Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.408.221
Visitas Únicas Hoje: 1.585
Usuários Online: 310
Sistema de Busca

 

Obras Malignas




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 2907 - Impresso: 109 - Enviado: 39 - Salvo em Word: 51
Postado em: 29/11/08 às 07:42:35 por: James
Categoria: Obras Malignas
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=31&id=747
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Obras Malignas

07/12/2007

Espiritismo:

Católico pode ser espírita?

O católico pode ser espírita?


Vamos analisar alguns pontos de convergência que existem em comum entre Católicos e espíritas e que podem confundir e levar muitos Católicos a procurarem centros espíritas:

Católicos e espíritas concordam que:

- O mundo não é só matéria.
- Deus existe, que é eterno, único, onipotente, justo e bom.
- Os valores do espírito são superiores aos da matéria.
- Temos uma alma de natureza espiritual.
- Depois da morte, nossa alma continua viva e consciente.
- A vida, depois da morte, depende de como a aproveitamos agora no corpo.
- Há espíritos perfeitos que vivem com Deus.
- Esses espíritos podem nos socorrer e ajudar.
- Há espíritos maus que podem nos perturbar e prejudicar.
- Ambos, Catolicismo e espiritismo, proclamam a extraordinária figura de Jesus

- Que pregou e insistiu sobre a Caridade.
- Fora da Caridade não há salvação.
- Devemos fazer o bem e fugir do mal, etc. Por causa dessas coisas em comum, muitos Católicos, alguns até bem intencionados, começam a freqüentar centros espíritas e, com isso, ficam contaminados.

Agora, vejamos por quê os Católicos não podem e não devem freqüentar centros espíritas:
a) No espiritismo existe a prática da evocação dos espíritos, condenada pela Bíblia Sagrada diversas vezes (Cfe. Deuteronômio, cap.18). Essa prática da evocação dos mortos para deles receber conhecimento é antiga. Chama-se necromância e vem do grego (necrós = falecido e manteia = adivinhação). No entanto, o espiritismo só começou no século passado.
b) Para os Católicos, os livros da Bíblia Sagrada são Divinamente inspirados. Isso é dogma. Para os espíritas, não. Os espíritas aceitam só partes da Bíblia. O Evangelho deles não é segundo Nosso Senhor Jesus Cristo e, sim, segundo o espiritismo e a seu bel-prazer.
c) Alan Kardec (O codificador do espiritismo) ignora a Santíssima Trindade. Os espíritas não aceitam Jesus como Deus. Dizem que é invenção da Igreja. Chegam até a dizer que Jesus não era nem Deus e nem homem.
d) Os espíritas também não aceitam a Doutrina da Redenção e Santificação dos homens, por isso, contestam os meios instituídos por Jesus Cristo para a salvação e santificação. São eles:
1º BATISMO – Jesus manda os Apóstolos irem por todo o mundo, batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Para os espíritas, isso não tem sentido.
2º EUCARISTIA – Na última Ceia, Jesus instituiu a Eucaristia e disse aos Apóstolos que o fizessem em "Minha Memória". E foi bem claro, quando disse "Isto é o Meu Corpo" e não "isto representa o Meu Corpo. Mas, para os espíritas, o Mistério Pascal não tem valor de sacrifício pelos pecados dos homens.
e) SACRAMENTOS – Para os espíritas, os Sacramentos não existem, pois o espiritismo não tem culto, nem ritos e nem templos.
f) Dizem, também, que não existem demônios e ridicularizam o inferno. Os Evangelhos citam os demônios em diversas passagens. Até Jesus, que é Deus, foi tentado pelo demônio três vezes.
g) Eles, os espíritas, repudiam os privilégios de Maria, Mãe do Filho de Deus e, por isso, Filha Predileta do Pai e Sacrário do Espírito Santo. Ora, por esses privilégios, Ela supera de muito, todas as outras criaturas celestes e terrestres.
h) Os espíritas não admitem o pecado original e não aceitam o purgatório. Reprovam a Ressurreição da carne e desdenham o Juízo Final. Negam a existência do pecado. Então Deus deu os Dez Mandamentos para quê?... Enfim, os espíritas negam todo o Credo Cristão. Por conseguinte, o espírita não é cristão. A única religião cristã, fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo e não por homens é a Católica Apostólica Romana, quando ele disse a São Pedro: "Tu és Pedro e sobre esta pedra fundarei a Minha Igreja (ou edificarei Minha Igreja) e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
Portanto, a primeira Religião Cristã é a Católica; as outras religiões cristãs vieram depois, fundadas por contestadores da Católica. Aí surgiu uma infinidade de seitas. São Pedro foi o Primeiro Papa da Igreja Católica Apostólica Romana. Os Católicos têm unidade por terem um único chefe. Os espíritas não dão nenhum valor a Pedro e seus sucessores e nem à Igreja. A CNBB (Conselho Nacional dos Bispos do Brasil), em 1955, disse que o espiritismo no Brasil é o desvio doutrinário mais perigoso, pois nega todas as verdades da nossa fé. Não é possível conciliar Catolicismo com espiritismo. O espírita é considerado herege.
Olhe bem o que você é ou deseja ser. Católico ou espírita? Pertencer a duas religiões antagônicas não é possível. Veja bem: Deus proíbe a evocação dos mortos desde o Antigo Testamento. Não confundir evocação com Invocação. Invocação é chamar por Deus, por Nossa Senhora, pelos Santos. Evocação é chamar pelos mortos ou at&eac te; maus espíritos. E os mortos não vêm e não voltam. Há um abismo intransponível entre o Céu, a Terra e o inferno. Para constatar, leia a Parábola do rico epulão e do pobre Lázaro. Também não confundir reencarnação com Ressurreição. Reencarnação = nascer varias vezes; Ressurreição = ressurgir dos mortos, ressuscitar no Juízo Final com o Corpo Glorioso. O vocábulo reencarnação não aparece nos Evangelhos.
Os espíritas não são admitidos à recepção dos Sacramentos desde 1915. Se tomarem a Sagrada Comunhão será sacrílega; estarão comendo e bebendo a própria condenação.
Para conservarem a aparência de cristãos, os espíritas repetem as palavras de Jesus sobre a Caridade e proclamam o principio de que "fora da caridade não há salvação." Isto é certo.
A Igreja não condena o espiritismo por causa desse principio. Aliás, a Igreja Católica é a pregoeira máxima da Caridade Cristã. Há muitas instituições mantidas, dirigidas ou inspiradas pela Igreja que se dedicam à Caridade. O erro dos espíritas não é pregar a Caridade. Mas, veja bem, Jesus que foi o Evangelista da Caridade, também foi o da Fé. Espírita tem Caridade, mas não tem Fé nas verdades do Evangelho. Jesus disse aos Apóstolos: "Ide por todo o mundo, proclamai o Evangelho a toda criatura. Aquele que crer e for batizado será salvo, o que não crer será condenado." Concluindo, a Caridade é necessária, mas a Fé deve existir. Sem Fé é impossível agradar a Deus. Mas só a Fé não basta, pois os Evangelhos dizem que os demônios crêem e tremem, mas não obedecem a Deus.
O verdadeiro Cristão Católico deve ter Fé e Caridade e nunca freqüentar sessões espíritas, nem mesmo por curiosidade, para não se contaminar. Fé é a qualidade de crer além da razão e Caridade é amor, é obra, é doação.
Para a cura dos nossos males físicos e espirituais, temos Jesus Vivo, Deus Verdadeiro, Presente na Eucaristia. Busquemos também a ajuda de Maria que é nossa Mãe solícita, Sacrário Vivo de Jesus e Onipotência suplicante junto ao Pai.
"Nas horas de incert za, vem, ó Mãe, nos ajudar. Que eu sinta confiança na paz do teu olhar."
Louvado seja Jesus!



Texto extraído do site www.salvaialmas.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 29/11/08 às 07:42:35 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM





Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES