LISTAR ARTIGOS DESTA CATEGORIA
LISTAR MENUS

Artigos Enviados



Artigo visto 2148 vezes




Visto: 2148 - Impresso: 65 - Enviado: 21 - Salvo em Word: 42
Postado em: 12/12/09 às 16:40:38 por: James
Categoria: Artigos Enviados
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=48&id=3821
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Enviados

Enviado por: Vera Lúcia - Belém-Pará

Sou pedagoga e policial militar, tenho uma irmã religiosa, do preciosisimo sangue, sempre tive, visões de algumas pessoas, desde minha infancia.
Avisos em sonhos, em uma certa época de minha vida, sofri uma grande tribulação, desde ai, pensei em buscar consolo, amigos, e sempre me vinha a mente para ir ao cemitério, rezar pelas almas, passei a frequentar as missas na capelinha do cemitério de santa isabel, em minha cidade, a partir dai, tive muitas visões de pessoas falecidas, e que precisavam de orações, acompanhada de gemidos, que me causavam um certo medo, faço parte há cerca de dez anos deste apostolado, cofesso que, quando entro o cemitério, sinto uma paz imensa, o silencio.

Os lindos mausoleos, as imagens de santos, anjos, as frase escritas nas sepulturas, de saudades, de esperanças ou de dor, me fazem refletir, meu egoismo, enquanto me divirto, estou no meu conforto e no pecado, quantas almas sofrem, meu DEUS, algumas pessoas devem achar estranho, até alguns católicos.
 
Ano passado, minha avó materna, apareçeu neste mesmo cemitério a uma senhora que viera da cidade de Manaus, e acabara de assistir a missa que aconteçe as segundas-feiras, ao travarem conversa, a dita senhora, relatou a minha finada avó, que tinha grande desejo de ver uma irmã sua que morava em BELEM, minha avó disse-lhe que sabia onde era a casa da irmã da mesma, (este endereço fica próximo ao cemitério de santa isabel) foram as duas a caminho e minha avó contou-lhe, que era vizinha de sua irmã, e morava com duas filhas, albertina e zita, esta segunda já falecida, ao chegar na casa de sua irmã,e para surpresa de todos, perguntaram-lhe que a havia trazido, e para espanto de todos era revelara a identidade de minha avó MUNDICA, que era pessoa muito boa de coração, minha tia zita faleceu há anos e minha mãe já não mora lá ha muitos tempo 40 anos, isto aconteceu no ano de 2008, ao ir a uma consulta médica, minha mãe reencontrou a dita irmã da senhora amazonense, hoje se uniram novamente, as almas ajudam e fazem o bem, peço oração pela minha avó.
 
RAIMUNDA COELHO, JESUS MARIA EU VÓS AMO SALVAI AS ALMAS

 
Total Visitas Únicas: 6.493.106
Visitas Únicas Hoje: 581
Usuários Online: 190