Itália pode ter primeira mulher “sacerdote”


LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
Destaque




Artigo visto 1668 vezes




Visto: 1668 - Impresso: 83 - Enviado: 14 - Salvo em Word: 47
Postado em: 18/05/10 às 00:06:59 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=5172
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Uma professora casada pode se tornar a primeira mulher a ser ordenada sacerdote em uma igreja anglicana localizada próxima do Vaticano.

Maria Longhitano, que pertence à Igreja Vétero-Católica – um movimento católico independente não reconhecido pelo Vaticano, disse esperar que sua ordenação como sacerdotisa ajude a diminuir o preconceito em relação às mulheres na Igreja.

De acordo com o correspondente da BBC Robert Pigott, a medida deve reacender o debate sobre o papel das mulheres na Igreja Católica.

Debate

O papa Bento 16 se opõe totalmente à nomeação de mulheres sacerdotisas e seu predecessor, João Paulo 2º, inclusive proibiu que o tema seja discutido publicamente.

Em 2002, quando sete mulheres católicas romanas foram ordenadas extra-oficialmente como sacerdotisas, elas foram imediatamente excomungadas pela Igreja.

Segundo Pigott, apesar de Longhitano não se tornar uma sacerdotisa católica romana, sua ordenação na igreja anglicana é motivo de desconforto para o Vaticano.

Longhitano, que disse que sempre quis ser sacerdotisa e se lembra de brincar com hóstias quando pequena, acusou o Vaticano de impedir que as mulheres possam cumprir sua vocação.

A italiana tem esperanças de que sua ordenação como sacerdotisa incite o debate entre os católicos sobre a modernização d igreja.

Alguns católicos acreditam que a reforma é necessária para reverter a diminuição do número de fiéis e recuperar a influência da Igreja. Além disso, um bispo austríaco disse esta semana que a Igreja deve considerar a eventual ordenação de mulheres.

A Igreja Anglicana foi escolhida para a cerimônia de ordenação pela afinidade de princípios com a Igreja Vétero-Católica.

Os vétero-católicos romperam com o Vaticano no século 19 por serem contrários ao dogma da Imaculada Conceição e da Infalibilidade Papal. Eles consideram questões como as relações homossexuais e a contracepção algo pessoal e permitem a nomeação de mulheres como sacerdotisas desde 1996.

Fonte: BBC Brasil

 


 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.574.084
Visitas Únicas Hoje: 3.712
Usuários Online: 658