Sambista Zeca Pagodinho diz que prefere ir para o inferno, pois lá é legal
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.074.175
Visitas Únicas Hoje: 266
Usuários Online: 116
Sistema de Busca

 

Inferno/ Condenação




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 4874 - Impresso: 55 - Enviado: 67 - Salvo em Word: 49
Postado em: 11/08/11 às 08:00:37 por: James
Categoria: Inferno/ Condenação
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=124&id=8435
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Inferno/ Condenação

Enviado por email ao espacojames: Maria Chirstina - Campinas/SP


Durante uma entrevista para o programa Fantástico da Rede Globo, o cantor Zeca Pagodinho, 52, participou do quadro “O que vi da vida” e falou sobre sua carreira, sucesso e também sobre religião. O sambista disse que foi criado dentro de um terreiro de macumba e que prefere ir para o inferno do que para o céu.

Eu não queria acreditar na morte, esse é que é o grande problema. Mas eu acho que Deus é bom. Porque me tirar de um mundão desse, tão bom, né? Com cerveja gelada, mulheres bonitas para lá e para cá. Eu como casado, fico só olhando [risos]… Mas, me tirar daqui pra me levar pra onde? Pra mim ficar no céu com duas asinhas e uma harpinha na mão, não fica bem em mim, cara. Nesse caso, eu prefiro até descer. Também não acredito que o inferno seja tão ruim assim, não. O inferninho é legal. O inferninho… é um foguinho, tal, o problema lá é o calor.”

O cantor também disse que quando a pessoa melhora sua condição financeira, sua religião muda. “Quando você tem mais poder de grana, poder, a religião fica um pouco de lado. Quanto mais rico, mais descrente. Me desculpem, mas eu vejo deste lado.”

Mas apesar desses conceitos ele diz que a religião dá “uma direção boa”. “Se eu estivesse morando em Xerém, meus filhos certamente estariam indo na igreja ou no centro, no culto. Porque tem que ter uma religião, tem que ter uma fé, tem que ter uma direção boa, uma coisa que te diga uma coisa boa. Porque tu passa a creditar que… a vida não é só isso que tu vê, né?”

--



SANTA FAUSTINA KOWALSKA NO TERRÍVEL INFERNO
A Santa da Divina Misericórdia


Hoje, conduzida por um Anjo, fui levada às profundezas do Inferno um lugar de grande castigo, e como é grande a sua extensão. Tipos de tormentos que vi:

* Primeiro tormento que constitui o Inferno é a perda de Deus;

* O segundo, o contínuo remorso de consciência;

* O terceiro, o de que esse destino já não mudará nunca;

* O quarto tormento, é o fogo que atravessa a alma, mas não a destrói; é um tormento terrível, é um fogo puramente espiritual, aceso pela ira de Deus;

* O quinto é a contínua escuridão, o terrível cheiro sufocante e, embora haja escuridão, os demônios e as almas condenadas vêem-se mutuamente e vêem todo o mal dos outros e o seu;

* O sexto é a continua companhia do demônio;

* O sétimo tormento, o terrível desespero, ódio a Deus, maldições, blasfêmias.


São tormentos que todos os condenados sofrem juntos. mas não é ó fim dos tormentos. Existem tormentos especiais para as almas, os tormentos dos sentidos. Cada alma é atormentada com o que pecou, de maneira horrivel e indescritível. Existem terríveis prisões subterrâneas, abismos de castigo, onde um tormento se distingue do outro. Eu teria morrido vendo esses terriveis tormentos, se não me sustentasse a onipotência de Deus.

Que o pecador saiba que será atormentado com o sentido com que pecou, por toda a eternidade.
Estou escrevendo por ordem de Deus, para que nenhuma alma se escuse dizendo que não há inferno ou que ninguém esteve lá e não sabe como é.

Eu, Irmã Faustina, por ordem de Deus, estive nos abismos para falar às almas e testemunhar que o Inferno existe. Sobre isso não posso falar agora, tenho ordem de Deus para deixar isso por escrito. Os demônios tinham grande ódio contra mim, mas, por ordem de Deus tinham que me obedecer.

O que eu escrevi dá apenas uma pálida imagem das coisas que vi. Percebi, no entanto, uma coisa: o maior número das almas que lá estão é justamente daqueles que não acreditavam que o Inferno existisse. Quando voltei a mim, não podia me refazer do terror de ver como as almas, sofrem terrivelmente ali e, por isso, rezo com mais fervor ainda pela conversão dos pecadores;

Incessantemente, peço a misericórdia de Deus para eles. "O meu Jesus, prefiro agonizar até o fim do mundo nos maiores suplícios a ter que vos ofender com o menor pecado que seja".




1) A perda de Deus: Então Ele dirá aos que estiverem à Sua esquerda: Malditos, apartem-se de Mim (Mt 25:41).
Aqueles serão punidos de uma perda eterna, afastados da face do Senhor e da glõria da Sua força (2 Ts 1:9).

2) O remordimento da conciência: O seu verme não morrerá (Mc 9,48).

3) O destino dos condenados nunca cambiará:"E estes irão para o castigo eterno" (Mt 25:46).

4) O fogo: Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno (Mt 25:41).

5) As trevas: Lancem-no para fora, nas trevas (Mt 22:13; Mt 25:30).

6) A companhia Satã: "Então Ele dirá aos que estiverem à Sua esquerda: Malditos, apartem-se de Mim para o fogo eterno preparado para o diabo e seus anjos." (Mt 25:41).

7) O desespero: ali haverá choro e ranger de dentes (Mt 22:13; Mt 24:51; Mt 25:30).

 



Fonte: http://reporterdecristo.com/sambista-zeca-pagodinho-diz-que-prefere-ir-para-o-inferno-pois-la-e-legal





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 11/08/11 às 08:00:37 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES