Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.192.792
Visitas Únicas Hoje: 612
Usuários Online: 194
Sistema de Busca

 

Artigos Levi Sousa
Artigos enviados por Levi L.O. Sousa / SP




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1599 - Impresso: 29 - Enviado: 11 - Salvo em Word: 18
Postado em: 04/06/15 às 08:40:42 por: James
Categoria: Artigos Levi Sousa
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=200&id=13395
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Levi Sousa

Levi L. O. Sousa

Boa noite James, irmãos!
Que a Paz do Senhor JESUS, o amor de Maria e a justiça de Jose estejam convosco.

Nota: 

Sabemos que à algum tempo, grande parte da humanidade se concentrou na iniquidade, e cada vez mais se envereda pelos caminhos tortuosos da mentira e da perdição eterna. Porem é muito difícil chegar a uma conclusão exata desta história, pois não temos como afirmar que é verdadeira, ou muito menos falsa.

Também sabemos que entre o Céu e a terra há muitos mistérios e segredos a serem desvendados e revelados. Não podemos esquecer que existem centenas de pactos satânicos realizados por ancestrais, com as mais absurdas ritualísticas e promessas macabras e dessa forma acabam envolvendo varias... gerações.


Há quase 200 anos a história dos caixões de uma família enterrada em um cemitério local que se mexem ainda não foi desvendado.

 

Um grande mistério cerca a pequena ilha dos Barbados, na América Central, há quase 200 anos que parece mais ser um filme de terror, a história começa com os caixões de uma família enterrada em um cemitério local que se mexem regularmente após terem sido encontrados e revirados pela primeira vez, em 1812. Todo o restante do cemitério continua quase intocado, mas o local onde está a família Chase vira e mexe resolve assombrar. Os trabalhadores locais se recusam a chegar perto dos tais caixões.

A história foi publicada pela primeira vez pelo jornalista James Edward Alexander, na revista Transatlantic Sketches. A construção do jazigo se deu em 1805, quando era comum a construção de covas por conta de doenças que assolavam o mundo inteiro.

 

Vários trabalhadores locais se recusam a chegar perto dos tais caixões

 

Os funcionários do cemitério local se depararam com algo macabro quando foram enterrar mais um membro da família, os caixões estavam completamente revirados, os guardas apostaram em algum tremor de terra ou ladrões de túmulo e ajeitaram os caixões novamente, além de reforçarem as trancas do jazigo.

Para deixar tudo ainda mais misterioso, os caixões eram de chumbo, “extremamente pesados”, segundo as descrições dos guardas a revista. Em 1816 foi a vez de enterrar Jason Chase e uma nova surpresa: as trancas estavam intactas, mas os caixões estavam completamente revirados.  O mesmo aconteceu em 1817, em que o processo se repetiu.

 

Os caixões realmente se mexem


Os guardas locais e funcionários do cemitério reiteraram todas as versões bizarras em relatórios, os caixões realmente eram pesados e realmente se mexeram muito. Três dos funcionários afirmaram que dois dos caixões, das crianças pequenas estavam semiabertos e com as tampas quase no chão. Diversos investigadores internacionais pousaram na ilha para tentarem desvendar o mistério, eles disseram que a história era “duvidosa”, embora tenham reconhecido que os “depoimentos parecem legítimos”.

ANTES E DEPOIS - O caso até hoje está sem explicação



O mesmo pode ser dito dos registros de funcionários, considerados autênticos pela maioria dos historiadores. O investigador cético Joe Nickell foi um dos que mais se aprofundaram na história e ficou por cinco anos na ilha em busca de depoimentos e documentos. Apesar de ter colocado em dúvida, ele considerou a questão por demais “inconclusiva”.

No início dos anos 90 a revista de coisas bizarras Weird NJ visitou o local e relembrou a história mundialmente. Foi o reinício da lenda após quase dois séculos.

Após a publicação o local voltou a ser visitado e estudado e bem, coisas mais esquisitas aconteceram.

Macabro os caixões sempre se mexiam misteriosamente


Quando uma dupla de pesquisadores abriu o local, o esperado havia acontecido os caixões, mais uma vez haviam se movido, e pior, o corpo de Ann Mary havia desaparecido.  O caso foi relatado por Brester Ammes, em 1992, que levou tudo à polícia, mas as autoridades policiais responderam como sabiam: “essa história é antiga e não temos solução para ela”.

Fonte: S1


LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO - PARA SEMPRE SEJA LOUVADO.../ SALVE MARIA - SALVE MARIA ... / SALVE JOSE - SALVE JOSE ...

Grande abraço,    








Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 04/06/15 às 08:40:42 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES