O ARREBATAMENTO E A TERCEIRA GUERRA MUNDIAL (holocausto dos judeus)
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.136.930
Visitas Únicas Hoje: 403
Usuários Online: 101
Sistema de Busca

 

Profecias




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 4713 - Impresso: 316 - Enviado: 49 - Salvo em Word: 72
Postado em: 21/11/07 às 08:35:55 por: James
Categoria: Profecias
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=11&id=137
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Profecias

"E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim." Mateus 24.14

Aqui não se refere ao fim do mundo mas ao fim da pregação do evangelho, seguido do arrebatamento e da tribulação de 7 anos que é o juízo da Terra ou o "Dia do Senhor". O juízo final só virá após os 1000 anos do Reino de Deus.

"Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai."
"Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor;" Mateus 24.36;42

Jesus afirmou desconhecer o dia e a hora mas nada afirmou sobre o mês e o ano da sua vinda, porém alertou que ela estaria próxima quando todas as nações tomarem conhecimento do evangelho. A sua divulgação tem crescido através do uso intensivo da mídia.

Em 31 de dezembro de 2000 foi realizada uma pesquisa sobre a divulgação do evangelho a nível mundial. Segundo a pesquisa, no ano 2000 aproximadamente 20% (15% a 25%) da população mundial ainda não tinha ouvido o evangelho! A variação de 10% no ítem corresponde aos que não souberam avaliar sobre ter ouvido ou não o evangelho.


Ítem Medido
Penetração

Rádio Transmissão de programação cristã 99%

A Bíblia numa linguagem nativa 80%

Novo Testamento numa linguagem nativa 94%

Ouviu o evangelho de alguma forma 75 a 85%



Grande parte destes 20%, são pessoas que habitam em países da chamada janela 10/40 (10° a 40° de latitude norte) do globo (imagem abaixo), regiões onde predominam o hinduísmo, o islamismo e o budismo além de possuir muitos desertos (parte clara). Em geral, a maior parte da população desta região rejeita a pregação do evangelho.



Mesmo não informando o dia, a hora, o mês e o ano, esse tempo já havia sido profetizado 7 séculos antes de Cristo! Segundo a história, antes de morrer em 4 AC, Herodes mandou matar os meninos com idade até 2 anos na pequena cidade de Belém. Calcula-se que foram assassinados de 10 a 20 meninos para uma população local de 300 habitantes. Portanto, Jesus passou pela terra dentro do período entre 7 AC a 29 DC. Conforme as profecias, a sua volta seria após 2 dias (após 2000 anos), ou seja, em algum ano entre 1994 e 2029:

"Depois de dois dias nos ressuscitará [após o 2° milênio] ao terceiro dia nos levantará [no princípio do 3° milênio], e viveremos diante dele. Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor [a cada dia viver mais íntimamente com Deus]; a sua saída [subida ao céu], como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva [como nos dias de Noé], como a chuva serôdia [a que vem tarde, no fim do seu tempo ou logo após] que rega a terra." Oséias 6.2-3

"... nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria [...] e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? [...] Mas vós, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia [1 dia no céu = 1000 anos na terra]. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia [como a chuva serôdia]; Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas." II Pedro 3.3-10

O arrebatamento, chamado também "o encontro com o Senhor nos ares" ou ainda o "Dia de Cristo" (primeira parte da volta de Jesus), como se referiu o apóstolo Paulo, nada mais é do que o livramento das catástrofes que sobrevirão ao nosso planeta que já estão sendo anunciadas pelas autoridades científicas, e até por um estudo do Pentágono publicado nos primeiros meses de 2004. Serão retiradas as crianças e os nascidos de Deus (cristãos que realmente estiverem servindo a Deus de acordo com a Sua vontade), conforme o próprio Jesus anunciou detalhadamente no evangelho de Lucas em boa parte do capítulo 21:

"... os homens desfalecerão de terror, e pela expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto os poderes do céu serão abalados. [...] Porque há de vir sobre todos os que habitam na face da terra. Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que possais escapar [no arrebatamento] de todas estas coisas que hão de acontecer, e estar em pé na presença do Filho do homem [nos ares]."

O arrebatamento virá antes destas tragédias. Milhões de cristãos e crianças, que ainda não têm capacidade de discernimento (normalmente até os 11 anos), desaparecerão no mundo inteiro num piscar de olhos conforme Cristo anunciou:

"Então, estando dois homens no campo, será levado um e deixado outro; estando duas mulheres a trabalhar no moinho, será levada uma e deixada a outra. Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor;" Mateus 24.40-42

Muitos já andam dizendo que espíritos-guias (espiristismo), irmãos maiores (cultura Maia), seres extraterrestres e seus OVNIs (ufologia), inteligências superiores etc. retirarão os cristãos do planeta para uma "nova dimensão". Aliás, o crescimento da ufologia já é uma preparação para que as autoridades mundiais possam explicar o desaparecimento das pessoas, já que as roupas e objetos como alianças, anéis, relógios, brincos entre outros que se utiliza no dia a dia ficarão no lugar onde cada pessoa for arrebatada parecendo que "extraterrestres desintegraram as pessoas", como nos filmes de ficção científica sendo que, como OVNIs, poderão usar até a própria Bíblia na visão das "rodas girantes" (Ezequiel 1.15-21 e 10.9-17), com aspecto semelhante a dos discos voadores, com movimentos de subida e descida de 4 querubins. Para outros será uma insatisfação do seu "deus", como nos países onde o evangelho tem resistência em penetrar por causa da influência da tradição religiosa local.

Em 1991, Bill Lambert, diretor da Casa da Teosofia da Nova Inglaterra (EUA), afirmou que este evento será necessário para poder estabelecer um Governo Mundial pois os cristãos de forma alguma aceitariam uma fusão ecumênica, uma só religião mundial. Ou seja, até a Maçonaria crê no arrebatamento!

Este grande evento causará danos e confusões em toda a parte no mundo nunca vistas até então: Acidentes ocorrerão nas ruas e nas estradas, nas ferrovias, na aviação, nos portos, etc. Tal como ocorreu no dia 11/09/2001 quando o World Trade Center foi alvo do maior atentado terrorista da história, as redes de rádio e TV deverão deixar a programação normal para apresentar notícias sobre o desaparecimento de cristãos e crianças; Os chefes de estado dos países se reunirão; A ONU, a União Européia e as Sociedades Secretas se reunirão rapidamente; As empresas de telefonia terão suas linhas congestionadas pois milhões de pessoas buscarão informações sobre o assunto nas mídias, principalmente na Internet e com certeza algumas delas encontrarão esta página e, se desejarem a vida eterna, deverão se preparar para rejeitar o governo anti-cristão...

De Israel virão os principais acontecimentos para a revelação do anticristo. Em outubro de 2004, passados 1579 anos, na cidade de Tiberíade, foi restabelecido o Sinédrio, o tribunal religioso do Templo. Em janeiro de 2005 numa cerimônia 71 rabinos receberam uma ordenança especial. São eles que irão decidir onde o Templo será reconstruído, quando será o retorno do "sacrifício diário" de animais e principalmente serão os responsáveis pela autenticação de um "messias" quando ele vier (serão enganados pelo anticristo). No dia 9/2/2005 eles deram o 1° passo para a construção do 3° Templo e para a volta do sacrifício diário indo ao Monte Moriá para determinar o local exato da fundação do antigo Templo de Salomão reformado por Herodes.

O apóstolo Paulo revelou o que iria ocorrer antes do arrebatamento como um sinal de alerta:

"Ninguém de modo algum vos engane; porque isto não sucederá [o Dia do Senhor: o arrebatamento, a tribulação e a volta de Jesus] sem que venha primeiro a apostasia [a corrupção da prática da fé cristã] e seja revelado o homem do pecado [o anticristo], o filho da perdição, aquele que se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou é objeto de adoração, de sorte que se assenta no santuário de Deus [no 3° templo na metade da tribulação], apresentando-se como Deus." II Tessalonicenses 2.3-4

A apostasia já existe pois há anos que os ensinamentos do evangelho tem sido deturpado faltando apenas o aparecimento de um líder proclamando a paz. Finalmente o momento exato do arrebatamento foi revelado a Paulo:

"...o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; pois que, quando disserem: Há paz e segurança [cavalo branco], então lhes sobrevirá repentina destruição [cavalo vermelho]" 1 Tessalonicenses 5:2-3

Haverá um período de paz (sem guerras) e segurança (sem terrorismo) na Palestina que será comemorado em todo o mundo mas em seguida virá a IIIª Guerra Mundial. A "repentina destruição" não parece soar como uma catástrofe natural, mas como uma grande explosão atômica dando início a uma grande guerra no Oriente Médio.

O Apocalipse tem seu início dividido em 4 fases que são os "4 cavalos e seus cavaleiros": Branco - paz e segurança, o curto período onde será revelado aos cristãos o anticristo como o "príncipe da iniquidade" mas ao restante dos que habitam na Terra como o "príncipe da paz"; Vermelho - sangue derramado na terceira grande guerra talvez provocada por terroristas árabes ou algum país da Ásia e com certeza com o uso de armas de destruição em massa, as atômicas - a "grande espada", que provocará a "repentina destruição"; Preto - o petróleo, combustível indispensável para os meios de transportes, não será distribuído em algumas partes do mundo, afetando principalmente os países que não possuem jazidas, provocando a falta de alimentos sobretudo nas grandes metrópoles onde há maior poder aquisitivo - haverá dinheiro mas não haverá alimento para todos e as autoridades mundiais sabem perfeitamente que isso trará o caos; Amarelo - a palidez, a mortandade de cerca de 25% da humanidade pela guerra, pela fome e por ataques de animais famintos.

Houve paz e segurança em Israel no ano de 1995. Com o fim do acordo de paz em 4 de novembro de 1995, quando foi assassinado o primeiro-ministro israelense Ytzhak Rabin, havia quem acreditasse na possibilidade de iniciar uma guerra atômica no Oriente Médio (narrado no livro "O Código da Bíblia"). Desde então acabou a paz e a segurança em Israel. Mas o tão sonhado 7° acordo de paz deverá finalmente ser assinado e praticado pois com a morte de Yasser Arafat, principal inimigo do primeiro-ministro israelense Ariel Sharon, pode estar próximo um novo período de paz e segurança em Israel. Os acordos fracassados foram em 1993 com a OLP, em 1994 com a Jordânia e nos anos de 1995, 1997, 1998 e 1999 com a Autoridade Palestina (governo Arafat). O único acordo obedecido foi o de 1979 com o Egito.

Um roteiro de negociações sugerido pelos Estados Unidos, Rússia, Nações Unidas e União Européia prevê a criação de um estado palestino com fronteiras interinas em 2005, sendo que no último dia 8/2/2005 foi feito o acordo de cessar-fogo! Também para o final deste ano estão previstas a emigração de judeus da Europa para Israel e a decisão sobre o controle do Monte Moriá, onde será construído o 3° templo. A divisão da Palestina proposta por Estados Unidos (a águia), Rússia (o urso), Nações Unidas (o cavaleiro com o ramo em forma de arco) e União Européia (as 12 estrelas) provocará destruições pois seus líderes estão se colocando contra o próprio Criador do Universo, que já havia prometido dar a Palestina aos descendentes de Abraão, por seu filho Isaque e seu neto Jacó (Israel). O Senhor quando voltar cumprirá a promessa!

Este período de "paz e segurança", sem conflitos entre judeus e palestinos, desagradará árabes de outros países que nunca aceitaram a permanência dos judeus na Palestina e os árabes palestinos que assinarem o tratado de paz poderão correr risco de vida e talvez sejam chamados de "traidores de Alá". Nem Saddam Hussein poupou seus irmãos árabes residentes em Israel ao lançar os mísseis de baixa precisão "Scuds" durante a Guerra do Golfo em 1991! O Irã e a Síria pretendem comprar ou construir suas próprias armas atômicas a princípio para retaliar um possível ataque israelense e já há quem acredite que existam tais armamentos escondidos em suas regiões.

Mas a principal causa desta guerra será o arrebatamento. Os árabes deverão culpar Israel pelo desaparecimento de suas crianças, talvez crendo que "Alá tenha se aborrecido com o acordo de paz, decidindo retirá-las do mundo". Certamente o desaparecimento ocorrerá nas vésperas do ataque, que poderá ser no aniversário das duas destruições de Jerusalém: o nono dia do penúltimo mês hebraico (Tisha B'Av). Assim como no tempo do Êxodo, quando faraó ao sentir a perda do seu filho decidiu perseguir os hebreus, também os "faraós de hoje" sentirão a perda dos seus filhos desaparecidos e perseguirão os judeus e os cristãos que ficarem (Apocalipse 12.12-17).

Atualmente o terrorismo islâmico tem sido a causa das guerras no Afeganistão e no Iraque. Uma guerra mundial só poderia ser financiada pelos grandes fornecedores de petróleo e portanto ter início no Oriente Médio. Os gastos com armamento de última geração são inviáveis para quase todos os países do primeiro mundo. Toda expectativa de guerra é um alerta global pois uma interrupção prolongada no fornecimento de petróleo levará o mundo a um caos total (os 4 cavaleiros do Apocalipse) com aumentos de inflação, falta de fornecimento de alimentos e fome principalmente nas grandes áreas urbanas em várias regiões do planeta, provocando aumento de desemprego, da miséria e consequentemente assaltos, roubos entre outros problemas sociais. Quando organizações como a ONU, a União Européia e até ONGs se unirem formando um Governo Mundial e tentarem contornar esta situação, surgirá então o "messias" que este mundo globalizado tanto espera.

"Lançai a foice, porque já está madura a seara; vinde, descei, porque o lagar está cheio, os vasos dos lagares transbordam, porquanto a sua malícia é grande." Joel 3.13

Haverá um derramamento de sangue em Israel que atingirá uma extensão de 1600 estádios (296,7 km) que corresponde praticamente a extensão da fronteira ao norte (Síria e Líbano) até ao sul no deserto do Negueve (Apocalipse 14.14-20). Pelo tamanho da destruição pode-se concluir que Israel seja o palco de uma grande guerra, maior que a do Golfo, a tão temida IIIª Guerra Mundial e um novo holocausto dos judeus.

"Entrará na terra gloriosa, e dezenas de milhares cairão; mas da sua mão escaparão estes: Edom e Moabe, e as primícias dos filhos de Amom." Daniel 11.41

As terras de Edom, Moabe e Amom já pertenceram a Israel e hoje correspondem a atual Jordânia, que pela profecia bíblica não será invadida naturalmente por ter ligações com o ataque. Este fato evidencia o uso da Jordânia pelos demais países árabes para a instalação de mísseis de destruição em massa por ser o país que possui a fronteira mais extensa com Israel, além de possuir montanhas onde se tem uma ampla vista da Palestina. Talvez seja o que Daniel chamou de "o Rei do Sul", ou seja, o domínio árabe. No livro "O Código da Bíblia II" é mencionado um possível ataque vindo da Península de Lisan localizada no sul do Mar Morto, na Jordânia, onde os árabes poderão instalar mísseis de destruição em massa.





www.arqueologiabiblica.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 21/11/07 às 08:35:55 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM









Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES