Estudo Bíblico: Os 7 "EU SOU" de Jesus
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.830.275
Visitas Únicas Hoje: 59
Usuários Online: 228
Sistema de Busca

 

Estudos Bíblicos




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 3559 - Impresso: 58 - Enviado: 25 - Salvo em Word: 64
Postado em: 05/04/14 às 08:58:34 por: James
Categoria: Estudos Bíblicos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=4&id=12184
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Estudos Bíblicos

Jesus Cristo no evangelho de João disse por sete vezes está afirmação: Eu Sou.


1. “Eu sou o pão da vida” (6.35)
2. “Eu sou a luz do mundo” (8.12; 9.5)
3. “Eu sou a porta” (10.7, 9)
4. “Eu sou a ressurreição e a vida” (11.25)
5. “Eu sou o caminho, a verdade, e a vida” (14.6)
6. “Eu sou a videira verdadeira” (15.1)
7. “Eu sou o bom pastor” (10.11)

 

 

1)  “Eu sou o pão da vida”. No capítulo seis, Jesus se viu às voltas com a tarefa de alimentar mais de cinco mil pessoas famintas. André apresentou a Jesusum garoto que trouxera um lanche — cinco pães e dois peixes (6.9). Servindo-se daquele escasso lanche, Jesus deu de comer ao povo e satisfez a necessidade física daquela multidão (6.12). Quando o povo retornou no dia seguinte, obviamente em busca de mais uma refeição grátis, o Senhor os advertiu dizendo:


"Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna" (6.27). Então, passou a ensinar-lhes a respeito de sua necessidade espiritual, e declarou:

Eu sou o pão da vida” (6.35). A motivação daquelas pessoas estava errada (6.26). Ao virem até ele apenas para buscar o pão físico, não se aperceberam do significado do milagre.

--

 


2) “Eu sou a luz do mundo”. Você já parou para pensar a necessidade da luz. Lembro-me de dias que acaba a luz em casa e ficamos naquela escuridão, como fica difícil se movimentar dentro da casa. Acabamos por “chutar” o pé da cama acertando o nosso dedinho do pé e aquela dor insuportável. Sem luz a vida fica difícil. Pode ser num sítio, numa fazenda, lá existe uma lamparina, uma vela, algo que possa iluminar nosso caminho. Jesus era um professor espetacular. Usava símbolos do nosso cotidiano para falar de verdades eternas. Ao dizer que ele era a luz do mundo, as pessoas conseguiam entender que o que ele estava querendo dizer é que ele era genuinamente Deus.

 

--

3) "Eu sou a porta". Fizemos um paralelo entre Jesus e o ladrão: 10.10   O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Jesus afirmou categoricamente: 10.9   Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.

--

4)  “Eu sou a ressurreição e a vida”. Falamos da família enlutada de Marta e Maria que recebeu esta palavra de Jesus: 11.25   Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; 11.26   e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente.

 

--

5) Jesus disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida" -  Algumas pessoas têm dito que: “todas as religiões são certas e boas. A pessoa apenas tem seguir uma corretamente”. Porém, não é isso que a Bíblia ensina. A Bíblia ensina que Deus estabeleceu uma única maneira de o homem chegar-se a Deus: Jesus Ele não é uma senda incerta, uma trilha insegura, um atalho duvidoso, uma estrada perdida, uma rota dentre outras, um caminho qualquer, mas o Caminho. Não existem vários caminhos para Deus. Não existem várias sendas para a bem-aventurança eterna. Jesus é o único caminho para o Pai. Ele é a única vereda que nos conduz à eternidade de glória. Fora dele ninguém pode chegar ao céu. Jesus é o único caminho entre Deus e os homens. 

 

--

 

6) "Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor." -  Videira cujo fruto é a uva era algo bem familiar nos dias de Jesus. Sabemos que o vinho era muito apreciado nos dias de Jesus, tanto que seu primeiro milagre foi transformar água em vinho num casamento em Caná da Galiléia. O próprio símbolo da sua morte e ressurreição é o pão e o vinho. Ele é a videira e nós os ramos. Temos que dar frutos senão o pai, o agricultor, corta. Porém aquele que dá fruto, ele limpa, para que produza mais fruto ainda. Estes frutos são orientados por Paulo: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, 5.23   mansidão, domínio próprio”. (Galatas 5.22-23).

 

--

 

 

7) “Eu sou o bom pastor” -  Nós estamos longe do contexto dos dias de Jesus. Se perguntarmos para criança da onde vem o leite, ela vai afirmar que é da caixinha. Era comum para Jesus o contexto bucólico, do pasto, do campo, ovelhas e aqueles que cuidavam das ovelhas: pastores.

PASTOR E OVELHA: A ovelha que pode ser chamado no masculino por carneiro e quando pequeno como cordeiro. A ovelha (fêmea) é um animal dócil, e sem nenhum mecanismo natural de defesa. As ovelhas requerem mais atenção do que qualquer outro tipo de rebanho. Elas não podem cuidar de si mesmas. As ovelhas não enxergam longe, são desajeitadas e se assustam facilmente. Um rebanho inteiro pode fugir desabaladamente ao se assustar com um coelho.  É um animal indefeso, míope e incapaz de cuidar de si mesma. Ela necessita do cuidado do pastor. Pouca coisa a ovelha faz para se defender. Existem animais que tem garras, dentes, veneno, odores. A ovelha não. Ela se cansa fácil. Se protege com a cabeça, mas a cabeça é onde enxergamos. Não tem um mecanismo rápido. São criaturas tímidas. O único recurso que têm é correr se não tiverem um pastor para protegê-las.

 

 

BOM PASTOR X MERCENÁRIO:  Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas. 10.12   O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa.10.13   O mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado com as ovelhas. 10.14   Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim,

Para esclarecer Jesus contrapõe ao verdadeiro pastor em oposição ao mercenário. A palavra melhor seria assalariado (misthotos), uma pessoa que por determinado salário realiza determinado trabalho. Uma pessoa contratada para pastorear as ovelhas, porém, não ama de verdade, as ovelhas não lhe pertencem, não possui um interesse real por elas. Cuida delas como é seu dever, mas não se considera obrigado a empenhar sua vida. O lobo era um animal muito temido na Palestina. Quando a fera se aproxima, ele abandona as ovelhas e salva a sua vida. O que ele está destacando é que Ele é o bom pastor: 10.14   Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim, 10.11   Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.

Talvez Jesus estivesse se referindo a algum dos principais grupos religiosos e políticas da época de Jesus. Vejamos quais eram eles:


SADUCEUS: Eram integrantes de um partido constituído por grandes proprietários de terras e membros da elite sacerdotal. O famoso historiador judeu Flávio Josefo (35 d.C.- 111 d.C.) escreveu que os saduceus representavam o poder, a nobreza e a riqueza. Conciliadores em relação ao domínio romano, eles controlavam o Sinédrio (o senado de Israel) e o Templo de Jerusalém. Negavam a vida eterna.

ESCRIBAS: Já os Escribas não estavam ligados a um segmento social específico, nem constituíam uma seita ou partido, na acepção estrita das palavras, porém desfrutavam de enorme autoridade, como intérpretes abalizados das Sagradas Escrituras. Homens de grande erudição, eram consultados em assuntos polêmicos e influenciavam as decisões do Sinédrio, onde estavam representados - por isso, tiveram também sua parte na condenação de Jesus.

 

 

FARISEUS:  Já os Fariseus faziam parte de um movimento com ramificações em todas as camadas sociais, principalmente nas classes dos artesãos e pequenos comerciantes. Muito religiosos e extremamente formalistas, os fariseus se separavam do resto da comunidade judaica pelo cumprimento ultraminucioso de todas as regras de pureza prescritas na Torá, em especial no livro do Levítico. Daí seu nome, fariseus, que deriva da palavra hebraica perishut ("separação"). Eram ativos nas sinagogas e, em várias ocasiões, foram admoestados por Jesus, que os criticava por se apegarem aos detalhes superficiais da Torá, enquanto negligenciavam seu conteúdo profundo. Dirigindo-se a eles e aos doutores, o mestre os chamou de "condutores cegos, que coais o mosquito e tragais o camelo!"

É claro que temos hoje mercenários no meio da igreja: “pastoreai o rebanho de Deus que há entre você, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade” (1 Pedro 5.2)

Sabemos que o lobo aqui é Satanás, que arrebata e dispersa as ovelhas: 10.12   O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa.10.13   O mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado com as ovelhas. Na realidade o mercenário não tem disposição e autoridade para vencer o lobo, que seria exatamente o Diabo: “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10.10).

O BOM PASTOR DÁ A VIDA: 10.11   Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.  10.15   assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. 10.17   Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir. 10.18   Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai.

 

 

Lá estava Jesus, com os doze discípulos, celebrando a Páscoa. Ele ensina a eles a humildade, lava-lhes os pés. Aponta o traidor, e este sai na escuridão daquela noite para o trair. Saem de noite, do Cenáculo, na noite da trama, da armadilha, dos acordos escusos, do suborno traidor, na calada da noite. O sinédrio está reunido na surdina, com planos diabólicos, subornando testemunhas, comprando a consciência fraca de Judas. Saem do Cenáculo apenas em 11. Judas não voltou. Descem o Monte Sião. Cruzam o Vale do Cedrom. Entram no jardim do Getsâmani.

Era noite. Dos 11 que o acompanham, 8 estão ficando para trás. E parece que por ordem dele: “Assentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar.” Continua Jesus caminhando, mas agora, somente com três. A angústia toma conta de sua alma: “A minha alma está profundamente triste até a morte”. Os tres ficam também para trás. Ele agora segue sozinho. Ajoelhou-se o Senhor do céu e da terra. Ajoelhou-se o Rei do Universo. Ajoelhou-se o Deus encarnado. Prostrou-se com o rosto em terra. Precisava tomar uma decisão: ir ou não para a cruz?

 

 

 

10.11   Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.  10.15   assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas. 10.17   Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir. 10.18   Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai.

 

COMO ERA FEITA A CRUCIFICAÇÃO

Primeiro, o prisioneiro era despido e humilhado publicamente. A seguir era forçado a deitar-se de costas no chão, suas mãos eram pregadas ou atadas ao braço horizontal da cruz (o patibulum), e seus pés ao poste vertical. Então a cruz era erguida e jogada num buraco escavado para ela no chão. Em geral, providenciava-se um pino ou assento rudimentar a fim de receber um pouco do peso do corpo da vítima para que não se rasgasse e caísse. Aí ficava o crucificado pendurado, exposto à intensa dor física, ao ridículo do povo, ao calor do dia e ao frio da noite. A tortura durava vários dias.

Crucificacao


CRISTO MORREU POR NÓS

3.18 "Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir-vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no espírito"  (1 PEDRO 3:18).

Aquela cruz era minha e sua. No Jardim do Édem, o ser humano decidiu viver distante de Deus. Mas Jesus morreu por nós para nos reconciliar com Deus novamente. Jesus não é uma senda incerta, uma trilha insegura, um atalho duvidoso, uma estrada perdida, uma rota dentre outras, um caminho qualquer, mas o Caminho. Não existem vários caminhos para Deus. Jesus é o único caminho para o Pai. Ele é a única vereda que nos conduz à eternidade de glória. Fora dele ninguém pode chegar ao céu. Jesus é o único mediador entre Deus e os homens. Ele é o caminho, ele é a porta, ele o único que pode nos tomar pela mão e nos reconciliar com Deus.

 

CONCLUSÃO

 


QUEM É JESUS CRISTO?

Jesus Cristo é o centro da história. Ele é o Pai da eternidade, o criador, o sustentador, o redentor. Ele é o verbo que se fez carne. O Deus que se fez homem. O Santo que se fez pecado. O Bendito que se fez maldição. O rico que se fez pobre, aquele que preenche todas as coisas. Ele é o alfa e o ômega. Ele é o Senhor, o Rei dos reis, aquele que venceu a morte e triunfou sobre o diabo. Diante dele se dobra todo joelho no céu, na terra e debaixo da terra.

E para você, quem é Jesus? Eu creio que todos você tendes uma opinião formada sobre Jesus. Já ouvistes sobre ele. Já lestes vários livros sobre ele. Nenhum personagem da história foi contemplado com tantas obras literárias. Jamais alguém influenciou tanto a humanidade.


QUAL É O PROPÓSITO DA SUA VINDA A TERRA?

Ele deixou o céu, o seu trono de glória, a companhia dos anjos, querubins e serafins. Ele se esvaziou, se humilhou, tornou-se um bebê, um pobre carpinteiro, um humilde camponês. Ele não tinha onde reclinar a cabeça. Foi homem de dores, veio para morrer. Ele carregou no seu corpo o nosso pecado. Foi perseguido, traído, negado, preso, acusado, espancado, cuspido, escarnecido, pregado na cruz. Ele sofreu o desamparo de Deus, a crueldade dos homens. Ele bebeu sozinho o cálice da ira de Deus que os pecadores merecem. Ele morreu pelos nossos pecados, veio para buscar o perdido, reconciliar-nos com Deus e justificar-nos diante do trono santo de Deus. Ele veio para salvar-nos.


JESUS COMO MESTRE

Aqueles que foram prendê-lo voltaram de mãos vazias e disseram: “Ninguém jamais falou como este homem”. Ele falava com autoridade e não como os escribas e fariseus. Ele se distinguia pela natureza dos seus ensinos, pela excelência do seu exemplo e pela riqueza de seus métodos. Ele não escreveu livros, mas transformou vidas. Ele não apenas ensinou a verdade, ele é a verdade. Ele não apenas foi o Mestre, mas foi o conteúdo do seu ensino. Ele não apenas foi o supremo profeta, mas é o conteúdo das profecias.


JESUS COMO MÉDICO

Ele andou por toda a parte fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo. Ele fez maravilhas, realizou o impossível: curou cegos, purificou leprososos, levantou os paralíticos, desimpediu a língua dos mudos e abriu o ouvido dos surdos. Ele ressuscitou os mortos. Ele devolveu a esperança àqueles cujos sonhos já estavam sepultados.


O QUE OS INIMIGOS PENSAM DELE?

1. OS FARISEUS – Você fariseus, que estivestes sempre espreitando o Cristo, com inveja dele, com malícia no coração, com desejo de apanhá-lo no contrapé, com perguntas capciosas, com projetos iníquos de matá-lo, O QUE PENSAIS DO CRISTO?

a) Ele recebe pecadores – Oh, sim, isto é verdade! Jesus foi amigo dos pecadores. Ele conversava com os proscritos publicanos, com os rejeitados pecadores, com as escorraçadas prostitutas. Ele acolhia e abraçava os párias. Ele toca os imundos leprosos. Esta é a nossa grande esperança! Esta é a verdade mais acalentadora do Cristianismo. Ele veio para os doentes. Ele veio buscar o perdido. Ele veio para gente que se sente arruinada, quebrada, falida. Ele veio para os falidos moralmente. Para aqueles que estão no fundo do poço.

b) Ele salvou os outros e a si mesmo não pode salvar – Sim, isto também é uma tremenda verdade. SE Jesus descesse da cruz, todos nós desceríamos ao inferno. SE Jesus descesse da cruz, jamais poderíamos subir ao céu. Ele não poupou a sua própria vida, para que fôssemos salvos. Ele morreu a nossa morte, para vivermos a sua vida.


2. PILATOS – E você Pilatos, o pensais do Cristo, visto que tendes a tarefa de julgá-lo? O que pensais do Cristo, diante da pressão dos sacerdotes, da gritaria da multidão? “Eu não vejo nele crime algum”.

3. A MULHER DE PILATOS – E você, mulher de Pilatos, que sonhastes com Jesus, o que pensais você dele? O que tendes a dizer para o seu marido a respeito de Jesus? “Não te envolvas com este justo”.

4. JUDAS ISCARIOTES – E você Judas, que fostes apóstolo de Cristo, que vistes os seus milagres, que ouvistes suas palavras, que vistes seu exemplo. Você que traístes a Jesus, que o vendestes por trinta moedas de prata, que o entregastes aos soldados romanos usando o beijo traidor, O QUE PENSAIS VOCÊ DO CRISTO? “Eu trai sangue inocente”.

5. JOHN LENON – E você John Lenon que dissestes que os Beatles eram muito mais famosos do que Jesus Cristo e que dissestes que o Cristianismo passaria. O que pensais você do Cristo? "Os Beatles se separaram. John Lenon morreu e Jesus continua no Trono."


O QUE OS SEUS AMIGOS PENSAM DO CRISTO

1. JOÃO BATISTA, O PRECURSOR – E você, João Batista, que sois o seu precursor, o que pensais do Cristo? “Ele é o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Ele é o Filho de Deus, o que batiza com o Espírito Santo”.

 

2. PEDRO – E você, que negastes o Cristo e por isso muito chorastes, o que pensais do Cristo? Você que o vistes no Monte da Transfiguração, você que fostes crucificado de cabeça para baixo, por vos achares indigno de ser morto como Jesus, o que pensais dele? “Ele é o Cristo, o Filho do Deus vivo” – “Só ele tem as palavras da vida eterna” – “Sim, o Jesus que foi crucificado, Deus o ressuscitou e o fez Senhor e Cristo” – “Agora não há salvação em nenhum outro nome dado entre os homens pelo qual importa que sejamos salvos”.


3. JOÃO – E você discipulo amado, que vos reclinastes no peito de Jesus, o que pensais dele? “Ele é o verbo que se fez carne” – “Ele é o Alfa e Ômega, o Rei dos resis, o Senhor dos senhores”.


4. TOMÉ – E você Tomé, que andastes com Cristo, vistes os seus milagres, ouvistes os seus ensinos, mas duvidastes a princípio da sua ressurreição, quando ele se fez presente entre os discípulos, o pensais do Cristo? “eu me prostrei e adorei e disse-lhe: Senhor meu e Deus meu”.


5. PAULO – E você Paulo, que antes perseguias a Cristo e sua igreja, que fostes convertido no caminho de Damasco, que dedicastes vossa vida para percorrer o mundo pregando o Evangelho, o que pensais você do Cristo? “Ele é a minha vida. Para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro” – “Já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim” – Ele é a minha esperança – Ele é a "minha vida" – "Ele é tudo em todos" – "Dele, por meio dele e para ele são todas as coisas." -  "Ele é o Senhor" – "Deus o exaltou sobremaneira e deu-lhe onome que está acima de todo nome para que ao nome de Cristo se dobre todo joelho no céu, na terra e debaixo da terra."


O TESTEMUNHO DO INFERNO

1. OS DEMÔNIOS – E você, demônios, que o tendes visto antes da vossa queda, que fostes expulso do céu, que andais oprimindo os homens, pervertendo os corações, fazendo estragos terríveis na história, O PENSAIS VOCÊ DO CRISTO? “Apareciam gritando: Jesus Filho do Deus Altíssimo, viestes atormentar-nos antes do tempo?”. Para os demônios Jesus é o Filho de Deus, o Santo, Jesus é o atormentador dos demônios. Ele se manifestou para destruir as obras do diabo (1 Jo 3:8). Ele triunfou sobre o diabo e suas potestades na cruz. Ele os despojou e os expôs publicamente ao desprezo. Jesus é aquele que esmagou a cabeça da serpente. Jesus é aquele diante de quem todo joelho vai se dobrar no céu, na terra e no inferno.


2. OS PERDIDOS E CONDENADOS QUE REJEITARAM A CRISTO – E você, que a despeito de ouvirdes a mensagem da salvação rejeitastes a Cristo, O QUE PENSAIS VOCÊ DO CRISTO? Vão pedir: “Senhor, Senhor, abra-nos a porta.” Vão clamar, “Senhor refresca a minha língua porque estou atormentado nessas chamas”. Vão reconhecer tarde demais que Jesus é o único Salvador. Vão procurar fugir da presença e da ira do Cordeiro, vão desejar a morte, mas a morte não porá fim ao sofrimento deles. Serão banidos para sempre!


O TESTEMUNHO DO CÉU


1. O TESTEMUNHO DO PAI – E você, Deus Pai, O QUE PENSAIS DO CRISTO?

1) "Ele é o meu Filho Amado, em quem me comprazo" 

2) "Ele é meu Filho amado, a ele ouvi." Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu um nome que está acima de todo nome. Ele é o herdeiro de todas as coisas. O Senhor do universo. O juiz de vivos e de mortos.

2. O TESTEMUNHO DO ESPÍRITO SANTO – E você, Espírito Santo, supremo consolador, O QUE PENSAIS VOCÊ DO CRISTO? "Eu vim para o mundo para ser o outro consolador". -  "Eu vos farei lembrar tudo o que ele vos disse". -  "Eu vim para dar testemunho dele". - "Eu vim para glorificá-lo." - "Eu vos guiarei a toda a verdade." - "Jesus é a verdade." - "Eu vos convencerei do pecado para que possais crer em Cristo."


3. O TESTEMUNHO DOS ANJOS – E você anjos que assistis diante do trono de Deus, O QUE PENSAIS VOCÊ DO CRISTO? "Oh, Ele é o Salvador, o Cristo, o Senhor que nasceu em Belém. Ele ressuscitou dos mortos e não está mais no túmulo" -  "Ele voltará do mesmo jeito que foi para o céu" -  “Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor” (Ap 5:12).

4. O TESTEMUNHO DOS REMIDOS NO CÉU – E você, remidos de Deus, que já estais na glória, O QUE PENSAIS DO CRISTO? “Depois destas coisas, vi, e eis grande multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos e clamavam em grande voz, dizendo: Ao nosso Deus, que se assenta no torno, e ao Cordeiro, pertence a salvação (Ap 7:9,10).


5. O TESTEMUNHO DO PRÓPRIO JESUS – E você, ó Cristo, O QUE PENSAIS DE VOCÊ MESMOS? "Eu sou o Mestre e o Senhor" -  "Eu e o Pai somos um. Eu sou o verbo que se fez carne" -  "Eu sou o criador do universo, o salvador do mundo, o Messias prometido, o doador da água da vida, o perdoador de pecados, a única esperança da humanidade."

“Eu sou o pão da vida” (6.35)
“Eu sou a luz do mundo” (8.12; 9.5)
“Eu sou a porta” (10.11-20)
“Eu sou a ressurreição e a vida” (11.25)
“Eu sou o caminho, a verdade, e a vida” (14.6)
“Eu sou a videira” (15.1)
“Eu sou o bom pastor” (10.1-10)


UM SÓ REBANHO, UM SÓ PASTOR

10.16   "Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor."

UM SÓ REBANHO (CTP 260)

Um só rebanho, um só pastor, uma só fé em um só salvador.
Em teu amor unidos aqui, num mesmo espírito vamos a ti.

Um só rebanho, um só pastor. Fruto, ó Senhor, desse teu grande amor.
Só nos gloriamos na tua cruz. Sê tu louvado, bendito Jesus!

Um só rebanho, um só pastor. Ó Cristo, és digno do nosso louvor.
Tu és o imã que nos atrai, e só por ti adoramos o Pai.

Um só rebanho, um só pastor. Nós esperamos por ti, ó Senhor.
É face a face que vamos ver quem nos amou e por nós quis morrer.

 



Li o texto em um site protestante e achei muito profundo, por isso compartilho com os irmãos este estudo. E que Deus abençoe este pastor pelas palavras aqui escrita.
Fonte: http://pastordanieldutra.blogspot.com.br/





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 05/04/14 às 08:58:34 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES