Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 11933 - Igreja divulga foto de relíquia furtada com sangue de João Paulo II na Itália.
Artigo visto 1745 vezes




Visto: 1745
Postado em: 31/01/14 às 11:30:23 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=11933
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Mais de 50 policiais italianos estão vasculhando, com a ajuda de cães farejadores, os arredores da Igreja São Pedro della Ienca (L’Aquila), sob o maciço Gran Sasso da Itália, para encontrar a relíquia com o sangue de João Paulo II, que foi roubada há poucos dias.

Desapareceram uma cruz e a ampola com o sangue do em breve santo. As investigações dos militares, dirigidas pelo comandante provincial Savino Guarino, teriam revelado a possibilidade de que os ladrões se tivessem desfeito dos objetos sacros. O roubo suscitou a irritação dos moradores da zona e de muitos “aquilanos” que têm uma estreita relação com a Igreja visitada pelo Papa polonês, em cujas proximidades fazia férias, entre passeios, excursões, meditações e dias dedicados à prática do esqui.

O  presidente da Associação Cultural São Pedro della Ienca, Pasquale Corriere, condenou energicamente o roubo e recordou que há apenas “três relíquias no mundo com o sangue de Wojtyla”.

A Procuradoria de L’Aquila também abriu uma investigação sobre o caso. Em relação ao roubo, que teria sido executado sob encomenda – como afirmou o presidente da Associação –, “não se deve excluir a pista satânica”, segundo o comitê de voluntários do Observatório Anti-sequestro.

O dia do roubo, com efeito, “coincide, no calendário satânico, com o início do domínio do demônio Volac, evocado de 25 a 29 de janeiro, período que também compreende a lembrança sacrílega e a natureza satânica do holocausto nazista no Dia da Memória, para preparar o Ano Novo Satânico, que se celebra em 1º de fevereiro”.

Sob esta ótica criminosa, um eventual pedido de resgate poderia ser considerado para o caso. O roubo foi descoberto por Franca Corrieri, filha de Pasquale.

Os policiais do Comando Provincial de L’Aquila estão seguindo todas as pistas. A relíquia (um pedaço de pano manchado de sangue, depois do famoso atentado de 1980 na Praça São Pedro, ao qual o Santo Padre sobreviveu milagrosamente), foi doada há cerca de três anos pelo ex-secretário particular do Papa polonês, o cardeal Stanislaw Dziwisz, como forma da presença espiritual de Wojtyla em um dos seus lugares preferidos, tanto a montanha lhe recordava a sua terra natal.


Fonte: http://blog.comshalom.org/carmadelio/



LEIA TAMBÉM
“O Papa não é o primeiro entre iguais; ele é o fundamento, a pedra da unidade da Igreja”, afirma Gerhard Müller
O Feminismo e sua “contribuição” no esvaziamento da saudável virilidade masculina.
Vaticano DESMENTE declarações atribuídas falsamente ao Papa Francisco que circulam na internet.
Papa Francisco convida toda a Igreja a promover um “testemunho cristão” no mundo digital para chegar às “periferias existenciais”.
Alegando gravar programa de humor que chamava os fiéis de “os idiotas”, 15 atores atrapalharam missa e pároco entra na Justiça.
Arcebispo Católico é preso por participar de manifestação pacífica contra a discriminação.
Ampola com sangue do papa João Paulo 2º é roubada na Itália.
Pomba libertada por Papa Francisco é atacada por gaivota no Vaticano
5 mil fiéis se revezam há 75 anos em adoração perpétua ao Santíssimo sem nenhuma falta: Mais de 640. 000 horas de adoração!



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.277.544
Visitas Únicas Hoje: 610
Usuários Online: 428