LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
LISTAR MENUS

Artigos Medjugorje



Artigo visto 1795 vezes




Visto: 1795 - Impresso: 66 - Enviado: 20 - Salvo em Word: 39
Postado em: 06/10/08 às 10:36:10 por: James
Categoria: Artigos Medjugorje
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=18&id=600
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Medjugorje

Um médico, Bernard, esteve em setembro de 2006 em Medjugorje pela primeira vez. Embora batizado tinha rejeitado violentamente, aos doze anos, a Deus e a fé. Em 1998, graças a amigos cristãos, pode fazer um certo movimento de conversão, mas sua vida espiritual continuava ainda confusa.

No dia seguinte, à sua chegada, subiu, sozinho, a colina das aparições. Vendo espalhados alguns detritos, decidiu limpar o local. Começou a apanhar o lixo e a colocá-lo num saco. Então foi tomado de um intenso sentimento, sentiu que a Virgem o chamava a rezar junto a sua estátua. Mas ele não deu atenção e continuou com seu trabalho. Um pensamento se impôs a seu espírito: apanhar os detritos está bem, mas seria melhor que eu me ocupasse dos detritos do meu próprio coração e os depusesse aos pés de Maria. O apelo fez-se muito forte, quase irresistível e finalmente Bernard cai de joelhos diante da estátua. Mal tinha começado a rezar e vieram-lhe de repente à memória certas cenas horríveis de sua vida, que ele tinha há muito esquecido. O nome de uma mulher impôs-se-lhe. Era o de uma doente, entre milhares de pacientes encontrados na sua carreira médica, um nome desaparecera da sua memória há 35 anos. Reviu-se nessa noite, jovem estudante de medicina, encarregado de pacientes crônicos num hospital. Sem consultar a paciente nem pedir opinião a ninguém - o que é contra as regras - decidiu injetar nessa mulher uma forte dose de morfina. Ele conhecia o enorme risco para a vida da doente, mas na dureza do seu coração e no desejo egoísta de fazer uma experiência, não hesitou um segundo. De manhã a mulher estava morta.

Junto da estátua de Maria, Bernard reviu-se tal como era nesse passado longínquo, cheio de orgulho e cometendo os mais detestáveis pecados. Cada pecado subiu das suas profundezas e foi-lhe mostrado com clareza. Bernard estava a juntar seu próprio lixo e ficou confundido. Ele não imaginava guardar em si uma tal quantidade de coisas horríveis. Mas, entanto, sob o olhar amoroso e sem julgamento de Maria, na unção magnífica deste encontro com sua Mãe, Bernard não perdeu a coragem. Pelo contrário, tomado de um arrependimento verdadeiramente sincero, decidiu ir deitar todos estes horrores no coração de Jesus para que Ele os queimasse para sempre. Em seguida foi confessar-se e recebeu o dom de uma grande paz interior, essa paz que ele tanto desejava encontrar e que procurava há tanto tempo.

( Retirado do jornal Anunciando Medjugorje - Secretariado Rainha da Paz - Belo Horizonte - MG - dezembro/2006)
www.medjugorjebrasil.com

 
Total Visitas Únicas: 6.491.482
Visitas Únicas Hoje: 1.027
Usuários Online: 204