Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 15654 - Um guia de São Francisco de Sales para quem usa as redes sociais
Artigo visto 224 vezes




Visto: 224
Postado em: 25/01/20 às 01:11:26 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=15654
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Lembre-se destes conselhos ao navegar pelo seu feed

As redes sociais, embora sejam uma ótima ferramenta para nos conectar com pessoas de todo o mundo, também podem nos levar a um caminho sombrio de fofocas, calúnias e julgamentos. Nossas emoções podem ser facilmente “liberadas”, e o anonimato da Internet pode nos proteger das repercussões naturais de palavras não-caridosas.

No século 16, São Francisco de Sales escreveu um profundo trabalho espiritual intitulado “Introdução à Vida Devota”. A obra contém uma riqueza de sabedoria que ainda pode ser aplicada hoje, no século 21.

Ele escreve, por exemplo:

“Não declare que um homem é um bêbado, embora você possa vê-lo bêbado ou adúltero, porque você sabe que ele pecou; um único ato não o carimba para sempre … Noé estava bêbado uma vez e Ló, além disso, era culpado de incesto, mas nenhum homem podia ser mencionado como habitualmente dado a tais pecados; nem você chamaria São Paulo de homem de sangue ou de blasfemador, porque ele blasfemara e derramara sangue antes de se tornar cristão … que garantia temos de que aquele que ontem era pecador é o mesmo hoje?”

Muitas vezes, nossa tentação nas redes sociais é ver uma notícia ou a publicação de um amigo e tirar conclusões imediatas, formando uma visão negativa da pessoa a partir dessa única publicação. Todos cometemos erros e, às vezes, o que postamos mostra uma imagem negativa de quem somos. No entanto, não podemos julgar com base no que vemos nas mídias sociais.

São Francisco de Sales chegaria a desculpar a pessoa, vendo-a da melhor maneira possível. Diz ele:

“Quando você ouvir sobre o mal de alguém, lance qualquer dúvida que puder sobre a acusação ou, se isso for impossível, dê qualquer desculpa disponível para o culpado… Seja compassivo e lembre àqueles com quem você está falando que os que estão de pé o fazem unicamente pela graça de Deus. Faça o possível para checar o portador de escândalo e, se souber de algo favorável à pessoa criticada, faça um esforço para mencioná-lo.”

Não é bom apontar o dedo para outra pessoa quando não fazemos nenhum esforço para corrigir as falhas em nossas próprias vidas. Não podemos enxergar o coração de outra pessoa, mas podemos ver dentro do nosso próprio coração.

São Francisco de Sales tem algumas sugestões que podemos seguir quando vamos fazer comentários ou postagens nas nossas redes sociais:

“Que suas palavras sejam gentis, francas, sinceras, diretas, simples e verdadeiras; evite todo artifício, duplicidade e pretensão, lembrando que, embora nem sempre seja bom publicar tudo o que é verdade, ainda assim nunca é permitido se opor à verdade. Faça sua a regra de nunca dizer conscientemente o que não é estritamente verdadeiro, acusador ou desculpador, lembrando sempre que Deus é o Deus da Verdade.”

Além disso, ele sugere:

“Quando é necessário contradizer alguém ou afirmar a própria opinião, isso deve ser feito com gentileza e consideração, sem irritação ou veemência. De fato, nada ganhamos com esperteza ou petulância.”

Por fim, devemos enfatizar a qualidade de nossas conversas on-line, não a quantidade:

“O silêncio, tão elogiado pelos sábios da antiguidade, não se refere tanto ao uso literal de poucas palavras, como a não usar muitas palavras inúteis. Nesse ponto, devemos olhar menos para a quantidade do que para a qualidade e, como me parece, nosso objetivo deve ser evitar os dois extremos.”

Portanto, quando você for utilizar as mídias sociais, lembre-se dessas diretrizes. Você fará bem em levar a luz de Cristo a outras pessoas!


Fonte: www.aleteia.org





LEIA TAMBÉM
A história de conversão do santo que odiava a Igreja
Se o Diabo existe? Sim, ele está vivo e atuante
Visitas Inesperadas das Almas do Purgatorio ao Padre Pio!
Pedro Siqueira relata como são seus encontros com Nossa Senhora - Já estive no PURGATÓRIO e no INFERNO
Por que devemos ficar mais atentos às leituras da Missa
Os monges que confeccionam sandálias
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
A importância da oração da madrinha
O surpreendente presente de Natal que Ratzinger pediu quando tinha 7 anos



 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 7.545.609
Visitas Únicas Hoje: 2.091
Usuários Online: 472