Espacojames


Página Inicial
Listar Vassula Mensagens




Artigo N.º 6179 - Vassula Ryden: 1987 - Setembro
Artigo visto 2855 vezes




Visto: 2855
Postado em: 11/09/10 às 06:23:34 por: James
Categoria: Vassula Mensagens
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=149&id=6179
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Vassula Mensagens

Todas as Mensagens repassadas a Vassula Ryden em Setembro de 1987

 

ARREPENDEI-VOS, CRIAÇÃO, ANTES QUE EU VENHA
1.9.1987


- A fidelidade é aquilo que Eu amo. Vassula, dar-te-ei uma visão: ao elevar-te a Mim, Eu irei mostrar-te como o Céu aparecerá. 

Vi o Céu como em qualquer noite estrelada; depois, mudou. Havia como que manchas de vernizes de várias cores, como uma palete de pintor; mas o vermelho dominava sobre as demais cores e a mancha vermelha agigantava-se como fermento, caindo sobre nós.

- Vassula, abro os céus e mostro-te aquilo que nenhum olho humano jamais viu. Tu viste bem, mantém-te desperta, vigiar-te-ei, ouve-Me, escreve: Desde o inicio dos tempos, amei a Minha Criação; mas Eu criei-a, para que também ela Me amasse e Me reconhecesse como seu Deus. Desde o início dos tempos. Eu santifiquei tudo aquilo que as Minhas Mãos criaram. Eu sou um Deus de Amor. Eu sou o Espírito do Sublime Amor. Criatura, desde o início dos tempos, Eu mostrei o Meu Amor à humanidade, mas mostrei também a Minha Justiça. Todas as vezes que a Minha Criação se revoltou contra Mim e contra a Minha Lei, o Meu Coração irritava-Se, o Meu Coração afligia-Se pelas suas iniquidades. Eu venho para lhes lembrar que Eu sou o Espírito de Amor e que também eles são espírito. Eu venho para lhes lembrar que eles não são mais que uma sombra que passa sobre a terra, feita de pó e que as Minhas primeiras gotas de chuva os farão desaparecer, não lhes deixando sequer rasto algum.

Eu insuflei sobre eles o Meu Sopro, dando-lhes a vida. O mundo não deixou de Me ofender e Eu não cessei de lhes lembrar a Minha Existência e quanto os amo. O Meu Cálice de Justiça está cheio, Criação ! A Minha Justiça pesa gravemente sobre vós! Uni-vos e regressai a Mim; honrai-Me; honrai-Me, Criação! E, quando o fizerdes, Eu mesmo retirarei a Minha Justiça.

Os Meus Gritos ressoam e fazem tremer os Céus, fazendo tremer os Meus Anjos por aquilo que irá acontecer. Eu sou um Deus de Justiça e os Meus Olhos estão cansados de ver a hipocrisia, o ateísmo, a imoralidade. A Minha Criação tornou se, na sua decadência, uma réplica de Sodoma. Eu sacudir-vos-ei com a Minha Justiça como sacudi os Sodomitas. Arrependei-vos, Criação, antes que Eu venha. Adverti-vos, por diversas vezes, mas vós não seguistes as Minhas instruções. Suscitei santos para vos avisar, mas, filha Minha, eles fecharam o seu coração. À Minha Criação prefere viver na luxúria e ignorar-Me. E Eu dei-lhes sinais para que acordem.

- Meu Deus, os Vossos filhos apenas dormem. Peço-Vos que venhais despertá-los, que eles estão apenas adormecidos.

- Dormem horas e horas, anos e anos...

- Mas, Senhor, quem poderá ser objeto de censura, se ninguém os ensinou? São quase inocentes, não sabendo nada de Vós.

- Instruí servidores e mestres, na terra, para os ensinar.

- Mas, Senhor, os Vossos mestres e servidores não têm mãos a medir; e que mais poderão eles fazer, se as multidões são refratárias?! Eles sentem-se incapazes!

- Incapazes! Deveriam arrepender-se, deveriam vir a Mim e arrepender-se. Eu tenho-lhes dado sinais em todos os tempos, mas eles têm-nos rejeitado, não acreditando que tenham vindo de Mim; dei-lhes avisos através de almas fracas e miseráveis, mas eles duvidaram da Minha Palavra, têm rejeitado todas estas Graças, afligindo-Me. Ó homens de coração de pedra! Homens de pouca fé! Se tivessem tido mais coração e se, AINDA AGORA, tivessem mais coração, Eu tê-los-ia ajudado. Eu sacudi-os do seu sono, mas quantas vezes têm ainda fechado os olhos, recaindo no sono? 

- Mas por que não dão a conhecer ao mundo inteiro, quando Vós dais sinais, Senhor?

- Alguns fazem-no; mas a maioria das Minhas almas sacerdotais fechou o seu coração, duvidando e temendo. Tantas delas têm medo. Vassula, lembras-te dos Fariseus?

- Sim, Senhor.

- Um grande número de almas sacerdotais são réplicas dos Fariseus: duvidosos, medrosos, cegos pela vaidade e pela hipocrisia. Lembras-te de quantas vezes Eu lhes dei sinais? Dei-lhes sinais centenas de vezes e que fizeram eles, depois? Ora, os tempos não mudaram; tantas das Minhas almas sacerdotais são exatamente o mesmo: cópias dos Fariseus! Dei-lhes sinais, mas continuam a querer sinais que se possam explicar com provas; querem provas! 

- Dar-lhes-eis, então, provas dos Vossos sinais anteriores e desta revelação?

- Tudo quanto lhes darei a eles és tu mesma, Minha menina. 

- Mas, Senhor, não é convincente; eu não sou convincente, eu sou um nada que não pode convencer! Farão pouco de mim, na minha própria cara!

- Eu abençoei-te. 

- Mas, Senhor, eu sei, e sabem-no também outros, que sois Vós; mas muitos não acreditarão nisso porque não há provas concretas de que isto vem de Vós. Eu sou um nada e Vós sabei-lo muito bem.

- Minha filha, deixa-Me ser tudo; continua a ser uma nulidade e deixa que Eu seja tudo. Quanto menos tu fores, mais Eu sou. Agora, estendi a Minha Justiça por sobre a humanidade. Ela colhe aquilo que semeou. 

- Não haverá uma solução? De que modo tudo poderia mudar como Vós o quereis e assim a Vossa Justiça seria satisfeita?

- Vassula, quando for recebido 1 e não rejeitado pelas Minhas almas sacerdotais, Eu suspenderei a Minha Justiça. Eu avisei-os, mas eles continuam a esconder os Meus avisos. 

- Peço-Vos, Senhor, dizei-me: e por que procedem assim?

- Esquecem a Minha Omnipotência e as Minhas Riquezas, tendem a insistir numa só coisa 2 ; acreditarão, apenas se virem, sem ter em conta as Minhas Bençãos e isto magoa-Me. Criatura! Criatura! Reaviva a Minha Igreja; Vassula, honra-Me; a hora está próxima, bem-amada, a hora está próxima; o Amor regressará como Amor. 

- Agradeço-Vos, Senhor, bendigo-Vos.

Entre os dias 1 e 4 do mês, por três dias, sentia em mim uma angústia indescritível.

1 com o reconhecimento das Suas Obras atuais
2 uma prova concreta

 


 

 

 
GARABANDAL
4.9.1987


No meu caderno privado, Jesus deu-me uma mensagem que me alarmou. Estremeci, acabando por abandonar a mensagem. Mais tarde, voltei a escrever. Jesus repetiu a mesma mensagem. Começava a ter medo. Como aconteceu já uma outra vez, os meus pensamentos confundiam-se-me. Interrogava-me e perguntava a Deus: Mas por quê eu? Por que motivo começaram estes escritos? Por que me sinto assim tão ligada a Deus? Como era eu há um ano e meio e como sou agora? Vivo na Verdade e sinto-me responsável por tudo aquilo que acontece. Sinto que deveria agradar a Deus. E depois, persistem ainda as dúvidas que me têm feito pôr à prova o próprio Jesus. Fui até Ele, duvidando. Sabia-o e disse: "Então?". Pediu-me que experimentasse uma vez mais e tentasse controlar a minha mão. Queria escrever as minhas coisas, controlando eu própria a minha mão. Debatia-me, para poder escrever sozinha, mas sem o conseguir. Depois, Ele escreveu: "Escreve" e forçou a minha mão a escrever quatro vezes "Amor", enquanto eu lutava por fazer parar a minha mão.

- Eu sou Amor. Quero lembrar-te que pus sobre os teus ombros a Minha Cruz de Paz e de Amor. Vamos! Vamos! Upa! Upa! Minha filha, compreendes por que te elevei? Elevei-te para unir a Minha Igreja. Altar, não disse Eu que a verdade a ouvirás tu da boca da criancinha e não do sábio? Disse que os sábios ouvirão; e ouvirão, mas não compreenderão. Olharão; e olharão, mas não verão nada, pois o seu coração se endureceu e fecharam os seus olhos e os seus ouvidos. 
Vassula, redimi-te dos mortos, instruindo-te com a Sabedoria; não temas e avança. 

Jesus deu-me uma visão de mim mesma, como era diante dEle. Sentia-me hesitante. Tomou as minhas mãos nas Suas e puxava-me, caminhando às arrecuas para fazer-me avançar.

- Ó Minha filha, como te amo! Flor, tudo quanto sentes vem de Mim. Avança!

Tinha a impressão de ser como uma criancinha que dá os primeiros passos. Estremeci de alegria!

- Vassula, sendo tímida, tu inebrias-Me. Filha Minha, escreve a palavra "Garabandal". Vassula, quando te sacudi do teu sono, não era apenas para te despertar, mas também para Me poder servir de ti, bem-amada. Quando te purificava, não era apenas para te purificar, mas queria que tu sentisses a Minha Presença e que tu fosses à Minha Presença. Servir-Me de ti não era apenas utilizar-te para escrever as Minhas mensagens e os Meus desejos: era também para pôr por escrito as Minhas Bençãos para os Meus filhos de Garabandal. Eu venho, para que a Minha mensagem seja glorificada. Altar, conserva esta chama ardente; com o Meu Poder, Eu restaurarei a Minha Igreja. Ama-Me, não vaciles, apoia-te em Mim e repousa. Eu ajudar-te-ei, avança, a hora está próxima, reza Comigo: 

Pai, acolhei-me nos Vossos Braços,
deixai-me repousar junto de Vós.
Santificai-me, Pai,
quando me recebeis, perdoai os meus pecados,
como eu perdoei aos outros. 
Glória a Deus meu Pai, bendigo-Vos. Amém.
5.9.1987


- Vassula, não temas, escreve o nome "Garabandal". Garabandal é a seqüência de outros sinais. As aparições de Garabandal são autênticas. Acreditai, vós todos que não vistes, acreditai, acreditai. Minha filha, servi-Me de ti para manifestar-Me através de ti. Minha Mãe apareceu às Minhas almas escolhidas e da Sua boca foi dita a verdade; mas tantas Minhas almas sacerdotais declararam duvidosas estas aparições e outras renegaram-nas completamente. Eu manifesto-Me através de ti para tirar esta dúvida sobre Garabandal. As aparições de Garabandal são autênticas e os Meus filhos viram verdadeiramente a Minha Mãe e ouviram as Suas mensagens. Vassula, deverás suportar uma grande provação que tornará a Minha Cruz mais pesada sobre os teus ombros, aumentando o Meu Cálice de Justiça. Avisei o mundo. 

- Meu Deus, provavelmente, só poucos conhecem este acontecimento.

- É verdade. Muitos não o conhecem por causa das dúvidas e dos medos das Minhas almas sacerdotais. Duvidando, elas renegam as Minhas Obras divinas, esquecendo que Eu sou Omnipotente. Com o coração endurecido, perderam a sua espiritualidade; cegas, procuram sem luz e sem sabedoria. Todas as Minhas Obras foram sempre dadas a simples crianças e nunca a sábios. As Minhas Obras parecem pouco lógicas a seus olhos, mas é simplesmente porque eles se comparam Comigo. Eu nunca vos abandonei, desde o princípio dos tempos.

Fez-me compreender que os sinais nos foram dados para lembrar a Sua presença no meio de nós e para nos encorajar.

Vassula, lembras-te dos Fariseus?

- Sim, Senhor.

- Tinham-Me acusado de pregar contra a lei de Moisés. Que diferença há hoje? Fui acusado de não respeitar e cumprir os costumes do povo hebreu e de Me revoltar contra a sua lei. As acusações e incertezas de hoje são semelhantes. Deixa que te diga que aqueles que não acreditam nas revelações, nas aparições e mensagens de Garabandal são aqueles que Me ofendem. Ele são os Espinhos do Meu Corpo. Há tempos, disse-te que te conduziria com a Força Divina, nas profundezas do Meu Corpo Ensangüentado; disse que te mostraria, com o Dedo, aqueles que Me ofendem 1 . Eu sou Jesus Cristo, Filho Predileto de Deus. Vassula, não temas, pois Eu estou diante de ti. 


6.9.1987


- Jesus?

- Eu Sou. Alguma vez te abandonarei? Flor, envolve-Me com grinaldas de amor; reúne os Meus filhos à Minha volta, para que os abençoe, Eu que tanto os esperei. Esperei por esta hora. Vim para os acolher, para os abençoar. Reúne os Meus bem-amados, Meus cordeiros, abraça-os por Mim, acaricia-os por Mim, lembra-lhes a Minha promessa. Ama-os, une-os. Vem mais para o pé de Mim, deixa que te instrua com a Sabedoria.

1 no dia 11 de Junho, Deus disse-me que os não pouparia (Cad. 13). Então, não sabia eu a quem se estava referindo

 


ACREDITAR É TAMBÉM UMA GRAÇA
7.9.1987


- A Paz esteja contigo. 

- E Convosco também Senhor 1 .

- Assemelha-te a Mim, flor; deixa que a Minha Luz brilhe sobre ti, de forma a diminuir as tuas penas. O Meu Sopro afastá-las-á e fará cessar a sua razão de ser, deixando-te sorridente. O Meu orvalho de Justiça embelezar-te-á, flor; recebe a Minha mensagem de hoje. Não temas, pois estabeleci os Meus Planos muito antes que tu nascesses. 

- Isso significa que, seja o que for que aconteça, a mim, ás Vossas mensagens e a todos, é apenas por Vossa Vontade?

- Sim, bem-amada, tudo aquilo que acontecer virá de Mim. 

- Tenho medo de falhar, Senhor.

- E como poderias tu malograr os Meus Planos? Pensa bem: Tu és uma nulidade; e como poderia, então, uma nulidade ser algo que fizesse falir os Meus Planos? Mas tu és um nada; por conseguinte, não te inquietes. Deixa tudo nas Minhas Mãos. Vassula, Eu sou o teu Mestre; não temas, quando estás Comigo.

- Por favor, desejaria dizer uma coisa.

- À vontade.

- Sabeis que, ás vezes, penso ser completamente louca, demente?

- Eu sei.

- Então, imaginai agora aqueles a quem um dia eu irei mostrar tudo isto! Ficarão desorientados! Dirão que poderá haver uma explicação natural. Simplesmente, o que acontece é não acreditarem.

- Acreditar é também uma Graça. Ter a fé é também uma Graça. Ver, ouvir e compreender as Minhas Obras divinas é também uma Graça; e todas são Graças dadas por Mim. 

- Sim, Senhor.

- Vassula, trabalhei contigo. Honra-Me, filha Minha.

- Com a Vossa ajuda, eu não faltarei, Senhor.

- Então, escuta as palavras de Minha Mãe:

- "Vassula, pethi mou 2 , não temas, Eu estou contigo. Meu Filho Jesus limitou propositadamente as provas e os sinais que tu Lhe pedias; Ele tem as Suas razões. Contudo, deu-te a Graça de acreditar, instruiu-te com a Sabedoria. E, de fato, Vassula, tu acreditaste cegamente".

- É verdade.

- Sim, que de outro modo não terias este fervor no vir a Nós e no escrever, permitindo-Lhe que Se servisse de ti segundo o que Lhe apraz. Tendo-o feito, bem-amada, isso prova que tu acreditas cegamente, e Deus está contente com isso; a tua fé é grande. Jesus quer ensinar a outros a ter fé e a acreditar cegamente nas Suas Obras divinas. Sede inocentes, sede como criancinhas, nas quais Deus Se deleita.

- E se não acreditam, Santa Mãe?

A voz de Maria mudou subitamente de tom e tornou-se grave.

- Os teus sofrimentos serão grandes, tu serás como um espelho que reflete a Imagem de Jesus. Os Seus Sofrimentos serão refletidos em ti. 

- Quer dizer que Jesus sofrerá, se se mostrarem incrédulos e desdenhosos?

- Precisamente: Jesus sofrerá. Os Seus Sofrimentos notar-se-ão em ti.

- Mas, dado que havia preparado os Seus Planos muito antes, por que os não fez de modo a não haver contradições?

- Minha menina, os homens tendem, de fato, a pensar assim. Não esqueças os Seus Ensinamentos. Jesus quer que as Suas Obras sejam reconhecidas com a Graça.

- Jesus disse-me que me defenderia, se visse que me queriam fazer mal.

- De fato, Ele disse-o; e Eu digo-te, Minha filha, que também Eu te defenderei! Amo-te e não deixarei que alguém te faça mal. 

Estava muito comovida.

- Sou desprezível, tenho medo, mas agarrar-me-ei a Vós e a Jesus.

- Minha filha, dir-te-ei ainda algo mais: Deus estendeu a Sua Justiça por sobre os homens; o Seu Cálice, agora, está cheio. Ouve-Me atentamente, que estas Palavras escondem outras tantas: Glorifica a Deus, Vassula, Eu sou a tua Santa Mãe. Minha filha, tem confiança em Mim, não te canses de lutar. Lembra-te de que Jesus foi abandonado por todos no Caminho da Cruz. Ele levou a Sua Cruz sozinho. 

- Sim, Mãe, não Lhe pedirei nada mais, além daquilo que me dá.

- Vassula, deixa-Me responder à pergunta que tu fazes: Se ainda não acreditam, a cólera de Deus aumentará, enchendo mais ainda o Seu Cálice de Justiça; e sucederá aquilo que tu mesma viste na visão que Deus te deu. Reza e repara, pois o fim dos Tempos está próximo. 

- Sim, Mãe. Deus Vos bendiga.

- Eu Sou Jesus. Pequena, mantém-te pequena. Falemos juntos, compartilhemos este dia; permite-Me que seja o teu Santo Companheiro. 

- Senhor, permiti que Vos fale. Lembrar-me-ei da Vossa Presença.

- Vem. Nós. 

1 por ignorância, saudei-O assim, a Ele que é Paz
2 "Minha menina" - em grego

 

 

 

EU, O SENHOR, ESTOU ATRÁS DA TUA PORTA E BATO
7.9.1987


- A Paz esteja contigo, Minha filha. Lembra-te das Palavras que te repito; agora, lembra particularmente estas Palavras: "Eu, o Senhor, estou atrás da tua porta e bato. Se algum de vós Me ouve e abre a porta, Eu entrarei para participar na refeição, lado a lado, com ele. Aqueles que se mostrarem vitoriosos, Eu permitirei que tomem parte no Meu Trono, como Eu mesmo fui vitorioso e tomei parte com Meu Pai no Seu Trono. Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às Igrejas". Minha filha, diz-lhes, diz-lhes, recorda-lhes as Minhas Palavras, uma vez que as esqueceram.

- Jesus, ajudai-Me!

- Ajudar-te-ei sempre, Vassula. 

Suspirei.

- Agradeço-Vos, Senhor.


8.9.1987


- Vassula, deleita-Me e recebe-Me. Eu quero que tu Me sigas. Levar-te-ei a encontrar-Me no Meu Sacrário. Recebe-Me e abençoar-te-ei. Amo-te. 

Jesus continua a chamar-me, para que O receba na Santa Comunhão.

- Amo-Vos, Senhor, e virei.

   

 


 

A SABEDORIA ENCONTRA-SE NA BÍBLIA SAGRADA
9.9.1987


- Vassula, quero que as Palavras que te dê sejam conhecidas; desejo que estas Palavras sejam espalhadas por toda a parte: "Eu, o Senhor, abençôo os Meus filhos de Garabandal".
Vassula, abençoa-os, une-os.

- Farei tudo com a Vossa ajuda, Senhor.

Depois, "todo o inferno se desencadeou". Satanás enfurecia-se e, do mesmo modo, também os demônios todos. Também os demônios têm nomes e conheço aqueles que me atacam.

- Vassula, vem e far-te-ei compreender quanto te odeiam. Não temas.

Jesus puxou-me bruscamente para debaixo da terra. Reconheci o inferno, pois os meus pés caminhavam por sobre uma lama negra e espessa. O inferno é como uma gruta. Jesus ordenou-me que escutasse. Satanás disse: "Ah!Ah! É ainda ela, uma outra bruxa! Bo! Desconfia dela, fere-a, aleija-a para sempre; fere-a e, assim, venceremos; maltrata-a, para que sinta o ódio que lhe tenho a ela e a toda a Sua Criação. Sabi, vai também tu e fere-a. Odeio-vos a todos!". Satanás estava de novo como um louco. Jesus empurrou-me para fora e, com um tom de voz como a querer despertar alguém: "Agora, que compreendeste o seu ódio, deverias compreender com que determinação te persegue para obrigar-te a deixar de escrever. Eu, Jesus, amo-te e, sob as Minhas Asas, protejo-te, sem te perder de vista, um instante sequer".

Mais tarde.

- Vassula, não leias esses livros: eles não têm, nem sabedoria nem verdade. A Sabedoria encontra-se na Bíblia Sagrada. Estou contente por Me teres escutado.

Hoje, não fiz grande coisa; mais que nunca, meditei. Dando-me conta de que o tempo voava, apressei-me a fazer o almoço. Jesus olhava-me e interrompe o meu trabalho, dizendo: "Vassula, há um momentinho para Mim?". Respondi: "Certamente tenho milhões de momentinhos para Vós e não um só". Deixei o meu trabalho e fui escrever. Disse-me que deixasse de ler o livro que estava a ler, dizendo-me que não era bom. Esse livro falava de lendas, doutrinas, esoterismo... 1 escrito por autores sem conhecimento teológico.

Mais tarde, ao serão.

- Todas essas partes do Meu Santo Rosto foram feridas.

Contemplava a foto do Santo Sudário.

- Tudo aquilo que vejo?

- Sim, tudo. Arrancaram-Me parte da Barba, feriram-Me o Olho direito.

- Jesus, não sei o que dizer...

Estava impressionada.

- Diz-Me: "Amo-Vos!"

- AMO-VOS!

- Vassula, não desanimes NUNCA, Eu estou contigo. Juntos, levamos a Minha Cruz.

1 Jesus aconselha a não ler nunca livros esotéricos, enquanto os jovens de hoje se interessam extraordinariamente pelo esoterismo!

 


ENORMES REPARAÇÕES VOS ESTÃO AGORA A SER PEDIDAS
10.9.1987


- Amo-te. Vassula, até que Eu venha libertar-te, acredita em Mim cegamente.

- Jesus, sei muito bem que há momentos em que deveis estar verdadeiramente descontente comigo: todas as vezes que me deixo vencer pelas dúvidas. Nesses momentos, dá-se como que o resultado de uma multiplicação: Se multiplicais as dúvidas de São Tomé por dez, o resultado é a minha falta de segurança.

- E crês que Eu o não saiba, Minha bem-amada? Flor, tu és frágil e a tua fragilidade atrai-Me. Eu sou a tua Força. 

Jesus siciou-me ao ouvido algo que eu manterei em segredo.

- Vassula, Garabandal é a seqüência dos milagres. Entre um Milagre e o outro, tenho dado muitos outros sinais.

- Que milagres podereis escrever?

- Escreve alguns deles: Lourdes; depois, Fátima; e, agora, quero que tu escrevas Garabandal de San Sebastian. Glorifica-Me! Lembra-te de que Eu sou a Luz deste mundo.

Inesperadamente, Jesus recordou-me um sonho que tive a noite passada e que já tinha esquecido. Era a mesma visão que tivera ultimamente; mas, no sonho, era mais terrível.

- Escuta: Eu fiz-te rever a visão durante o sono, a fim de que tu sintas esse acontecimento. Não, não há salvação!

Lembro-me quando eu a vi vindo como uma onda gigante. Tentei correr e me esconder sabendo que era impossível.

- Mas, então, porquê tudo isto, se Vós nos amais? Porquê?

- É já sabido que sou um Deus de Amor e também um Deus de Justiça. 

- E que poderemos nós fazer para o impedir?

- Enormes reparações vos estão agora a ser pedidas a todos. Uni-vos e sede todos um; amai-vos uns aos outros, crêde em Mim, crêde nas Minhas Obras divinas, pois Eu estou sempre no meio de vós. 

 

 


A FRAQUEZA DOS HOMENS É A INFIDELIDADE
11.9.1987


- Vassula, deixa-Me dizer: A Sabedoria não te instruiu apenas para que tu encontrasses a Paz. A Sabedoria não te cobriu de mirra, apenas para perfumar-te com o Seu Amor Sublime. A Sabedoria não te conduziu através de veredas tortuosas para te meter medo e pôr-te à prova, abandonando-te, depois. Não, Vassula: Eu guiei-te, a fim de que tu fosses onde Eu queria que fosses. Eu mesmo levarei a bom termo aquilo que comecei e abençoei. Vem, repousa no Meu Ombro. Pequena Minha, raramente Eu encontro fidelidade entre os homens. Quero avisar-te da fraqueza dos homens que é a infidelidade. Eu amo-te e defender-te-ei, pois conheço a tua fragilidade. Permite-Me, flor Minha, que te beije. 

Inclinei-me e Deus beijou-me na fronte, a mim, Sua filha.

- Amo-te, santifiquei-te, libertei-te. Vem, Eu e tu, tu e Eu, Nós. Honra-Me, amando-Me ardentemente. 

- Amo-Vos, Pai Santo. Posso beijar as Vossas Mãos?

- Ama-Me sempre, Minha filha. 

Beijei os Seus Pulsos.

 

 


 


A FIDELIDADE
12.9.1987


- A Fidelidade encontra sempre uma passagem para vir a Mim. Ama-Me e sê fiel, menina; as Minhas Obras estão escondidas aos olhos dos sábios: Eu mesmo lhas escondi. Eu dou a Minha Sabedoria escondida aos humildes e às criancinhas simples. Minha filha, Eu sou Espírito e aproximei-te, ensinando-te de Espírito a espírito. Os Meus Ensinamentos foram-te dados em espírito e não no mundo em que se ensina a filosofia. Vassula, toma conta daquilo que irá acontecer, pois uma pessoa não espiritual não aceitará estas Obras como Obras do Espírito de Deus: Ela desacreditá-Las-á, na medida em que superam a sua compreensão. Isto só poderá ser compreendido através das vias do Espírito. Eu, o Senhor, sei aquilo que os sábios pensam; e Eu mesmo te digo, em verdade, que de fato Me não persuadem. 

Ao serão, por uma razão que não compreendia, a minha alma sofria. Desejava ardentemente Deus. Arrependi-me e perguntei-Lhe se não queria atender o meu arrependimento. De novo me encontrava diante de Deus, cheia de pecados.

 

 
SÊ O MEU ALTAR
13.9.1987


- Pai do Céu, não deixeis que os homens sejam a causa da minha destruição. Não deixeis que lancem fora aquilo que Vós já me destes. Causa do meu temor é a sua insensibilidade, quando fecham o seu coração e os ouvidos às Vossas Obras Celestes. Sou fraquíssima e vulnerável. Com uma só palavra, poderiam partir-me facilmente, como se parte uma lâmpada.

- Ó Vassula, Vassula, pega na Minha Mão! Se te perseguem, perseguem-Me a Mim, se te ridicularizam, ridicularizam-Me a Mim. O Amor sofre.

- Pai, protegei-me dessas pessoas.

- O Amor ajudar-te-á. Honra-Me com a pureza, sê o Meu altar. Leva, Comigo, a Minha Cruz. Altar, não te aflijas. 

- Bendigo-Vos, ó Pai; desejo-Vos ardentemente.

Mais tarde. Desde que esta revelação começou, era esta a segunda vez que sentia, na alma, uma angústia total, uma tristeza inexplicável e uma amargura, a que pensava não poder sobreviver. A minha alma sofria e sofria mesmo fisicamente: pontadas de dor me vinham do peito e ao longo dos meus braços. Jesus chamou-me.

- Vassula, tem compaixão de Mim e sente a Minha dor. Continuam a crucificar-Me.

- E por que Vos fazem isto?

- Bem-amada, não sabem o que fazem.

- Quem Vos faz isto?

- Tantas almas. Eu amo-as e elas desprezam-Me. Vassula, compartilha a Minha dor, sê uma só Comigo.

- Nós, Senhor?

- Sim, Minha filha: juntos, soframos por causa da infidelidade dos homens; pega na Minha Mão. Juntos.

- Juntos, Senhor.

 

 


 

 

O FERRO DA LANÇA
15.9.1987


- Jesus, não suporto que Vos magoem continuamente. Tirai depressa esses espinhos!

- Ó Minha filha, Eu mostrar-tos-ei, um após outro. Dir-te-ei onde eles estão e, com a Minha Força, tu mesma os tirarás, um a um. No lugar destes espinhos que Me ferem, consentir-te-ei que Me ofereças apenas flores do Meu Jardim de delícias, pois cresceram à Minha Luz, espalhando, por sobre a terra, o seu doce perfume e embelezando o Meu Jardim. No Meu Coração e nos Seus abismos mais íntimos, está ainda o ferro da lança 1 . Vassula, também este será lançado fora com a Minha Força, tirá-lo-ei para fora. Desta vez, não os pouparei. Reúne os Meus cordeiros e diz- lhes isto: "Eu, o Senhor, abençôo-os". 

17.9.1987

Vassula, estou enviando-te a ele 2   para que conheça a Minha Mensagem . Podes pedir a ele que te receba? Podes pedir-lhe que te guie?
Numa fração de segundo, repentinamente, em uma visão dada pelo Senhor, vi os demônios que vagueavam pela terra serem derrubados. Era como se o solo seco em que eles estavam tremesse e rachasse e se elevasse como um punho, derrubando-os. Eles, desarmados, caíram impotentes.

 Eu venho para unir os Meus filhos e abençoá-los.  .

18.9.1987

Esta sexta-feira, encontrei-me com o padre de uma paróquia grega, dentro da Igreja Greco-Ortodoxa. Eu contei tudo a ele. Ele ouviu, aceitando tudo que falei. Agora ele quer estudar as revelações.
1 simbolicamente
2 O padre greco-ortodoxo Alexanthros

 

 


 

 

ABANDONA-TE INTEIRAMENTE A MIM
20.9.1987


- Minha filha, deves ter compreendido agora como Eu atuo. Acredita, Vassula Minha, porque, em ti, Eu mesmo inspirarei muitas outras revelações. Abandona-te inteiramente a Mim e deixa que o Meu Dedo grave a Minha Palavra em ti. Vem, pequena, e acaricia-Me. 

- Sim, Senhor.

Jesus pede-me que O acaricie na grande imagem do Santo Sudário. Quando medito e Lhe falo, muitas vezes toco a imagem, acaricio as Suas Chagas, como se quisesse limpar os traços de sangue para O aliviar. É um hábito espontâneo que tenho, quando a meditação me absorve profundamente.

 


QUERO QUE ESTE DESERTO SEJA IRRIGADO
20.9.1987


- Vassula, as Minhas aparições e as de Minha Mãe, em Garabandal, devem ser reconhecidas. Escuta-Me, Vassula: todas as vezes que Minha Mãe aparecia às Minhas almas escolhidas, iluminando-as com a Sua Graça, Eu estava junto dEla, mas olho algum Me podia ver. Às vezes, aparecia, Menino, para abençoar quem Me glorificava. Minha filha, Eu desejo que estes lugares das aparições sejam honrados. Eu desejo que a Santa Sé Me glorifique, abençoando os lugares santos. Vassula, Eu não pretendo apenas Lourdes e Fátima, mas também Garabandal. Eu venho para glorificar as aparições de Garabandal. Eu desejo que a Minha Santa Sé abençoe este lugar, retificando tudo aquilo que foi deformado e proclamado como culpa ou falta de razão, pelas Minhas almas sacerdotais que Me ferem. Que ela tire as dúvidas e faça desaparecer os abusos cometidos por quem desacredita as aparições. A Minha Santa Sé fá-lo-á por Mim?

- Senhor, meu Deus, e como saberão tudo isto?

- Deixa-Me fazer a Mim este trabalho, Vassula; Eu mesmo encontrarei forma de o saberem. Minha filha, Eu desejo que todas as vezes que lhes dê um sinal, por pequeno que seja, da Minha Presença, a Santa Sé o glorifique, abençoando-o. Eu quero que o mundo reconheça a Minha Presença, as Minhas Riquezas, a Minha Misericórdia e as Minhas Obras divinas. Eu desejo que a Minha Santa Sé propague, numa larga escala, os Sinais que Eu dou para alimentar o mundo. A Minha Terra, quero-a Eu fértil. Não permitais que sejam arrancadas as poucas flores que restam; quero que este deserto seja irrigado. Quem regará o Meu Jardim? Por que se esquecem das Minhas flores?

- Bem-amado Jesus, se me não engano, foram precisos anos para que aprovassem o milagre de Fátima. Meu Deus, eu prevejo recusas, censuras e dificuldades de várias ordens, antes que aceitem.

- Flor, não te aflijas, deixa que te ajude. Vassula, Eu atinjo sempre os Meus fins. 

 

EU RECONDUZIREI MUITOS A MIM
21.9.1987


- Meu Deus, como quero eu que todos Vos reconheçam para Vos amar e se virem para Vós!

- Ó Minha filha, como o quero também Eu!

Parecia que Deus suspirasse por isso!

- Quanto desejo que todos compreendam que Vós estais sempre tão Presente e quanto Vós nos amais! Quanto desejo que compreendam que nós, nesta terra, estamos apenas de passagem e que Vós nos esperais. Quanto desejo que se amem uns aos outros e que renunciem ao seu ódio e ao seu egoísmo e que vivam uns para os outros, que sofram as dores uns dos outros, que Vos adorem a Vós, nosso Pai e que se unam. Quanto desejo que acreditem nos Vossos sinais sem os esconder, acreditando também dar-Vos prazer com isso. Quanto desejo compreendam que eles estão no erro e, por conseguinte, vejam as Vossas Riquezas!

- Vassula, os teus desejos são-te dados por Mim; eles penetram em ti. Eu conservarei para sempre a Minha Chama ardente, em ti, altar. Divulga as Minhas Palavras: "Eu, o Senhor, abençôo os Meus filhos de Garabandal!". 

- Senhor, divulgo as Vossas mensagens segundo as minhas possibilidades. Tenho necessidade de auxílios para as poder difundir mais e melhor.

- Vassula, Eu tenho-te dado testemunhas.

- Quereis dizer: os meus amigos e David ?

- E ainda outros. 

- Quereis dizer: os padres?

- Sim, Vassula, são as tuas testemunhas. 

- Sim, Senhor.

- Deixa que Eu grave as Minhas Palavras em ti. 

- Jesus, vem-me à mente aquele homem que não acredita, de fato, que esta revelação venha de Vós.

- Eu sei.

- Mas porquê, Senhor?

- Simplesmente porque se julga um sábio. 

- Ó meu Deus, tenho tantos desejos!

- Pede-Me, simplesmente. 

- Pedir, apenas?

- Sim, Minha bem-amada, pede. 

- Não importa o quê?

- Não importa o quê. 

- Desejo uma conversão, meu Deus, para melhor. Desejo que o coração dos homens se inflame de amor por Vós e que milhões de pessoas se ajoelhem para Vos adorar. Desejo que sintam aquilo que eu sinto: quanto Vós nos amais, quanto Vós estais perto de nós e quanto nós podemos viver em intimidade Convosco, ó Pai, Amigo e Deus, todo UM SÓ. Não poderíeis fazer resplandecer a Vossa Luz sobre eles e despertá-los, tal como fizestes comigo? Quero que partilhem desta felicidade e desta intimidade que eu mesma tenho Convosco. Peço-Vos, ó Pai; também eles são Vossos filhos. Amém.

- Vassula, tudo isso será feito. Eu reconduzirei muitos a Mim: apesar da sua maldade, ajudá-los-ei. Não te canses de lutar com o teu Deus. Nós?

- Sim, Senhor.

 

 

PROCURA SENTIR A MINHA PRESENÇA
22.9.1987


- Um pouco de atenção agrada-Me! Minha filha, estou contente! 

Jesus disse-me isto, porque, na Sua presença, tentava concentrar-me para distinguir o Seu aspecto. Hoje, tem os cabelos puxados para trás.

- Quando vejo que tu procuras sentir a Minha Presença, sinto-Me glorificado. Rezemos, Minha filha; começa assim: 

Ó Criador Bem-Amado, Espírito Santo,
Bendigo-Vos pelas Obras
de que me inundastes;
bendigo-Vos pela Luz
de que me revestistes;
Glória a Deus Omnipotente. Amém. 

Jesus sabe que me é difícil encontrar as palavras justas para o louvar. Esta oração é justamente para mim.

 

 

SEDE INOCENTES!
23.9.1987


- Noiva, não ligues àqueles que dormem profundamente, pois não sabem nada, não sentem nada, não vêem nada, não ouvem nada. E como o poderiam, uma vez que dormem e estão completamente inconscientes?

Jesus faz-me compreender a diferença entre os dois mundos: um, material e físico; o outro, invisível e espiritual.

- Vem, Eu sou Jesus Cristo, Filho Predileto de Deus. Se quisesse, poderia dar-te outras provas; mas limito-te por razões Minhas! Poder-te guiar cegamente, agrada-Me, porque Me glorifica! E depois, quero que isto sirva de lição para aqueles a quem a ciência cega. Eu quero-vos inocentes e simples. Guio-te deste modo particular, para que as Minhas almas sacerdotais compreendam que Eu, o Senhor, dou em abundância. Minha filha, diz-lhes que não é difícil acreditar nas Minhas Obras sobrenaturais. E porquê? Não serei Eu, porventura, Deus e Espírito? Sede como criancinhas e acreditai. Qual das criancinhas duvidaria que sou Eu Quem escreve e guia deste modo, se visse as Minhas Obras? Sede inocentes!

 

 


ECCLESIA RENASCERÁ!
24.9.1987


Eu senti Santa Maria perto de mim.

Vassula, sim, sou Eu, tua Mãe, Eu tinha aparecido para Meus filhos de Garabandal. Permiti que elas Me vissem e Me ouvissem. Eu apareci para elas e elas sabem. Eu quero que tu as abençoe.

- Santa Maria, ajudai-me a cumprir Vossos pedidos.

Vou guiar-te, Vassula.

- Obrigada.

Eu fiquei espantada. Mais tarde senti um odor de incenso ao meu redor.

- Eu sou Jesus. Abençoei-te e perfumei-te com o Meu incenso. Ecclesia renascerá! Nós somos um. Quando unir a Minha Igreja, não esperarei mais. Sentes como a Minha Alma suspira por ti? Eu virei a procurar-te, Minha bem-amada. Amo-te. 

Senti-me feliz por Jesus me ter dito isto, porque tenho a impressão de não pertencer mais a este mundo que se tornou para mim um exílio.

- Bem-amada, também Eu sofro por ter-te neste exílio, mas nada será em vão. Eu amo a Minha Criação e tu deves trazer a Mim a Minha Criação. Sofro, sabendo-te na terra. Vive por Mim, Minha filha. Tu deves recordar-te de como Eu Me imolei. Farás a mesma coisa por Mim, teu Pai?

- Tornai-me digna de Vós e de fazer todo o sacrifício, Senhor.

- Bem-amada, Eu, o Senhor, abençôo-te. Vem, nada será em vão.


25.9.1987


Esta manhã, senti ainda o cheiro a incenso. Sabia que Jesus estava justamente neste lugar.

- Minha nulidade, tudo aquilo que Eu te peço é o amor. Ama-Me e divulga as Minhas Palavras que são:

"Eu, o Senhor, abençôo os Meus filhos de Garabandal, Eu amo-os".


Bem-amada, agrupa-os, une-os. Aceita tudo o que está para vir, mesmo que seja alegria ou sofrimento, Eu estou diante de ti.

- Sim, Senhor, seja feita a Vossa Vontade e cumpram-se os Vossos desejos.

- Vem, sente-Me, compartilhemos tudo.

 

 

 

LIBERTEMOS UMA ALMA!
26.9.1987


- Vassula, juntos, libertemos uma alma que Me é muito querida e se encontra muito próxima das chamas de Satanás. Ela não se dá conta das ciladas que a rodeiam. 

- Quem é esta alma, Senhor?

- Uma esposa Minha.

- Uma Irmã?

- Sim, uma Irmã. Ela esqueceu-Me por causa da sua vaidade. Bem-amada, traz-Ma a Mim com o teu amor. Eu amo-a. Ama-Me e ela será liberta. Vassula, estas Obras são misteriosas para ti e para tantos; mas acredita-Me: Eu sou Jesus e a Sabedoria. Agora, irás bendizer-Me tu. Sente-Me, que isso glorifica-Me. Tudo se cumprirá segundo o Meu Plano. 

- Jesus, é tão belo estar, assim, Convosco!

- Vassula!...

- É belo, é maravilhoso!

- Vassula, alguma vez te abandonarei? 1 . Ama-Me, repara por aqueles que têm o coração como gelo para Comigo. Altar! Vive por Mim, aviva a tua chama na Minha. Altar! Não te esqueças nunca de quanto Eu te amo. Mantém-te ardente, inflama corações, sacia a Minha sede.

- Jesus Bem-Amado, tende-me ao pé de Vós; sinto-me perdida sem Vós.

- Ficarás sempre ao pé de Mim; esqueceste os nossos laços? Tu estás unida a Mim por laços eternos.

- Agradeço-Vos, Senhor, o terdes tomado cuidado de mim, o zero dos zeros, aquela que Vos havia rejeitado.

- Fui também renegado por Pedro, e sobre ele pus os primeiros alicerces da Minha Igreja: esqueceste-lo? Eu Sou o Senhor que te ama infinitamente e em ti, ó alma, gravei Eu as Minhas Palavras. Eu sou a tua Força. Guarda-Me no teu coração, agora e para sempre. 

- Sim, Senhor, ser-Vos-ei fiel.

- Vem, compartilhemos este dia, sê a Minha companheira. 

1 quando Jesus me diz isto, é tão belo que quase me sinto morrer. Só Deus pode ter este tom de voz

 

 

EU ESTOU CONTIGO, PADRE PIO
27.9.1987


Ontem, à noite, parecia que todo o inferno se havia desencadeado. O demônio estava furioso e atormentava de tal modo a minha alma, que cheguei a pedir ao Senhor que continuasse sem mim. Disse-Lhe que O amarei sempre, mas simplesmente me faltava a força para continuar. Arrependi-me imediatamente das minhas palavras e disse-Lhe que me deixasse por causa da minha indignidade.
Enquanto descansava, vi, diante de mim, os Pés de Jesus; estava descalço. Inclinou-Se e levantou-me. Depois, diante de mim, vi uma centena de pequenos degraus e, no cimo deles, vi Santos, que me faziam sinal para subir. Virei a cabeça e vi o rosto de um frade muito simpático que me era familiar, a falar-me em italiano. Era o Padre Pio! Perto dele, estava São Francisco de Assis que, depois, se aproximou de mim. Todos me animavam a continuar.

- Jesus?

- Eu Sou. Vassula, não temas.

- Jesus, perdoai a minha fraqueza.

- A tua fraqueza será aniquilada pela Minha Força.

- "Eu estou contigo, Padre Pio."

- Mas, Meu Deus, é verdade tudo isto?

- Sim, ele está Comigo. Foi beatificado por Mim. Eu estou contigo, como também a Minha Mãe e todos os Santos. 

Mais tarde, fui ao renovamento carismático. Não sabia que era um culto protestante e, assim, não conseguia acompanhar e estava silenciosa. Senti-me culpada, muito culpada da minha ignorância.

- Vassula, não te preocupes. Cada homem tem o seu modo particular de Me glorificar e louvar. A ti, dei-te este modo (escrever). Eu e tu, tu e Eu. Tu deves adorar-Me em silêncio. Recorda-te de que te dei já este ensinamento há alguns meses (Cad. nr. 12). Eu estou a teu lado. 

Senti-O tão próximo que podia tocá-Lo sensivelmente. Jesus deixou a minha alma numa harmonia e paz completas.

- Minha pequena, não serei Eu, porventura, o teu Esposo? Pois bem, e não deveria Eu, então, consolar-te, sempre que tens necessidade de ser consolada? Vem a Mim e serei Eu mesmo a levar os teus fardos; vem a Mim e consolar-te-ei! Abre-te Comigo, Minha filha, que Eu sou o teu Diretor Espiritual; Eu sou o teu Esposo, Eu sou Aquele que mais te ama, Eu sou o teu Criador e o teu Deus. Vem e lança-te nos Meus Braços e sente o Meu calor.

 

 



DEFINHA POR MIM
28.9.1987

 


Jesus chamava-me, desejava ardentemente encontrá-Lo e até Ele o desejava. Tinha a impressão de que já haviam passado anos, desde a última vez que estivemos juntos.

- Oh! Vem, bem-amada! Esperei impacientemente o momento de te encontrar deste modo! Juntos, Vassula, juntos, tu e Eu, santificaremos Garabandal, porque este lugar é santo, Minha Mãe e Eu aparecemos nele.

- Seja feita a Vossa Vontade, Senhor.

- Vassula, a timidez não é um pecado. Sou Eu que to digo. 

Sentia-me feliz por ouvir-Lho dizer. Inesperadamente, senti a minha alma definhar por Jesus.

- Olha para Mim. Minha pequena, o teu definhar por Mim glorifica-Me. Definha por Mim. Por ti, paguei Eu, com o preço do Meu Sangue. Vassula, por que razão procuras um Diretor Espiritual?

- Não o sei.

- Tu aprenderás Comigo, porque Eu sou Sabedoria e Verdade. Vem a Mim e instruir-te-ei. Vassula, amo-te. Diz a esse pastor que Eu restaurarei a Minha Igreja. Eu reanimarei a Minha Igreja. Eu escolhi-te para que trabalhasses Comigo. Vassula, vai ao encontro dele e fala-Ihe. Acaricia-Me, dizendo-lhe como Eu te ensinei a acariciar-Me, glorificando-Me 1 . Ama-Me, Vassula, pois o amor preservar-te-á da Justiça Divina, quando se abater sobre os pecadores. 

1 sobre a Imagem do Santo Sudário

 

 


 

 

MINHAS ALMAS SACERDOTAIS DESCONHECERAM-ME
28.9.1987


- Vassula, sentes-te feliz, por Eu te ter libertado?

- Sim, meu Deus, sinto-me muito feliz por estar Convosco. Sinto-me ligada a Vós e sou feliz por isso.

- Acreditas, agora, que Eu tenho laços de amor contigo?

- Agora, acredito, Senhor.

- Pequena, bendiz-Me. 

- Bendigo-Vos, Jesus; amo-Vos e agradeço-Vos.

- Vassula, sabes que tenho dado sinais e continuarei a dá-los, para vos dar a conhecer o Meu Nome, de modo que o Amor que Eu tenho por todos vós esteja em vós e para que Eu mesmo possa estar em vós. Mas tantas das Minhas almas sacerdotais desconheceram-Me diante dos homens. 

- Como, Senhor?

- Negando os Meus sinais, negaram também o seu Deus. Não disse Eu que o homem que Me renegar diante dos homens será também renegado diante dos Meus Anjos? Não disse que continuarei a fazer-vos conhecer o Meu Nome? Então, por que duvidam que Eu estou no meio de vós e, por Minha Misericórdia, vos concedo sinais e milagres que devem ser imediatamente aceites? Pois bem, deixa que te diga: Minha filha, apoderaram-se da chave do conhecimento! Eles não se aproximaram do conhecimento da verdade e põem em dificuldade aqueles que o desejariam fazer!

- Meu Deus! Dir-se-ia que Vós estais verdadeiramente irado, Senhor?

- Vassula, chegou o momento de Me glorificardes. Sê vigilante e fica junto de Mim. Amo-te, pequena, sê uma só Comigo. Nós?

- Sim, Senhor.

- Nós?

- Sim, Nós.

- Vem. 

 



EU NÃO POUPAREI OS CAINS
29.9.1987

 


- Meu Deus, Vós pareceis-me entristecido por algumas almas sacerdotais.

- Vassula, elas são responsáveis por tantas almas. Não só caem elas, mas arrastam tantas outras almas.

- Mas, Senhor, deve haver ainda algumas almas boas que Vos amam e trabalham como Vós quereis. Eu conheço algumas delas.

- Ah! Vassula, há tantas que seguem as Minhas instruções, imolando-se, vivendo humildemente, amando-se mutuamente e alimentando os Meus cordeiros. Elas são o sal da terra, os prediletos da Minha Alma. Elas são os Meus Abéis, são o bálsamo das Minhas Chagas, que suaviza a Minha dor. Com uma grande pena Minha, há também, no meio deles, os Caíns, as flechas do Meu Corpo, os pérfidos, cegos pela vaidade, malvados com tendências miseráveis. Esses são os espinhos da Minha Cabeça; os seus pecados são muitos, a hipocrisia é a sua mestra e justamente por causa deles a Minha Justiça se sente provocada. Pega na Minha Mão, Minha filha, fica junto de Mim e Eu próprio te mostrarei esses espinhos. Conduzir-te-ei, por Força divina, às profundezas do Meu Corpo. Far-te-ei ver a ponta da lança. Eu não pouparei os Cains, Vassula, porque... o que terão eles para oferecer-Me? As suas mãos estão vazias e não têm nada que oferecer aos Meus cordeiros. Eles gostam de se apresentar em público, gostam de ser saudados com respeito, são como sal que perdeu o seu sabor. Em verdade te digo, Minha filha, que eles são os Fariseus de hoje.

- Ó meu Deus, é terrível!

- Vassula, por esta razão, tudo aquilo que foi escondido será posto à luz e tudo quanto foi encoberto será revelado, uma vez que é essa a Minha Vontade. Agora, vem, não esqueças a Minha Presença.

- Não, Senhor. Eu vejo-Vos como o meu Pai Santo, o meu Santo Companheiro, Santo Irmão; e Santa Maria, vejo-A como a Minha Santa Mãezinha. Vós sois a minha Santa Família: como poderei eu esquecer-Vos?

- Minha amada, Eu sou também o teu Esposo. É deste modo que Eu desejo que tu Nos ames. Ama-Nos intimamente; honrando-nos, contudo, sem nunca esqueceres que Nós somos Santos. Nós somos a tua Família Santa, Eu sou o teu Deus. Sê vigilante.

- Sim, Senhor.

- Vamos.

- Sim.


Fonte: http://www.tlig.org/pgmsg/pgindex4.html



LEIA TAMBÉM
Vassula Ryden: 1987 - Agosto
Vassula Ryden: 1987 - Julho
Vassula Ryden: 1987 - Junho
Vassula Ryden: 1987 - Maio
Vassula Ryden: 1987 - Abril
Vassula Ryden: 1987 - Março
Vassula Ryden: 1987 - Fevereiro
Vassula Ryden: 1987 - Janeiro



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.340.741
Visitas Únicas Hoje: 693
Usuários Online: 178