MUTAÇÕES (Impressionante)
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.878.115
Visitas Únicas Hoje: 1.443
Usuários Online: 380
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2219 - Impresso: 78 - Enviado: 15 - Salvo em Word: 50
Postado em: 23/04/10 às 09:17:08 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=4965
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Seguidamente temos advertido, em nossos textos, sobre as loucuras que poderão se abater sobre a espécie humana, caso os homens não resolvam voltar em tempo para Deus. Sabemos, porém, que a maioria das pessoas não tomará rota de mudança de vida apenas por um texto como este. Não importa, alguns ouvirão, outros levarão adiante, outros ainda guardarão estas palavras em algum lugar oculto de seu subconsciente, e isso, no momento oportuno, poderá aflorar para uma conversão... ainda pelo amor.

Porque está chegando o tempo da dor, do sofrimento, do terror. Os segundos voam como fagulhas de esmeril, os dias parecem ter-se resumido num dormir e num acordar, não dá mais tempo para nada. Isso porque Deus, o Senhor absoluto do tempo, em sua infinita misericórdia está apressando o passo das horas, pois também o Senhor está vindo, e apressadamente. Os sinais anunciados por Ele, e pelos profetas, troam como trovões aos ouvidos surdos, mas o guiso da serpente mentirosa os prefere atrair para o mundo e para a morte. Os homens estão indo por um caminho de morte, e satã os guia.
 
     Não importa, então, que os ateus troem verbos nem que os algozes de Deus escarrem falas, nada mudará – da verdade eterna – nunca os homens se livrarão de seu Criador e Pai. E mesmo que digam que Ele não exista, isso, por si só, é como aquele mentecapto que dá um tiro no próprio pé, apenas para ver se dói. E os homens estão, sim, dando tiros não só nos próprios pés, mas em suas almas, que estão entretanto como anestesiadas pela baba venenosa da serpente, pois obcecados pela busca do prazer alucinante, na verdade, do delírio insano, mortal e coletivo das massas.
 
     Deus tem esperado pela conversão do homem, entretanto, passam-se os séculos, vão-se os milênios e o homem não se corrige. É pó, e do pó não quer sair. É verme, quando poderia voar pelo infinito. É bastardo, quando Deus o quer por filho. É bandido, quando deveria ser santo. E as massas inermes, ao sabor das tempestades do espírito, vão sendo empurradas para o despenhadeiro, como aqueles porcos onde entraram os demônios dos gadarenos, como relatado nos Evangelhos. Vão para a morte, quando poderiam caminhar para a vida. Alimentam-se de esterco, quando poderiam se fartar do Pão da Vida. Sorvem veneno, quando poderiam se fartar do mel da eternidade. E tudo sem esforço!
 
     Deus é o único Senhor da Vida. Deus é o único regente de todo o Universo. Não importa o que digam Seus adversários, que acreditem Nele ou não! Verdade é que nem um só átomo de qualquer molécula desta vastidão infinita vive, persiste ou existe sem o desejo e a ordem deste Único Senhor. E aqui, a terra não foge à regra: toda a vida que palpita, somente existe porque vibra e pulsa com Deus. Sem isso, acontece o desagregar de tudo, a explosão, o desaparecimento completo. Como se nunca tivesse existido!
 
     Os homens, entretanto, insanamente estão tentando brincar de Deus. Estão mexendo naquilo que pertence somente ao Autor da Vida. Um artista, que pinta um quadro, tem direito sobre a obra. Ninguém a pode modificar, sequer copiar, sem autorização expressa de seu criador. Se alguém a defraudar, poderá ser chamado aos tribunais, e pagará pelo seu logro. Mas os homens estão brincando de mudar, alterar, aquilo que Deus fez bem feito e acabado e, para isso, não pediram ordem a Ele. E os homens irão ao Tribunal!
 
     Deus de fato, constituiu cada efeito de vida, com um germe de perfeição, único, coisa que Sua Sabedoria Infinita levou bilhões de séculos para aperfeiçoar. A vida, a essência dela, os princípios que a regem, o juntar dos átomos, a formação das moléculas, a ordem criadora que se perpetua na molécula de DNA – a espiral da vida – tudo isso foi feito em absoluta perfeição: não pode ser copiado, não pode ser substituído, não pode jamais ser modificado e alterado, sob pena de mutações assombrosas, da geração de monstros.
 
     E o homem, em sua sanha alucinada de brincar de Deus, de afrontar a Deus, tem sim criado monstros e, diria, cada um de nós está se tornando um monstro, longe daquela perfeição que nos foi determinada pelo perfeito Criador. Noutro dia, eu observava um simples chimpanzé, que chega até à metade da cintura de um homem, e percebi a força titânica, descomunal, que tem um animal daqueles. Dizem que precisa de quatro homens fortes para dominá-lo. Este bicho horrendo corre por horas seguidas sobre as árvores, sem se cansar, sobe e desce por elas como um corisco, e me perguntei: como pode?
 
     Sim, um homem, pelo seu tamanho e massa muscular, deveria sozinho esmigalhar aquele macaquinho. Por que não consegue? Antes de responder, vamos adiante. Neste fim de semana, em conversa de família, tocamos no assunto “doenças das pessoas” e fiz ver a todos o exemplo das doenças de origem sexual, onde praticamente não existe mais uma só mulher que não tenha problemas sérios de corrimentos, micoses, doenças venéreas e outros transtornos que é desnecessário mencionar, todos sabem disso e sentem. Também com os homens acontece isso e a AIDS, junto com tantos tipos de câncer, são sem dúvida prova do estágio de degradação da saúde humana. Da sua quebra de imunidade!
 
     Lembrei a eles sobre os índios. Eles tomam um fardo de 90 kg de palmito, uma das coisas mais difíceis e doloridas de carregar – já fiz isso – e viajam horas inteiras pela mata fechada, subindo e descendo ladeiras, trancando em cipós, entretanto não largam o fardo antes de chegar ao objetivo. Da mesma forma uma formiga, que carrega algo de até 50 vezes o seu tamanho e viaja por horas com ele sem arrear. Ou uma borboleta, que viaja do México ao Canadá, milhares de quilômetros, apenas com o alimento armazenado em seu corpo, e algumas gotas furtivas de néctar que eventualmente encontra. Como isso?
 
     Simples de explicar: isso acontece, porque eles todos se alimentam apenas daquilo que Deus lhes preparou em perfeição, através de um ciclo de metabolismos eterno, que se confirma e se perpetua Nele. Macacos não tomam coca-cola! Nem índios comem massas. E quando estes comem massas, tornam-se obesos e moribundos físicos. Também nossas borboletas não comem açúcar branco, mas néctar de plantas, alimento já metabolizado, perfeito, criado pelo Amor de Deus para elas. E se eventualmente estão doentes, encontram nas plantas, também a cura de seus males. Como encontram? Deus sabe!
 
     Que é feito do homem moderno? Um poço de produtos químicos artificiais. Toda a sua alimentação está contaminada por produtos não testados, que em nome do lucro são adicionados nos produtos alimentícios, e estes estão matando a saúde do homem. A coca- cola é detergente, mas o homem continua tomando aquilo que é feito para o esgoto. Em nome do lucro multinacional. A diferença entre a margarina e o potinho de plástico que a envolve é de apenas um átomo de hidrogênio. Leiam na bula: margarina hidrogenada! Com mais um átomo deste gás, é margarina “comestível”, sem o  átomo é apenas o plástico da embalagem... que leva 200 anos para se degradar na natureza. Observem que nem as moscas chegam perto deste veneno podre, chamado margarina.
 
     Que está acontecendo? O homem está mudando rapidamente seu organismo, está perdendo sua força, debilitando sua constituição física e resistência, embora tenhamos por aí homens que parecem uns Golias, mas que não resistem a uma corrida de 200 metros sem morrerem de apnéia. Meu falecido avô pegava meio saco de milho nas costas e viajava dias inteiros com ele – ida e volta – para levá-lo ao moinho. Ia por dentro do mato e não parava para descansar. Bota um destes Golias de hoje a fazer isso, para ver se ele resiste uma hora de caminhada rápida pela floresta, entre serras e riachos. Ele cai desmaiado antes disso. E sem o saco de milho nas costas!
 
     Claro, com isso, tendo seu organismo debilitado em virtude dos produtos químicos que ele ingere, não somente alimentos, mas também bebidas e medicamentos, o homem está em um processo assombroso de degradação física, que o sujeita a doenças graves, a parasitoses, a infecções, a vírus mutantes, a bactérias e até mesmo a mutações genéticas graves, que poderão levá-lo rapidamente ao fim de sua espécie na terra.
 
     Eu falei em mutações genéticas graves, e gostaria que o leitor atentasse para um resumo de reportagem que recebi ontem de uma leitora, e que está originalmente no site do Pravda em: 
http://english.pravda.ru/main/18/90/360/16654_mutation.html. A reportagem está em inglês e resume o seguinte. Uma jovem da Armênia de nome Narine Aivasyan, desde os 18 anos – tem já 26 – está na realidade aterrorizando a classe médica mundial, com uma mutação estranha em seu corpo. Trata-se de um verdadeiro horror.
 
     Esta moça trabalhava com a mãe numa floricultura e veio a se ferir no pulso, com um espinho de cacto, destes que muitas pessoas têm em suas casas. No local do ferimento surgiu um abscesso dolorido e, indo ao médico, foram retirados dali dois espinhos da planta. Mas, por uma mutação terrível, começaram a sair do braço dela, outros espinhos de cacto, para seu horror e desespero. Ela passou por uma cirurgia, onde retiraram todas as fístulas, entretanto não adiantou. Os médicos constataram a formação de células híbridas cacto-mulher na área da fístula, nas quais o material genético do cacto se combinou ao da mulher e começou a formar espinhos junto com sua pele.
 
    O país onde esta anomalia genética bizarra aconteceu está próximo à Rússia, e no passado fazia parte do territorio soviético, onde há muitas áreas de testes nucleares. A radiação nuclear (altamente ionizante) induz às mutações e aberrações genéticas. Em outros países próximos, também nascem muitas crianças anormais ou deformadas, como um menino que nasceu com o corpo coberto de pelos como um macaco. Já se passaram oito anos, e os espinhos continuam crescendo e saindo pela pele do braço da mulher. E não há tratamento na medicina até hoje que a possa curar. A moça está em depressão profunda, e perdeu o amor pela vida. Também, pudera! Quem não perderia!?
 
     Num artigo anterior, eu citei – e talvez alguns acharam brincadeira – que as tartarugas do projeto “TAMAR” na Bahia poderiam começar a ter veneno, a morder e matar pessoas, de morte dolorida, em especial a todos os loucos que dão mais valor a um simples ovo de cágado que a um embrião humano, dotado de alma imortal. E não somente as tartarugas, mas os micos-leões, o urso-panda, o lobo-guará, enfim, todas estas espécies animais, que o homem quer preservar, mesmo que Deus tenha decretado o fim delas. O sentido real deste “preservacionismo” satânico é provar a Deus que o homem é quem domina sobre a natureza. Que o homem é capaz de manter vivo aquilo que o Criador decretou por morto!
 
     Ora, sobre estas malsinadas tartarugas, consta que mais de 500 mil já foram criadas em laboratório e soltas na natureza. Parece até que a terra precisa delas para sobreviver e não dos homens. De que adiantaria ao homem um mundo coalhado de cágados, se neles não houvesse homens? Ontem li uma reportagem da Inglaterra, onde fecharam toda uma estrada por onde atravessam sapos. Alguns foram atropelados e mortos e por isso as pessoas devem dar grandes voltas, porque alguns batráquios estão no tempo de seu cio anual. Isso é já uma síndrome avançada, um caso típico de doença crônica. E mortal!
 
     E se vocês pensam que animais inocentes não podem virar feras, por ordem do Deus Altíssimo, então observem estes versos do Livro da Sabedoria 16, 5Efetivamente... o cruel furor dos animais os atingiu também.... 8Com isso, mostráveis a vossos inimigos, que sois vós que livrais de todo o mal. 9Quanto a eles as mordeduras dos gafanhotos e das moscas os matavam e não se encontrou remédio para salvar sua vida, porque mereciam ser castigados por tais instrumentos; 10mas a vossos filhos, mesmo os dentes de serpentes venenosas não os puderam vencer, porque sobrevindo a vossa misericórdia curou-os. Ou seja, os inimigos de Deus eram mortos por picadas de moscas, que antes eram inofensivas, e por gafanhotos que nem mordem pessoas. E isso virá de novo!
 
     Ora, o que ocorre com os elementos químicos dentro do corpo humano, acontece também com o equilíbrio da natureza. As tartarugas desapareceram do mar, não em vista do consumo humano, mas de um ciclo normal de vida, que chega ao fim. Deus mantém o equilíbrio normal da natureza, mesmo com as agressões do homem. Cada espécie que desaparece dá lugar a outras que surgem, porque na cadeia alimentar seguinte está uma outra exigência maior e que vem do Altíssimo. É ele Quem determina a quantidade de cada animal que precisa viver em cada ambiente. Todos os seres são interdependentes, e todos somente podem viver se obedientes às leis universais do Criador, que regem a vida.
 
     Mas, o homem desobedece estas leis universais, e imagina que o universo deve girar de acordo com as suas leis. Mal sabe ele que, aumentando o número das tartarugas, estará quebrando o ciclo de vida de outra espécie, da qual até o homem pode depender. E, então, pensando preservar uma espécie animal irracional, não percebe que está dando um fim na sua própria espécie. E assim com outros animais, pois milhares de projetos iguais a estes, a custos altíssimos, têm sido desenvolvidos e as pessoas se tornam bestiais em defesa deles. Noutro dia no Rio de Janeiro, vimos como uma mãe e uma filha quase mataram a uma veterinária, por causa de um simples coelho. Loucura animal. Anormal!   
 
   Está em Sabedoria 19, 18Assim, os elementos mudavam suas propriedades entre si, como na harpa os sons mudam de ritmo, conservando a mesma tonalidade. É o que se pode verificar perfeitamente quando se consideram esses acontecimentos. 19Os seres terrestres tornavam-se aquáticos, os que nadam passavam à terra, 20o fogo era mais violento debaixo da chuva, e a água esquecia a propriedade que tem de extingui-lo. 21Além disso, as chamas não ofendiam as carnes dos frágeis animais que as atravessavam, e não liquefaziam esse alimento celeste, semelhante ao gelo e inteiramente capaz de se derreter. Ou seja: Deus faz o que quer, quando quer, como quer, no instante que quer. Ponto final!
 
     O que precisamos entender é que todas estas maquinações do homem, tanto no mexer com a química da vida, pela pesquisa com células – seja com animais ou com seres humanos – pela criação e manipulação de genes e de doenças e ainda sua ativação em laboratório para que se tornem letais, tudo isso está pondo em risco a vida do homem. Também as mutações nos produtos agrícolas, os transgênicos, a ativação para que se tornem mais produtivos, tudo isso tende a quebrar o efeito da ciência divina, que sabe como ninguém, qual o tempo de maturação de uma planta, e qual o tempo de duração de uma vida. Ele, por hora, detém o processo desagregador, mas pode vir a desenfreá-lo!
 
     E isso pode acontecer a qualquer momento, é para isso que estamos alertando. Que as pessoas estejam preparadas para assistir a horrores, porque jamais, como hoje, o homem foi tão longe em quebrar a cadeia da vida. A fome exacerbada do lucro, a fúria alucinada pelo ter, já não encontra barreiras morais nem regras de direito. Porque hoje o direito é o de quem precisa lucrar, de quem tem dinheiro para comprar consciências e de quem já não tem consciência de que precisará um dia prestar contas de seus atos a Deus.

     E ninguém escapa à mão de Deus, porque está dito em Sabedoria 16, 15Escapar à vossa mão é impossível, 16e os ímpios, que recusaram conhecer-vos, foram fustigados pela força de vosso braço, perseguidos por chuvas extraordinárias, saraivas e implacáveis tempestades, e consumidos pelo fogo dos raios.* 17O que havia de mais admirável ainda, é que, na água que tudo extingue, o fogo tomava mais violência, porque o universo toma a defesa dos justos. 18Ora, a chama temperava seu ardor para não queimar os animais enviados contra os ímpios, para que estes se apercebessem e reconhecessem que eram perseguidos pelo julgamento de Deus. 19Ora, excedendo sua força habitual, o fogo ardia mesmo no meio da água para destruir os frutos de uma terra iníqüa.
 
     Veja: jamais, como hoje, a iniqüidade inundou a terra! Eis porque não está longe o dia em que o Criador permitirá ao homem, experimentar a força destruidora de sua loucura. Ao mexer com as camadas superiores da atmosfera, os homens têm alterado o clima e provocado efeitos perversos em toda a natureza. Muitas das tempestades, terremotos, avalanches e maremotos, que aconteceram nos últimos anos, podem ter sido provocados pelo próprio homem insano, em testes de pesquisa, para ver como pode controlar povos.
 
     Com isso, o homem está, ele mesmo, preparando a desagregação dos elementos e, quando isso vier a acontecer, nada humano deterá o processo destruidor. O Criador irá permitir que o homem experimente a fúria dos elementos que ele próprio desencadeou, até porque respeita a liberdade que nos deu. É por isso que dizemos com toda clareza que Deus não castiga a ninguém. É preciso que todos entendamos que, sem exceção de regra, todos os transtornos que estão acontecendo no clima são devidos à ação do homem. A natureza irá vingar-se duramente das agressões sofridas. Aliás, já se está vingando!
 
     Agora mesmo uma pessoa me telefonou, dizendo que nestas festas foi visitar parentes, e sua sogra não deu a mínima para os netos. Vivia com uma cachorra fedida no colo, aos beijos e abraços com ela, passeando de lá para cá com o bicho, enquanto mal falava com seus netinhos. Pessoa que tem dois deuses eleitos e definitivos: o dinheiro e uma cadela! É neles que se agarra para viver, e fora deles nada lhe interessa. Deus lhe é uma fonte de ódio em sua boca de zombaria. A vida humana, o amor humano, um lixo, a convivência harmoniosa e a caridade, uma bobagem. Bem, quem troca o afago de um neto pelos lambidos nojentos de uma cadela, não se espante se um dia a baba dela contiver veneno fulminante. Ela pensará ter no colo um cão, e estará afagando um demônio venenoso.
 
     Virá o tempo, então, em que os próprios animais nos ensinarão lições de vida. Todos os que trocaram o valor infinito da vida humana e da alma pelos afagos de cães, gatos, bichos de estimação e animais de preservação, poderão vir a ser mordidos mortalmente por eles, ou ferroados, para que aprendam que é para Deus e os homens que devem voltar mais seus afetos. Penso que até os próprios animais sabem que devemos nos amar – não a eles – e nem todos eles gostam de andar em colos de mulheres que os tratem por filhos. Nem de brincadeira se deve dizer isso, quanto mais ter isso em conta.
 
     Quanto às mutações, nós já mostramos anteriormente que o eletromagnetismo pode alterar a cadeia da vida, produzindo aberrações incontroláveis. “As mutações são eventos raros, mas que podem ser induzidas por ação de radiações ionizantes, capazes de alterar as propriedades das moléculas constituintes das células, tornando-as anormalmente reativas com outras moléculas. Se esta radiação afetar o DNA, a fonte da informação genética de uma espécie – por ser a molécula-molde para a formação de todas as demais (DNA, RNA e proteínas), e a mutação não for reparada pelos mecanismos naturais de “vigilância”  da integridade do DNA – então todas as demais moléculas formadas pelo molde defeituoso serão deformadas. A radiação Ultra Violeta do sol é ionizante e, por isso, pode causar o câncer, que é um crescimento anormal do tecido onde a mutação se estabeleceu, porque os mecanismos de reparo não foram suficientes”.
 
     “Também ondas eletromagnéticas de baixa freqüência têm sido testadas para ativar doenças. Ou seja, a mesma nova tecnologia de emissão de ondas pode, sim, ativar o material genético de cepas de vírus patogênicos, induzindo-o a mutações durante o processo de reprodução no interior das células que ele invade (células hospedeiras), já que não possui a propriedade de reproduzir-se, e por esta razão os vírus não são considerados células verdadeiras. Suspeita-se que muitas pessoas estão sendo vacinadas agora e recebendo vírus, que serão ativados depois por ondas de baixa freqüência para começar a desenvolver doenças inexistentes”. (Professora M...)
 
     Doenças como a da “vaca louca”, e tantas outras afins, a proliferação de bactérias e vírus antes desconhecidos mas letais, tudo isso pode ser apenas sinal de uma crise bem maior que vai célere rumo ao caos. O caso da mulher dos espinhos de cacto, quem me garante que isso não aconteceu devido às radiações atômicas emanadas da explosão de armas nas áreas de testes nucleares – são mais de 20 destas áreas - ou mesmo da usina de Chernobyl, uma vez que a Armênia fica perto? Tudo isso é bem possível!
 
     Acima no texto da professora, está citado o sol, cujos raios UV ionizantes podem alterar, sim, as células e provocar mutações. Isso já se cumpre e está no Apocalipse 16, 8O quarto derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe dado queimar os homens com o fogo. 9E os homens foram queimados por grande calor, e amaldiçoaram o nome de Deus, que pode desencadear esses flagelos; e não quiseram arrepender-se e dar-lhe glória. Hoje, o sol está  queimando como fogo. Para uma pessoa desacostumada e sem filtro solar, bastam alguns minutos de exposição para provocar-lhe queimaduras graves. Isso se dá porque o homem rompeu, com seu ódio, o escudo protetor que envolve a terra, possibilitando a ação maligna dos seus raios ionizantes. Só Deus sabe o que virá! Só Ele o pode sustar!
 
     Já imaginaram mutações de plantas com seres humanos? Se espinhos podem nascer na pele de uma pessoa, por que não pode surgir veneno mortal numa mosca, numa vespa, num gafanhoto? Acaso pulgas já não transmitem doenças? Acaso carrapatos não provocam febres? Ora, tudo isso pode estar sendo induzido neles pela própria ação do sol ou dos químicos do homem, que lhes causam estas mutações. Da mesma forma, os vírus mortais. Eles podem estar sendo alterados, pelo efeito da adição de químicos, de venenos espalhados na natureza e até oriundos de defesas naturais, que os insetos assumem.
 
     Compreenderam? É o revide, e isso pode estar impresso na lei da vida que rege a existência de todas as espécies. As agressões do homem contra elas as fazem adquirir venenos de defesa, com as quais poderão também matar o homem. O simples fato de que milhares de espécies de insetos e pragas conseguem, aos poucos, produzir imunidade contra todos os venenos criados pelo homem é uma prova de que foram equipados por Deus, com meios naturais de defesa, que nem o próprio ser humano entende e que, quebrando-os, acaba por atrair sobre si a paga de seu desvario pelo lucro com a morte.
 
     É claro que, desde os séculos, já vimos o surgimento de criaturas aberrantes, sejam homens, sejam animais. Gêmeos que nascem grudados, com uma só cabeça e dois corpos e vice-versa. Mas isso tudo é salário do pecado humano, das suas relações sexuais torpes e do estado de alma das pessoas que os geram muitas vezes. Mutações irreparáveis para os atingidos, mas não são hereditárias. O problema é surgir uma variante da espécie humana que de forma hereditária produza espinhos por todo o corpo. Como poderá viver, dormir, deitar-se, aproximar-se das pessoas, receber um abraço? Será um homem ouriço!
 
     Mas, não brinquemos nem façamos pouco caso destas coisas. Hoje parecem bobagem, mas amanhã realidade terrível! Elas não se originam da perfeição da ordem criadora de Deus, mas exatamente da quebra desta mesma ordem pelo ser humano, já quase um ser desumano. E como é o homem, o que está provocando estes efeitos, não poderá amanhã se esgoelar gritando: por que Deus permite isso? Porque são séculos inteiros de afronta, diária e mil vezes repetida. Porque o homem não acredita nos avisos, nos sinais. Porque o homem persiste, teima e se deixa hipnotizar pelo sórdido desejo de perscrutar o que não entende, em mexer no que não compreende, e de alterar aquilo que não pode se mexido.
 
     O homem é imediatista, quer resultados ótimos, rápidos e lucrativos. E, em busca da fama, certos pesquisadores e cientistas não mais respeitam os limites e burlam-se da lei Eterna. E isso está levando toda a civilização à morte, a passos rápidos. Só Deus para sustar este processo monstruoso de degradação, de mutação e degeneração que está em curso. Ou o homem aprende que Deus manda e faz, ou desaparece da terra. Pois só os homens que não têm a marca de Deus em suas frontes (Ap 9, 4) é que serão mortos pelos animais mutantes – pulgas, gafanhotos, moscas.. ou saliva de cães! Ou que tal ver nossos filhos nascerem cheios de pelos como macacos, ou com espinhos de cacto? (Aarão)
 
     



www.recadosaarao.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 23/04/10 às 09:17:08 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES