LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
LISTAR MENUS

Destaque



Artigo visto 1806 vezes




Visto: 1806 - Impresso: 57 - Enviado: 20 - Salvo em Word: 41
Postado em: 12/03/09 às 21:41:43 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=1203
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Arqueólogos alemães dizem ter encontrado na Etiópia o que seriam as ruínas do palácio da lendária rainha de Sabá, onde a chamada Arca da Aliança pode ter ficado durante algum tempo. De acordo com fontes religiosas, é nesse baú que as tábuas originais com os Dez Mandamentos recebidos por Moisés, segundo a Bíblia, teriam sido guardadas.

Mas a sua localização e até mesmo a a existência da Arca têm sido objeto de polêmica por séculos. No filme Os Caçadores da Arca Perdida, Indiana Jones desafia agentes nazistas para encontrar a Arca.

Segundo os especialistas da Universidade de Hamburgo, tudo indica que os restos do palácio real estariam em Axum, uma cidade considerada sagrada na Etiópia.

O professor Helmut Ziegert, que chefiou as pesquisas, afirmou que as ruínas datam do século 10 a.C. e que os restos da residência foram encontrados embaixo de um palácio cristão.

Altar para a Arca
Esse palácio teria pertencido a Menelik I, filho da rainha com o rei Salomão, que teria reconstruído o edifício com face para a estrela Sirius, de acordo com os cultos da época.

Os arqueólogos alemães dizem ter encontrado um altar no palácio que supostamente teria sido feito para a Arca.

A rainha de Sabá foi uma poderosa monarca da antiguidade cujo território pode ter incluído parte do Iêmen e da Etiópia. Várias lendas descrevem sua riqueza, beleza e sabedoria.

A equipe da universidade de Hamburgo já vem fazendo pesquisas na Etiópia desde 1999. Se a descoberta for confirmada, ela poderia ajudar a desvendar o que é considerado um dos maiores mistérios da Antigüidade.

Total Visitas Únicas: 6.501.576
Visitas Únicas Hoje: 262
Usuários Online: 97