Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 4199 - Bispos do Haiti: "nossa desolação não é uma maldição divina"
Artigo visto 1723 vezes




Visto: 1723
Postado em: 02/02/10 às 06:45:45 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4199
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

ROMA, segunda-feira, 1º de fevereiro de 2010 (ZENIT.org). – Em reação à opinião recentemente difundida de que o Haiti teria sido devastado por uma “punição divina”, um bispo do país manifestou-se destacando o amor e a misericórdia oferecidos por Deus à população do país em meio a esta gravíssima crise.

Em uma mensagem dirigida às vítimas do terremoto e a todo o povo haitiano, Dom Guy Poulard, bispo de Les Cayes, reafirmou que o desastre foi provocado por um fenômeno natural.

Diz ainda que "não vivemos mais o tempo do Antigo Testamento", e que a mensagem do Novo Testamento não é a de um Deus punitivo, mas do Deus que, conforme escrito no Evangelho de São João, “amou tanto a ponto de entregar seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele creia não morra, mas receba a vida eterna”.

“Nossa desolação não é uma maldição divina”, continuou. “A ciência mostra que a natureza tem suas leis, cuja força está além das capacidades do intelecto humano”.

Destacando que o desastre não poderia ser previsto, louvou os esforços nacionais e internacionais para socorrer as vítimas, em especial os esforços de resgate das tantas pessoas soterradas.

Refletindo sobre a reconstrução do país, reconheceu que será “um caminho longo e difícil”.

“Precisamos de oração, muita oração. Mas as orações que acusam Deus de ter punido nossas culpas não nos servem, assim como os serviços religiosos que se aproveitam do sofrimento de nosso povo, ou ainda aquela espécie de culto que explora o medo. Precisamos daquela oração que uma criança faz a seu Pai.”

“Temos um duro desafio: tantas pessoas mortas, tantos desaparecidos, as casas destruídas, os edifícios públicos reduzidos e escombros” - “mas nós permanecemos vivos. A chama da esperança permanece acesa! Trabalhemos juntos na reconstrução de nosso Haiti!”

A organização Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) doou, por intermédio do Núncio Apostólico do Haiti, 170.000 dólares para o fornecimento de comida, água potável, roupas e medicamentos para as vítimas da tragédia.

 


Fonte: zenit.org



LEIA TAMBÉM
ONU pede tratado para evitar uma ‘guerra na internet’
Vaticano investigará suposto milagre atribuído a Pio XII
Causas de nulidade não são atalhos para solucionar matrimônios fracassados
Lançado na internet site sobre cristãos perseguidos
A face oculta do terremoto no HAITI
“Não há verdadeira renovação eclesial sem comunhão com o Papa”
Violência anti-cristã persiste; bispos europeus dizem “basta”
Índia: Três igrejas católicas são depredadas
Paquistão: menina católica é torturada, violentada e morta



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.321.201
Visitas Únicas Hoje: 912
Usuários Online: 331