ARTIGOS ESPACOMARIA


Voltar



Nossa Senhora dos Campos
Artigo visto 1683 vezes


Nossa Senhora dos Campos


Nsa. do Campo

Este título mariano está ligado ao início da evangelização da França. Ao redor do ano 250, o jovem missionário italiano Dionísio, levou a fé cristã aos povos desta região. Diz a tradição, que ele se estabeleceu na grande planície 'les Champs', isto é: 'os Campos', em Lutécia, atual Paris.

Alí formou a primeira comunidade católica francesa e foi eleito o seu Bispo.

No lugar do santuário pagão da deusa da plantação fundou uma igreja cristã, dedicada à Nossa Senhora dos Campos. Governou a diocese até o ano 259, quando preferiu o martírio a renegar sua fé em Cristo. Santo Denísio se tornou um dos padroeiros da França e suas relíquias são veneradas na primitiva igreja de Nossa Senhora dos Campos, anexada ao Convento das Carmelitas da Encarnação desde 1604.

Assim surgiu o culto à Nossa Senhora dos Campos. A França a celebra no dia 26 de fevereiro, mas em outras localidades a festa ocorre em datas diversas. Na Itália, o mais conhecido é o Santuário localizado em Espezano, na Bréscia.

Segundo a tradição, a primeira igreja foi construída em 1200, depois da Virgem Maria com o Menino Jesus nos braços ter aparecido no meio dos campos à uma piedosa agricultora. Porém, a aparição que deu fama ao Santuário ocorreu em 12 de julho de 1586 à duas jovens da localidade.

Ainda hoje a sua festa em 12 de julho é comemorada com a tradicional procissão dos devotos vestidos de camponeses, que chegam ao Santuário para honrar Nossa Senhora dos Campos com cantos, orações e cestos repletos de flores e frutos colhidos da terra. Recentemente a Santa Sé declarou igreja jubilar este Santuário.

No final do século XIX, o culto chegou ao Brasil. No dia 26 de maio de 1878 um grupo de imigrantes procedentes do norte da Itália, desembarcou em Santa Catarina. Foram para o interior onde primeiro fundaram a cidade de Urussanga, depois as famílias se deslocaram criando pequenos núcleos agrícolas. Na região conhecida pelo nome de Linha Rio Maior, doze famílias brescianas se fixaram. Devotas de Nossa Senhora dos Campos, costumavam se reunir para rezar o terço na casa de João de Bona Sartor, que trouxera da Itália o quadro com a imagem dessa devoção.

Em 12 de julho, para festejar a querida padroeira vinham famílias de toda redondeza. Assim, com recursos próprios esta família mandou erguer uma pequena capela e esculpir a imagem de Nossa Senhora dos Campos, conforme o quadro. O templo foi consagrado em 1918, e mais tarde, juntamente com a imagem, foi doado à comunidade pelos herdeiros de João de Bona Sartor. A recente igreja de Nossa Senhora dos Campos, foi construída com o apoio de toda comunidade de Linha Rio Maior, sendo inaugurada solenemente em 1990, dia da padroeira.

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Total Visitas Únicas: 5.882.099
Visitas Únicas Hoje: 607
Usuários Online: 211