Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 5.703.508 Visitas Únicas Hoje: 1.055
Usuários Online: 337
Sistema de Busca
Documento sem título

Qual a aparição de Nossa Senhora mais importante na História?

Medjugorje

Fátima














Newsletter Espacojames
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

Artigos
Artigos sobre diversos temas, todos relacionados a igreja e o nossa vida cristã.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1354 - Impresso: 62 - Enviado: 18 - Salvo em Word: 36
Postado em: 22/10/09 às 21:12:03 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=3420
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Em meio ao meu peregrinar, aqui estou, Senhor, clamando por Ti. Nos ardores de meus dias de fervor, tantas vezes me comprometi Contigo, com o dom de meu ser, de meu ter e de meu agir, para a construção de teu Reino. So¬nhei em ter uma vida doada, feita serviço, como o grão de trigo que, unido a tantos outros grãos, morre para ser trigal.

Quantas promessas e quantos des¬cumprimentos! Pretensiosamente confiei em mim mesmo, pensando poder transformar meus anseios em realidade.

Hoje sinto o quanto pesa sobre mim o barro de minhas origens. Surpreendo-¬me sendo bem mais um filho da terra, do que um filho do céu. Busco a unidade e cons¬tato que existe em mim, a divisão. Quero ser dom e acumulo posses. Apegos desordenados se aninham em meu coração e me impedem de fazer a tua vontade.

Hoje, experimento que a construção de uma vida é dom. Por isso, clamo: - "escuta, Senhor, a oração deste coração dividido!" Como Santo Agostinho, neste mo¬mento de clarividência e de graça eu também exclamo: "Fizeste-nos, Senhor, para Ti e nosso coração permanecerá inquieto enquanto não repousar em Ti”.

Quero ser teu, Senhor, quero deixar¬-me conduzir por Ti, porque sei ser esta a única maneira de realizar o anseio de plenitude que trago dentro de mim. Por isso, clamo erguendo minha voz por uma profunda liberdade. Por isso, busco em Ti, e só em Ti, a fidelidade no seguimento de teu Filho Jesus.

Sei que a "eleição" por teu Filho deve levar a marca da generosidade incondi¬cional. Da inteira disponibilidade. Ele me pede que o siga no despojamento da pobreza que leva à generosidade espon¬tânea, na loucura das afrontas e das hu¬milhações que domam o amor próprio, desmascaram a honra vã de todas as vai¬dades e das idolatrias de todas as espé¬cies, para que possa aprender com Ele, que é manso e humilde de coração.

Ah, como é bela a humildade que nada teme porque nada tem a perder, que cons¬trói a fraternidade gratuita, que leva-a em tudo servir com alegria, porque no teu Rei¬no os maiores são os que servem! Como é bela a humildade que é fiel acatamento de tua vontade para, como nosso pai Abraão, ser fonte de bênçãos para os demais!

E, no entanto, Senhor, eis-me aqui com meu coração dividido.

Quantas vezes carrego o peso de uma vontade que diz querer, mas permanece inerte, abúlica e inconsequente na sua incapacidade de dar passos, porque en¬redada nos seus apegos. São os tesouros ¬miragens, de meus ídolos, que não ouso vender para comprar o campo que escon¬de o real e verdadeiro tesouro.

Digo querer como se não quisesse.

Outras vezes sinto impulsos para uma generosidade maior. Sonho com um "eis-me aqui, Senhor", que desejaria ir¬restrito, com toda a força. E, no entanto, surpreendo-me a negociar contigo, pedindo abatimentos, propondo arranjos, desejando que con¬vivas com meus amores terrenos. Esque¬ço-me, ou faço de conta que não me lem¬bro de que, como disse alguém "com o Absoluto não se regateia, quem não der tudo não deu nada!"

Como aquele jovem rico do Evangelho, ve¬nho muitas vezes correndo pressuroso e alegre para perguntar a teu Filho Jesus qual é o cami¬nho da vida. E de volta, meus passos tam¬bém se fazem lentos e trôpegos e meu rosto carrega a tristeza, porque me é pedido que me desfaça de meus "bens".

Livra-me, Senhor, dos desacertos dessa sensibilidade que debilita a vonta¬de. Dá-me aquela liberdade interior vol¬tada para o único e verdadeiro bem, centrado em Ti, o sumo Bem. Que os afetos de meu coração re¬pousem em Ti. Que, com tua graça, eu aprenda a amar todas as criaturas somen¬te em Ti, o criador de todas elas.

Contra os "aguilhões da carne", só tua graça é eficaz. Por isso, ao pedir li¬berdade, é tua graça que eu peço. Essa graça que faça de Ti o meu tesouro, o meu único tesouro! Essa graça com que dotas em profusão a Igreja. Nela são incontá¬veis os santos, canonizados ou não, que renunciaram a tudo, que tudo entrega¬ram, para se lançarem na aventura de se deixarem conduzir por Ti.

E, tendo em mãos o barro dócil, Tu, o divino Artista, pudeste modelar nele, a teu gosto, na medida do teu Amor, a tua imagem e semelhança. Pudeste fazer des¬ses corações livres, fiéis e generosos se¬guidores do teu Filho, construtores do teu Reino.

Aceita, Senhor, o meu pobre barro. Faze com que ele seja teu. Somente teu. In¬condicionalmente teu. Para que nele e por ele realizes os desígnios do teu Amor!

Tudo desejo para que Tua vontade prevaleça na minha vida. E que a minha vida seja um testemunho do teu amor...

Promotores Vocacionais



Pe. Martinho Maria de Porres, F.M.D.J.
Ir. Cecília Maria Patrícia de Roma, F.M.D.J.
Informativo@mosteiroreginapacis.org.br
www.mosteiroreginapacis.org.br
http://rainhadapaz.blog.terra.com.br/











Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 22/10/09 às 21:12:03 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES