Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 10925 - Cientistas afirmam que o Santo Sudário cada vez mais “desafia a inteligência humana”
Artigo visto 2499 vezes




Visto: 2499
Postado em: 25/04/13 às 13:50:06 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=10925
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

O Diretor do Centro Internacional de Sindonología de Turim, Bruno Barberis, assinala que depois de rigorosas investigações e experimentos a ciência não consegue compreender a natureza do Santo Sudário.

 

O Santo Sudário, também conhecido como a Síndone, é o pano de linho que envolveu o corpo de Jesus Cristo após a sua crucificação. O manto tem o rosto impresso e o corpo maltratados de um homem que coincide com a descrição de sua paixão.
 
Barberis assinalou em uma entrevista concedida ao Grupo ACI que para ele, a Síndone “é realmente um desafio para a inteligência humana”.
 
É um dos objetos mais interessantes do mundo, porque obtivemos grandes avanços, mas frente a um simples manto e à formação de uma imagem, somos incapazes de compreender”, acrescentou.
 
Os cientistas conseguiram viajar a outros planetas e inclusive clonar seres vivos, mas para eles, o Santo Sudário continua sendo um mistério, e no momento, somente a Igreja e sua história têm a resposta.
 
Segundo a história da Igreja, os primeiros cristãos levaram consigo o manto para preservá-lo da perseguição. Desde Jerusalém e ao longo dos séculos, atravessaram Edesa, Constantinopla, Atenas, Lirey, Chambery e finalmente, chegaram a Turim, onde hoje em dia, foi objeto de numerosas investigações, e onde encontraram que este percurso descrito pela história da Igreja, coincide com a procedência dos 57 tipos de pólen que aparecem incrustados no tecido.
 
Está claro que um corpo normal não pode deixar uma imagem deste tipo em um pano, e foram feitas muitas hipóteses com o fim de conseguir a formação de uma imagem do mesmo tipo. Se fizeram muitos experimentos que tentaram reconstruir esta imagem com as mesmas características de formação, mas nenhum deles foi capaz de obter uma imagem com as mesmas características da Síndone”, explica Barberis.
 
 
 
 
 
As provas com Carbono 14 (C-14) não são válidas
 
Durante sua permanência na França, no ano 1632, o manto foi recuperado de um incêndio na França. Isto não permite aos cientistas de hoje em dia datar com segurança sua origem, já que as mudanças químicas que se produzem em uma reação química como a combustão, falseiam os resultados da prova de datação com Rádio C-14.
 
O problema da prova de datação do Rádio Carbono é que pode receber poluição biológica e química, e por exemplo um incêndio, pode aumentar a idade de um tecido em vários séculos, portanto, esta prova fica descartada na hora de encontrar sua idade real”.
 
Estudos em mantos do primeiro século expostos às mesmas condições físicas e químicas que sofreu o Sudário, demonstraram que depois da prova de C-14, variavam sua datação em diversos séculos, além disso, com resultados muito próximos aos provados no Santo Sudário, cuja datação a situariam no décimo quarto século depois de Cristo.
 
Em base a isto, dar uma explicação científica é o “mais difícil para nós”, refere Barberis.
 
“Não sei se no futuro se conseguirá dar, mas no momento, as investigações físicas e químicas não podem imaginar sequer a formação de construir de maneira real uma imagem com as mesmas características”.
 
Não somos capazes de reproduzi-la”, conclui o perito.
 
Barberis deu estas declarações no marco do Congresso “Síndone e Fé, um diálogo possível?”, realizado na Pontifícia Universidade Lateranense de Roma no último dia 17 de abril, no que também participaram entre outros o Arcipreste para a Basílica de São Pedro do Vaticano, Cardeal Angelo Comastri; e o Presidente para a Comissão Diocesana da Síndone em Turim, Dom Giuseppe Ghilberti


Fonte: http://www.comshalom.org/blog/carmadelio/




Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!


LEIA TAMBÉM
França e Nova Zelândia aprovam o “matrimônio” gay.
A “Biblioteca Ratzinger” e sua valiosa contribuição para a Igreja.
Profanadas relíquias do Beato Scalabrini, em Catedral italiana.
Parecer favorável da comissão vaticana sobre Medjugorje
Pela terceira vez, 800 mil franceses em Paris contra o “casamento” gay. Apoio ao “casamento” caiu cerca de 10 pontos percentuais, afirmam pesquisas.
Os “bastidores” da humildade de Bento XVI.
As mudanças no conceito de família e suas desastrosas consequências para a educação das crianças.
“Cristãos culturais” somos todos nós! MESMO os que dizem não ter fé em Cristo!
Justiça polonesa condena partido que queria tirar crucifixo do Parlamento.



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.219.596
Visitas Únicas Hoje: 830
Usuários Online: 299