Operação dos EUA na Síria matou 32 jihadistas do EI, incluindo quatro líderes
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.020.283
Visitas Únicas Hoje: 851
Usuários Online: 332
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 524 - Impresso: 14 - Enviado: 6 - Salvo em Word: 13
Postado em: 18/05/15 às 15:41:35 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=13346
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

A operação militar americana na Síria na qual um chefe do grupo Estado Islâmico (EI), Abu Sayyaf, morreu, matou 32 membros da organização, incluindo outros três líderes, afirmou neste domingo uma ONG.

Além de Abu Sayyaf - responsável pela venda de petróleo e gás do EI - morreram o vice-"ministro da Defesa" do grupo, um encarregado de comunicação e um quarto líder não identificado, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Um funcionário da Defesa americana comunicou no sábado que as forças especiais americanas haviam matado Abu Sayyaf e uma dúzia de combatentes nesta operação terrestre na Síria. Os jihadistas não forneceram, por sua vez, nenhum balanço de mortos.
O responsável de comunicação era de nacionalidade síria, enquanto Abu Sayyaf e os outros dois líderes abatidos eram originários do Magreb, disse Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH, uma ONG com sede em Londres que se apoia em uma rede de informantes na Síria.

Esta operação terrestre, a primeira reivindicada pelos Estados Unidos contra o EI para capturar um de seus líderes, foi realizada em Al Omar, um dos maiores campos petrolíferos da Síria, que está nas mãos do Estado Islâmico.

Abu Sayyaf morreu "em uma troca de tiros com as forças americanas", disse a Casa Branca, ressaltando que nenhum militar americano morreu ou ficou ferido.

Segundo Washington, Abu Sayyaf era um funcionário de alto escalão do grupo jihadista, que proclamou um califado entre Iraque e Síria, e "desempenhou um papel chave na supervisão das operações ilícitas do EI (relacionadas com) o petróleo e o gás", uma fonte de financiamento primordial para a organização extremista.



Fonte: http://www.aleteia.org/





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 18/05/15 às 15:41:35 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES