Roma recebe Parada Gay com Lady Gaga como convidada
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.074.037
Visitas Únicas Hoje: 128
Usuários Online: 221
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1647 - Impresso: 47 - Enviado: 10 - Salvo em Word: 28
Postado em: 14/06/11 às 05:50:12 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=8011
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Cerca de 500 mil pessoas se reuniram neste sábado (11) em Roma para participar da Parada do Orgulho Gay italiana, a Europride 2011. Nesta edição, a festa contou com a participação da cantora americana Lady Gaga.


Integrantes da associação GAM (Grupo Alternativo de Motociclistas) e do LCR (Leather Club de Roma) abriram a manifestação, considerada a mais importante do gênero na Europa.

Da Praça da República, os participantes seguiram ao ritmo de música pop e techno até a esplanada do Circo Máximo, no centro da cidade. A antiga arena serviu de palco para a apresentação de Lady Gaga, às 21h locais (16h em Brasília), que cantou usando peruca azul.

Os participantes seguiram pelas ruas sobre 40 carros alegóricos. Era possível ver desde os mais empolgados, vestidos com o seus ídolos, até famílias com crianças, casais homossexuais e heterossexuais.

Políticos italianos também manifestaram seu apoio, entre eles Nichi Vendola, que se define como homossexual, católico e comunista. Vendola declarou que o evento de hoje busca passar “uma mensagem simples e forte: a diversidade é uma riqueza, não uma ameaça”. Não faltaram, porém, cartazes polêmicos e palavras de ordem contra o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, e o Vaticano.

Muitos participantes pediram, por meio de camisetas e cartazes, a legalização do casamento homossexual na Itália. Segundo Berlusconi, a lei nunca será aprovada, e também não será permitido o direito à adoção por casais homossexuais em seu governo.

As associações de homossexuais denunciaram em várias ocasiões o clima de ódio e de discriminação que o país vive.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/06/roma-acolhe-europride-2011-com-lady-gaga-como-convidada-especial.html

 

"Ai daqueles que nas suas camas maquinam a iniqüidade e planejam o mal! quando raia o dia, põem-no por obra, pois está no poder da sua mão."(Miquéias 2,1)

A prática do homossexualismo quanto do lesbianismo são desordens no plano de Deus.

Há fortes evidências de que ninguém nasce com a tendência ao homossexualismo, mas que este desequilíbrio se desenvolve na criança ou no jovem por problemas familiares (separações, brigas, etc.), obsessão da mãe pelo filho, desinteresse e grosseria do pai, forte insegurança, experiência sexual fracassada ou traumática na adolescência, educação sexual mal conduzida, e muitas outras causas não bem conhecidas.

A experiência tem mostrado que muitos jovens tornam-se homossexuais por alimentarem a mente com pornografia homossexual, ou por terem experimentado uma só vez para ver como é.

A tendência ou a tentação ao homossexualismo não é pecado, mas se torna pecado se houver o consentimento e a prática de ato sexual com pessoa do mesmo sexo.

A condenação da Bíblia e da Igreja à prática da homossexualidade é expressa, desde o Antigo Testamento:

Não te deitarás com um homem como se fosse uma mulher: isto é uma abominação” (Levítico 18,22).

Se um homem dormir com outro homem, como se fosse mulher, ambos cometeram uma coisa abominável. Serão punidos de morte e levarão a sua culpa” (Lev 20,13).

São palavras claras, pelas quais Deus classifica a prática do homossexualismo como uma abominação.

Na carta aos romanos, São Paulo mostra a gravidade desse comportamento desordenado:

Conhecendo Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças… Por isso, Deus os entregou aos desejos dos seus corações e à imundície, de modo que desonraram entre si os próprios corpos… as suas mulheres mudaram o uso natural em outro que é contra a natureza. Do mesmo modo também os homens, deixando o uso natural da mulher, arderam de desejos uns para com os outros, cometendo homens com homens a torpeza, e recebendo em seus corpos a paga devida a seu desvario” (Rom 1,21-17).

Quando, em 1994, no Ano da Família, o Parlamento Europeu, reconheceu a validade jurídica dos matrimônios entre homossexuais, até admitindo a adoção de crianças por eles, o Papa João Paulo II, tomou posição imediata:

Não é moralmente admissível a aprovação jurídica da prática homossexual. Ser compreensivos para com quem peca, e para com quem não é capaz de libertar-se desta tendência, não significa abdicar das exigências da norma moral… Não há dúvida de que estamos diante de uma grande e terrível tentação” (20/02/94).

O Catecismo da Igreja também é claro ao condenar ao atos de homossexualidade:

Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves (Gn 19,1-20; 1 Tm 1,10), a tradição sempre declarou que “os atos de homossexualidade” são intrinsecamente desordenados. São contrários à lei natural” (nº 2357).

Portanto, caro jovem, não existe um “homossexualismo cristão”; mesmo que você ouça isto de um teólogo ou mesmo de um padre.

Sabemos que não é fácil a luta contra as misérias da carne, e é preciso ter caridade, respeito e compaixão pelos que sofrem desses males. É preciso lembrar-lhes que só Cristo pode dar força e libertação. Lembra-nos o Apóstolo que:

Tudo posso naquele que me dá forças” (Fil 4,13).

Importa não desanimar na luta em busca da pureza. Sempre lutar, com a graça de Deus, até que o espírito submeta a matéria.

Muitas vezes pode nos parecer que a luta contra as paixões da carne sejam sem fim, ou que a vitória seja impossível. De fato, com a nossa fraqueza jamais podemos vencê-las, mas, como disse Santo Agostinho, que experimentou tão bem este combate: “o que é impossível à natureza, é possível à graça”.

Somente com os auxílios da graça de Deus é que podemos vencer as misérias da nossa carne. Daí a importância de uma continua vigilância sobre nós mesmos, ao mesmo tempo em que vivemos uma perseverante vida de oração e de participação nos Sacramentos da Reconciliação (Confissão) e Eucaristia.

Jesus já carregou todas as nossas misérias em sua carne, e as pregou na Cruz. Nestes Sacramentos, Ele nos lava com o seu próprio sangue redentor, e nos alimenta e cura a alma, a fim de que sejamos fortes contra as tentações .

O homossexual poderá deixar o homossexualismo se decididamente estiver disposto a isto; e clamar a Deus com todo o seu coração. E quanto mais cedo isto acontecer tanto melhor; será mais difícil naqueles casos onde já existe um comprometimento profundo com outra pessoa do mesmo sexo.

Para deixar o homossexualismo será preciso, como para o drogado, abandonar as velhas amizades, deixar os ambientes que favorecem a sua prática. As más companhias neste caso são pior do que veneno; você terá que deixar os “velhos amigos”. Corte-os de sua vida imediatamente.
Nossa Mãe Maria é a Rainha da pureza e está sempre pronta a lhe auxiliar nesta luta árdua. Recorra a ela e se ponha continuamente debaixo de sua proteção materna.

A luta contra as impurezas é da maior importância, não só para cada um de nós, mas principalmente porque cada batizado é “membro de Cristo” (1Cor12,27).

É preciso estar ciente de que, quando nos sujamos, sujamos também o Corpo de Cristo; aí está toda a gravidade da luxúria. Cada um de nós é parte do Corpo de Cristo, que é a Igreja; logo, o nosso pecado afeta toda a Igreja.

 



Fonte: www.cleofas.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 14/06/11 às 05:50:12 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES