Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.405.820 Visitas Únicas Hoje: 1.769
Usuários Online: 313
Sistema de Busca
Documento sem título

Qual a aparição de Nossa Senhora mais importante na História?

Medjugorje

Fátima














Newsletter Espacojames
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

Obras Malignas




Salvar em PDF






Visto: 1864 - Impresso: 64 - Enviado: 16 - Salvo em Word: 49
Postado em: 04/04/11 às 10:38:21 por: James
Categoria: Obras Malignas
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=31&id=7583
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Obras Malignas

Realmente, muitos e muitos cristãos não conhecem a doutrina da fé .
Por causa dessa ignorância religiosa, muitos católicos abandonam a fé pura para ir beber em fontes poluídas, como diz o profeta Jeremias (cf Jr 2,13).

É triste e chocante o número imenso de católicos – até pessoas que se dizem piedosas – que acreditam na astrologia e se fazem escravos dos astros, professando uma verdadeira idolatria.

Cristo morreu por cada um de nós para que vivêssemos na liberdade de filhos de Deus. E São Paulo disse aos gálatas e a todos nós: É para que sejamos homens livres, que Cristo nos libertou. “Ficai, portanto, firmes e não vos submetais outra vez ao jugo da escravidão” (GI 5,1). Em seguida, o apóstolo advertiu-os sobre o perigo das obras da carne, entre elas a idolatria e as superstições, dizendo que os que as praticarem não herdarão o reino de Deus! (Gl 5,21c).

A Igreja, com base na Bíblia e na tradição herdada dos profetas e dos apóstolos, sempre condenou, veementemente, todas as práticas idolátricas e supersticiosas, uma vez que elas demonstram falta de amor, de confiança e de submissão a Deus. Constitui pecado grave contra o primeiro mandamento da Lei de Deus, que diz: “O Senhor nosso Deus, é o único Senhor. Amarás o Senhor; teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças” (Dt 6,4-5). Advertiu-nos severamente o Senhor:

Não se ache no meio de ti (…) quem se dê À adivinhação, À astrologia, aos agouros, ao feiticismo, À magia, ao espiritismo, À adivinhação ou À evocação dos mortos, porque o Senhor; teu Deus, abomina aqueles que se dão a essas práticas” (Dt 18,10-1 2a). Nenhum católico pode fechar os olhos e os ouvidos a essa palavra de Deus, sob pena de sucumbir na apostasia.

Santo Agostinho, já no século IV combatia veementemente as superstições e a astrologia. No seu livro A doutrina cristã escreve: Todo homem livre vai consultar os tais astrólogos, paga-lhes para sair escravo de Marte, de Vênus, ou quiçá de outros astros… Querer predizer os costumes, os atos e os eventos, baseando-se sobre esse tipo de observação, é grande erro e desvario. E conclui o santo doutor:

O cristão deve repudiar e fugir completamente das artes dessa superstição malsã e nociva, baseada sobre maléfico acordo entre homens e demônios… Essas artes não são notoriamente instituídas para o amor de Deus e do próximo; fundamentam-se no desejo privado dos bens temporais e arruínam assim o coração. Em doutrinas desse gênero, portanto, deve-se temer e evitar a sociedade com os demônios que, juntamente com seu príncipe, o diabo, não buscam outra coisa senão fechar e obstruir a estrada de nosso retorno (a Deus).”

Essas palavras fortes do Doutor da Graça são confirmadas pelas palavras de São Paulo, quando advertiu os coríntios de que “as coisas que os pagãos sacrificam, sacrificam-nas a demônios e não a Deus. E eu não quero que tenhais comunhão com os demônios. Não podeis beber ao mesmo tempo o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. (…) Ou queremos provocar a ira do Senhor? ” (1 Cor 10,20-21a.22a).

É preciso ficar muito claro a todo cristão que, segundo a tradição dos apóstolos, a astrologia é superstição e idolatria. E todos aqueles que se lhe submetem, desprezam a graça de Deus e se expõem ao poder das trevas.



Por outro lado, a astrologia carece de toda base científica. Se essa superstição tivesse qualquer base científica, a sorte e o destino, como dizem, de irmãos gêmeos, seriam as mesmas, já que nasceram no mesmo dia e horário e sob o mesmo signo. E sabemos que suas vidas são completamente diferentes. Esaú e Jacó eram gêmeos, mas a Escritura está aí para atestar como foram diversos os costumes deles, suas ações, penas e êxitos.

O advogado Danton de Souza fez o mapa astrológico do Brasil e escreveu o livro Predições astrológicas após cinqüenta anos de pesquisa. O livro foi publicado em 1983 e previa que no dia 3 de julho de l991 iria acontecer aqui algo tão terrível, que o astrólogo preferiu calar-se. Agora que passou, ninguém se lembra de nada grave nessa data! Puro engano!

A vida do cristão tem de ser vivida exclusivamente no amor de Deus, submissa à santa vontade dele.Nada de querer buscar poder e previsões do futuro fora de Deus, para não cair nos laços do demônio. Precisamos cada dia aprender a dizer com a Virgem Maria: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a lua palavra ” (Lc 1,38). Só seremos verdadeiramente felizes nesta vida e na eternidade, se aceitarmos a vontade do Senhor para nós.



Fonte: www.ultimasmisericordias.com











Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 04/04/11 às 10:38:21 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM










Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES