Espacojames


Página Inicial
Listar Marisa Bueloni




Artigo N.º 3454 - Este mundo passará
Artigo visto 2280 vezes




Visto: 2280
Postado em: 25/10/09 às 00:15:49 por: James
Categoria: Marisa Bueloni
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=123&id=3454
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Marisa Bueloni

Por: Marisa Bueloni

Dia destes, ouvi um padre fazendo uma pregação na tevê. Sua voz serena e pausada tornava mais preciosa a sua fala. Com grande sensibilidade, ele abordava um tema dificílimo: a aceitação da nossa cruz.

O sacerdote discorria sobre a maneira como todos buscam o alívio para suas dores, a resolução dos problemas e sofrimentos. De fato, ninguém “deseja” sofrer; ninguém, de própria vontade, quer passar pela dor, seja física ou moral. Nossas orações, quase sempre, se constituem num pungente pedido de livramento. “Cura-me, Senhor, desta doença”, “Livra-me, Senhor, desta provação”, “Afasta de mim, ó Deus, estes terrores”. Nossas preces são uma contínua e necessária ladainha pedindo auxílio aos céus.

 

O sacerdote não condenou estes pedidos; ao contrário, incentivou que os façamos, na certeza de que Deus ouve as nossas orações. Mas, sobretudo, o padre tentava passar um outro tipo de mensagem, aquela da esperança, que faz um coração ir além deste mundo passageiro.

 

Então, ele afirmava que Jesus veio habitar em nosso meio e os problemas não foram resolvidos, as doenças não acabaram, tampouco as guerras, as misérias e as injustiças. E ele perguntou à platéia atenta: o que veio fazer Jesus, ao vir a este mundo? Depois da Sua vinda, o mundo não se tornou melhor. Jesus veio, voltou para o Pai, mas o mundo não resolveu os seus problemas. Afinal, o que Jesus veio nos trazer?


O sacerdote tinha nas mãos o livro do papa Bento XVI, “Jesus de Nazaré”, onde o santo padre busca responder exatamente a esta pergunta crucial: o que veio Jesus trazer ao mundo? E a resposta é: Jesus veio nos trazer Deus. Veio nos trazer Aquele que é Amor, Ele mesmo, feito Homem no meio de nós. “Quem vê a mim, vê o Pai” (Jo 14:9).
 

Jesus não veio eliminar todos os conflitos, todas a doenças, acabar com a fome e com o desemprego, com a corrupção e as injustiças. Jesus conhecia o mundo e suas estruturas. Por isso, Ele veio nos trazer Deus. Veio nos mostrar o amor do Pai e como devemos lutar neste mundo. O sacerdote, ungido pelo Espírito, disse olhando fixamente para a platéia: “Não fujam dos seus problemas, não fujam da dor. Cristo também sofreu. Não fuja da sua cruz. Abrace a cruz de cada dia e siga em frente”.

 

Este é um duro recado, uma pregação que se ouve desconfiado e que poucos param para ouvir. Estamos todos cansados de carregar nossas cruzes e queremos nos livrar delas. A humanidade é um lamento em uníssono. “No mundo tereis aflições; coragem, Eu venci o mundo”, disse Jesus. E é com esta coragem que temos de enfrentar as provações, as tribulações,  as perdas, o sofrimento que nos cerca a todos, em qualquer fase de nossas vidas.

 

O padre dizia para não nos deixarmos seduzir pelos convites fáceis do tipo: “Pare de sofrer! Seus problemas acabaram!”. Nossos problemas, na verdade, nunca irão acabar. Herdamos esta luta, desde que o mundo é mundo, desde a expulsão de nossos primeiros pais do Paraíso e, de lá para cá, comemos o pão com o suor do nosso rosto. Isto é bíblico.

 

O sofrimento sempre existirá a nossa volta e para nós mesmos. Por isso, Jesus veio nos apresentar o Amor do Pai. E é com o amor e o poder de Deus que temos de erguer nossas cabeças, animar nosso espírito. Não viemos a este mundo para viver todos os prazeres, conhecer a felicidade completa, ou para termos todos os problemas resolvidos.

 

Uma criança vai se tornar jovem, este jovem ficará adulto e este adulto envelhecerá, experimentando a decrepitude e a passagem do tempo. Terá conhecido muitas alegrias e dores, terá lutado muito. Riu, chorou, sofreu, amou. Assim é a vida. Mas se lutou com Deus, alcançou a vitória. Se combateu o bom combate, merecerá a coroa da glória. Cada dia neste mundo é um degrau a mais, um passo à frente, seguindo as pegadas banhadas de sangue do nosso amado Mestre.


Ninguém se engane: a porta é estreita. Ninguém se iluda com as falsas luzes e as promessas fáceis do mundo. Este mundo passa, só Deus não passa. Por isso Jesus veio nos trazer Deus. Jesus veio para nos encher da força de Deus, pois temos de carregar nossa cruz nesta vida.

 

O que seria do mundo se Jesus tivesse acabado com todos os problemas e todo o sofrimento? Qual o significado de Sua morte na cruz? A Sua ressurreição é para nós o grande sinal de esperança, de que nossos corpos ressuscitarão um dia, como Cristo ressuscitou. Ou seria vã a nossa fé.

 
Contudo – graças a Deus –, nossa fé não é vã. Temos uma Revelação na qual crer, uma Igreja fundada por Cristo. A Igreja é viva, como Cristo é vivo e nos trouxe um Deus vivo. Ele morreu na Cruz para nos dar esta vida em Deus, por mais paradoxal isso pareça. “Este mundo passará”, dizia o padre, “este mundo não é a nossa casa”. Não, não é. Temos uma pátria celeste a nossa espera. Muitos suspiram de saudades dela e querem voltar para lá. Outros querem ficar um pouco mais por aqui, por causa dos prazeres e delícias deste mundo que Deus criou com tanta sabedoria.

 

E além de existirem lutas infindas, dores e medos insuperáveis, a  terra do homem vem sendo sacudida por catástrofes naturais, doenças, escassez de água, mudanças no clima, violência e falta de amor. Mas o homem não desiste do mundo. Assim como Deus não desiste do homem. Este mundo passará. Deus não, Deus não passará jamais.


 

Marisa F. Bueloni é formada em pedagogia e orientação educacional.

e-mail: marisabueloni@ig.com.br



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.733.146
Visitas Únicas Hoje: 2.344
Usuários Online: 295