O REI VEM
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.138.041
Visitas Únicas Hoje: 1.514
Usuários Online: 276
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1796 - Impresso: 64 - Enviado: 40 - Salvo em Word: 47
Postado em: 24/05/10 às 08:20:43 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=5256
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Está escrito em Daniel 7, 13 Olhando sempre a visão noturna, vi um ser, semelhante ao filho do homem, vir sobre as nuvens do céu: dirigiu-se para o lado do ancião, diante de quem foi conduzido. 14 A ele foram dados império, glória e realeza, e todos os povos, todas as nações e os povos de todas as línguas serviram-no. Seu domínio será eterno; nunca cessará e o seu reino jamais

Relendo as últimas mensagens ao Cláudio, notamos a insistência com que o Céu nos pede para falarmos do Rei que vem – naturalmente Jesus – que vem agora com todo poder e glória, vem sobre as nuvens do Céu. Vem sim, como juiz primeiramente para julgar as nações, depois para julgar a cada um de nós, e enfim para implantar aqui na terra o Seu Reino definitivo. Isso nos deve animar e não amedrontar, porque a vitória final está gravada nas Escrituras, e o que ali está gravado é palavra final. Sim, embora nem sempre a compreendamos.
 
Outro pedido dos céus, aliás, um pedido que vem desde Jesus é que observemos todos os sinais que indicam este evento grandioso, certamente o mais estupendo qual jamais outro igual irá acontecer, enquanto os homens existirem neste planeta, e para até nunca mais. O que a nossa geração – somos a geração dos últimos dias – irá presenciar, é algo que ultrapassa o entendimento humano. Como está em Mateus 24, 32 Compreendei isto pela comparação da figueira: quando seus ramos estão tenros e crescem as folhas, pressentis que o verão está próximo. 33 Do mesmo modo, quando virdes tudo isto, sabei que o Filho do Homem está próximo, à porta. 34 Em verdade vos declaro: não passará esta geração antes que tudo isto aconteça. Qual geração? A nossa! De hoje!
 
Mas, infelizmente, embora a sua proximidade iminente, embora os sinais claros que indicam a chegada do tempo do Rei que vem, e embora o clamor das vozes proféticas anuncie este final, bilhões de pessoas continuam a viver como se nada fosse acontecer. Mas, por outro lado, vemos muitas pessoas ansiosas, esperando tudo com urgência, muitas delas desejando ardentemente o fim disso tudo, até para se livrarem da imensidão de seus problemas. Mal sabem estes que melhor seria desejar a morte desde já, porque antes da chegada do Rei que vem, Ele mesmo disse que “os vivos invejarão os mortos”. Antes do Rei vem a hecatombe, causada pelo último estertor do inferno!
 
Por que invejarão? Como está dito em Daniel 12, 1 Naquele tempo, surgirá Miguel, o grande chefe, o protetor dos filhos do seu povo. Será uma época de tal desolação, como jamais houve igual desde que as nações existem até aquele momento. Então, entre os filhos de teu povo, serão salvos todos aqueles que se acharem inscritos no livro. 2 Muitos daqueles que dormem no pó da terra despertarão, uns para uma vida eterna, outros para a ignomínia, a infâmia eterna. Como Jesus repetiu em Mateus 24, 21 porque então a tribulação será tão grande como nunca foi vista, desde o começo do mundo até o presente, nem jamais será. Mas quando é que isso acontecerá?
 
Nós já fizemos certas matemáticas sobre os tempos em que tudo isso acontecerá, porém como sempre tenho afirmado tudo são cálculos humanos, racionais, que primeiramente podem sofrer distorções terríveis, e segundo, nunca agradam a todos. A verdade é que os tempos citados nas Escrituras contemplam sempre inúmeras definições, de modo que a gente somente entenderá quando de fato acontecer. O sentido maior destas citações da Bíblia, não é definir um dia, nem uma hora, porém delimitar o grande tempo – meses, e anos – dentro do qual estes eventos se tornarão realidade. E o que importa aqui afirmar é que nós estamos sem dúvida já estamos na contagem destes tempos finais.
 
E a prova está, por exemplo, escrita em Daniel 8, 13 Ouvi um santo que falava, a quem outro santo respondeu: quanto tempo durará o anunciado pela visão a respeito do holocausto perpétuo, da infidelidade destruidora, e do abandono do santuário e do exército calcado aos pés? 14 Respondeu: duas mil e trezentas noites e manhãs. Depois disso o santuário será restabelecido. Vejam aqui a dificuldade: o anjo fala de 2.300 dias, ou quer se referir a meios dias? O que daria na realidade 1.150 dias? Tudo é então confuso, e se sujeita a muitas interpretações! Mas uma só é a certeza: O REI VEM!
 
Mas que coisa durará este tempo todo? Por tudo aquilo que até hoje temos discernido, durante este tempo acontecerá o fim da Santa Missa, com a introdução na Igreja de uma cerimônia ou culto sem valor para Deus – a ceia protestante, ou infidelidade destruidora. Neste tempo acontecerá também a fuga do Papaabandono do santuário – e a perseguição e martírio da Igreja – o exército de santos que será calcado aos pés. Tudo isso já está mais ou menos entendido, e sobre tal não restam dúvidas. Ou seja: com a queda dos sacrários, terá início a grande perseguição!
 
Tudo isso, porém, na prática não tem muito sentido, sem que se estabeleça uma data ou ponto de partida para tais contagens de dias. Nós sempre tempos avisado, desde o ano de 2001, que o Céu nos pede para marcar a data de 11 de setembro daquele ano, como um marco histórico. Ela marcou o início da queda de Babilônia, e nos foi avisado de que aquela seria a primeira torre destruída e que adiante todas as outras também cairiam.
 
Aliás, o profeta Daniel faz uma alegoria entre um bode e um carneiro, que faz identificar bem as torres gêmeas do WTC – o carneiro – e o bode, que vem em vôo rasante, como está no capítulo 8, 5 Enquanto observava com atenção, eis que um bode robusto veio do ocidente e percorreu a terra inteira sem tocar o solo; tinha entre os dois olhos um chifre muito saliente. 6 Foi até o carneiro de dois chifres, que eu tinha visto em frente ao rio, e avançou contra ele num excesso de fúria. 7 Eu o vi aproximar-se do carneiro e atirando-se com fúria sobre ele, espancá-lo e quebrar-lhe os dois chifres, sem que o carneiro tivesse força para sustentar o assalto. O bode jogou por terra o carneiro e o calcou aos pés, sem que alguém interviesse para subtraí-lo ao ataque de seu adversário.
 
Isso para nós é indicativo seguro de que devemos ligar a data em que o “bode” – o avião – abateu os “chifres” – as duas torres – do carneiro, que ficavam na beira do “rio” – a Bahia de Manhattan, como uma data marco de tempo. Exatamente como a Mãezinha já nos explicou. Ora, outras pequenas indicações nos fazem ver que não é mera coincidência este fato, e uma delas diz respeito ao saudoso Papa João Paulo II. De outras profecias e profetas sabíamos que este papa estaria no final dos tempos. Entretanto ele morreu e nós ficamos a perguntar: e daí? Daí que realmente ele marcou esta época, pois se nos foi dito que ele estaria no “fim dos tempos”, nada garantiu que ele estaria no final de tudo. Então, se alguém discerniu algo diferente quanto a ele, errou.
 
Vejam que tanto o profeta Daniel quanto o Apocalipse em 11 e 12, falam de um tempo de três anos e meio – 1290, ou 1335, ou 1260 dias – com diferenças pequenas que não vêm ao caso. O fato é que, se contarmos desde a queda das torres do WTC até a morte de João Paulo II em 03/04/2005 nós teremos 1300 dias certinho. Se contarmos adiante, da morte dele até o dia 13/09/2008, ou seja, o dia inicial das nossas orações da “Escada do Céu”, nós teremos exatos 1260 dias. Ora isso tudo não é por acaso, pois os planos de Deus seguem uma matemática certa. Embora nós nunca a entendamos perfeitamente. Importa saber que todas estas citações devem ter uma ligação. Resta continuar estudando.
 
Tudo começa quando o anjo diz em Daniel 9, 27 Concluirá com muitos uma sólida aliança por uma semana e no meio da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; sobre a asa das abominações virá o devastador, até que a ruína decretada caia sobre o devastado. Quem concluirá esta aliança, e com quem? Certamente aqui falamos do anticristo e da segunda besta do Apocalipse. Estes cardeais e bispos rebeldes, que estão infiltrados na Igreja, mas são inimigos dela, recebem da besta as ordens, e trabalham com toda fúria para acabar com a Missa e a Eucaristia. Este ato levará à quase completa destruição dos sacrários, até porque não será mais celebrada a Missa correta e sim um culto abominável. Mas a ruína cairá sobre todos aqueles que, insanamente, se empenharem na execução deste ato nefando, de sumo desafio a Deus.
 
Agora observe o que vem citado em Daniel 12, 11 Desde o tempo em que for suprimido o holocausto perpétuo e quando for estabelecida a abominação do devastador, transcorrerão mil duzentos e noventa dias. 12 Feliz é quem esperar e alcançar mil trezentos e trinta e cinco dias! Ora, se Deus nos manda contar os dias é porque fala de dias terrenos, dos que nós vivemos aqui nesta terra, e nada diferente. Nós esperamos efetivamente que aconteça algum ato rebelde, pelos rebeldes do Vaticano – os algozes do Santo Padre o Papa Bento XVI – que marque este início de contagem de tempo.
 
Vemos então que tudo está ligado ao Mistério da Missa, à Sagrada Eucaristia. E ao mesmo tempo está ligado ao Papa e à Igreja Católica, até porque, contando-se a partir de ontem, os 1260 dias mencionados por São Miguel e citados em Apocalipse 11 e 12, iremos chegar exatamente ao 22/02/2012 que é o dia em que a Igreja celebra a Cátedra de São Pedro, ou seja: o papado! De início esta data de 11 de setembro efetivamente marca um tempo, é um sinal, um ponto de partida. E interessante que, contado dali até o final do ano temos exatos 111 dias, que indica a unicidade de Deus. Tudo é matemática! E peço a quem tiver discernimento melhor, que nos envie.
 
Agora eu pergunto: qual a matemática que devemos usar para provar ou descartar, que os 1290 dias de Daniel, e os 1260 dias do Apocalipse são ou não são a mesma coisa. Na verdade, penso que embora indiquem mais ou menos o mesmo tempo, com diferença de 30 dias, os dois não são a mesma coisa e sim que o tempo de Daniel indica exatamente passagem da segunda metade da semana de Daniel, que terminou em 10/09/2008, enquanto o do Apocalipse é continuidade daquele. Ou seja, termina um e começa a contar o outro! Mas sem dúvida os dois estão engatados em uma conta global. Se assim for, que indicam estes 30 dias mais 45, para chegar aos 1335? Não será o dia da queda da torre de marfim?
 
Se não for, resta saber se acontecerá alguma coisa no dia 25 de novembro deste ano. Se algo puder marcar esta data, que o entendamos, estaria explicado o texto. Mas vem aí outra pergunta: Por que será feliz aquele que alcançar os 1335 dias? Ora, estas coisas apenas podem tumultuar nossa diminuta cabecinha, mas é preciso continuar buscando entender para que se frustre a tentativa de alguns de tumultuarem a matemática dos tempos. E vou explicar o motivo.
 
Nos últimos dias temos visto alguns grupos ou pessoas defendendo apaixonadamente que se até o dia 2 de outubro deste ano o Papa não divulgar a Carta citada nas mensagens ao Cláudio é porque a profecia dele falhou. Ora, em nenhum lugar está citada alguma data. Se a mensagem avisa que “90 dias depois da carta Deus agirá”, não podemos imediatamente supor de que cairá o dilúvio sobre nossa cabeça naquele dia. A mensagem de 2007 dizia que, “no que seguir ao da viagem ao Brasil, Pedro imitirá uma carta que desagradará...”.
 
Ora temos aqui dois pontos a considerar: 1 – a data em que carta foi escrita! 2 – Aquela onde será publicada, ou divulgada! Pelo que sei trata-se de uma das quatro cartas ou documentos que Bento XVI tem, já escritas, para publicar, mas encontra dificuldade imensa, pois sabe que ela de fato desagradará a milhares de bispos e cardeais, padres e leigos, religiosos e religiosas. Assim, se considerarmos a data em que foi escrita a carta, muito provavelmente em final de abril deste ano, contados 90 dias adiante, chegaríamos ao final de julho, em que “nada de especial aconteceu”. Ou aconteceu? Quem pode então dizer que no plano divino já não se tenha realizado a profecia?
 
Existe um sentimento de pressa em muitos de nossos amigos e acredito que seja até natural, devido à fragilidade humana. Mas de efetivo, sabemos apenas que ainda neste ano de 2008 cairá a torre de marfim, com a libertação das últimas três grandes almas, e este será um novo marco, penso que efetivamente marco do início da batalha final. Isso já está decretado para um dia e uma data, porque temos a garantia que nenhuma das três se perderá, uma vez que poderiam já ter saído. Já explicamos isso e não voltaremos, embora fique difícil de entender para quem não nos acompanha desde sempre.
 
Todas estas matemáticas, porém – que continuaremos fazendo na medida em que formos recebendo e entendendo os sinais deste tempo – nos levam a buscar no futuro o verdadeiro e grande momento, o apogeu desta era. Falo do retorno glorioso de Jesus, isso é o que realmente nos deve importar. Tudo o que acontecer na terra até aquele grandioso dia, ficará marcado para sempre como a grande tribulação e estes temos citados, estes dias da matemática de Deus nada mais fazem que por limites no tempo sem cravar datas. E isso já nos deveria ser suficiente, não acham?
 
Importa saber que quando o Céu diz que tudo é próximo, não devemos entender como se fosse próxima ainda esta vinda gloriosa – que se realizará depois dos 1260 dias – mas sim que estamos perto do início daquilo que as Escrituras definem como a grande tribulação. E isso certamente assusta as pessoas, embora em 366 passagens a Bíblia afirme que não devemos ter medo de nada. De fato, o verdadeiro cristão, se ligado em Deus nunca terá motivo real de temer coisa alguma. Só importa agora a alma, estar em dia com ela é estar no colo de Deus. Quem assim está não teme nem por si nem pelos seus, estejam em que estado de alma estejam eles! Quem confia em Deus e reza de fato, nunca perderá um seu!
 
Embora sim, não devemos esconder, será terrível como o próprio Jesus afirma em Marcos 13, 23 Ficai de sobreaviso. Eis que vos preveni de tudo. 24 Naqueles dias, depois dessa tribulação, o sol se escurecerá, a lua não dará o seu resplendor; 25 cairão os astros do céu e as forças que estão no céu serão abaladas. 26 Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória. E em Marcos 14, 62 Jesus respondeu: Eu o sou. E vereis o Filho do Homem sentado à direita do poder de Deus, vindo sobre as nuvens do céu.
 
Mateus 24, 29 Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas. 30 Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade. E em Mateus 26, 64 Jesus respondeu: Sim. Além disso, eu vos declaro que vereis doravante o Filho do Homem sentar-se à direita do Todo-poderoso, e voltar sobre as nuvens do céu.
 
Ora, quando você lê estas passagens de Jesus, tem a certeza de que algo de muito sério irá acontecer ANTES de Sua chegada. Escurecer o sol e a lua, cair estrelas e abalar todo o universo, são palavras assombrosas, que nos soam mais terríveis do que assistir os próprios filmes já editados pelo homem sobre o Apocalipse. Porque estas palavras contêm o peso da autoridade de Jesus e isso multiplica todos os seus efeitos. A natureza hoje se transtorna em todos os continentes e nenhuma nação da terra deixa aos poucos de sentir e ver os sinais anunciados nas Escrituras.
 
Um dos grandes sinais acontece entre os povos pagãos e a perseguição exercida sobre os fiéis, como previu Daniel quando disse que o exército dos santos seria esmagado. Coisa que também está anunciada no Apocalipse e nas Cartas de Pedro e Paulo. Isso você nota no dia a dia, a começar por aqui mesmo no Brasil. Todos lembram que desde muito tempo temos anunciado que os bons seriam perseguidos. Que vemos hoje? Catequistas santas sendo expulsas porque querem falar do Amor de Jesus e não do envolvimento com o social. Padres bons sendo esmagados em paróquias consideradas ruins, principalmente com pouco dinheiro. Quem é bom e quer rezar o Rosário é combatido, entretanto pode sim desafiar a Igreja, desobedecer ao papa e negar os milagres de Jesus.
 
Que é isso senão a perseguição em curso? E perseguição vinda da própria casa! E coisa que irá ficar ainda pior, até chegar o ponto onde certas pessoas julgaram ser um bem matar estes católicos atrasados, que não querem modernizar a Igreja. Eles chegarão ao ponto de achar que são A IGREJA, quando na verdade aliam-se a satanás. Cumprem o projeto e as sugestões dele, não do Papa. Os tempos que chegam, são assim, de grande confusão. E dentro da casa!
 
Ora, se dentro da própria Igreja se digladiam diferentes correntes, como nos poderemos espantar se lá fora, entre os pagãos recrudesce como nunca a perseguição religiosa? Nós pudemos ver pelos exemplos esparsos que nos chegaram depois da olimpíada, vindos da China Comunista, onde os católicos estão vivendo dias de horror. Quando vi as últimas fotos de crianças e velhinhos diante de uma cruz tosca rezando piamente, e todos ajoelhados – isso em um velho galpão sem cobertura – percebi que somos covardes em estar reclamando, ou com medo, porque lá a coroa do martírio se faz presente como nunca. Eles vivem já um martírio espiritual por excelência!
 
Também as notícias que nos chegam da Índia são assustadoras. Lá os padres e as freiras estão sendo dizimados, as igrejas e construções são queimadas, porque aquelas pessoas, que adoram as vacas, os macacos, os ratos e sapos botaram na cabeça que é crime tentar converter-se um cristão. E se alguém deles tentar é sumariamente assassinado. Sinal de que são uma raça rebelde, um povo sem cura e sem alma, pois um Deus de verdade, para ser Deus deve pregar necessariamente o Amor, somente o Amor. Fora disso é demônio!
 
Assusta, por isso, ler passagens como esta de Jesus ao Padre Otávio Micheline quando diz: A medida está cheia. O mundo e a minha própria Igreja atingiram um nível tal de perversão moral e espiritual que já não pode ser tolerado pela justiça divina. Esta justiça divina, já em marcha, manifestar-se-á cada vez mais, deixando o mundo e a Igreja entregues a si mesmos.
 
E sem a assistência divina serão ainda mais tiranizados pelas hordas obscuras e maléficas saídas do Inferno que, não encontrando obstáculo por parte do Todo-Poderoso, descarregarão o seu pérfido e inumano sadismo sobre toda a Terra e sobre todas as criaturas. Ver-se-á multiplicar os atentados contra a Igreja, a profanação de pessoas e objetos sagrados, que muitas vezes chegais a interrogar-vos como é possível atingir tais excessos.
 
Vejam a dureza da palavra de Jesus: a minha Igreja atingiu um nível de perversidade moral e espiritual... Na verdade, o mundo está chegando a esta perversidade brutal, exatamente devido à perversidade moral e espiritual que há dentro da Igreja Católica. Porque a nossa Igreja é o termômetro espiritual da humanidade. Se ela vai bem o mundo vai bem. Isso quer dizer que o mundo desaba, porque nossa Igreja desabou. Sem nela já não existe força espiritual capaz de deter o avanço do mal. Tanto que Jesus afirma nesta mensagem, que a Igreja e o mundo serão entregues à própria sorte, e outras profecias, nos advertem que isso se dará sim, por um tempo.
 
Quanto tempo? Certamente os 1260 que começamos a viver. Qualquer um observa que esta perseguição começou. Mas não se iludam, porque os demônios agem com fúria por trás dos bastidores, e logo a mesma perseguição que hoje acontece na China e na Índia chegará aqui. E será empreendida por gente daqui. Por pessoas totalmente dominadas pelo espírito da mentira, especialmente daqueles que agora não querem ouvir. Este mesmo espírito cego e louco, que levou os anjos caídos à perdição eterna. Trata-se deste espírito de torpor, que veda olhos, ouvidos e corações. Que embrutece as almas!
 
Devemos compreender que toda a grande, de fato, a verdadeira e maior batalha que hoje se desenrola na terra é a nível dos espíritos. Trata-se de forças espirituais que se embatem numa guerra invisível, onde o que conta não é a força nem o poder dos exércitos – não falo de força física ou militar – mas sim força espiritual, dos que estão ao lado de Deus e dos que estão contra Ele. Este crescendo do mal acontece exatamente porque as forças que deveriam estar a lado de Deus se bandeiam para a fortaleza inimiga, seguindo esta falsa igreja, esta teologia morta, este falso reino humano, cujo fim é a perdição das almas.
 
Nós, do Movimento Salvai Almas já sabemos que esta apostasia haverá de levar por um tempo a 2/3 de nossos amigos de hoje, ou por medo, ou por confusão, ou por pressão. E ninguém de nós está livre disso, não se duvide! Acredito que quando o Cláudio for obrigado a divulgar os 16 segredos, as linhas vermelhas e as últimas mensagens, nós provavelmente iniciaremos um período de retração, onde a maioria estará fora. Sabemos também que depois eles voltarão, porque não duvidamos de que o Movimento em si vai cumprir até o fim a missão que Deus lhe confiou.
 
Você mesmo, leitor, poderá ir percebendo, em sua paróquia, no seu pároco, nos padres em geral e nos nossos bispos, que o espírito de corpo – e mau espírito – acabará por fazer cair milhares deles. E já caem, na medida em que aceitam do diabo o convite e em tudo desobedecerem ao Santo Padre. Este é um sinal de apostasia, que deverá se aprofundar com uma das próximas cartas do Papa. Mas Pedro vencerá, sem dúvida alguma, e cairão todos os que estiverem contra ele, aderindo à rebelião.
 
Assim, o tempo corre célere. Não nos é possível ainda dizer a que tempo dentro destes 1260 dias em curso se dará a saída do Papa, sabemos apenas que quando isso ocorrer, o mundo estará insuportável, indo para sempre pior. Mas por hora não olhemos para aquilo que virá adiante, e sim para o que falta fazer ainda. Milhares são os cegos que precisam ser levados a ver. Milhares os surdos que precisam voltar a ouvir. Milhares os corações embrutecidos, que precisam ser substituídos por um coração de carne. Sabemos que isso acontecerá, embora no fim estejam vivos poucos homens; aqueles que não se fecharam de todo para a graça.
 
Então você, mãe, você pai, cujo filho não se converte: não forcem a barra! Não atormentem mais querendo fazê-los mudar à força. Falem apenas, sejam exemplos de vida e fé, e acima de tudo rezem por eles. A conversão virá, e nenhum deles se irá perder. Para isso você que acompanha o Movimento tem a prova dos números de perdidos. Somente os grandes celerados e os adoradores contumazes do demônio se perdem. E certamente, um pai, uma mãe, que participa conosco da mesma causa, não tem um filho assim. Deus jamais iria permitir que isso acontecesse. A conversão de TODOS virá.
 
Bem, para finalizar é isso o que importa. Só isso importa agora! Sabemos que Deus irá em breve mudar o mundo, e é como a Mãe disse na última mensagem: faltam apenas 1257 dias para o AMOR. Penso que, quem tiver passado desta data, estará vivendo já um novo mundo, e belo mundo novo, criado por Deus para Seus filhos. Para aqueles que lutarem e vencerem. Para os que forem fiéis até o fim. Eis porque a oração é tão importante agora, para formar aquele escudo invisível – mas extremamente protetor – de almas e de anjos, que nos cobrirão quando a última tempestade vier.
 
Que ninguém tenha medo! Não podemos nos preparar bem para a chegada do Rei, com medos, tristezas, desesperos e falta de fé. O Amor deve ser recebido com a firme esperança o coração feliz na certeza do Reino Eterno. Tudo passa, e a tribulação também passará. Para os filhos como um sopro! Para os filhos das trevas, uma eternidade! (Aarão) 
 



www.recadosaarao.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 24/05/10 às 08:20:43 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES