Espacojames


Página Inicial
Listar Devoção




Artigo N.º 7022 - A devoção aos anjos e às Santas Virgens
Artigo visto 3098 vezes




Visto: 3098
Postado em: 06/01/11 às 21:19:25 por: James
Categoria: Devoção
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=36&id=7022
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Devoção

Para a conservação da castidade "a devoção aos santos anjos, os amigos dos castos, é também grandemente eficaz".(Boudon) Os anjos exercem uma ação contínua sobre nós.

São Tomás sustenta que nenhum bem se faz em nós sem eles. Uma alma vale mais do que um mundo aos olhos de Deus, e é por isso que a Providência designa para junto de cada alma um espírito vigilante e protetor. (São Tomás) Ninguém está privado deste amigo invisível "que jamais adormece no seu posto". (Salmo CXX, 3); "que nos protege em todos os nossos caminhos, nos leva nas suas mãos, para os nossos pés não toparem com a pedra do caminho, desvia a flecha perdida no dia e a malícia que vagueia no meio das trevas". (Salmo XC, 6)

"Os anjos amam a castidade e são os seus protetores" (Cornélio a Lápide). Habituados a conservarem-se diante de Deus e a sentirem-se penetrados do Seu olhar, eles conhecem melhor as Suas infinitas delicadezas; inquietam-se com todos os perigos que a nossa alma pode correr, e ajudam-na a purificar-se das suas menores manchas. No perigo, o anjo da guarda adverte-nos; na luta, protege; na dúvida, aconselha; depois da falta, repreende: "Se os maus anjos são os tentadores e os cúmplices do pecador, os nossos bons anjos receberam de Deus a ordem de nos guardar, e são mais poderosos do que os demônios".(Santo Agostinho)

Nós somos "prisioneiros, ilaqueados pelos laços deste corpo mortal: espíritos puros, espíritos libertos, ajudai-nos a levar este pesado fardo e amparai a alma que deve tentar para o Céu contra o peso da carne que a arrasta na terra". (Bossuet)

A história dos castos refere exemplos memoráveis da proteção dos anjos. Judite afirma que é assistida, na sua viagem e na sua estadia no campo de Holofernes, bem como no seu regresso, por um anjo cuja incumbência é precisamente guardar-lhe a castidade (Judite, XIII, 20).

Santa Inês, numa hora em que o inferno parecia ir apoderar-se dela, encontra um anjo pronto para defender a sua virgindade (Ofício de santa Inês). Santa Cecília adverte Valeriano de que ela está sob a guarda de um anjo que vela ciosamente pelo seu corpo (Ofício de Santa Cecília).

Dois anjos pegam em Santa Aldegundes e fazem-na passar o rio Sambre a pé enxuto, para poder escapar a perseguições de alguns mal-intencionados. As lutas da castidade são uma ocasião de merecimento que os anjos não podem ter, eles "tomam parte na hora do combate cantando a valentia do vitorioso". (Bossuet).

As virgens coroadas são também as protetoras das virgens militantes. É "uma doutrina afirmada pelos teólogos e demonstrada pela experiência, que o poder distribuído pelos santos se refere particularmente às graças e às virtudes em que cada um deles se distinguiu" (Card. Pie).

Na terra, as virgens deram o exemplo; no céu oferecem a sua assistência. "Seguras da sua salvação, elas interessam-se pela nossa santificação: deixando o seu corpo, não deixaram todavia a caridade. Almas gloriosas, que escapastes aos laços deste mundo, tende piedade das que estão expostas ás suas seduções e dai-lhes auxílio". (São Bernardo)

Afetos. - "Ó Senhora minha, ó minha Mãe, eu me ofereço todo a Vós, e, em troca da minha devoção para conVosco, Vos consagro neste dia os meus olhos, os meus ouvidos, a minha boca, o meu coração e inteiramente todo o meu ser. E porque assim sou Vosso, ó boa Mãe, guardai-me e defendei-me como coisa própria Vossa". (Oração indulgenciada).

Exame. - Tenho eu uma devoção sólida e prática à Santíssima Virgem?- Rezo-lhe pela minha perseverança na religião e na castidade? - Tenho recorrido a Ela nas minhas tentações? - Sou, como Ela, reservada, modesta, prudente? - Não há nada na minha alma e no meu coração que possa ofender o Seu olhar? - Honro a São José e rezo-lhe? - Imploro o socorro das virgens? - Trato o meu anjo da guarda com respeito, não fazendo nada que o possa contristar? - Tenho por hábito orar-lhe, principalmente à hora do perigo, para que me guarde?

Resolução

Ramalhete espiritual. - "Rainha das virgens, Rainha dos anjos, rogai por nós". (Ladainha Lauretana)

(Ensaio sobre a castidade, pelo Pe. F. Maucourant, edições Paulistas, ano de 1959, com imprimatur)

PS: Grifos meus.


Enviado por email ao Espacojames: Jane de Castro Amorim



LEIA TAMBÉM
Contemplando a Paixão de Cristo
Via Matris - o Caminho da Mãe Dolorosa
Via Crucis - Santo Afonso Maria Ligório
Via-Sacra pelas Almas do Purgatório
Via Sacra Eucarística de São Pedro Julião Eymard
Via-Sacra Reparadora
Promessas de Jesus aos devotos da Via Sacra
A DEVOÇÃO DAS TRÊS AVE-MARIAS ( ...prometo-vos o paraíso)
Oração e História do Santíssimo Coração de Jesus ( foto da sagrada face de Jesus)



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.312.556
Visitas Únicas Hoje: 1.691
Usuários Online: 432