Espacojames


Página Inicial
Listar Artigos Site Aarão




Artigo N.º 5193 - ÚLTIMO SELO
Artigo visto 2097 vezes




Visto: 2097
Postado em: 19/05/10 às 10:06:59 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=5193
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

Por um destes caminhos incríveis que somente a misericórdia e o amor de Deus pode explicar, quando quer usar de suas criaturas, noutro dia eu estava rezando em nossa capela, quando vi diante de meus olhos, uma pessoa, sentada e trajando batina negra. No seu colo estava uma pasta de plástico transparente – talvez para assim eu visse dentro – e duas mãos ágeis, com certa força e rapidez rompiam seu lacre. E a voz me disse: 3º segredo de Fátima! Dentro da pasta vi que tinha um maço de folas de papel de caderno, escritas a mão. Foi o que vi.

A resposta que tive disso foi: O último selo - a trombeta, e o Segredo de Fátima tratam do mesmo assunto! É quase hora de deslacrá-lo! Amém? Na verdade já falamos sobre este assunto, e creio que não seria necessário escrever mais. Mas em atenção aos sempre novos leitores que chegam diariamente, vamos mais uma vez meditar juntos nos textos do Apocalipse que tratam deste assunto, nos capítulos 8, 9, 10 e 11. Claro que tudo isso é ainda muito confuso e complicado, porém não devemos ficar inertes sem rezar, sem meditar e sem pedir ao divino Espírito Santo que nos instrua.
 
Está dito em Apocalipse 8, 1: Quando, enfim, abriu o sétimo selo, fez-se silêncio no céu cerca de meia hora. Sempre, todas as vezes em que leio este versículo me arrepio. Penso que esta meia hora pode ser traduzida em meio ano, do nosso tempo, durante o qual de certa forma o Céu permanecerá em silêncio, sem muitas mensagens, apenas com pequenos avisos e recados aos confidentes e profetas atuais, isso em todo mundo. Será um tempo de ajustes para o mundo e de escolhas para os homens. Durante eles se irá preparar o palco para os grandes acontecimentos finais. Meus amigos, neste meio ano eu penso que se definirão entre os homens os dois lados da batalha. Aqueles que ficarão com Deus e os que se aliarão a satanás... por um tempo! A mensagem em Linha Vermelha que coloquei hoje no site parece ter algo a ver com este tempo. Horrível tempo! Seguindo...
 
8, 2 Eu vi os sete Anjos que assistem diante de Deus. Foram-lhes dadas sete trombetas. 3 Adiantou-se outro anjo e pôs-se junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão. Foram-lhe dados muitos perfumes, para que os oferecesse com as orações de todos os santos no altar de ouro, que está adiante do trono. 4 A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus.
 
Será um tempo então de intensificar as orações, de preparar-nos para o grande embate final. Cada Ave Maria somada neste tempo é como uma pedra colocada na muralha, que adiante nos protegerá das hostes infernais. E das terrenas, sob o comando daquelas. Falo dos cegos e dos que nos chamam de loucos. Os anjos se encarregarão de colocar todas estas orações diante do trono do Altíssimo, e dependerá muito delas a atitude que Deus irá tomar a partir de então. É, pois, grande a nossa responsabilidade, desde agora, em municiar as famílias com modos, meios e instruções preciosas, que as farão se unir em prece uníssona. Quanto mais forem as orações deste tempo de silêncio, de meditação para o mundo, menor será a destruição que virá a seguir, quando começarem a soar as trombetas dos anjos. Menos orações, significam maiores rombos na crosta terrestre!
 
7 5 Depois disso, o anjo tomou o turíbulo, encheu-o de brasas do altar e lançou-o por terra; e houve trovões, vozes, relâmpagos e terremotos. 6 Então os sete Anjos, que tinham as trombetas, prepararam-se para tocar. O primeiro anjo tocou. Saraiva e fogo, misturados com sangue, foram lançados à terra; e queimou-se uma terça parte da terra, uma terça parte das árvores e toda erva verde.
 
A partir do toque das primeiras trombetas, inicia-se o cumprimento da justiça, que começa pelo julgamento das nações pagãs. De fato, a ira de Deus contra a humanidade, talvez nunca tenha atingido tal grau de intensidade. Porque também o homem, jamais atingiu tal grau de malignidade. Em vista disso a natureza já se assanha desde agora com seus terremotos, furacões e tempestades, mas tudo isso é apenas leve brisa do que vem. Com a falência das elites mundiais, o estouro das guerras civis nas nações do aborto é um passo. Muitas são as profecias que nos avisam, de que em alguns países as populações mesmas tocarão fogo em tudo. Porque os desmandos governamentais atingem a estratosfera. A corrupção já não encontra barreiras e afoga até mesmo os cidadãos que se corrompem também. Então somente a justiça divina para fazer frear, pelo menos em parte, tantos desmandos.
 
Lembro que certos setores da sociedade, não ficarão sem especial atenção da Justiça. Falo das clínicas de aborto, das lojas peçonhentas da orgia sexual, e tantas outras como as ligadas ao homossexualismo. Não posso dizer que todas, mas muitas delas pegarão fogo, por combustão espontânea, diante dos olhos de seus donos. Muitos deles queimarão junto com sua escória! Grande parte dos antros maiores de pecado, verão suas sedes ruir com fragor e estrondo, virando nuvens de pó imundo. Tudo aquilo que foi usado para corromper a sociedade e fazê-la distanciar-se de Deus, começará a receber seu quinhão. De fogo naturalmente!
 
8 O segundo anjo tocou. Caiu então no mar como que grande montanha, ardendo em fogo, e transformou-se em sangue uma terça parte do mar, 9 morreu uma terça parte das criaturas que estavam no mar e pereceu uma terça parte dos navios.
 
Aqui começa para nós um enigma, que somente a abertura deste 3º segredo nos poderá elucidar, bem como as “Linhas Vermelhas” ainda não divulgadas pelo Cláudio. Penso que os anjos da segunda até a sexta trombeta, fazem parte de um turbilhão em frenesi. Nem mesmo as visões de São João poderiam discernir exatamente cada uma, porque elas acontecem todas a um mesmo tempo. Vejam que os versos 8 e 10 do capítulo 8 e o verso 1, do capítulo 9, tratam todos eles de quedas de estrelas na terra. Como está dito nas mensagens atuais que o astro cairá fragmentado, em diferentes locais da terra, penso que se trata de um astro só. Mas ele virá somente no meio da guerra, como se descreve abaixo em 9, 13.
 
10 O terceiro anjo tocou a trombeta. Caiu então do céu uma grande estrela a arder como um facho; caiu sobre a terça parte dos rios e sobre as fontes. 11 O nome da estrela era Absinto. Assim, uma terça parte das águas transformou-se em absinto e muitos homens morreram por ter bebido dessas águas envenenadas.
 
Aqui nos atenhamos aos efeitos de um asteróide batendo na terra. As mensagens avisam que sua cauda é venenosa, contém gases mortíferos, que envenenarão a maioria das fontes de água do planeta, fazendo milhares morrem de sede, ou envenenados. Além disso, como Nossa Senhora já nos disse em mensagem antiga, as montanhas são frágeis e contém dentro delas os preciosos depósitos de água que formam a prodigiosa rede de distribuição de água do Planeta, formada pela engenharia de Deus. Estas montanhas se esfacelam e fazem escoar de um só golpe, todas as reservas, que desaparecem. Isso leva a um imediato colapso mundial no fornecimento de água, até porque o solo do planeta ficará como a face de uma vovó centenária, de tão rachada e enrugada.
 
12 O quarto anjo tocou. Foi atingida então uma terça parte do sol, da lua e das estrelas, de modo que se obscureceram em um terço; e o dia perdeu um terço da claridade, bem como a noite. 13 A esta altura de minha visão, eu ouvi uma águia que voava pelo meio dos céus, clamando em alta voz: Ai, ai, ai dos habitantes da terra, por causa dos restantes sons das trombetas dos três Anjos que ainda vão tocar.
 
A explicação mais simples que podemos dar para este texto é que, com a explosão da guerra, da queda do astro e da ação dos vulcões – antigos e novos – em todo o planeta, a terra inteira ficará envolta numa nuvem de pó, de fumaça e cinzas. Já vimos meses atrás o que pode acontecer quando um vulcão lança cinzas, como aconteceu entre o Chile e a Argentina. Imaginem isso acontecendo em toda a terra, até porque, mesmo sem a queda do astro, apenas as três bombas atômicas que explodirão são suficientes para abalar todo o clima do planeta, já em convulsão, para um frenesi de terror.
 
9, 1 O quinto anjo tocou a trombeta. Vi então uma estrela cair do céu na terra, e foi-lhe dada a chave do poço do abismo; 2 ela o abriu e saiu do poço uma fumaça como a de uma grande fornalha. O sol e o ar obscureceram-se com a fumaça do poço. 3 Da fumaça saíram gafanhotos pela terra, e foi-lhes dado poder semelhante ao dos escorpiões da terra.4 Mas foi-lhes dito que não causassem dano à erva, verdura, ou árvore alguma, mas somente aos homens que não têm o selo de Deus na fronte. 5 Foi-lhes ordenado que não os matassem, mas os afligissem por cinco meses. Seu tormento era como o da picada do escorpião. 6 Naqueles dias, os homens buscarão a morte e não a conseguirão; desejarão morrer, e a morte fugirá deles.... 12 Terminado assim o primeiro ai, eis que, depois dele, vêm ainda dois outros.
 
 A explicação que temos recebido desta passagem, nos avisa de que, com a queda do astro e as confusões do clima, algumas espécies de animais se irão proliferar de maneira muito acelerada, devido ao desaparecimento de seus inimigos naturais. Então todas as regiões distantes de Deus serão tomadas por todo tipo de inseto e animal peçonhento e pestífero, que causarão grandes aflições aos não filhos. Quanto a estes, Deus haverá de preparar para eles algum lugar distante, a salvo destas contaminações, preservando aqueles que Ele assim quiser. Mas ninguém sabe onde tais locais ficam, e não adianta se escolher para a preservação. Sua casa é seu refúgio, Deus sua fortaleza, os Corações de Jesus e de Maria

 sua proteção. Não fujam, não corram, não adianta! Estes são os primeiros a ir!
 
13 O sexto anjo tocou a trombeta. Ouvi então uma voz que vinha dos quatro cantos do altar de ouro, que está diante de Deus, 14 e que dizia ao sexto anjo que tinha a trombeta: Solta os quatro Anjos que estão acorrentados à beira do grande rio Eufrates. 15 Então foram soltos os quatro Anjos que se conservavam preparados para a hora, o dia, o mês e o ano da matança da terça parte dos homens...16 O número de soldados desta cavalaria era de duzentos milhões. Eu ouvi o seu número. 17 E foi assim que eu vi os cavalos e os que os montavam: estes últimos eram couraçados de uma chama sulfurosa azul. Os cavalos tinham crina como uma juba de leão e de suas narinas saíam fogo, fumaça e enxofre.18 E uma terça parte dos homens foi morta por esses três flagelos (fogo, fumaça e enxofre) que lhes saíam das narinas.19 Porque o poder nocivo dos cavalos estava também nas caudas; tinham cabeças como serpentes e causavam dano com elas.
 
Não é preciso de muita meditação para identificar aqui a deflagração da 3ª Guerra Mundial, que já se delineia na região do Oriente Médio. As ações belicosas do presidente atual do Irã têm se intensificado, e na semana que passou o primeiro ministro de Israel pediu autorização aos EUA para bombardear o Irã. O Eufrates fica ali naquela região, e é lá que a guerra começa para depois se estender para muitos outros países, com especial fúria na Europa. Antes da explosão desta guerra deve acontecer aquele episódio em Jerusalém, da queda do avião que levará ao encontro do Cálice sagrado.
 
20 Mas o restante dos homens, que não foram mortos por esses três flagelos, não se arrependeu das obras de suas mãos. Não cessaram de adorar o demônio e os ídolos de ouro, de prata, de bronze, de pedra e de madeira, que não podem ver, nem ouvir, nem andar. 21 Não se arrependeram de seus homicídios, seus malefícios, suas imundícies e furtos.
 
Isso é que quase desespera a gente o saber que embora todos os sinais, ainda assim dos homens não se arrependerão. Sinal de que advirão ainda maiores castigos, não porque Deus os envia, mas porque o homem assim o pleiteou. De fato, já mostramos no Livro Mateus Novo, que até mesmo os astros que neste tempo desabarem sobre a cabeça do homem virão por culpa do próprio homem, que foi mexer com os astros tentando ser Deus. Isso ficou lá bem explicado naquele que se chama Projeto Lúcifer.
 
Outro motivo pelo qual cairão astros do Céu é porque a terra estará desguarnecida, sem seu maior escudo protetor – que não é o ozônio, mas a Eucaristia – sem o que a terra inteira fica como que indefesa. Nós sabemos do ódio que satanás devota contra este Santo Sacramento, e as profecias falam que a Eucaristia quase desaparecerá da terra, ficando apenas nas famílias e capelas particulares. Sim, porque os promotores da falsa igreja do anti-papa – que malignamente ainda se dizem católicos – se felicitarão mutuamente no dia em que este filho de satanás disser que a Missa é apenas ceia, não Sacrifício. Desde séculos os profetas vêm nos alertando de que esta abominação desoladora acontecerá.
 
Ap 11, 12 Ouviram uma forte voz do céu que dizia: Subi aqui! Subiram então para o céu numa nuvem, enquanto os seus inimigos os olhavam. 13 Naquela mesma hora produziu-se grande terremoto, caiu uma décima parte da cidade e pereceram no terremoto sete mil pessoas. As demais, aterrorizadas, deram glória ao Deus do céu. 14 Terminou assim a segunda desgraça. E eis que depressa sobrevém a terceira.
 
A palavra forte para aquele tempo será realmente o terror. Se Jesus fala que naquele tempo os vivos invejarão os mortos, espanta que muita gente deseje com tanta fúria permanecer vivo, quando deveriam rezar para se fazer a vontade de Deus. Somente Ele sabe quem terá forças para resistir a tudo o que vem. E os que sobrarem de fato, em sua imensa maioria se converterá em fim pelo medo, pelo terror. Porque no fundo, tudo isso faz parte de um meticuloso plano de salvação do nosso Deus, quando muitos poderiam pensar que se tratasse de castigo, de vingança e até de ódio do Pai Eterno. Porque, como toda certeza, quem estiver com Deus vencerá.
 
15 O sétimo anjo tocou a trombeta. Ressoaram então no céu altas vozes que diziam: O império de nosso Senhor e de seu Cristo estabeleceu-se sobre o mundo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. 16 Os vinte e quatro Anciãos, que se assentam nos seus tronos diante de Deus, prostraram-se de rosto em terra e adoraram a Deus, 17 dizendo: Graças te damos, Senhor, Deus Dominador, que és e que eras, porque assumiste a plenitude de teu poder real.
 
Esta passagem realmente é final, quando estiver bem próximo o dia do Juízo Final. Tempo de eliminar os últimos maus do planeta, porque as Escrituras são bem claras: restará dos homens apenas uma semente, um “germe santo”. Restarão apenas alguns representantes entre os filhos, nem um só dentre os pagãos. De fato, todos os povos da terra tiveram seu tempo de abrir os olhos e perceber a Verdade e o aceitarem ao Deus verdadeiro. O Evangelho já chegou a todas as nações do planeta, mas algumas não o querem, de forma alguma, antes continuam matando os que não querem adorar seres vis, como macacos, sapos, elefantes, meras criaturas. O fim deles TODOS é iminente, pois está dito: deles não restará nem raiz nem ramos! Por isso...
 
18 Irritaram-se os pagãos, mas eis que sobreveio a tua ira e o tempo de julgar os mortos, de dar a recompensa aos teus servos, aos profetas, aos santos, aos que temem o teu nome, pequenos e grandes, e de exterminar os que corromperam a terra. 19 Abriu-se o templo de Deus no céu e apareceu, no seu templo, a arca do seu testamento. Houve relâmpagos, vozes, trovões, terremotos e forte saraiva.
 
Realmente a arca do antigo testamento aparecerá, porque está guardada nalgum lugar da terra, para aquele tempo e aquela data. Será mais um objeto testemunho das Escrituras Sagradas, para os últimos cegos e cépticos deste tempo. Tudo aquilo que parecia oculto e vago, ficará bem as claras, para que ninguém mais duvide da existência de um Deus único – o nosso Deus – e que existe apenas uma maneira de chegar plenamente a Ele; é através da Igreja Católica, a única Igreja de Jesus. Não existe um só homem na terra que naquele dia não tremerá as pernas, nem soltará gritos de desespero. O que Deus tem preparado para os maus, ultrapassa os limites da nossa imaginação.
 
Para facilitar ao leitor, coloco novamente uma cópia do Capítulo 10 do Apocalipse, que trata dos “sete trovões” embora já o tenha comentado alguns dias atrás. Neste capítulo, com toda certeza se inserem a revelação do 3º Segredo de Fátima, e também os últimos segredos ainda lacrados, que foram passados aos profetas atuais. Creio, também, que a partir destas revelações, nós não teremos mais muita coisa a perguntar, nem a ser revelada. Este capítulo somado aos anteriores na realidade descreve a reta final deste tempo, onde não haverá mais adiamentos da parte de Deus. Vejamos:
 
 10 1 Vi então outro anjo vigoroso descer do céu, revestido de uma nuvem e com o arco-íris em torno da cabeça. Seu rosto era como sol, e as suas pernas como colunas de fogo. 2 Segurava na mão um pequeno livro aberto. Pôs o pé direito sobre o mar, o esquerdo sobre a terra 3 e começou a clamar em alta voz, como um leão que ruge. Quando clamou, os sete trovões ressoaram. Claro que nós não veremos algum anjo voando pelos céus – quem sabe alguns o vejam sim – porque estas passagens se referem a sinais que comprovam as palavras desta profecia. Sinais que então entenderemos como tal.
 
4 Quando cessaram de falar, dispunha-me a escrever, mas ouvi uma voz do 5 Então o anjo, que eu vira de pé sobre o mar e a terra, levantou a mão direita para o céu 6 e jurou por aquele que vive pelos séculos dos séculos, que criou o céu e tudo o que há nele, a terra e tudo o que ela contém, o mar e tudo o que encerra, que não haveria mais tempo; 7 mas nos dias em que soasse a trombeta do sétimo anjo, se cumpriria o mistério de Deus, de acordo com a boa nova que confiou a seus servos, os profetas. Veja que aqui se engrena com os capítulos anteriores, pois fala exatamente da última trombeta, aquela que anuncia a vitória de Deus. Como nós já temos marcado um tempo e uma data, porque correm já os últimos 1260 dias – conforme Apocalipse 11 e 12 que também já explicamos – imagino que este sinal esteja muito próximo de acontecer.
 
8 Então a voz que ouvi do céu falou-me de novo, e disse: Vai e toma o pequeno livro aberto da mão do anjo que está em pé sobre o mar e a terra. 9 Fui eu, pois, ter com o anjo, dizendo-lhe que me desse o pequeno livro. E ele me disse: Toma e devora-o! Ele te será amargo nas entranhas, mas, na boca, doce como o mel. 10 Tomei então o pequeno livro da mão do anjo e o comi. De fato, em minha boca tinha a doçura do mel, mas depois de o ter comido, amargou-me nas entranhas. 11 Então foi-me explicado: Urge que ainda profetizes de novo a numerosas nações, povos, línguas e reis. Como expliquei, o amargo destas últimas profecias é que, primeiramente os profetas que as detém sofrerão muito, pois se tratam de revelações graves. Também porque elas serão amargas a todos nós, pois o que elas anunciam é um tempo de horrores.
 
Penso que assim temos já entendido grande parte deste livro tão difícil. Naturalmente que se você for perguntar isso aos teólogos e alguns sacerdotes e bispos eles rirão de você, cuide apenas de não se deixar enganar por este falso riso. Acreditem: este riso de mofa de escárnio contra nós haverá de morrer na face de muitos, dando lugar ao pranto, também ao desespero, principalmente quando eles perceberem que “os loucos” estavam certos, e que a eles competia alertar o povo quanto aos sinais e avisos de Deus. Tão claros por sinal! Incontestáveis com toda certeza!  
 
Nos últimos dias, tenho recebido inúmeras cartas, até de leitores que há muito tempo não nos escreviam, lembrando que agora entendem os sinais que passamos no Livro Mateus, mesmo no antigo, escrito em 1998. Ou seja, desde há 10 anos que estamos avisando, daqui do Movimento, sobre a proximidade dos grandes eventos finais, que nos separam do dia do Julgamento e da posterior instalação da Nova Terra. Jesus virá com certeza e não tarda, se tardar não falha!  Vem com o peso e a balança, e vem com o Livro da Vida. Para cada um dará seu veredicto, e apresentará sua conta. Ai de quem se descuidou dos sinais, e como virgem imprudente está despreparado para as núpcias.
 
Quanto à última mensagem, de Linhas vermelhas, me arrepia até a espinha saber que nós teremos de passar um tempo sem o amparo direto da Mãe do Céu, quando se fizer o grande silêncio. Quando chegar o tempo de meditação para todos os habitantes da terra: Céu ou terra! Vida ou morte! Salvação ou perda eterna! Deus ou Lúcifer. Chegará uma hora, para cada um de nós – e ninguém escapará disso – em que ficaremos sozinhos, como que nus, diante de nossa alma, e teremos de observá-la tal como Deus a vê. Não haverá ajuda nem socorro. Cada um estará sozinho! E a decisão será definitiva!
 
Há um tempo agora, ainda, de preparação e de batalha. Tempo de levar a muitos a mensagem de esperança, de amor e de fé. Não será preciso levar uma mensagem de pavor, apenas de explicação quanto aos sinais. Porque os sinais se tornarão de tal modo evidentes, que até mesmo almas renegadas os entenderão. Os sinais que veremos a seguir falarão por si só e basta que você diga: sempre temos avisado quanto a isso! Prepare-se!  
 
Meus amigos, o amor neste tempo, é a verdadeira chave de abrir corações. A oração nosso cajado, para ter força de bater nas portas! E sempre a confiança cega em Deus, pois Ele decidiu desde a eternidade que vai mudar este mundo, e saberá fazê-lo muito melhor. Porque, ou os homens aprendem, de uma vez por todas, e para todo o sempre que Deus é nosso Senhor, que somos suas criaturas amadas, preferidas, ou O renegam para sempre. Decide-se agora, não existe coluna do meio! Não haverá mais tempos nem demoras!
 
Para milhões de pessoas será um doloroso acordar para a realidade e a verdade. Cada um saberá onde errou, e a partir de quando começou a dar ouvido às “teologias” de satanás, ao invés de estudar as Escrituras, escutar os profetas atuais e estar atendo aos avisos de Deus. E lamentará o tempo perdido, as chances desperdiçadas, e os milhares de graças que deixou de receber, por ter preferido ouvir a serpente. E como da primeira vez, também agora, não serve a resposta de Eva: a serpente me enganou!
 
Enfim, o que se prenuncia é a chegada da grande perseguição. Se até alguns de nossos padres darão ouvidos aos crentes e baterão em Nossa Senhora, imaginem só o que não farão aqueles, e os que seguirem aos padres. Haverá milhares de imagens dela quebradas, danificadas, cuspidas e queimadas. Haverá milhares de fogueiras de artigos religiosos, de sacramentais e objetos de devoção. Muitos chegarão a renegar seu batismo neste tempo. E veremos uma grande fumaça atingir os céus... E chegar nas narinas do Altíssimo!
 
E a desolação virá, como diz Isaías em 33, 7 Eis que a gente de Ariel lamenta nas ruas, os mensageiros de paz choram amargamente. 8 Os caminhos estão desertos, não há mais transeuntes nas veredas; o inimigo violou o tratado, desprezou as testemunhas.... 9 A terra está enlutada e abatida.. 10 Agora eu me erguerei, diz o Senhor, agora eu me manifestarei em toda a minha sublimidade. 11 Vós concebestes feno e gerareis palha; meu sopro como um fogo, vos consumirá. 12 Os povos serão calcinados como espinhos...
 
O Capítulo 11 do Apocalipse vai tratar exatamente das duas testemunhas, que grande parte da humanidade irá desprezar e calcar aos pés por algum tempo. O tratado violado é a derrubada dos sacrários, o fim da Missa, eis que a desolação chega. Virá um tempo de grande fraqueza espiritual, mas tempo forte de traições, crimes e todo tipo de pecado. No fim, porém, vencerá o AMOR. Um sopro vindo da parte do Altíssimo derrubará todas as torres arrogantes. Os mansos herdarão a terra! Você e sua família estão entre eles? Basta se manter fiel até o fim! Aarão  

 

www.recadosaarao.com.br

 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 6.650.281
Visitas Únicas Hoje: 1.222
Usuários Online: 507