Atenção! mais de 70 igrejas já foram destruídas na Nigéria por fundamentalistas islâmicos.
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.076.830
Visitas Únicas Hoje: 963
Usuários Online: 205
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1187 - Impresso: 36 - Enviado: 11 - Salvo em Word: 31
Postado em: 07/05/13 às 20:51:33 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=10956
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Rádio Vaticano

É um balanço triste aquele divulgado pela Igreja Católica no Estado de Benue, na Nigéria central: na crise social e religiosa que atravessa a região, mais de 70 igrejas foram destruídas, e milhares de fiéis, especialmente em vilarejos distantes, ficaram sem um lugar de culto. É quanto refere, em uma nota enviada à agência Fides, Felix Apine, coordenadora da Comissão “Justiça, Desenvolvimento e Paz” da Diocese de Makurdi, capital do Estado de Benue.

 

A nota informa que 30 igrejas que se encontravam na área de Gwer ocidental foram queimadas ou completamente destruídas, e os fiéis fugiram para outros vilarejos. Outras 40 foram destruídas na área de Guma. A destruição toca também algumas escolhas primárias e secundárias pertencentes à diocese, enquanto voluntários e catequistas estão circulando pela região para levantar os danos.
 
O Arcebispo protestante Yiman Orkwar, Presidente da “Associação cristã da Nigéria”, confirmando a destruição de igrejas e escolas, disse que o balanço dos edifícios destruídos poderia ainda aumentar. No Estado de Benue, criadores de etnia Fulani, na maioria muçulmana, atacaram vilarejos habitados por agricultores de etnia Tiv, na maioria cristã.
 
Sobre o aumento dos ataques dos Fulani contra os agricultores Tiv, que causou a morte de outras 30 pessoas, o arcebispo observou “com tristeza a destruição de vidas humanas e de propriedades, por parte de pastores Fulani e de homens desconhecidos, com armas sofisticadas”.
 
O que está ocorrendo aos cristãos “não são simples incidentes, mas é fruto da ação de membros radicais do Boko Haram e de Fulani”, afirmou, convidando as instituições a defenderem a população. 
 
Não se trata de conflitos – reafirmou – mas de verdadeiros ataques contra agricultores cristãos”. (SP)
 
 
 


Fonte: http://www.comshalom.org/blog/carmadelio





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 07/05/13 às 20:51:33 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES