Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.194.915
Visitas Únicas Hoje: 966
Usuários Online: 192
Sistema de Busca

 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1722 - Impresso: 115 - Enviado: 14 - Salvo em Word: 35
Postado em: 02/09/15 às 16:24:13 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=13707
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Para ler com a Bíblia em mãos, buscando esperança, conforto e paz diretamente na Palavra de Deus

Quando uma pessoa querida falece, somos invadidos por um sentimento de solidão e desconcerto. Ao pensar que algum dia vamos experimentar a morte, podemos também perder a paz.

Muitas perguntas vêm à nossa mente: o que acontece com os que morrem? Será que tudo vai acabar quando a pessoa morrer? Há algo nosso que sobrevive a este desenlace tão dramático? Voltaremos a nos reunir com aqueles a quem amamos? Que relação podemos ter com aqueles que estão ausentes fisicamente porque morreram?

Pois bem, a Bíblia, que contém a Palavra de Deus, nos dá repostas cheias de esperança. Apresentamos algumas reflexões a seguir e, no final, uma lista de versículos reconfortantes para quem está em luto:

1. Nem tudo acaba com a morte física

Nosso corpo perece, mas nossa alma, nosso espírito, não deixa de existir, pois é imortal.

 



O Livro da Sabedoria recorda que "Deus criou o homem para a imortalidade e o fez à imagem do seu próprio ser" (Sb 2, 23), dando-nos a conhecer que "as almas dos justos estão nas mãos de Deus e nenhum tormento as alcançará" (Sb 3, 1a).

E o autor sagrado continua: "Aparentemente estão mortos aos olhos dos insensatos: seu desenlace é julgado como uma desgraça, e sua morte como uma destruição, quando na verdade estão na paz!" (Sb 3, 2-3)

Isso está em plena harmonia com o que Jesus nos ensina no Novo Testamento, quando nos conta a parábola do homem rico e de Lázaro, o pobre (Lc 16, 19-30).

Também são contundentes as palavras de Jesus ao bom ladrão: "Hoje estarás comigo no Paraíso" (Lc 23, 43).

A morte é fonte de esperança para os cristãos, como recorda São Paulo: "Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. Mas, se o viver no corpo é útil para o meu trabalho, não sei então o que devo preferir. Sinto-me pressionado dos dois lados: por uma parte, desejaria desprender-me para estar com Cristo – o que seria imensamente melhor" (Flp 1, 21-23).



2. Nossa relação com nossos familiares falecidos não termina

Levando em consideração que Deus não é Deus de mortos, mas de vivos (cf. Lc 20, 38), podemos dizer que nossa relação com os que faleceram nunca acaba.

Ainda que não possamos mais vê-los fisicamente, a Carta aos Hebreus nos ajuda a perceber uma realidade que vai além do que nossos olhos podem ver, pois nos diz que os heróis da fé que faleceram estão ao nosso redor, como uma nuvem (Hb 11. 12, 1).

A Carta aos Hebreus também nos diz:

"Vós, ao contrário, vos aproximastes da montanha de Sião, da cidade do Deus vivo, da Jerusalém celestial, das miríades de anjos, da assembléia festiva dos primeiros inscritos no livro dos céus, e de Deus, juiz universal, e das almas dos justos que chegaram à perfeição, enfim, de Jesus, o mediador da Nova Aliança, e do sangue da aspersão, que fala com mais eloquência que o sangue de Abel." (Hb 12, 22-24)

Nós podemos pedir a Deus que nos conceda a graça de ser conscientes de que nossos entes queridos não nos abandonaram, pois nos cercam como uma nuvem (Hb 12, 1), indo muito além do que nossos sentidos podem perceber (2 Reis 6, 8-23).

"Na manhã seguinte, o homem de Deus, saindo fora, viu o exército que cercava a cidade com cavalos e carros. Seu servo disse-lhe: Ai, meu senhor! Que vamos fazer agora? Não temas, respondeu Eliseu; os que estão conosco são mais numerosos do que os que estão com eles. Orou Eliseu e disse: Senhor, abri-lhe os olhos, para que veja. O Senhor abriu os olhos do servo, e este viu o monte cheio de cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu" (2Re 6, 15-17)

 



Esta pode ser nossa oração: "Senhor, abre meus olhos para que possa perceber que meus entes queridos não morreram, não me abandonaram. Ajuda-me a crer que sua presença me envolve como uma nuvem. Senhor, abre meus olhos na fé!".


Outra maneira de estar em comunhão com eles é por meio da oração de intercessão, como se pode ver o 2º Livro dos Macabeus:


"Puseram-se em oração, para implorar-lhe o perdão completo do pecado cometido. O nobre Judas falou à multidão, exortando-a a evitar qualquer transgressão, ao ver diante dos olhos o mal que havia sucedido aos que foram mortos por causa dos pecados. Em seguida, fez uma coleta, enviando a Jerusalém cerca de dez mil dracmas, para que se oferecesse um sacrifício pelos pecados: belo e santo modo de agir, decorrente de sua crença na ressurreição, porque, se ele não julgasse que os mortos ressuscitariam, teria sido vão e supérfluo rezar por eles. Mas, se ele acreditava que uma bela recompensa aguarda os que morrem piedosamente, era esse um bom e religioso pensamento; eis por que ele pediu um sacrifício expiatório para que os mortos fossem livres de suas faltas" (2Mac 12, 42-46)

Para nós, o sacrifício por excelência é o sacrifício eucarístico, ou seja, a Missa; é nós podemos oferecer muitas missas pelos nossos entes queridos, para que seus pecados sejam perdoados (2 Mac 12, 46).


3. A morte física é transitória: ressuscitaremos!

A morte física é dolorosa. Nosso Senhor chorou ao saber da morte do seu amigo Lázaro (Jo 11, 35-36), a quem amava. Mas, diante do drama da morte de um ente querido, Jesus se apresenta a nós como a ressurreição e a vida (Jo 11, 1-44).

 



"Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá. Crês nisto?" (Jo 11, 25-26)

Por isso, não há espaço para uma tristeza sem esperança:

"Irmãos, não queremos que ignoreis coisa alguma a respeito dos mortos, para que não vos entristeçais, como os outros homens que não têm esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, cremos também que Deus levará com Jesus os que nele morreram" (1Tes 4, 13-14)

Daí a importância que nós, católicos, damos à Missa, pois nela escutamos a Palavra de Deus e nos alimentamos do Corpo e Sangue de Cristo, o que nos permite estar unidos intimamente a Jesus e nos possibilita nossa futura ressurreição:

"Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente uma comida e o meu sangue, verdadeiramente uma bebida. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele. Assim como o Pai que me enviou vive, e eu vivo pelo Pai, assim também aquele que comer a minha carne viverá por mim." (Jo 6, 54-57)



4. Nós voltaremos a ver nossos entes queridos

É uma esperança que brota da Sagrada Escritura e um anseio que se encontra em nossos corações. A experiência dos sete irmãos e sua mãe, descrita no Livro dos Macabeus (2 Mac 7) serve de inspiração para nossa confiança:



"O rei mandou que a mãe se aproximasse e o exortasse com seus conselhos, para que o adolescente salvasse sua vida; como ele insistiu por muito tempo, ela consentiu em persuadir o filho. Inclinou-se sobre ele e, zombando do cruel tirano, disse-lhe na língua materna: Meu filho, compadece-te de tua mãe, que te trouxe nove meses no seio, que te amamentou durante três anos, que te nutriu, te conduziu e te educou até esta idade. Eu te suplico, meu filho, contempla o céu e a terra; reflete bem: tudo o que vês, Deus criou do nada, assim como todos os homens. Não temas, pois, este algoz, mas sê digno de teus irmãos e aceita a morte, para que no dia da misericórdia eu te encontre no meio deles" (2Mac 7, 26-29)

Como se pode ver, esta valente mãe tem a firme esperança de rever seus filhos no dia da misericórdia.


5. Outras passagens da Bíblia

Estas respostas cheias de esperança da Palavra de Deus podem nos proporcionar consolo e fortaleza nos momento de luto pelo falecimento de um ente querido, e serenidade e confiança diante da perspectiva da nossa própria morte:

Gritem de alegria: Isaías 49,13
"Gritem de alegria, ó céus, regozije-se, ó terra; irrompam em canção, ó montes! Pois o Senhor consola o seu povo e terá compaixão de seus afligidos"

Entrarão na Paz:  Isaías 57,1-2
"O justo perece, e ninguém pondera isso em seu coração; homens piedosos são tirados, e ninguém entende que os justos são tirados para serem poupados do mal. Aqueles que andam retamente entrarão na paz; acharão descanso na morte."

Bem-aventurados: Mateus 5,4
"Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados."

Amor Infalível: Lamentações 3,31-32
"Porque o Senhor não o desprezará para sempre. Embora ele traga tristeza, mostrará compaixão, tão grande é o seu amor infalível."

Graças a Deus: 1 Coríntios 15,55-57
"Onde está, ó morte, a sua vitória? Onde está, ó morte, o seu aguilhão?" O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a Lei. Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por meio de nosso Senhor Jesus Cristo."

Ele me disse: 2 Coríntios 12,9
"Mas ele me disse: "Minha graça é suficiente a você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza". Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim."

Trono da graça
Hebreus 4,16
Assim, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.

Toda Lágrima: Apocalipse 21,4
"Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou."

Toda Consolação: 2 Coríntios 1,3-4
"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações."

Venham a mim: Mateus 11,28
"Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês."

Não Temerei: Salmos 23,4
"Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei mal algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem."

Coração Quebrantado: Salmos 34,18
"O Senhor está perto dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito abatido."


Este Deus: Salmos 48,14
"que este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; ele será o nosso guia até o fim."

Eu clamo a Ti: Salmos 61,2
"Desde os confins da terra eu clamo a ti com o coração abatido; põe-me a salvo na rocha mais alta do que eu."

Ocasião Certa: Eclesiastes 3,1-8
"Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar, tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de jogar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz"

Alívio: Salmos 94,19
"Quando a ansiedade já me dominava no íntimo, o teu consolo trouxe alívio à minha alma."

Tua Promessa: Salmos 119,50
"Este é o meu consolo no meu sofrimento: A tua promessa dá-me vida."

Ouves a súplica: 
Salmos 10,17
"
Tu, Senhor, ouves a súplica dos necessitados; tu os reanimas e atendes ao seu clamor."

Morreu e Ressuscitou: 1 Tessalonicenses 4,13-14
"Irmãos, não queremos que vocês sejam ignorantes quanto aos que dormem, para que não se entristeçam como os outros que não têm esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e com ele, aqueles que nele dormiram."

Refúgio: Salmos 9,9
"O Senhor é refúgio para os oprimidos, uma torre segura na hora da adversidade."

Quando você…: Isaías 43,2
"Quando você atravessar as águas, eu estarei com você; quando você atravessar os rios, eles não o encobrirão. Quando você andar através do fogo, não se queimará; as chamas não o deixarão em brasas."

Minha Lâmpada: Salmos 18,28
"Tu, Senhor, manténs acesa a minha lâmpada; o meu Deus transforma em luz as minhas trevas."

Não Tema: Isaías 41,10
"Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa."

Grande amor do Senhor: Lamentações de Jeremias 3,22-26
"Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a sua fidelidade! Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor; portanto, nele porei a minha esperança. O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam; é bom esperar tranquilo pela salvação do Senhor."



http://pt.aleteia.org/





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 02/09/15 às 16:24:13 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES