo. As pessoas muito más, sobretudo, sentirão um medo terrível, ao verem os seus pecados rejeitados por Deus, pois saberão que escolheram o pecado em vez de Deus. Mas os fiéis que se prepararam, ao saberem a data com antecedência, sentirão paz e sofrerão pelo pecado dos outros.

Este medo global será de alguma forma apaziguado com o Segundo Segredo de Medjugorje; no entanto, uma vez que esse segredo apenas será revelado àqueles que aceitaram o Primeiro Segredo (ou seja, o Aviso), os que não se arrependerem ficarão mais confusos e amedrontados do que nunca com este Segundo Segredo. Consultar o artigo sobre o Segundo Segredo de Medjugorje.

Falsos Profetas

Muitos falsos profetas continuarão a sua falsa pregação, mesmo depois do Aviso. Existem actualmente alguns falsos profetas que pregam o Aviso, mas com muitas incorrecções e de uma forma distorcida. Após o Aviso, muitas pessoas devotas saberão distinguir claramente os falsos profetas dos verdadeiros. Mas muitos falsos profetas, sobretudo os verdadeiramente maus, prosseguirão a sua falsa pregação. Dirão que o Aviso é o cumprimento das suas profecias (embora tenham roubado a ideia de Garabandal e depois a tenham distorcido). Tentarão usar o Aviso para continuarem a promover as suas ideias erradas.

Nessa época, algumas das ideias erradas que os falsos profetas tentarão promover serão as seguintes:

Alguns deles dirão que esse será um tempo de paz e de santidade para o mundo, pois o arrependimento fará com que Deus atrase ou termine os sofrimentos que planeara trazer ao mundo. Mas isso não é verdade. Em breve, haverá guerra e muitas aflições, uma após outra, após outra, durante muitos anos. Digo mais uma vez: na época do Aviso (ou seja, o Dia do Arrependimento) e do Dia da Consolação, os falsos profetas dir-vos-ão que chegou ou que chegará em breve um tempo de paz. Esta afirmação é falsa: em vez disso, haverá guerra após guerra, aflição após aflição, durante muitos anos.

Alguns falsos profetas já afirmam que este é o tempo do fim do mundo e que o Anticristo está no mundo, pronto para espalhar o mal. Também isto não é verdade. O Anticristo ainda não está no mundo; isso apenas acontecerá num futuro distante. O chamado "fim do mundo" também só acontecerá daqui a muitos anos e séculos. Por isso, quando o Aviso acontecer, os falsos profetas tentarão tirar partido desse acontecimento para afirmarem que chegou o tempo das suas falsas profecias. Continuarão a enganar algumas pessoas fracas e desorientadas, mas, à medida que as verdades contidas nos segredos, bem como a primeira parte da tribulação em geral, se desenrolam aos olhos de todos, tornar-se-á cada vez mais claro que estas profecias, mensagens, aparições, sinais e maravilhas são falsos.

Alguns falsos profetas afirmarão que o Aviso é o cumprimento das suas profecias, como se isso provasse que são verdadeiros profetas. Mas, se estes falsos profetas referiram o Aviso anteriormente nas suas profecias, foi porque roubaram essa ideia de Garabandal e de outras revelações interiores verdadeiras. Estes falsos profetas nunca divulgam uma mensagem que contenha informações específicas, diferentes das que já são conhecidas; apenas divulgam mensagens que podem ser adivinhadas ou presumidas, mensagens vagas e pouco informativas, até mesmo erradas.

Cuidado com os falsos profetas que tentarão roubar informações destes artigos sobre o futuro para depois afirmarem as mesmas coisas como sendo mensagens do Céu, quer recorrendo à mesma informação (como se lhes tivesse sido revelado interiormente), quer acrescentando correcções inúteis ou desprovidas de sentido.


Paz para todos vós

Cuidado com os falsos profetas, oiçam os verdadeiros.
"Não temais, pequenino rebanho, porque aprouve ao vosso Pai dar-vos o Reino." (Lc 12, 32)
Mantenham a paz nos vossos corações e, confiando em Deus, não se deixem perturbar por estes acontecimentos.


por Ronald L. Conte Jr.
publicado no dia 9 de Abril de 2007

Que Deus o(a) encha de graças e de paz durante os anos difíceis que se avizinham



Fonte: http://www.catholicplanet.com/secrets/index.htm





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 19/09/09 às 08:20:54 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES