Recorde de acesso em:
23/03/2016
é de 7.940
Total Visitas Únicas: 6.409.456
Visitas Únicas Hoje: 546
Usuários Online: 205
Sistema de Busca

 

Artigos Site Aarão
Aqui estão relacionados alguns dos artigos extraídos do site www.recados.aarao.nom.br, site do Sr. Arnaldo que com inspiração divina, colocam matérias belíssimas que nos aproximam do amor de Deus e nos conduz à salvação.




Salvar no Instagram

Salvar em PDF






Visto: 1707 - Impresso: 66 - Enviado: 28 - Salvo em Word: 40
Postado em: 15/07/10 às 08:56:18 por: James
Categoria: Artigos Site Aarão
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=50&id=5684
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos Site Aarão

5º NÃO MATARÁS: Tirar a vida alheia é julgamento com as próprias mãos, só quem dá a vida pode tirá-la, e isso só cabe a Deus. Uma pessoa que é assassinada tem tirada todas as possibilidades de criar, de se converter, de perdoar, de rezar, de se santificar. Uma vida é algo sagrado, muitos estudam a evolução, a adequação ao meio entre outros financiados pelo mal, baseados na mentira mais uma vez, mas a vida é obra de Deus e chegará o dia em que todos verificarão isto fatalmente.

Pelo simples fato de julgarmos uma pessoa ao ponto de podermos matá-la já se consuma pecado grave, pois matar é um pecado que pode te levar a matar a sua alma, ou seja, tirando a vida do próximo, você tira a vida do seu espírito. Caso este mandamento foste cumprido, não teríamos necessidade de tanta segurança hoje em dia, não existiria guerras, não existiria chacinas, não haveria mortes prematuras e o mais importante, não existiria o aborto. Mais uma vez falando dele, o aborto, este é o assassinato de uma vida em desenvolvimento, é a interrupção de um dom Divino ainda no ventre, é um crime no berço de Deus.

Não interessa milhões de pessoas a favor do aborto, é errado e é um dos maiores males da história. Se alguém chega a matar, atenta contra a vida alheia, quem comete um aborto, mata uma vida descendente da sua, além de usar isto para evitar sofrimento, sem mencionar que uma vida nasce de uma relação sexual, que se fosse abençoada o aborto não seria nem opção, sendo o aborto pecado grave contra o Espírito Santo e ato de conseqüência do descumprimento de outro mandamento, é falta de amor e é condenação. Se pelo menos o nono e o sexto mandamentos fossem cumpridos como lei que são, não existiria estas ocasiões que levam uma mãe a matar seu filho. Não existe justificativa para tal ato, pois se existe uma vida “indesejada” sendo criada, foi porque alguém descumpriu uma lei criada por Deus, e só cabe a Deus julgar este ato. No caso de estupro que tantos questionam, existe o estuprador porque existe o pecado neste mundo sendo tratado como doença, porque existem homens que já são presas do maligno, porque falta oração, porque negam o Espírito Santo; existe também, porque, me desculpe dizer, as mulheres vendem seus corpos e se tornam uma opção de prazer. È claro que inocentes são vítimas, mas há tanto tempo é normal a banalização do sexo, que as pessoas já estão agindo como animais, remetendo ao sexto mandamento novamente.

Por mais que alguém tenha sido uma vítima, a vida criada não é. Tirá-la é julgar e não confiar em Deus, pois o ato em si é condenável, mas o dom de Deus não o é. Perceba que o aborto é um dos ápices do apogeu do demônio sobre o mundo, onde as pessoas acreditam estar corretas em matar uma criatura pura e indefesa, é como se calássemos o verbo de Deus antes de se constituir carne, sendo que este ato é muitas vezes defendido pela ocasião de outro ato horrível e condenável, veja como os mandamentos são importantes. O descumprimento de um leva ao descumprimento de outro, em linhas práticas, o ato absurdamente maldoso do estupro justifica para muitos o ato ainda mais horrível do aborto, que é a maior fonte de força de satanás; este é mais um exemplo da engenhosidade que o mal pode criar. O verbo de Deus já é vida, quem dirá um embrião; mais uma vez, esta fonte de força maligna é conseqüência do sexo desenfreado, do prazer e da alienação e da animalização do homem, sendo que a sociedade vive vendo a assassínios e estupros como notícia, e vive vendo mulheres e homens vendendo seus corpos na televisão e no dia a dia, sendo que alguns nem vendem, os dão de graça. Portanto, este mandamento, Deus criou em conseqüência destes atos que trazem tantos problemas para nós. Para que pudéssemos evitar estas dúvidas e estes atos insanos, matar um ser, qualquer que seja, é querer ser Deus; rezem muito, pois só com oração podemos mudar esta imoralidade já enraizada. E antes de discutir sobre as leis dos homens, rezem pelas leis de Deus.
 
4º HONRARÁS PAI E MÃE: Somos vida graças a nossos pais, independente de quem sejam ou de como sejam, eles foram meio de Deus mais uma vez para Ele demonstrar seu poder, por mais que você “se arrependa de nascer”, você já nasceu porque Deus assim permitiu, nenhuma vida vem a terra sem a permissão Dele. Nos planos iniciais de Deus, ele criou o universo para sermos felizes e completos em paz e amor. Porém não há culpa Divina se sofremos ou se nossas vidas são tristes, culpa temos nós mesmos por não respeitar seus simples mandamentos.

Perceba que honrar pai e mãe é acima de tudo, agradecer a Deus pela sua vida e respeitá-lo como Pai maior. A juventude desvirtuada não tem mais seus pais como exemplos, muitos nem tem mais pais, ou não o conhecem, mas honrá-los é sinal de que Deus está contigo. E o respeito pelos pais é escola para se tornar uma pessoa de moral e de boa índole. A família é base da salvação, e o respeito é base da família, sendo assim este mandamento tão importante é um mandamento de esperança e de fé, o cumprimento deste evidencia a fé e a confiança na obra do Pai, não deixando que a família acabe como acontece em muitos lares. Honrar pai e mãe é reconhecer que você é fruto de um dom do Espírito Santo, abrindo caminho assim para entender a vida que Deus te deu como vida componente da obra Divina Independente dos pais, honrá-los demonstra gratidão e abertura ao amor Divino, sendo base para cumprimento dos mandamentos e discernimento para negar o pecado.

Jesus até o ultimo suspiro nunca desonrou seu Pai ou sua Mãe, até no momento de fraqueza Ele demonstra sua posição de Filho, que ainda tem algo a aprender ou a esperar, e até hoje Ele atende a todos pedidos de Sua Mãe e obedece a Seu Pai. Portanto, este mandamento pode parecer difícil para muitos que tem pais maldosos, mas Deus é Pai maior e também é Pai de seus pais, cumpra-o junto de muita oração com fé e esperança, pois honrar pai e mãe é trabalhar para o Reino de Deus, é ferramenta importante para uma terra de paz e de união e é arma contra o mal. Pra isto, rezem em família, independente de quem seja sua família no momento.
 
3º GUARDARÁS DOMINGOS E DIAS SANTOS DE PRECEITO: Deus criou momentos em que nos concede graças especiais, onde nós podemos nos ‘reabastecer’ espiritualmente e obter dons e vivencias Divinas para vencermos o mundo como Jesus.

O dia a dia em si aliena e cansa, sabendo disso temos os dias Santos e o domingo, dias santificados pelo Céu, para que descansemos e para darmos ação de graças em reconhecimento de nossa humanidade pecadora e santa. O não cumprimento deste mandamento aos poucos aliena as pessoas e as torna distante do Céu, sendo que nas datas de festa religiosa e no domingo, o Espírito Santo nos espera mais ansiosamente do que nos dias comuns, pois a terra foi criada para que trabalhemos, mas antes de tudo, Deus é mais importante. Pense num carro, vira e mexe precisamos reabastecê-lo, caso não fazemos isso ele não anda. Nós não somos máquinas simplesmente, mas também precisamos parar para que tenhamos contato com o Céu, para que possamos ‘encher o tanque’, reconhecendo nossos erros e se abrindo a verdade, para pedir perdão por nós e pelos outros e para que nos preparemos para recomeçar. Se todas as pessoas respeitassem estes dias, teríamos grandes graças sendo despejadas em nós, além do reconhecimento em comunidade dos problemas e das dificuldades. Não seria necessário associação de bairros, não existira espaço para fofocas, as famílias rezariam juntas, enfim. O quarto mandamento é um socorro de nossa fraqueza e uma prevenção contra as tentações e quedas. Seguindo-o, tomamos perfeito conhecimento do Espírito Santo. Este mandamento também leva-nos a respeitar toda paixão de Jesus pela nossa salvação, pois Ele veio por nós e criou a igreja apostólica romana também por nós, mais uma vez para socorro de nossas fraquezas e para fortaleza contra o mal; assim sendo, o domingo passou a ser o dia que Ele mesmo escolheu para que nos ‘sacrifiquemos’ por Ele, afim de sermos resgatados novamente e para que tenhamos nossa comunhão com Deus e com os Anjos e Santos renovada. Pois somos povo pecador e só o Corpo e Sangue de Jesus nos mantêm no caminho correto.

Dias Santos e Domingo não são dias de comilança, de festa, de bebedeira, são dias de oração e de penitência a medida do possível. Perceba que até isso o demônio transforma aos poucos em comércio e mentira, o próprio Natal foi transformado numa época de comilança e de papai Noel, sendo que muitos deixam Cristo em segundo plano, tornando o Natal não o aniversário de Jesus, mas sim uma época de orgulho e farra, e assim também várias outras festas estão se sucedendo. Acontece também isso no domingo, a mídia aproveita que a família está em casa para bombardeá-las com programas alienantes, com mulheres quase peladas e passa-tempos que se tornaram mais importantes que a Santa Missa; e que aos poucos destroem os lares que a oração e a meditação nas palavras de Deus poderiam reconstruir. Não negligencie estes dias, pois neles seu espírito renasce em Deus e sua proposta de salvação é sempre reconfirmada, sendo os dias santos a melhor oportunidade para recebermos graças e dons.
 
2º NÃO PRONUNCIARÁS O NOME DO SENHOR TEU DEUS EM VÃO: Deus sabia de antemão que nossas atitudes nos distanciariam da verdade, com isto Ele criou este mandamento para que ao menos lembrássemos Dele e voltássemos com respeito.

O nome de Deus é uma benção e não se deve usá-lo para que sua opinião ganhe mais valor ou crédito. Dizer por exemplo: ‘juro por Deus’, é pecado, pois não se jura nada que é importante para ti em comparação da importância do Pai. Nossas atitudes e ações estão cheias de orgulho e por ingenuidade, de segundas intenções; e Deus não tem nada a ver com isso.

Portanto, pronunciar o nome de Deus em vão é rebaixá-lo a nossa moralidade, tornando-o banal. Esta atitude também se tornou ferramenta do mal, pois aos poucos, apesar de nos lembrarmos de Deus, fazemos isto com desleixo e sem o respeito devido, tornando nossa Graça Nele menor e em tom de recompensa, pois o nome de nosso Criador e Pai amoroso, onipotente e onipresente, não é uma apelação que faz com que nossos interesses sejam colocados no mesmo patamar dos Dele, ou seja, a pronuncia de Deus deveria estar ligada a respeito e amor, e a sabermos estar em nosso lugar de humanos deixando a Sua Divindade guiar a nossa vida, não pondo-a em jogo de nossos interesses.

Nem com a maior certeza do mundo de algo deve-se jurar por Deus, nem pela luz que te ilumina, nem pela cruz de Jesus, nem por Maria, etc. pois nossa realidade não nos dá o direito de colocá-los em jogo, nossos pecados nos torna imundos e a valorização desta atitude com o tempo faz com que sejamos auto-suficientes, e isso foi um dos motivos que levou Lúcifer a se rebelar contra o Pai. Portanto, Deus gosta de ser lembrado, mas faça isso em oração e em tom de filho ou filha que ama o Pai e precisa Dele.
 
1º AMARÁS AO SENHOR TEU DEUS DE TODO O TEU CORAÇÃO, DE TODA A TUA ALMA, DE TODAS AS TUAS FORÇAS E O PRÓXIMO COMO A TI MESMO: Finalmente, chegamos ao mais falado e dito suficiente mandamento. O cumprimento deste é fundamental para o cumprimento de todos os outros. O reconhecimento da verdade traz aqui toda a sua exteriorização e confiança de salvação. 

            Aqui Deus confirma a necessidade de confiarmos Nele, e neste mandamento Ele afirma a necessidade de plena confiança e de puro amor pela sua Criação, para cumprirmos as exigências de todos os outros mandamentos. Este mandamento foi criado para que nunca nos esqueçamos de Deus como amor, e que nunca deixemos de crer que Ele nos espera. Muitos acreditam este ser um mandamento suficiente e que os outros não são tão importantes, mas estão errados, este mandamento é o primeiro porque uma pessoa que em seu coração tem este amor a Deus, sincero e puro, se torna capaz de lutar por todos os outros mandamentos, ou seja, amar a Deus sobre todas as coisas é o ponto de partida para que as leis Divinas sejam as que guiem a vida. Amar a Deus significa acreditar em seus desígnios, significa aceitar o próximo como irmão, significa respeitar a mulher que também é criação de Deus, significa o compromisso com a verdade, a renuncia da mentira, do furto, a defesa da castidade, o respeito pela vida e pelos pais, pelos dias santos e domingos e pelo nome de Deus. Isto é amar a Deus sobre todas as coisas.

Da mesma forma que este mandamento é o principal para que os outros sejam acreditados, ele também é conseqüência da batalha em favor da verdade, pela verdade da lei de Deus. Este mandamento integral é o princípio e o fim, é nossa força e nossa recompensa. Amando a Deus somos capazes de sair do lodaçal de ofensas e do atoleiro de pecado do qual fazemos parte. 

            A segunda parte deste mandamento, que nem sempre é citada, complementa toda lei para que tenhamos uma vida plena e em paz, ele nos lembra que todos são irmãos e merecem as mesmas oportunidades, nos lembra aqui, é claro que dando a entender que cada um também se ama, que devemos ter o próximo como criação Divina assim como você.

Este amor ao próximo novamente significa aceitarmos o próximo como irmão em Deus, significa respeito, moral e confiança, significa a renuncia daquilo que pode trazer sofrimento alheio, das competições, significa aceitar a opinião e a posição de cada um, significa a valorização da vida incondicionalmente, a renúncia do racismo, preconceito e julgamento. Perceba que amar o próximo como a si mesmo remete mais uma vez em amar a Deus, pois Jesus mesmo disse que aquilo que fazemos aos nossos irmãos estamos fazendo a Ele mesmo.

Este mandamento em si demonstra toda recompensa e evidencia os planos que Deus teve realmente para a nossa vida aqui nesta terra caso não tivéssemos caído pelo pecado, ou pior, senão negássemos a levantar para sair do pecado, com Jesus e Maria. Jesus, que veio a nós como ser humano também estava sujeito a todos os pecados e sujeito a estas mesmas 10 leis. Contudo Ele venceu e tornou possível a nós também vencer com Ele, com seu corpo e sangue. Toda Sua passagem aqui na terra foi em função do amor pelo próximo e pelo amor ao Pai, a missão de sua vida foi graças ao amor que ele nos tem, e foi possível graças ao amor que Ele tinha e confiava ao Pai. Somos convidados a fazer o mesmo.

Todos estas questões que nos interessam dia a dia também eram questões importantes para Jesus na Sua época, mas perceba que Ele tinha um amor tão grande que todos os outros nove mandamentos eram suplantados em sua misericórdia, e com isso Ele foi capaz de suportar aquilo que nenhum ser humano suportaria, assim como Maria, sendo desta forma Ele mesmo um exemplo de vida e santidade, convertendo milhões e sendo presença viva do Espírito Santo entre os homens. Imagine uma terra onde existam várias pessoas com índole inspirada na verdade, imaginem uma terra de paz, de união e de agradecimento constante a Deus, esta terra é possível com estes mandamentos sendo levados a sério, não por esforço e por medo, mas sim por amor.

Este primeiro mandamento é sim suficiente, mas ele depende de todos os outros assim como os outros depende deste, pois a sua importância é baseada no amor, que é a semente, que é o sentimento que impera sobre todos os outros e é base de nossa existência; o amor tal qual o de Maria pode construir e mudar tudo, por isso a importância de amar a Deus e ao próximo, pois para existir paz deve antes existir o amor, por isso o primeiro mandamento não é um alerta nem uma proibição, é antes disso, uma gratidão pela vida e pela criação Divina, pois só assim estamos aptos a lutar e renunciar o que é mal.
 
Refletindo sobre tudo que foi explicado, perceba o quanto a sociedade está afundada na imoralidade e no pecado e como os mandamentos seriam suficientes à vida em paz. Para isto seria necessário todo o mundo mudar, se converter e rezar muito para que toda a obra maligna do pecado fosse apagada. Basta olhar em volta para perceber que tudo caminha para a nossa destruição, e não digo morte terrena, pois isso na verdade é uma coisa boa para quem vive em Deus, mas me refiro à morte espiritual. Insistimos em achar que nosso cotidiano e todas as modas hoje em dia são coisas normais e de época, que todos os crimes e absurdos tem origem no nosso modo de viver, mas esquecemos que tudo isso é obra maligna que nos cega e faz da gente pessoas alienadas onde não o vemos e onde os mandamentos acima não são importantes. Tudo poderia ser diferente se os mandamentos não fossem esquecidos, só eles são suficientes para nossa vida, e a negligencia destes pode causar danos infinitos como agora podemos ver.

O pecado já é algo visto como necessário por muitos. Se individualmente a negação dos mandamentos já traz muitos danos, imaginem quando colocados em massa, temos alguns exemplos como Hitler, Stalin, Chico Xavier, Nero, Herodes entre milhares de outros. Todos estes pregaram uma filosofia totalmente discordante da verdade de Deus aqui mostrada, e a viveram como verdade reinante, e só foi possível isto porque o conhecimento de Deus e seus mandamentos eram simplesmente ignorados, ou seja, negaram voluntariamente todas as chances de conversão e admitiram a mentira como verdade em suas vidas, se tornando grandes para muitos homens, mas uma grande tristeza para nosso Pai. Estas pessoas ‘ilustres’, como muitos, não estavam errando na visão delas mesmas, elas eram escravas do mal, eram ferramentas para que a mentira se tornasse verdade como acontece; e do mal só pode sair maldade e pecado. Sendo que mesmo assim ainda existem muitas pessoas e grupos de pessoas que pensam semelhantemente, em busca de domínio, dinheiro e poder.

E infelizmente a ultima alternativa possível é a intervenção de Deus, você acha que seria possível converter o lado fascista para que eles reconhecessem a verdade e se tornassem santos?! Você acha que Herodes se converteria e renunciaria de todo seu poder por sua simples vontade?! De fato tudo é possível e a oração pode mover montanhas, mas isso se as pessoas rezarem, me pergunto se o mundo de hoje em dia reza corretamente, se os políticos e governantes pedem ajuda de Maria, se levam em consideração o que está de acordo ou não com os mandamentos e o pecado, se se preocupam com a verdade, ou melhor, se ainda existe a verdade dentro de suas intenções. Cito estes exemplos em questões para poder mostrar de uma maneira mais prática o quanto o pecado cega e o quanto ele fez e faz parte do mundo, cito para mostrar a quantas anda a ignorância por parte daqueles que reinam pelas leis humanas e descartam a lei Divina, que é muito mais simples, suficiente e plena, pregando apenas o amor.

Seguir a Deus exige simplicidade, renuncia e sacrifício, seguir o mal traz riqueza, poder e prazer. Mas a recompensa do bem por alguns anos carregando sua cruz é a salvação eterna e uma vida de infinita paz e amor, a recompensa do mal é mais mal, é fogo, choro, desespero e remorso eterno.     

Deus até está encurtando os dias para que tenhamos menos tempo para causar danos a sua Divina obra, pois estamos num patamar como mostrado mais ou menos acima onde nossa soberba já não é mais possível de ser convertida por nossa própria força de vontade, assim como o fascismo e o orgulho de poder, que só pôde ser parado por meio da morte e destruição; e assim Deus terá de agir novamente. Comparando vulgarmente com nossas leis, é mais ou menos uma pessoa que deve ser detida, pois praticaria uma série de crimes e seria condenado a mais de cento e cinqüenta anos para pagá-los, mas só viveria cinqüenta, deixando uma série de estragos, morte e prejuízos que permaneceriam e continuariam prejudicando outros, ou seja, do jeito que está, já falhamos tanto com o Céu que teríamos que cair de joelhos e rezar por muito e muito tempo para podermos reparar todo o dano causado, mas não temos mais este tempo, e Deus não nos obriga a nada. Contudo algo deve ser feito, mesmo porque Ele nos ama mais do que imaginamos, e se não formos detidos, o mal que é causado acabará por destruir a nós mesmos, e a toda Sua Criação.
 
Nossa natureza já é vítima do pecado, nossa alimentação já é um comércio de exploração, até a água que bebemos temos que comprar, as praias mais bonitas viraram condomínios de luxo restritos, nossa diversão é a competição, o domínio de um sobre o outro, as novelas, filmes e desenhos são puro meio de mensagens subliminares, somando isto a tudo que foi dito anteriormente, somente pela consumação deste tempo para haver esperança futura. Digo tudo isso que é mais próximo de nossa realidade, pois não mencionei a bolsa de valores que é dominada por uma minoria má em busca da dominação financeira, não mencionei a ganância do grupo Bilderberg, o Nafta, o MERCOSUL entre outros pólos de dominação em criação, os projetos militares, a eutanásia, a lobotomia em massa, os golpes de governo, a bomba atômica, entre muito mais que não são nem concebíveis dentro dos dez mandamentos. Tudo isto é desnecessário aos olhos do Pai, é tudo obra do demônio e os mandamentos sempre estiveram aí em nosso auxilio; pois é por essa dominação maligna que o demônio é consagrado príncipe deste mundo e nos considera como saco de estercos, pois infelizmente, no estágio atual somos marionetes dele. Dada a este estágio e em respeito ao nosso livre arbítrio, que Jesus já previu o apocalipse. 

            Mas Jesus disse também que não quer ninguém parado e que não devemos ter medo, entregue seu dia a dia na misericórdia Dele e peça para que suas obras ajudem-No nesses tempos difíceis, e que ajudem também ao próximo. Continue a sonhar e a fazer planos, porque Deus não é injusto e seus planos sempre serão ouvidos, mas antes lembre-se que muitos de nossos irmãos poderiam se perder eternamente caso algo não fosse feito. Volte-se a Igreja com piedade e reze muito por Ela e pelo Papa.

Reze bastante para que a verdade também faça parte de sua vida e não se preocupe com o que poderá vir, trabalhe fundamentado nos mandamentos que uma visão de amor irá invadir seu coração aos poucos e sua vida pode passar a ser exemplo para aqueles que ainda estão cegos. Sempre reze e sempre aceite os desígnios de Deus, pois Ele não é injusto nem infiel, viva a sua vida da melhor maneira possível, siga suas obrigações, não ligue pra quem diz que você está errado ou coisa parecida por seguir aquilo que Jesus pregou; tenha seu lazer, pratique seu hobby, ande, corra, pedale, nade, estude, trabalhe, mas sempre tenha o amor a Deus e ao próximo em seu coração, faça da sua vida uma contemplação a Deus e a todo momento possível pare e reze um pouco; antes de julgar reze, antes fofocar reze, quando um irmão errar, reze por ele, quando acertar, aprenda com ele. Enfim, tenha os mandamentos como lei de vida e aos poucos o Espírito Santo será mais seu guia e sua inspiração, pois seu coração se abrirá a Ele. 

            O fim dos tempos não é o fim como muitos pensam, é o recomeço, seja ele em 2012 ou não, é necessário, pois Deus sofre vendo seus filhos agindo de forma tão desgarrada. Sem a limpeza geral não é possível seguir, não teremos paz e indo como vai, em breve não teríamos mais nem memória de Jesus e Maria, dado a profundidade de escuridão que se encontra nossa cegueira e alienação ditada pelo mal. Nunca se esqueça que o que você tem de mais importante é sua alma, Jesus mesmo disse que uma alma vale mais que todo o universo, e o apocalipse antes de ser um livro de medo e castigo, é um resgate de nossas almas que já estão fracas; entendendo a importância da alma, entenderemos todas as disputas, pecado e guerras deste mundo, pois na pura verdade, a disputa se dá entre o Céu e o inferno, e nós somos aqueles que estão no entremeio desta disputa, tendo o livre arbítrio de escolher nosso lado. 

            Confie em Deus e espere em Deus, siga seus mandamentos que são os princípios e a moral da Terra que Ele nos prometeu e siga Jesus, confie em Maria e lute pela igreja de Pedro. Temos todas as armas, escolha lutar ao lado do Céu e tenha uma vida recheada de oração de louvor e agradecimento. Não justifique os seus erros pelos erros do passado, muito menos pelos dos outros, recomece sempre, pois é isso que Jesus espera de nós.

“Busque as coisas do alto, e tudo o mais será lhe dado por acréscimo”. Cito isto como testemunha, além de ser um conselho pra que sua vida seja plena, suas questões respondidas e seu futuro livre de sofrimentos e constituído de plena Graça Divina.
 
A Paz!

(O autor prefere permanecer anônimo)



www.recadosaarao.com.br





Postado por: James - www.espacojames.com.br em: 15/07/10 às 08:56:18 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.

LEIA TAMBÉM












Copyright 2006 - 2015 - www.espacojames.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES