Deus protege os inocentes
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.020.279
Visitas Únicas Hoje: 847
Usuários Online: 329
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1476 - Impresso: 33 - Enviado: 9 - Salvo em Word: 29
Postado em: 18/12/12 às 21:35:28 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=10458
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Erro médico salva a vida de bebê prematuro de 382 gramas. Médicos se enganaram na pesagem da pequena Maddalena, que nasceu com 23 semanas, e o erro fez com que ela sobrevivesse.

Os britânicos Kate e Renato Douse ficaram extremamente preocupados quando tiveram suas primeiras filhas, Maddalena e Isabella, gêmeas que nasceram com apenas 23 semanas. O medo veio por conta de um código ético seguido pelos hospitais do Reino Unido que diz que os médicos não devem se esforçar para manter vivos esses bebês prematuros, já que eles são muito frágeis e têm raríssimas chances de sobrevivência. Um erro do hospital, porém, fez com que uma das meninas fosse salva.

Isabella não aguentou e morreu poucas semanas após o nascimento. Mas Maddalena sobreviveu, e, quando foi pesada, a balança marcou 1 libra (aproximadamente 453 gramas), número considerado razoável que fez com que os médicos decidissem agir para mantê-la viva. Acontece que a bebê pesava, na verdade, apenas 382 gramas, e uma tesoura esquecida em cima da balança havia aumentado seu peso. Se não fosse por isso, provavelmente eles teriam seguido o código e deixado os esforços de lado.

Agora, seis meses depois, a menina finalmente recebeu alta do hospital. “Nunca imaginamos que poderíamos trazer Maddalena para casa. Ela está pesando quase 2,5 kg e fica mais forte a cada dia. É nosso pequeno milagre e estamos muito felizes de tê-la em casa em época de Natal”, disse Kate ao The Sun.

Fonte: Revista Crescer

--


É possível que os homens não reconheçam a importância da criação de Deus? Muitos têm seus corações endurecidos com a racionalidade humana que acredita nesta cultura de morte, ou de que não há fé, esperança…

Que código de ética é esse que escolhe quem deve viver e quem deve morrer? Ainda bem que mesmo com tanta incredulidade, Deus não deixa de manifestar Seus sinais.



Fonte: http://noticias.cancaonova.com/noticia.php?id=288128





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 18/12/12 às 21:35:28 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES