Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.194.946
Visitas Únicas Hoje: 997
Usuários Online: 207
Sistema de Busca

 

Ateismo
Espaço dedicado aos irmãos Ateus: "Achar que o mundo não tem um criador é o mesmo que afirmar que um dicionário é o resultado de uma explosão numa tipografia" (Benjamin Franklin)




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2006 - Impresso: 49 - Enviado: 17 - Salvo em Word: 56
Postado em: 29/08/11 às 18:42:53 por: James
Categoria: Ateismo
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=63&id=8588
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Ateismo

O físico, Stephen Hawking causou polêmica em uma entrevista publicada no jornal britânico “Guardian” ao dizer que não existe paraíso após a morte.

Em seu livro recente “The Grand Design” (O Plano Magistral) que Deus não é necessário para explicar a existência do universo porque, nas palavras dele, “conforme indicam recentes avanços na cosmologia, as leis da gravidade e a teoria quântica permitem que o universo apareça espontaneamente do nada”.”

Agora vejam a imagem deste homem e a situação em que o mesmo se encontra, olhando assim sentimos misericórdia de tal pessoa, é notável e visto que o mesmo não crê em Deus, e não bastasse sua inteligência que o mesmo considera ser rara, está impossibilitado de viver como uma pessoa normal e ainda esquece que o que o mantém vivo não são os aparelhos que o sustentam, mas sim o próprio Deus.

Agora olhe para sua vida e agradeça por que você acredita em DEUS, e por que tudo só é permitido conforme a sua vontade.

Hawking, que tem a maior parte de seu corpo paralisado pela esclerose lateral amiotrófica, já havia afirmado no passado que não acredita na existência de Deus. Hawking foi condecorado com a Ordem do Império Britânico em 1982 e foi honrado com 12 doutorados honoris causa.

Do que adianta tanto reconhecimento em vida, status e prêmios em vida, se continua sem acreditar em Deus? Que graça será maior que esta na vida do ser humano? O prêmio de um dia ir para o céu é algo inimaginavél, e tal homem esquece de que o maior prêmio deve ser esse.

Acredito que o cérebro é um computador que pára de funcionar quando todos os seus componentes falham. Não existe nenhum paraíso ou vida após a morte para computadores quebrados; isso é um conto de fadas para pesssoas com medo do escuro”, disse o cientista.

 

Hawking afirma isso, então o que devemos afirmar, nós que cremos em Deus e olhamos para a sua imagem? Que Deus não existe? Que o céu também não?

 

Onde esta sua força? Sua inteligência? Onde foi que isso o ajudou?
Quando foi diagnosticado com a síndrome, aos 21 anos, Hawking foi informado que teria poucos anos de vida. Seus amigos tentaram o convencer a largar o doutorado que fazia na época. Hoje, aos 69 anos, ele diz não ter medo de morrer. “Tenho vivido com o prospecto da morte precoce pelos últimos 49 anos. Não tenho medo da morte, mas não estou com pressa de morrer. Tenho muito que quero fazer antes”, disse ele.

 

E com certeza seu prospecto de vida vai longe mesmo, enquanto não ver que Deus está no controle de tudo.



Em 2010, o físico recebeu críticas de líderes religiosos ao afirmar que não existia a necessidade de um criador para explicar a existência do Universo. Na entrevista desta semana ao Guardian, ele disse que o “universo é governado pela ciência”. Como “conselho”, disse que a humanidade deve “procurar o maior valor para nossas ações”.

O absurdo e arrogância de tais afirmações de Hawking são imediatamente óbvios quando se considera que a física e outras ciências físicas não têm a realidade não física como sua matéria de estudo. A física estuda as coisas físicas, e não se pode estudar Deus. Ele não tem estudos ou conceitos. Tudo é puramente perfeito de acordo com sua natureza, diferente das ciências formais como a lógica, a matemática e a geometria – que são ironicamente ciências de que a física depende. Portanto, a física não pode nos dizer sobre a origem das coisas Divinas, pois isso levaria a uma esfera extrafísica fora de sua própria competência.

A incrível ignorância de Hawking acerca da natureza da filosofia e sua relação com as coisas que falam do alto, cometendo disparates vergonhosos, chegando a afirmar que ele negou a validade dos sentidos (ele é famoso por afirmar o contrário). No entanto, a ignorância aparentemente total de Hawking sobre filosofia também o leva a erros surpreendentes de raciocínio, os quais inspirariam pena no leitor se não fosse pelo fato de que ele nunca será obrigado a prestar contas por tais erros.

Hawking e seus simpatizantes querem atribuir o início do universo às leis físicas, enquanto ignoram a questão de sua fonte que e Deus. Uma lei é um conceito, um princípio, não é uma coisa física. Como é que tais leis existem sem o seu legislador? Como é que existem conceitos sem uma mente para concebê-los? Nesse caso, onde e como eles existem? Será que estão flutuando por aí no éter dos mitos e fábulas?

Deus é Deus isso é fato, não precisamos de teorias fundadas na lógica puramente humana de alguém que acha que tem o domínio da mente.

Só Deus sabe de tudo e pode tudo.
Por cristo, Com cristo e em Cristo sempre!

 



Fonte: http://reporterdecristo.com/o-ateismo-da-pseudociencia-de-stephen-hawking





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 29/08/11 às 18:42:53 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES