ARTIGOS ESPACOMARIA


Voltar



Ângelus, oração de origem medieval
Artigo visto 2116 vezes


O Ângelus, devoção da Cavalaria, para honrar a Encarnação do Salvador


O Ângelus reza-se às 06:00, 12:00 e/ou 18:00 horas. Com ele os católicos glorificam, através de orações especiais, a Anunciação, feita pelo anjo Gabriel a Nossa Senhora, da Encarnação de Jesus Cristo.

Cumpriu-se então, o anúncio dos profetas de que uma Virgem conceberia e daria à luz o Salvador tão esperado.

É uma das grandes datas da História e do calendário litúrgico, pois marca o início da Redenção.

A festa da Encarnação é celebrada o dia 25 de Março, nove meses antes do Natal.

Em algumas localidades, os sinos das igrejas tocam de maneira especial.

O nome da oração Ângelus deriva da primeira invocação em latim: Angelus Domini nuntiavit Mariæ (O anjo do Senhor anunciou a Maria).

As oração consiste em três invocações, com uma resposta cada uma. As três descrevem o mistério da Encarnação. Elas são acompanhadas por uma jaculatória, uma breve oração e três Glórias.

Como rezar o Ângelus:


1) O Anjo do Senhor anunciou a Maria
Respondem todos: E Ela concebeu pelo poder do Espírito Santo.
Ave Maria...

2) Eis aqui a serva do Senhor.
Respondem todos: Faça-se em Mim segundo a vossa palavra.
Ave Maria...

3) E o Verbo Divino se fez homem,
Respondem todos: e habitou entre nós.
Ave Maria...

4) Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,
Respondem todos: para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Derramai ó Deus, a Vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do anjo a encarnação do Vosso filho, cheguemos por Sua Paixão e Cruz à glória da ressurreição. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

Glória ao Pai... (repete-se 3 vezes)

A oração Ângelus é atribuída ao Bem-aventurado Urbano II, o Papa que convocou a primeira Cruzada.

O costume de rezá-la em três momentos do dia é atribuída ao rei Luis XI da França. Ele, em 1472, ordenou que fosse recitada três vezes por dia.

Trata-se de uma das grandes devoções medievais, de grande doçura e unção, que se espalharam pela Igreja toda para maior glória de Nossa Senhora, até o dia de hoje.

Ela reafirma também a unicidade da Igreja Católica: a única verdadeira fundada por Deus encarnado em Maria.

O grande apóstolo da devoção a Nossa Senhora, São Luís Maria Grignion de Montfort, conta que o Ângelus era uma devoção habitual da Cavalaria.

O original em latim é assim:

V/. Ángelus Dómini nuntiávit Mariæ,
R/. Et concépit de Spiritu Sancto.
Ave Maria, gratia plena, Dóminus técum. Benedicta tu in muliéribus, et benedictus fructus ventris tui, Jesus.
Sancta Maria, Mater Dei, ora pro nobis peccatóribus, nunc et in hora mortis nóstræ. Amen.

V/. Écce Ancílla Dómini.
R/. Fiat míhi secúndum Verbum túum.
Ave Maria, gratia plena...

V/. Et Verbum caro factum est.
R/. Et habitávit in nobis.
Ave Maria, gratia plena...

V/. Ora pro nobis, Sancta Déi Gènetrix.
R/. Ut digni efficiámur promissiónibus Christi.

Orémus: Gratiam tuam quæsumus, Dómine, méntibus nostris infúnde; ut qui, angelo nuntiánte, Christi Fílii tui Incarnatiónem cognóvimus, per passiónem éius et crucem, ad resurrectiónis gloriam perducámur. Per eúndem Christum Dóminum nostrum. Amen.

Gloria Patri... três vezes.

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Total Visitas Únicas: 5.832.389
Visitas Únicas Hoje: 328
Usuários Online: 105