Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 15473 - Há um grande abismo entre nós
Artigo visto 95 vezes




Visto: 95
Postado em: 28/09/19 às 20:21:56 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=15473
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Em sua coluna no jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana, o pe. João Bechara compartilhou a seguinte meditação sobre o 26º Domingo do Tempo Comum, que será este próximo 29 de setembro de 2019:

Geralmente, Nosso Senhor não nomeia os personagens de suas parábolas. O Evangelho deste domingo é uma exceção. Temos, de um lado, um pobre esquecido por todos, que morre e vai direto ao paraíso. Este possui um nome: Lázaro. De outro lado, vemos um rico com vestes caras e boa comida, que ignorava o pobre caído à sua porta. Este, ao contrário, não tem nome e, ao morrer, vai para o inferno. É um anônimo; não tinha o nome inscrito nos Céus.

Lázaro significa “aquele que é auxiliado”. O pobre da parábola foi ajudado somente por Deus. Não encontrou acolhida dos homens. Viveu literalmente as palavras do Salmo: “O nosso auxílio está no nome do Senhor que fez o Céu e a terra” (Sl 123,8). A sua indigência foi um testemunho contra o rico indiferente. Um abismo de indiferença os separava na terra; agora, um abismo intransponível os separa por toda a eternidade. Talvez os pecados mais perigosos para homens “de bem” sejam aqueles de omissão. Omitir-se foi o pecado do sacerdote e do levita que passaram diante do samaritano ferido; e, também, de Pilatos, que lavou as mãos diante da condenação do Senhor. Quanto mal pode fazer a inação, quando se deve atuar energicamente!

A negligência do rico nos ajuda a situar melhor o Evangelho do último domingo, do “administrador infiel”. Este se redimira por meio da diligência, utilizando as “riquezas injustas” com generosidade, perdoando débitos e favorecendo os demais. O rico de hoje não teve a mesma esperteza: encastelou-se e assim não teve salvação. Aquele que não se dignava dar uma migalha a Lázaro, agora implora, das chamas eternas, a ponta dos dedos do pobre para lhe aliviar seus tormentos.

No entanto, é tarde! O rico não receberá na morte a compaixão que recusou a Lázaro durante a vida. Como diz o Senhor, “Felizes os misericordiosos porque alcançarão misericórdia” (Mt 5,7). As roupas finas com que se revestia disfarçavam um coração miserável. A pena do inferno não é mais do que a consumação do estado em que sua triste alma já se encontrava neste mundo: morta, estéril, sem amizade com Deus.

A meditação deste Evangelho pode nos levar a descobrir situações de nossa vida em que talvez estejamos sendo omissos, indiferentes ou sem compaixão. Talvez nos omitamos na ajuda material a pessoas concretas ou obras de caridade que contam conosco. Talvez omitamos manifestações de afeto devidas àqueles que esperam “migalhas” da nossa atenção e consideração. Talvez omitamos a amizade e o auxílio espiritual a pessoas próximas que não estão bem ou que se encontram talvez à beira do abismo. Pensemos no nosso universo: família, amigos, colegas de profissão…

Para ver se somos omissos ou não, um critério bastante efetivo é a “Regra de Ouro”: “Tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós a eles. Esta é a Lei e os profetas” (Mt 7,12). Temos a Lei, os Profetas e o Filho de Deus ressuscitado; ouçamo-los!


Fonte: https://pt.aleteia.org



LEIA TAMBÉM
Padre Rodrigo Maria: O PERIGO DO SÍNODO DA AMAZÔNIA: INTRODUÇÃO E CONTEXTUALIZAÇÃO
O que está por trás do SÍNODO DA AMAZÔNIA? Padre Rodrigo Maria fala sobre o Sínodo
Por que o orgulho é o pai de todo pecado
Regime comunista chinês substitui 10 Mandamentos por citações do presidente
2 médicos santos atendiam os pobres de graça, mas pediam algo surpreendente
GARABANDAL: A PROFECIA DO SÍNODO
Você gosta da internet? Então agradeça a este jesuíta
Caso você não saiba, a Biblioteca do Vaticano foi digitalizada e está online
Como a raiva descontrolada pode abrir as portas ao diabo



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.173.054
Visitas Únicas Hoje: 423
Usuários Online: 151