LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
LISTAR MENUS

Destaque



Artigo visto 1371 vezes




Visto: 1371 - Impresso: 15 - Enviado: 10 - Salvo em Word: 12
Postado em: 14/06/16 às 12:37:14 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=14356
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Você seria capaz de abrir mão dessa quantidade de dinheiro?

Ganhar um aumento no salário é motivo de muita alegria, não é mesmo? Não, pelo menos para o juiz Luiz Guilherme Marques, titular da 2ª Vara Cível de Juiz de Fora, Minas Gerais.

Na última quinta-feira (2), o Congresso Nacional aprovou um aumento salarial para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), mas como a Constituição Federal vincula o vencimento dos magistrados ao que é pago em Brasília, juízes federais, estaduais e desembargadores também serão beneficiados.

O aumento será concedido em duas parcelas – este mês e em janeiro. Os valores vão variar entre R$ 30.404,47 e R$ 33.689,15. Porém, o juiz Luiz Guilherme Marques abriu mão do novo contracheque no documento que viralizou na web esta semana “por convicção pessoal”.

 

 

 

Eu, Luiz Guilherme Marques, Juiz de Direito da 2ª Vara Cívil de Juiz de Fora, requeiro que a remuneração concedida aos magistrados não seja creditada mensalmente na minha conta bancária, por convicção pessoal, até que se estabilize a situação econômica do nosso país”, diz o documento.

Fonte: http://razoesparaacreditar.com/cidadania/juiz-abre-mao-de-aumento-salarial-ate-que-se-estabilize-situacao-economica-do-nosso-pais/

 
Total Visitas Únicas: 6.489.127
Visitas Únicas Hoje: 846
Usuários Online: 126