Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.200.553
Visitas Únicas Hoje: 1.385
Usuários Online: 254
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1202 - Impresso: 30 - Enviado: 8 - Salvo em Word: 24
Postado em: 25/07/13 às 07:53:14 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=11205
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Conhecido por sua campanha eleitoral on-line, o presidente dos EUA, Barack Obama (@BarackObama), é o chefe de estado com maior número de seguidores no Twitter: 33 milhões. Porém, quando se trata de influência, o papa Francisco (@Pontifex), com sete milhões de seguidores divididos em nove contas, lidera a lista, com suas mensagens sendo retuitadas em média 11 mil vezes, aponta o estudo Twiplomacy, divulgado nesta quarta-feira pela Burson-Marsteller.

De acordo com a pesquisa, 77% dos líderes globais possuem perfil na rede social e 68% estão conectados com outros chefes de estado ou perfis oficiais de governos. No Brasil, a presidente Dilma Rousseff (@dilmabr) possui uma conta, com mais de um milhão de seguidores, mas ela não é atualizada desde dezembro de 2010, após o término da campanha eleitoral.
 
O executivo federal marca presença na rede pelos perfis Imprensa Presidência (@imprensaPR) e Brazil Gov News (@BrazilGovNews), com notícias atualizadas sobre as ações do governo. Entre as instituições públicas brasileiras, o estudo destaca o Itamaraty (@MREBRASIL) como exemplo a ser seguido. A conta tem mais de 80 mil seguidores e é o mais conectado entre os ministérios de relações exteriores de países da América Latina.
 
Além das mensagens em texto, o Itamaraty compartilha conteúdo em outros formatos, como fotos e postagens do blog oficial. Para Paula Bakaj, diretora de assuntos públicos da Burson-Masteller, é importante que órgãos públicos mantenham canais de comunicação com a população e o Twitter é um deles.
 
— As manifestações que assistimos recentemente são uma evidência de que a população quer transparência e abertura dos governantes. É fundamental que o poder público estabeleça canais de diálogo com a sociedade — diz Paula.
 
Entre as 505 contas de 153 países analisadas pelo estudo, o perfil da presidência da Venezuela é o mais ativo, com cerca de 40 tweets diários. O ministro das relações exteriores da Suécia (@carlbildt) é o líder mais bem conectado e o primeiro-ministro de Uganda, Amama Mbabazi (@AmamaMbabazi), o que mais interage com seus seguidores: 96% dos seus tweets são replies.
 
Jornal O Globo e http://twiplomacy.com/







Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 25/07/13 às 07:53:14 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES