Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 1991 - Bento XVI: antídoto contra ditadura da técnica
Artigo visto 1650 vezes




Visto: 1650
Postado em: 23/07/09 às 00:15:37 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=1991
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

As soluções para os problemas não podem ser só técnicas

CIDADE DO VATICANO, domingo, 12 de julho de 2009 (ZENIT.org).- Publicamos as palavras que Bento XVI pronunciou neste domingo, ao rezar o Ângelus junto a milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro.

Queridos irmãos e irmãs:
Nos últimos dias, a atenção de todos se dirigiu ao G8, que se realizou em L’Aquila, cidade que tanto sofreu por causa do terremoto. Alguns dos problemas da agenda eram dramaticamente urgentes. No mundo há desigualdades sociais e injustiças estruturais que não podem ser toleradas; que exigem, além das devidas intervenções imediatas, uma estratégia coordenada para procurar soluções globais duradouras. Durante a cúpula, os chefes de Estado e de governo confirmaram a necessidade de chegar a acordos comuns para garantir um futuro melhor à humanidade.

A Igreja não tem soluções técnicas para oferecer, mas, especialista em humanidade, oferece a todos o ensinamento da Sagrada Escritura sobre o homem e anuncia o Evangelho do Amor e da justiça. Na quarta-feira passada, ao comentar na audiência geral a encíclica Caritas in veritate, publicada precisamente às vésperas do G8, dizia que “é necessária, portanto, uma nova projeção econômica que volte a desenhar o desenvolvimento de forma global, baseando-se no fundamento ético da responsabilidade diante de Deus e diante do ser humano como criatura de Deus”, pois, como escrevi na encíclica, “numa sociedade em vias de globalização, o bem comum e o empenho em seu favor não podem deixar de assumir as dimensões da família humana inteira” (n. 7).

Já o grande pontífice Paulo VI, na encíclica Populorum progressio, havia reconhecido e indicado o horizonte mundial da questão social. Continuando pelo mesmo caminho, também eu experimentei a necessidade de dedicar a Caritas in veritate a esta questão, que em nossa época “tornou-se radicalmente antropológica”, isto é, afeta a própria forma de conceber o ser humano, que cada vez está mais nas mãos do próprio homem pelas modernas tecnologias (cf. n. 75).

As soluções para os problemas atuais da humanidade não podem ser só técnicas, mas devem levar em consideração todas as exigências da pessoa, que está dotada de alma e corpo e que, desse modo, devem levar em conta o Criador, Deus. De fato, poderia desenhar escuros cenários para o futuro da humanidade “o absolutismo da técnica”, que encontra sua máxima expressão em algumas práticas contrárias à vida.

Os ataques que não respeitam a verdadeira dignidade da pessoa, inclusive quando parecem motivados por uma “opção de amor”, na verdade são fruto de “uma concepção material e mecanicista da vida humana” (n. 75), que reduz o amor sem verdade a “um invólucro vazio, que se pode encher arbitrariamente” (n. 3) e que, dessa forma, pode implicar em efeitos negativos para o desenvolvimento humano integral.

Por mais complexa que seja a atual situação do mundo, a Igreja contempla o futuro com esperança e recorda aos cristãos que “o anúncio de Cristo é o primeiro e principal fator de desenvolvimento”. Precisamente hoje, na oração coleta da missa, a liturgia nos convida a rezar: “Pai, que amemos unicamente o vosso Filho, que revela ao mundo o mistério do vosso amor e a verdadeira dignidade do homem”. Que Nossa Senhora nos permita caminhar pela senda do desenvolvimento com todo o nosso coração e nossa inteligência, “ou seja, com o ardor da caridade e a sapiência da verdade” (n. 8)


www.cleofas.com.br

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.755.652
Visitas Únicas Hoje: 299
Usuários Online: 174