Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.292.753 Visitas Únicas Hoje: 318
Usuários Online: 188
Sistema de Busca
Documento sem título

Qual a aparição de Nossa Senhora mais importante na História?

Medjugorje

Fátima














Newsletter Espacojames
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

O Purgatório




Salvar em PDF






Visto: 11024 - Impresso: 221 - Enviado: 53 - Salvo em Word: 683
Postado em: 13/08/11 às 07:20:59 por: James
Categoria: O Purgatório
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=75&id=8456
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: O Purgatório

Este é o titulo de um livro escrito por Maria Simma, uma senhora nascida na Áustria no ano de 1915, na pequena aldeia de “Sonntag”, em família muito pobre. Segunda de oito filhos, desde pequena rezava muito pelas almas, como a sua mãe. Teve a graça de receber visitas de almas desde os seus 25 anos de idade, pelo resto de sua vida. Não pretendemos resumir o livro, mas apenas mencionar alguns itens.


FACHADA DA IGREJA DO "SACRO CUORE DEL SUFFRAGIO"
(ou "Igreja do Sagrado Coração do Sufrágio")



Igreja do Sagrado Coração do Sufrágio. Sufrágio significa ato de piedade, oração pelos mortos. A igreja pertence aos missionários do Sagrado Coração, ordem católica fundada pelo padre francês Jules Chevalier, em 1854.

Numa pequena sala, ao lado da sacristia, estão guardadas as relíquias: os antigos missionários do Sagrado Coração acreditam que elas são provas da comunicação entre vivos e mortos.

DETALHE DA FRENTE DA IGREJA DO "SACRO CUORE DEL SUFFRAGIO"
(A maioria das peças que compõem esse pequeno "Museu das Almas" se referem à aparição de padres, freiras e fiéis, ocorridas em ambiente católico: Igrejas, Conventos e Quartos ou Celas de Oração).

NO DETALHE: Altar da Igreja do Sacro Cuore Del Suffrágio em Roma

Pode parecer estranho, porém não é novidade na história da humanidade. Encontramos uma série de relatos, inclusive feitos por santos canonizados, como o Santo Cura d’Ars, São João Bosco, Santa Catarina de Gênova (que escreveu muito a respeito sendo dela o escrito "O TRATADO DO PURGATÓRIO"), e muitos outros. O mais interessante é que todos esses relatos são muito semelhantes um ao outro.


A Igreja acredita que seja possível uma comunicação entre este mundo e o outro mundo. A Igreja tem convicção de que esta comunicação existe. A Igreja se sente peregrina, porque vive na terra e possui uma pátria no céu”_...(POR UMA PERMISSÃO ESPECIAL DE DEUS, AS ALMAS DO PURGATÓRIO PODEM APARECER, MAS HÁ PROIBIÇÃO EXPRESSA NA BÍBLIA DE EVOCÁ-LAS).

Ordem do Sagrado Coração de Jesus, fundada em 1854 pelo Padre Chevalier.



Quem fundou a Igreja do Sagrado Coração do Sufrágio foi o missionário francês Vitor Jouet.



(SIMMA) - A primeira alma veio à sua casa no ano de 1940, das 03 às 04 horas de madrugada. Diz ela:

"Ouvi alguém andando no meu quarto e acordei. Olhei para ver quem podia ter entrado. Era um estranho, que andava lentamente. Perguntei severo Como entraste? Que coisa perdeste? Que fazes tu?” Mas como não me respondia, levantei-me de um salto para segurá-lo, e toquei no nada... O homem havia desaparecido. Voltei à cama e de novo comecei a senti-lo. Outra vez me levantei para segurá-lo, mas de novo esbarrei no nada. Perplexa voltei à cama. Ele não voltou, mas não consegui mais dormir. Aliás, minha mãe dizia que desde pequena nunca tive medo de nada. Pela manhã, após a Missa, encontrei-me com o meu Diretor Espiritual. Ele me disse: Se tudo acontecer de novo, não pergunte quem és, mas pergunte que coisa queres de mim? "


NO INÍCIO, o Museu das Almas do Purgatório tinha cerca de 200 peças, mas só restaram hoje as que foram aprovadas pelos sucessores do padre Jouet, aquelas consideradas autênticas acima de qualquer dúvida.

 


Pode-se acreditar na autenticidade do Museu das Almas do Purgatório? O Vaticano não quer dar uma opinião oficial sobre a autenticidade das relíquias, mas as peças que estão no museu impressionaram vários especialistas da Igreja.

(SIMMA) - Na noite seguinte, o mesmo homem retornou. Perguntei:

Que coisa queres de mim?” Ele disse: “Manda celebrar três missas por mim e serei libertado.” Então compreendi que era uma alma do purgatório. O meu Diretor Espiritual me confirmou. Aconselhou-me a não rejeitar as almas do purgatório, mas de acolhê-las com generosidade. Por alguns anos continuaram poucas visitas, mas depois vieram mais e mais. Muitas vezes pedem Santas Missas por elas e de assistí-las. Pedem para rezar o Santo Rosário, a Via Sacra ou outras orações em suas intenções.


Uma das peças mais impressionantes mostra o que seria a mão de uma freira - morta em 1637 - impressa como se fosse a fogo, no hábito, uma espécie de avental, de uma outra freira. Segundo os registros do museu, a irmã Clara Schoelers apareceu no mosteiro beneditino de Winnenberg, na Alemanha, em 1696 -- quase 60 anos depois de sua morte -- e deixou a marca no hábito da freira Margarida Maria Herendorps:Ela chegou envolvida em luz, e para a irmã não ter dúvida de que não era um sonho, ela deixou impressa no avental que estava pendurado no cabide a marca de sua mão queimada com fogo”.



QUE COISA É O PURGATÓRIO?

(SIMMA) - Conforme contam as almas, é uma invenção genial da parte de Deus. Imagina um dia lhe aparecer um ser extraordinariamente belo. Ficaríeis fascinados e atônitos por esse ser de luz e beleza. Tanto mais que Ele demonstra ser totalmente enamorado de vós. Queima já no vosso coração o fogo do amor que vos faz querer abraçá-lo. Mas eis que vos dais conta que não sois lavados há meses, tendes um mau cheiro, vos sentis horrivelmente feios... Então vós mesmos direis: Não, não é possível que me apresente neste estado. Preciso primeiro me lavar, tomar um banho e depois tornar a vê-lo. O purgatório é exatamente para isto. Para o pecador ter oportunidade de se purificar antes de abraçar Jesus.

Nenhuma alma do purgatório quer voltar para a terra, porque essas já têm um conhecimento de Deus infinitamente superior ao nosso, e não querem mais retornar às trevas deste mundo. Elas mesmas que decidem ir para o purgatório para se purificarem antes de entrar no paraíso.



Na noite de 21 de junho de 1789, na Bélgica, Giuseppe Leleux foi acordado pela visão da mãe, morta 27 anos antes. A mãe teria deixado uma marca impressa na roupa de dormir do filho e pedido que o rapaz mudasse de vida e se convertesse à Igreja. Depois da aparição, Giuseppe fundou uma congregação católica.


QUAIS OS PECADOS QUE LEVAM AO PURGATÓRIO?

(SIMMA) - São os pecados contra a caridade, contra o amor ao próximo, a dureza de coração, a hostilidade, a calúnia, sexo livre, sim, todas essas coisas. Porém a maledicência e a calúnia são as mais graves, que necessitam de uma longa purificação.

E COMO EVITAR O PURGATÓRIO?

(SIMMA) - Ter um coração bom para com todos. A caridade cobre uma multidão de pecados. Devemos fazer muito pelas almas do purgatório, porque elas nos ajudam sempre. É preciso ter muita humildade. É esta a maior arma contra o maligno. A humildade elimina o mal.

Uma história contada por Maria:

(SIMMA) - Conheci um jovem de vinte anos. Habitava um lugarejo vizinho ao meu. Este lugar foi duramente castigado por avalanches que mataram grande numero de pessoas. Uma tarde, quando se encontrava na casa de seus pais, inesperadamente veio um desabamento terrível vizinho à sua casa. Ele ouvindo os gritos desesperados de socorro, se levantou para prestar ajuda àquelas pessoas. A mãe, fechando a porta, disse: “Não! os outros irão socorrê-los, não nós! Não quero que sejas um morto a mais.” Mas o jovem disse: “sim, eu vou! Não quero deixá-los morrer assim!”. Mas eis que ele também, ao sair, foi soterrado e morreu. Dois dias depois ele veio visitar-me durante a noite e me disse: “Manda celebrar três missas por mim e serei libertado. Tive uma vida cheia de pecados, mas pelo grande ato de amor, colocando em risco a minha própria vida, o Senhor me acolheu assim tão depressa com benevolência. Sim, a caridade cobre uma multidão de pecados.” Neste episódio se vê, como um só ato de amor desinteressado foi suficiente para purificar este jovem de uma vida toda vivida no pecado. O Senhor aproveitou este momento de amor para chamá-lo a si.

 

A marca que se vê na foto acima faz parte de uma série de aparições do padre Panzini, que foi Abade em Mântova, Itália. Dizem os registros do Museu das Almas do Purgatório que o padre Panzini apareceu em 1731, no Mosteiro de San Francisco, em Todi. Teria sido visto pela madre superiora, a venerável Isabela Fornari: A marca foi deixada numa pequena mesa de madeira sobre a qual estava colocado um pano, que era na verdade a manga da camisa do hábito”. “Ele deixou impressa em queimadura, pela irradiação da luz de sua mão, onde também apareceram marcas de sangue”.

 

 

MARCAS PRODUZIDAS PELA MÃO DO FALECIDO PADRE PANZINI EM_1731...quando apareceu no Convento das Clarissas de Todi, Úmbria, à Venerável Abadessa do referido Convento, irmã Claire Isabelle Fornari, alguns minutos antes de deixar o purgatório. 1) Com a sua mão direita deixou as marcas de suas mãos de fogo sobre a manga do hábito e da camisa, bem como sobre a pele do braço da irmã, que foi, também, queimado.

 





2) E sobre uma mesinha de madeira que servia à irmã para preparar imagens do menino Jesus, em cera, o falecido Padre deixou a marca profunda de uma cruz, traçada com o indicador da mão direita e, também, a marca da mão esquerda.



3)Tb imprimiu a mão esquerda sobre uma folha de papel, guardada entre duas folhas de papel conservadas entre duas placas de cristal.


O confessor deu ordem à Madre Superiora para conserver a mesinha, a mancha no papel, bem como as da túnica e da camisa, depois de terem sido cortadas. Essas peças podem ser vistas, ainda hoje, no Convento de Todi e as suas fotografias se encontraram no museu mencionado em Roma.


(SIMMA) - A SANTA MISSA é o meio mais eficaz para facilitar a libertação das almas do purgatório, porque aí é o próprio Cristo que se oferece a Deus por amor a nós. Se em vida tivermos rezado e participado das missas com todo coração, e durante a semana tivermos vivido segundo o nosso tempo disponível, essas missas trarão um maior proveito para nós quando morrermos, do que as que forem celebradas depois. Uma alma do purgatório vê muito bem o dia do seu funeral, se se reza verdadeiramente por elas, ou se simplesmente faz-se ato de presença ara mostrar que está lá. As almas dizem que as lágrimas não servem de nada para ajudá-las. Ao contrário, serve muito a oração.

O SOFRIMENTO E O PURGATÓRIO: A primeira vez que uma alma me perguntou se eu queria sofrer por três horas por ela, eu disse para mim mesma: “se é só por três horas, vou aceitar”. Mas aquelas três horas me pareciam que duravam três dias, os sofrimentos eram terríveis. Mas no final olhei para o relógio e vi que haviam passado somente três horas. Esta alma depois me disse que por eu ter aceitado sofrer por três horas, ela havia sido poupada de passar mais vinte anos no purgatório. Mas é possível?

Bem, quando se sofre sobre a terra, e ainda mais voluntariamente, podemos crescer no amor de Deus. Isto não é o caso do sofrimento no purgatório, que serve somente para purificar os pecados. Sobre a terra temos todas as graças, temos a liberdade de escolher.

 

 



INDULGÊNCIAS:

(SIMMA) - As almas dizem que também as Indulgências têm um grande valor, seja para libertação delas, seja para nós. Talvez seja até uma verdadeira crueldade não aproveitarmos esses tesouros que a Igreja nos propõe em favor das almas do purgatório. É pouco sacrifício para muito proveito.



(SIMMA) - As almas do purgatório não podem fazer nada por elas mesmas. São totalmente impotentes, e se os vivos não rezarem por elas, ficarão em completo abandono. Eis porque é importante utilizar o imenso poder, incrível, que todos nós temos nas mãos para ajudar a libertar as almas que sofrem. Esta é talvez a maneira mais bela de exercitar a caridade.

(SIMMA) - REENCARNAÇÃO: As almas dizem que Deus nos dá uma só vida.



EXISTEM PADRES NO PURGATÓRIO?

(SIMMA) - Sim, são muitos. Estão lá por não terem ajudado aos seus fiéis a terem respeito pela eucaristia. Negligenciaram a oração e a sua fé diminuiu. Porém, é também verdade que muitos mais foram diretamente para o céu.

 



(SIMMA) - EXISTEM CRIANÇAS NO PURGATÓRIO? Sim, mas para elas o purgatório não é muito longo nem muito penoso, porque a essas falta o pleno discernimento.



PECADOS CONTRA A NATUREZA:

(SIMMA) - As almas que eu conheci (do purgatório) não se perderam, mas devem sofrer muito para purificar-se. Em todas as perversões está presente a obra do maligno e, de um modo particular, no homossexualismo. Diria para rezarem sobretudo a São Miguel Arcanjo, porque é ele, por excelência, quem combate o maligno.

 



A PRÁTICA DO ESPIRITISMO:

(SIMMA) - Não é boa. É sempre o diabo que faz mover as coisas. Não é lícito chamar as almas. A mim elas vêm por permissão de Deus, eu não as chamo. No espiritismo, invocam-se os espíritos, mas é o próprio demônio que vem fingindo ser a alma deste ou daquele outro. Apresenta-se com falsa aparência, sem ser chamado. Uma vez, uma alma veio encontrar-me e me disse: “Não deves acolher a alma que virá depois de mim, porque ela te pedirá muito sofrimento. Tu não tens saúde para aceitar aquilo que ela te pedir.” Fiquei perturbada, pois meu Diretor Espiritual me havia dito que devo acolher com generosidade os seus pedidos. Pensei comigo: será que aquele é o demônio? Fiz o sinal da cruz e disse àquele homem: “Se tu és o demônio, vai-te!!!” De súbito soltou um forte grito e fugiu. E a alma que veio depois, era verdadeiramente uma alma que precisava muito da minha ajuda, e a atendi.

 

OS BENS MAL ADQUIRIDOS:

(SIMMA) - Fiquei mais conhecida, quando as almas começaram a pedir-me para suplicar às suas famílias a fim de que restituíssem um bem adquirido ilicitamente. Os familiares viram que o que eu dizia era verdadeiro. Muitas vezes as almas vieram encontrar-me para dizer-me: “Vai a minha família, em tal lugar, e diz ao meu filho, ao meu pai, ao meu irmão, para restituir tal propriedade, tal soma de dinheiro, tal objeto, e eu serei libertada do purgatório quando estes bens forem restituídos (porque eu participei do ato ilícito). E assim ficavam maravilhadas por eu conhecer tudo. Fiquei conhecida, porque os jornais publicaram esses acontecimentos. "

--

Espacojames:

Leia também entrevista com Maria Simma, onde todas as dúvidas são esclarecidas, acompanhe todo o assunto em 8 artigos.

O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 8
O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 7
O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 6
O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 5
O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 4
O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 3
O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 2
O Purgatório - Entrevista com Maria Simma - Parte 1



Fonte:
Imagens: http://fotosmilagrosasbrasil.blogspot.com/
Texto: SITE RAINHA MARIA - As Almas do Purgatório me disseram: Do livro escrito por Maria Simma.











Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 13/08/11 às 07:20:59 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM










Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES