LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
LISTAR MENUS

Destaque



Artigo visto 1446 vezes



Visto: 1446 - Impresso: 24 - Enviado: 17 - Salvo em Word: 27
Postado em: 10/03/14 às 12:07:22 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=12041
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Uma foto noturna tirada por astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) mostrou o contraste das luzes das cidades chinesas e sul-coreanas com a escuridão predominante na Coréia do Norte

intensidade da iluminação observada em imagens noturnas como essa indica o grau de urbanização e de relevância econômica das regiões. É notável, por exemplo, a grandeza de Seul, capital da Coréia do Sul , cuja região metropolitana tem 25,6 milhões de habitantes. Em comparação, a cidade sul-coreana de Gunsan, de 280 mil habitantes, é bem menos iluminada.

 

 

Já na Coreia do Norte, o único ponto de destaque é a capital Pyongyang. Apesar da população de 3,26 milhões de habitantes, ela aparece com uma iluminação esmorecida, equivalente à das menores cidades sul-coreanas.

A imagem também não permite distinguir a linha costeira do país, ao contrário do que ocorre com seu vizinho do sul. De acordo com informações coletadas pela Nasa, enquanto o consumo per capita de eletricidade na Coreia do Sul é de 10.162 KWh (quilowatt-hora), na Coreia do Norte esse valor é de apenas 739 KWh ao ano.

Fonte: g1.com.r