LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
LISTAR MENUS

Destaque



Artigo visto 956 vezes




Visto: 956 - Impresso: 18 - Enviado: 9 - Salvo em Word: 10
Postado em: 26/06/15 às 14:11:33 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=13467
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

No voo de retorno de Sarajevo, Francisco respondeu algumas perguntas dos jornalistas. Ele falou sobre a situação de Medjugorje, a hipocrisia dos traficantes de armas e a responsabilidade pessoal com relação a televisão e a Internet.

O Santo Padre Francisco, no voo de volta a Roma depois de um longo dia em Sarajevo, capital da Bósnia-Herzegovina, respondeu a algumas perguntas dos jornalistas que viajavam com ele. Durante uma conferência de imprensa que durou apenas dez minutos, o Papa respondeu questões sobre as aparições de Nossa Senhora em Medjugorje, a paz no mundo ameaçada por traficantes de armas e o risco de assistir à televisão e navegar pela Internet sem um critério e ainda confirmou uma futura visita a França.

Falando sobre Medjugorje, o Papa Francisco explicou que Bento XVI criou uma comissão de cardeais, teólogos e especialistas, presidida pelo Cardeal Camillo Ruini, que realizou um estudo “um trabalho bonito”. Por sua vez, o Cardeal Muller, prefeito da Congregação para Doutrina da Fé, indicou que recentemente foi realizada uma reunião sobre o assunto. "Nós estamos para tomar decisões e, em seguida, ser comunicado. Por agora, apenas algumas orientações são dadas para os bispos", disse o Papa.

Além disso, Francisco lembrou que visitar países como a Albânia e a Bósnia foi "um sinal, para começar a visitar na Europa estes pequenos Balcãs torturados, estes países que sofreram tanto, tanto... por isso minha preferência".

Referindo-se a algumas palavras pronunciadas no encontro com os jovens em Sarajevo sobre governos que falam de paz e, depois, são traficantes de armas, Francisco afirmou que isto é "hipocrisia". “Não é suficiente falar de paz; se deve fazer a paz. Quem fala de paz e favorece a guerra vendendo armas é hipócrita”.

Ainda sobre o encontro com os jovens, o Papa falou sobre a necessidade de ser cauteloso com o que se vê na Internet e na televisão. Por isso, respondendo à pergunta de um jornalista que pediu mais detalhes, Francisco explicou que ficar muito ligado na internet é ruim. Ele disse que muitos pais se queixam que os filhos levam seus celulares até para a mesa. “A linguagem virtual é uma realidade que não se pode negar, mas deve ser usada na direção justa. É um progresso da humanidade, mas quando rouba espaço à vida social e familiar, ao esporte ou à arte, se torna uma doença psicológica”, afirmou.

Depois, ele falou sobre o conteúdo. O Pontífice advertiu que existem programas pornográficos, vazios, sem conteúdo; que fomentam o relativismo, o hedonismo e o consumismo. E afirmou que o relativismo, o consumismo, que fomentam todas essas coisas, são o câncer da sociedade, e “disso falarei na próxima encíclica".

Para concluir a breve conferência de imprensa, o Papa Francisco confirmou que visitará a França, porque "prometeu aos bispos".

Fonte: zenit.org

 
Total Visitas Únicas: 6.493.465
Visitas Únicas Hoje: 940
Usuários Online: 211