Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 12702 - Vaticano desmente a mídia: Nem o Sínodo nem o Papa Francisco tomaram decisões doutrinais.
Artigo visto 1101 vezes




Visto: 1101
Postado em: 16/10/14 às 09:17:04 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=12702
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Após uma série de notícias difundidas ontem sobre uma suposta mudança doutrinal da Igreja a respeito dos casais homossexuais, o site oficial de notícias da Santa Sé, News.va, assinalou nesta terça-feira que as discussões que têm lugar no Sínodo da Familia não são “doutrina nem normas definitivas”, e sim propostas para um documento de trabalho que será enviado às dioceses para preparar o Sínodo de 2015.

“Em resposta às reacções e discussões que se seguiram à publicação da Relatio post disceptationem, e ao facto de que, muitas vezes, lhe tem sido atribuído um valor que não corresponde à sua natureza, a Secretaria Geral do Sínodo reitera que este texto é um documento de trabalho, que resume as intervenções e o debate da primeira semana e, agora, é proposto à discussão dos membros do Sínodo reunidos nos Círculos menores, como previsto pelo Regulamento do mesmo Sínodo”, esclareceu o News.va.

“Acima de tudo, é importante recordar uma vez mais que o que se fala no Sínodo não é nem doutrina nem normas definitivas: não haverá ‘resultados’ do Sínodo, pois o Sínodo só está preparando um documento de trabalho que será discutido em todas as dioceses do mundo para preparar o sínodo de outubro de 2015”.

“Será este segundo Sínodo o qual apresentará uma série de recomendações ao Papa e ele aprovará o que considere melhor para o povo de Deus. Mas no momento, não há nada definitivo em nenhum sentido, por isso as notícias que atribuem tal ou qual decisão ao Papa ou ao Sínodo não são certas”, assinalou também o portal em sua edição em espanhol.

Nesse sentido, diante a confusão gerada nos fiéis, News.va convidou a procurar “informação de primeira mão sobre o sínodo” nos meios da Santa Sé.

Por sua parte, a Secretaria Geral do Sínodo –através do Pe. Federico Lombardi-, também advertiu que a “Relatio post disceptationem” recebeu da parte dos meios um valor que “não corresponde a sua natureza”. “Este texto –recordou-, é um documento de trabalho, que resume as intervenções e o debate da primeira semana e que agora será colocado em discussão por parte dos membros do Sínodo reunidos nos Círculos menores, segundo o previsto pelo próprio regulamento do Sínodo”.

O porta-voz vaticano indicou que o trabalho dos Círculos menores será apresentado à Assembleia na Congregação geral matutina da próxima quinta-feira, 16 de outubro.


Fonte: http://blog.comshalom.org/carmadelio





LEIA TAMBÉM
Ateu se torna cristão ao escrever sobre horrores do século XX: ” Todas são baseados em cinco ideologias do mal”
Católicos e budistas unidos no Vietnam contra um plano para derrubar templos e criar um bairro sem Deus.
Nunca esquecer que somos pecadores, pede Papa
Relator do Sínodo da Família: “Todos sabemos que o matrimônio sacramental é indissolúvel”
O aborto NÃO é um direito, a vida NÃO é negociável! Ciência prova que desde a concepção existe um novo ser humano, único e irrepetível, que se distingue de seus pais.
Papa: razões religiosas não justificam perseguição em Iraque e Síria
Irã preocupa congressistas americanos
Jihadistas avançam para cidade síria de Ain al-Arab
Agora querem acabar com a criminalização do incesto: “Tabu social”. Homem tem 4 fillhos com sua própria irmã.



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.460.783
Visitas Únicas Hoje: 118
Usuários Online: 509