CISMA IMINENTE
 
 
Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.069.667
Visitas Únicas Hoje: 253
Usuários Online: 153
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1912 - Impresso: 59 - Enviado: 51 - Salvo em Word: 33
Postado em: 13/03/10 às 07:55:35 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=4558
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Texto escrito em 07/07/2008

Por favor, leiam primeiro esta notícia... (Os grifos são nossos para chamar atenção)

BENTO XVI REFORÇA SEU APOIO À MISSA DE SEMPRE E MUDA A MISSA NOVA DE PAULO VI


A CONGREGAÇÃO DO CULTO DIVINO É INCUMBIDA  DE FAZER  ESTUDO PARA MUDAR A NOVA LITURGIA - O RITO DA MISSA  [SITE Rorate::  Segue notícia publicada na revista Panorama.
 
BENTO XVI TORNA A MUDAR A MISSA - CONFIANDO À CONGREGAÇÃO PARA O CULTO DIVINO O ESTUDO DA NOVA LITURGIA
 
O rito da missa poderá mudar. Segundo algumas indiscrições, Bento XVI teria incumbido a Congregação para o Culto Divino estudar algumas modificações na liturgia. Em particular o Papa teria a intenção de reimplantar o latim na fórmula da Consagração Eucarística na missa em «língua vulgar», isto é, aquela celebrada nas várias línguas nacionais. A mesma coisa poderia ser feita nas fórmulas do Batismo, da Crisma, da Confissão e dos outros sacramentos. Além disso, a doação da paz entre os fiéis durante a Missa, que hoje acontece antes da distribuição da Eucaristia, poderia ser antecipada (come no rito ambrosiano) para o momento do ofertório, a fim de não perturbar o recolhimento que precede a comunhão.
 
Essas seriam modificações que se acrescentariam às mudanças na liturgia e nos paramentos sagrados que o Papa, junto com seu cerimoniário, Monsenhor Guido Marini, realizou nesses meses, para recuperar antigas tradições: a restauração do crucifixo no centro do altar, a distribuição da comunhão aos fiéis na boca e de joelhos, a recuperação do báculo pastoral de Pio IX (a férula), a modificação do estilo do pálio (a faixa de lã branca com cruzes vermelhas  utilizada pelo Papa), a restauração do trono papal usado no Consistório, e a celebração da Missa de costas para os fiéis, como aconteceu em Janeiro na Capela Sixtina. (Ignazio Ingrao)

Fontes: 
http://dagospia. excite.it/ articolo_ index_41774. html
http://rorate- caeli.blogspot. com/
 
Agora, com discernimento, procurem ler atentamente este artigo que me foi enviado por Wilmor, e extraído do site Montfort. Devo antecipar que não concordo com tudo o que o articulista fala, por isso peço discernimento, pois não quero mutilar seu texto. Não resta dúvida de que se trata de pessoa bem informada, e certamente tem consciência do alcance disso tudo. Mas coloco esta matéria no site, porque ela certamente tem a ver com aquilo que viemos falando, já desde a morte do Papa João Paulo II: Com Bento XVI se dará o cisma na Igreja e nós estaremos com ele até o fim! Será esta a CARTA que acenderá o estopim do grande cisma? Da última apostasia? Vejam este artigo:
=========================================================== 
As fontes murmurantes de Roma  - Por Orlando Fedeli
 
São bem conhecidas as fontes murmurantes de Roma. Nas vielas e praças pitorescas da Cidade Eterna, a cidade dos Papas, se encontra muito freqüentemente fontes de água clara e potável, provindas das montanhas circunvizinhas. Famosas são as fontes da Piazza di Spagna, da Piazza Navona, da Fontana di Trevi - a mais famosa e a mais barroca - as duas fontes da Piazza de San Pietro, e tantas outras.
Mas não é dessas fontes que pretendo falar. Essas, o mundo inteiro conhece.
Refiro-me a outras fontes.  Nos silenciosos corredores do Vaticano, lá também, há fontes. E elas também são murmurantes. Murmuram discretamente...
Para ouvi-las, é preciso ter discrição e ter também, como diz Nosso Senhor nos Evangelhos, ouvidos para entender.
Pois me têm chegado alguns desses murmúrios.
E eles indicam que no horizonte já aponta uma nova aurora.
Uma aurora gloriosa.
Mas como diz Horace, para triunfar com glória é preciso enfrentar e vencer perigos.
"À vaincre sans péril, on triophe sans gloire".
Na manhã gloriosa que já se anuncia, à distância, ouvem-se retumbantes e ameaçadores trovões que anunciam tempestade.
Grossa...
Bento XVI vai agir.
A Aurora gloriosa trará também tempestade.
Eis então o que certas fontes murmurantes fizeram ouvir.
O Papa está prestes a lançar documentos bem importantes - alguns já anunciados - para confirmar o que ele já mandara no Motu Proprio Summorum Pontificum, decreto ao qual os Bispos fizeram ouvidos moucos, quando não o desobedeceram afrontosamente.
As novas ordens de Bento XVI - diz-se - serão retumbantes.
Elas serão publicadas de forma interdicasterial, isto é, serão lançadas por vários Dicastérios romanos, ao mesmo tempo.
Consta que o Papa determinará que em todas as paróquias terá que se celebrar, todo domingo, pelo menos uma Missa de sempre.
Que em todos os seminários terá que se ensinar latim e canto gregoriano.
Que todo seminarista terá que aprender a celebrar Missa de sempre.
Claro que isso vai desencadear o ódio modernista.
Mas o que mais irritará os modernistas, já em franca resistência às determinações de Bento XVI, serão as medidas corretoras da nova liturgia de Paulo VI.
...E só se corrige o que não está certo.
O Jornalista Ignazio Ingrao, noticiou, há pouco, e diz que de fonte certa, -- Ah! As fontes romanas! Como elas murmuram! - que o Papa mandou a Congregação do Culto Divino, cujo Secretário é  Monsenhor Ranjith, realizar um estudo para fazer mudanças corretoras da Nova Missa de Paulo VI.
Só anunciar isso deve fazer ferver o sangue dos modernistas.
Imagine-se! Eles que não queriam saber de permitir a Missa de sempre, serem obrigados a rezar a Missa Nova de modo menos antropocêntrico!
Não lhes dizia eu que os trovões anunciam tempestade?
Pois a fonte certa de Ignazio Ingrao anuncia que por esse estudo, se determinará que as palavras da Consagração da Missa sejam ditas em latim! Em LATIM!!!
Adeus as trapacinhas modernistas tradutoras e traidoras do "pro multis"...
Mais ainda: todas as fórmulas dos Sacramentos (Batismo, Crisma e Confissão) terão que ser ditas em latim.
O Crucifixo terá que ser posto no centro do altar (Adeus o maligníssimo """sacramento""" do microfone, muitas vezes tratado com mais respeito do que as hóstias consagradas!).
E isso coloca outro problema: o padre deverá ficar voltado para o crucifixo?
Mas então, o crucifixo ficará de costas para o "POVO"?
Ou Padre e fiéis terão que ficar olhando o crucifixo?
Isso indica que o celebrante deverá ficar de costas para o povo.
Isso seria o fim das Missas-show.
Mais ainda, isso seria o fim da Missa antropocêntrica, democratizante e protestantizante de Paulo VI.
A tempestade vai ser grossa...
Um tufão se aproxima de Roma.
E a comunhão terá que ser dada na boca e estando o fiel de joelhos. Mesmo em Anápolis, em Ribeirão Preto, em Limeira e até em São José do Rio Preto terá que ser assim. Porque as águas das fontes de São Pedro chegam até os confins do mundo.
A tempestade vai ser grossa.
Um tsunami eclesiástico ronda no horizonte.
Mais. O Papa teria determinado que se re-estude a questão das concelebrações, nas quais será posto, desde já, um freio.
Que bom!!!
Consta que o Papa, e mesmo seus secretários pessoais mais chegados, privadamente, já rezam a Missa de sempre. Consta mais ainda que o Papa deseja que, em Roma, todos os Cardeais rezem a Missa tridentina. Mais ainda, que Bento XVI teria dito que a Missa promulgada por São Pio V, era a Missa rezada por toda a Cúria romana daquele tempo, e  que, também agora deveria ser assim: a cúria terá que rezar a Missa de sempre.
Mas tudo isso vai contra a Missa do Concílio Vaticano II. Tudo isso vai contra o Vaticano II, clamarão os Bispos e padres modernistas, moderninhos e modernizantes.
Pois consta que, pelo Vaticano, se diz, pelos corredores, que agora é palavra corrente que o Vaticano II não foi senão um Concílio pastoral e que nada dele foi dogmático e infalível...
Logo... a tempestade vai ser grossa.
Consta ainda que...
Não. Não consta. É certo que o Papa Bento XVI fazendo isso, revela uma coragem extraordinária. Ele está prestes a enfrentar a maior tempestade que já caiu sobre a cúpula de São Pedro. Mas ele sabe bem que essa cúpula é inabalável. Cristo prometeu que a Igreja não pereceria.
Saindo esses decretos - já correntes nas fontes murmurantes do Vaticano --, como se poderá negar que não está se dando um retorno ao que a Igreja era antes do Concílio Vaticano II? Em Roma, tradicionalmente, há não só fontes murmurantes. Há também lobos uivantes. 
Existem em Roma duas raças de lobos que se opõem à ação providencial de Bento XVI. Uma é a dos lobos modernistas que, vindos do corredor esquerdo, uivam de ódio ao verem ameaçadas as conquistas que obtiveram no Vaticano II.
Outra raça, que só aparentemente se opõe aos lobos modernistas, é a alcatéia proveniente dos corredores da direita. São os lobos sedevacantistas que uivam contra Bento XVI, lançando-lhe em rosto os erros que defendeu no passado, e que, por isso, o declaram herege, e sentenciam que ele não é Papa.
Ambas as alcatéias, a modernista e a sedevacantista, buscam o mesmo objetivo: impedir o pleno retorno da barca de Pedro às duas colunas do sonho de Dom Bosco.
Sedevacantistas e modernistas se aliam contra o Papa.
E pelos corredores do Vaticano, constatando-se esse retorno, se murmura um nome símbolo, um nome muito odiado, muito temido e muito glorioso: "Lefebvre"!
Rezemos pelo Papa Bento XVI. Permaneçamos sempre com o Papa. São Paulo, 6 de Junho de 2008. Orlando Fedeli
==============================================================OBS:
OBS: Como os nossos amigos já sabem, pelas mensagens passadas ao Movimento, está dito que em breve o Papa lançará uma carta ao mundo, que desagradará a maioria dos bispos, cardeais e sacerdotes. Desagradará a eles, mas agradará a Deus! Desagradará aos maus católicos desobedientes – a absoluta maioria deles – mas agradará aos fiéis e aos obedientes, aqueles que de fato amam sua Igreja – porque sabem o que é ser Igreja – e amam de fato a Deus, porque acreditam ainda em Nele.
 
Pelos últimos documentos e atitudes claras do Papa Bento XVI, temos percebido que de fato ele vai mudar as coisas, e viva o Papa, já não é sem tempo. Tempo de por um freio aos moderninhos, estes que querem uma igreja mundana, humana, e não mais eterna e divina. Falsa igreja do culto ao homem e ao seu ventre, não a Deus e as almas. Uma falsa igreja terrena, verdadeira abominação desoladora. Como predisse o profeta Daniel!
 
Realmente, podem todos ter certeza, se o Papa lançar um documento, exigindo que todos os padres, bispos e cardeais apliquem-no na íntegra fiel, em todo mundo, isso causará um verdadeiro terremoto entre os maus. Um tremor apocalíptico se abaterá sobre a Igreja de Pedro, e quando este tremor cessar tenha certeza, não restará vivo mais um só pastor infiel ao Papa Bento XVI, ao Catecismo e aos documentos da Santa Igreja. Ponho a minha mão à palmatória, se eu errar.
 
Verdadeiramente eu temo, e tremo, pelos nossos padres, bispos e cardeais, que por uma inexplicável cegueira, uma absurda teimosia, um desmedido orgulho, não conseguem perceber que sua DESOBEDIÊNCIA a tudo o que vem do Papa Bento XVI – e já vinha do Papa João Paulo II – é mortal para a Igreja de Jesus. Eles sabem, muito bem – porque as Sagradas Escrituras declaram – que “primeiro deve vir a apostasia”, e que depois dela há de se manifestar o filho da perdição, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado, a ponto de sentar no lugar de Deus, e apresentar-se como se fosse um Deus.. Isso está na 2ª Carta de São Paulo aos Tessalonicenses. Eles de fato já apostataram! Mais que isso: eles seguem exatamente ao filho da perdição!
 
E por que temo eu? Temo acima de tudo pela alma deles! Temo também por suas vidas, porque quando o inimigo se levantar – e se levantará – os primeiros alvos de sua ira, serão exatamente os padres, bispos e cardeais - e sim, o Papa – porque o demônio que comanda a fera sabe muito bem que, matando os pastores, aniquila o rebanho. E existem mensagens dizendo que, quando este povo enfurecido pela fera, perceber que perdeu sua alma – pois um dia cessará a graça da conversão – por causa dos maus padres, faltarão postes para a besta pendurar padres. Será assombrosamente terrível o que vem!
 
É impressionante, é realmente impossível de entender como é que, pessoas com tantos estudos, tantas teologias, tantas filosofias, tantas leituras, como nossos padres, sejam INCAPAZES de entender que, desobedecendo a Pedro, cumprem, eles mesmos a apostasia citada por São Paulo. E de fato, como sempre temos anunciado, e isso desde muito tempo, nos últimos anos NEM UM SÓ documento do Papa, tem sido aplicado na íntegra, e isso em NENHUMA paróquia do mundo. Não temo em afirmar isso: NENHUMA!
 
Isso porque os maus, já não aplicam mesmo, ou aplicam em parte, naquilo que lhes vai bem ao nariz, no que se tornam rebeldes e fautores de heresia. Tornam-se réus de delito diante do Altíssimo, diante do qual juraram fidelidade, obediência, respeito e amor. Tanto não aplicar e implementar a parte que não lhe agrada, quanto nada resulta em rebeldia grave, que fere profundamente a Aquele que foi e é “manso e humilde de coração”, Aquele que foi “OBEDIENTE até a morte, e morte de Cruz”.
 
Nisso estão inclusos os bons padres, que não implementam os documentos do Papa – pois os conhecem bem – mesmo diante da desobediência dos bispos. Mil vezes se prefere um padre que seja expulso por seu bispo desobediente, por obedecer ao Papa e ao que pede a Igreja, do que um que, sabendo da verdade, baixa a cabeça e pratica o erro. Isso é falsa obediência! Se Jesus tivesse agido assim, fatalmente teria se subjugado ao Sinédrio, e acabaria por fazer parte daquela corja. O Padre deve seguir ao Papa, e não ao bispo, se ele for rebelde e desobediente!
 
De fato, se o Papa Bento XVI, impor novamente a Missa antiga, na íntegra, se mesmo ele obrigar que certas partes sejam celebradas em latim, da forma como acima exposto – e não duvido que isso aconteça – podem ter certeza de que a rebelião explode, se torna clara, e virá então o caos. Porque a mensagem é clara: depois da carta, em 90 dias Deus age no mundo, seja no mundo inteiro, seja em alguns países como exemplo. Milhares de pessoas poderão morrer, ou perder todo o seu patrimônio, por culpa EXCLUSIVA destes padres e bispos hereges. Então, somente o sangue deles pagará sua conta, tão alta será. Como disse: tremo diante da catástrofe que eles estão chamando sobre nossas cabeças!
 
Claro que este agir de Deus, dentro de 90 dias contados da carta que desagradará aos padres a bispos, não significa o fim de tudo, mas certamente o começo. Ela tanto pode indicar o início da contagem dos 1335 dias da profecia de Daniel, quanto pode significar o início da grande perseguição da Igreja, os sete meses indicados nas mensagens ao Cláudio ou os 200 dias das visões de Dom Bosco. Deus sabe dos tempos! E no meio disso virá a guerra, virá o caos no mundo, a morte, a fome, a peste a dor infinita! E virá o astro do absinto, para mais morte, mais dor, mais pranto. Por causa da desobediência!
 
Tudo o que podemos fazer neste momento, entretanto é rezar e confiar em Deus. Ele é Senhor de todas as situações e tudo concorrerá para sua vitória final. É preciso que o podre que se instalou na Igreja seja extirpado e para sempre, e para extrair o câncer nada como uma cirurgia de profundidade. Sim, que atingirá a terra até seu interior! Apenas com um tremendo abalo, que dure dias inteiros sem parar, será possível frear o ímpeto dos rebeldes, dos desafiadores, daqueles que resolveram constituir esta falsa igreja do antipapa, até que seu joelhos se dobrem sobre a terra, ou afundem nela.
 
De fato multiplicam-se as heresias como erva daninha. De todos os lados os fiéis nos escrevem dando conta da verdadeira mutilação que certos padres e bispos estão fazendo com a Doutrina da Igreja, cada um interpretando ao seu modo. Neste sentido, eles negam os milagres de Jesus, negam as intervenções do Céu, negam a autoridade de Pedro e em tudo praticam a abominação, pois chegam a negar a presença real de Cristo na Hóstia Consagrada, fatos estes que os tornam excomungados da Igreja. Já imaginaram a gravidade disso tudo? Já imaginaram o que despencará sobre nossas cabeças quando vier este “agir de Deus”?
 
Tudo leva a crer que, esta rebelião contra as disposições santas do Papa Bento XVI, levará a parte rebelde a convocar um falso Concílio Vaticano III, onde acabarão por demolir com toda a Sã Doutrina. Ainda nesta semana o Cardeal Martini, embora já tremulo pelo mal de Parkinson, novamente levantou berros em favor do casamento de padres e da ordenação de mulheres, num flagrante gesto desobediente. Muitos milhares de padres sonham com isso, para a tristeza de Pedro, e o tremor do Céu. Um impostor deverá tomar o lugar do Papa Bento XVI, por alguns meses, e ele irá desfigurar completamente a Igreja Católica. Que não será mais de Pedro, porque o Pedro verdadeiro estará no exílio, e vivo.
 
Meu irmão, minha irmã: peguem de seus Terços, rezem o Rosário em Família, caso vocês queiram passar a tempestade com alguma esperança. Jesus nos tem prometido que toda família que rezar unida, assim permanecerá! Aquelas, porém, que continuarem a desafiar a Deus, criando cada uma para sai sua própria igreja, acabará destroçada pela fúria do que se arma sobre o mundo. Olhe para este mundo, e perceba se ele ainda tem cura. Olhe para a Igreja, e perceba se os homens ainda conseguem curar suas chagas. Olhem para este planeta tão lindo, ainda com ares aceitáveis: em breve ele estará em frangalhos, queimado, revirado, remexido, afundado em mares ou povoando abismos!
 
Porque Jesus vem para o Julgamento das nações, antes do julgamento das pessoas. Ai da nação que descumpriu a missão para a qual Deus permitiu fosse ela criada. Ai do povo que nela habita se aceitou rebelar-se contra o Altíssimo e sua Lei Maior. Não existe estado laico, se divorciado de Deus é diabólico. E sobre eles em breve virá o astro, cujo nome é absinto! Ele virá para deixar a terra num deserto, e o coração dos homens que restarem num esmagado de tormentos! 
 
Rebeldia, desobediência, zombaria, escárnio, desafio, orgulho gay, aborto, células tronco, drogas, prostituição, corrupção generalizada dos governos, roubos e assaltos, crimes cada vez mais hediondos, e esta falsa igreja que esqueceu a verdade. Tudo isso terá seu preço cobrado em sangue! Não por Deus, mas por satanás! Satã vem antes – e já está solto na terra – para provocar mil estragos!... Jesus virá depois, para juntar nossos cacos!
 
Rezemos pelo Papa Bento XVI. Ele está correto, deve ser seguido e a NINGUÉM que se revolte contra ele ou o desobedeça. A Igreja ressurgirá, e Pedro será vencedor! (Aarão)



www.recadosaarao.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 13/03/10 às 07:55:35 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.


Visite o espacojames nas redes sociais:



LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES