O relógio do apocalipse está muito perto da meia-noite, alertam os cientistas
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.938.687
Visitas Únicas Hoje: 1.045
Usuários Online: 288
Sistema de Busca

 

Fim dos Tempos




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2666 - Impresso: 29 - Enviado: 9 - Salvo em Word: 17
Postado em: 22/02/16 às 17:37:08 por: James
Categoria: Fim dos Tempos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=85&id=14133
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Fim dos Tempos

Relógio do Juízo Final avança dois minutos

Acredite ou não, o Relógio do Apocalipse é bem real, e agora está muito próximo da meia-noite – faltando apenas 3 minutos para ser exato. “Três minutos é muito perto. Muito perto”, alertam os membros do Conselho de Ciência e Segurança no Boletim de Cientistas Atômicos que foi anunciado na terça-feira em um comunicado. O que acontecerá quando chegar à meia-noite? Alguma catástrofe global. Os Cientistas Atômicos estrearam o Relógio do Juízo Final em 1947, como uma forma simbólica de acompanhar o quão perto a humanidade está para aniquilar a si mesma – principalmente por meio de uma guerra nuclear, devido ao advento das armas nucleares.

 



Hoje, a guerra nuclear é apenas um dos muitos riscos que se passa a cada ano, eles definem o tempo do relógio. O Boletim de Cientistas Atômicos é uma revista acadêmica, que apresenta as últimas pesquisas sobre temas como armas nucleares de destruição em massa, tecnologias emergentes, as alterações climáticas e doenças.

Qualquer coisa que aborda o potencial de destruição global – de uma forma ou outra – está no topo da lista do Boletim. O Relógio do Apocalipse é uma maneira simbólica em que os membros do conselho combinam todos os riscos potenciais dos anos passados em um formulário único e compreensível. Veja como a humanidade tem passado ao longo dos últimos 69 anos:
 

 

Em 2015, os membros do conselho fizeram um movimento sombrio, alterando o ponteiro dos minutos no relógio de 23:55h para 23:57h, ou seja, aumentaram 2 minutos.  “Esta decisão não é uma boa notícia, mas uma expressão de desânimo em que os líderes mundiais continuam a falhar a concentrar os seus esforços e atenção do mundo sobre a redução do extremo perigo representado pelas armas nucleares e as mudanças climáticas”, escreveu o conselho em um comunicado.

Ele acrescentou:O acordo nuclear do Irã e o acordo das conferências climáticas realizadas em Paris são grandes conquistas diplomáticas, mas constituem apenas pequenos pontos brilhantes em uma situação a nível mundial, onde está cheio de potencial para uma catástrofe.”

Algumas das razões citadas para a decisão incluem:

- A decisão dos Estados Unidos de gastar $ 350.000.000.000 nas próximas décadas para manter e modernizar as suas forças militares e infra-estruturas nucleares.

- O conflito acontecendo sobre a livre passagem no Mar do Sul da China.

- O fato de que a China, o Paquistão, a Índia e a Coreia do Norte estão aumentando os seus arsenais nucleares.

- E que 2015 foi o ano mais quente já registrado.

Em um comunicado de imprensa, O Boletim publicado em 22 de janeiro dá um terrível aviso para a humanidade:

Porque os sucessos diplomáticos no Irã e em Paris foram compensados, pelo menos, por eventos negativos nas arenas nucleares e pelo clima, os membros do The Bulletin of the Atomic Scientists Science e Security Board dizem que a situação do mundo é altamente ameaçadora para a humanidade – tão ameaçadora que as mãos do Relógio do Juízo Final deve permanecer em três minutos para a meia-noite, o mais próximo que eles chegaram a uma catástrofe desde os primeiros dias de testes da bomba de hidrogênio acima do solo.

Fonte: http://climatologiageografica.com.br/o-relogio-do-apocalipse-esta-muito-perto-de-meia-noite-alertam-os-cientistas/

--

Leia também: 

Artigo N.º 13320 - A bomba do Juizo final: Tsar Bomba, a mais poderosa arma já criada pelo homem - Três mil vezes mais forte do que a bomba de Hiroshima!

 

--

Cientistas mantêm 'Relógio do Juízo Final' a três minutos para a meia-noite

Relógio é metáfora que mostra quão próximos estamos de destruir planeta.
Aquecimento global, terrorismo e tensão nuclear colaboram para resultado.

 

Cientistas apresentam, nesta terça-feira, 'Relógio do Juízo Final', metáfora para mostrar o quão perto estamos da destruição do planeta: quanto mais perto da meia-noite, pior a situação (Foto: AP Photo/Alex Brandonor )

As ameaças nucleares e as mudanças climáticas representam fortes ameaças ao planeta e o simbólico Relógio do Juízo Final se mantém marcando três minutos para a meia-noite, anunciou nesta terça-feira (26) o Boletim de Cientistas Atômicos.

O relógio serve como uma metáfora para quão próximo a humanidade se encontra de destruir o planeta e recentemente, em 2015, foi acertado para mais perto da meia-noite.

"Ele permanece o mais próximo que já esteve [do marco da meia-noite] nos últimos 20 anos", disse Rachel Bronson, diretora-executiva do Boletim de Cientistas Atômicos, durante conferência de imprensa na capital americana.

O aquecimento global, o terrorismo, as tensões nucleares entre os Estados Unidos e a Rússia, as preocupações sobre o arsenal norte-coreano, as tensões entre Índia e Paquistão e as ciber-ameaças permanecem como as influências desestabilizadoras, afirmou Lawrence Krauss, cosmólogo e professor da Universidade do Estado do Arizona.

A decisão de não mudar o relógio desde 2015 "não é uma boa notícia", declarou aos jornalistas.



Ex-secretário da Defesa dos EUA William Perry (com microfone) fala ao lado do ex-secretário de Estado dos EUA George Shultz (esq.), governador Jerry Brown e Jerry Seelig depois da divulgação do Relógio do Juizo Final (Foto: AP Photo/Jeff Chiu)

Apesar de algumas notícias positivas no ano passado, inclusive o acordo nuclear iraniano e a conferência climática, em Paris, os especialistas expressaram sua preocupação de que os arsenais nucleares internacionais estejam crescendo e que os compromissos antipoluição percam força.

"A luta contra as mudanças climáticas mal começou e não está claro se os países do mundo estão prontos para fazer as muitas escolhas difíceis que serão necessárias para estabilizar o clima e evitar possíveis desastres ambientais", disse Krauss.

A decisão de acertar ou não o relógio é tomada por um grupo de cientistas e intelectuais, inclusive 16 ganhadores do prêmio Nobel.

O Relógio do Juízo Final foi criado em 1947. Ele foi alterado 18 vezes desde então, e já marcou dois minutos para a meia-noite em 1953 e 17 minutos para a meia-noite em 1991.

A última vez em que marcou três minutos para a meia-noite foi em 1983, quando a Guerra Fria entre os Estados Unidos e a então União Soviética estava no auge.

 



Fonte: g1





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 22/02/16 às 17:37:08 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES