Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.192.529
Visitas Únicas Hoje: 349
Usuários Online: 84
Sistema de Busca

 

Destaque




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 303 - Impresso: 2 - Enviado: 2 - Salvo em Word: 2
Postado em: 03/11/18 às 11:25:35 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=15107
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Exportações do Brasil ao Oriente Médio e investimentos árabes correm riscos se transferência for efetivada

A confirmação desta quinta-feira do presidente eleito Jair Bolsonaro sobre a mudança da embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém é lamentável, afirmou a VEJA o embaixador da Palestina em Brasília, Ibrahim Zeben. Para o diplomata, se efetivada, a mudança representará um “erro de cálculo e um desvio da posição tradicional do Brasil de respeito ao direito internacional”.

Zeben ainda não jogou a tolha sobre o tema e espera que a decisão venha a ser revista pela futura equipe de governo. Sobretudo, porque o Itamaraty sempre se opôs ao reconhecimento brasileiro de Jerusalém como a capital de Israel e ainda não foi ouvido pelo presidente eleito, que tampouco definiu quem comandará esse ministério.

Jerusalém é uma cidade ocupada. As Nações Unidas não reconhecem a soberania israelense sobre a cidade. E é uma tradição do Brasil, desde 1947, respeitar o direito internacional e não dar esse reconhecimento. Isso não é linha do PT, da direita ou da esquerda, mas uma tradição diplomática”, afirmou o embaixador.

“Teremos a maior boa-vontade de explicar ao futuro governo brasileiro a posição palestina. Teremos mais dois meses para isso”, completou Zeben.

Bolsonaro confirmou essa transferência, a exemplo do que os Estados Unidos fizeram em maio passado, durante sua primeira entrevista televisões brasileiras — meios impressos nacionais e a imprensa estrangeiras tiveram acesso proibido.

Se o Brasil mudar a capital para o Rio de Janeiro, mudou, não tem problema. Eu não vejo um clima pesado de você mudar a embaixada em Israel, não vejo nenhum problema. Não é questão de vida e de morte. Com todo o respeito que temos pelo povo de Israel, temos pelo povo árabe”, afirmou o presidente eleito.

“Aqui é um país onde todos convivem pacificamente. Não queremos criar problemas com ninguém. Queremos fazer comércio com o mundo todo, buscar vias pacíficas para resolver os problemas”, comentou.

Fonte:
https://veja.abril.com.br/mundo/palestina-mudanca-de-embaixada-para-jerusalem-sera-lamentavel/

 

--

Mudança de embaixada para Jerusalém gera polêmica

Câmara Árabe Brasileira vê risco de retaliação para comércio com representação em Jerusalém; para palestinos, mudança é ‘passo hostil’

A mudança da embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, confirmada pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, pode interromper uma trajetória de crescimento da parceria entre o Brasil e os países árabes. A afirmação é do presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, Rubens Hannun.

Quinto destino das exportações brasileiras, os países árabes ensaiam também sua entrada no financiamento a investimentos em infraestrutura do País. Produtores de petróleo, eles concentram 40% dos recursos de todos os fundos soberanos do mundo.

“Existe o risco de uma interrupção, mas ele não está claro”, disse Hannun ao Estado. No ano passado, as exportações brasileiras para o conjunto dos países árabes somaram US$ 13,6 bilhões. Neste ano, as vendas estão 15% abaixo do registrado em 2017, nos valores acumulados até junho. Mas a projeção é que o volume de vendas chegue a US$ 20 bilhões em 2022.

O Brasil tem hoje uma posição forte como fornecedor de alimentos para a região. Essa posição foi conquistada, entre outras coisas, por causa da posição equilibrada que o Brasil mantém no conflito entre Israel e a Palestina, segundo Hannun. Os países árabes dão pouco espaço a concorrentes de produtos brasileiros que tentam ingressar em seus mercados. Uma vez contrariados, avalia, eles poderão passar a olhar para outros fornecedores, como a carne da Austrália, da Turquia e da Argentina, ou o frango da França.

A transferência da embaixada, que demonstraria o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel, é uma medida polêmica. Os palestinos reivindicam Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado. Já a comunidade internacional não reconhece a reivindicação israelense de Jerusalém como sua capital indivisível.

Nesta sexta-feira, 02/11, as autoridades palestinas, frequentemente divididas, se uniram para criticar o anúncio do presidente eleito de mudar o local da embaixada. “Trata-se de uma medida provocadora, que é ilegal diante do direito internacional e que não faz nada mais que desestabilizar a região”, disse Hanane Ashrawi, integrante da autoridade palestina, à agência de notícias internacionais AFP.

Em tom mais duro, o grupo Hamas, que está no poder em Gaza, usou as redes sociais para criticar a mudança. “Rejeitamos a decisão do presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro”, declarou o porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri. Para ele, a iniciativa é um “passo hostil ao povo palestino”.

Na quinta-feira, o premier de Israel, Benjamin Netahyahu, celebrou a confirmação da promessa de campanha: “Felicito meu amigo o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, pela intenção de deslocar a embaixada brasileira para Jerusalém, um passo histórico, justo e emocionante.”

Bolsonaro questionou necessidade da embaixada em Cuba

O presidente eleito pretende enxugar a estrutura do Itamaraty, segundo informam colaboradores da sua campanha. O Estado apurou que o Itamaraty trabalha em uma lista, a ser entregue à equipe de transição. A informação é de que algumas representações no Caribe estão na lista. Em entrevista a Rede Vida, Bolsonaro questionou a necessidade da embaixada em Cuba.

Fonte
https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,mudanca-de-embaixada-para-jerusalem-gera-polemica,70002581971








Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 03/11/18 às 11:25:35 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES