O Pernicioso Relativismo
Espacojames



Página Inicial
Listar Artigos




Artigo N.º 2055 - O Pernicioso Relativismo
Artigo visto 2335




Visto: 2335
Postado em: 02/08/09 às 18:22:18 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=1&id=2055
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos


Por Cônego José Geraldo Vidigal de Carvalho

Quando o Papa fala aos católicos do mundo inteiro mesmo, quando ele se encontra em outros países, como recentemente na África, está a pregar a doutrina de Cristo, a mesma que se encontra no Evangelho.

Muitos estão a condenar a linguagem do Chefe da Igreja alegando que os tempos são outros. Pensam que ele não poderia bater de frente com os costumes humanos. Estes, contudo, muitas vezes claramente vão contra o que está prescrito por Deus.

 O caso dos preservativos que mereceram a Bento XVI insultos nefandos, blasfemos, indignos na imprensa mundial, é típico. Existem o sexto e o nono mandamentos, sendo o sexo feito para o casamento. Então, de duas uma, ou há abstinência sexual ou se vive o matrimônio tal como Cristo o prescreveu, foi o que pregou Bento XVI. Qualquer teólogo que der razão a uma falsa ciência ou se acomoda à situação de pecado está, ele sim, fora do contexto bíblico.

Ao invés de tornar ainda mais turbulento o mundo com as transgressões à Lei Eterna o que cumpre seja feito é espiritualizar esta terra e arrancar o ser humano do materialismo que campeia insuflado por uma mídia que faz o jogo das multinacionais do crime. O que se esquece facilmente é estar muitos a serviço do enriquecimento ilícito daqueles que se locupletam à custa das desgraças alheias.

No que tange ao preservativo está provado e comprovado que não há tecido por demais compacto que não deixe passar o vírus da AIDS, além de que um péssimo material empregado muitas vezes facilita ainda mais a transmissão das doenças. O que está sendo olvidado é que há padrões de comportamento que independem da época, da cultura e da vontade seja de quem for.

 Não se trata de se negar a liberdade humana, mas todas as vezes que o livre arbítrio é empregado contra uma ordem universal estabelecida por Deus sempre, inexoravelmente, se dá a desordem e todas as desgraças caem sobre os que ousam se insurgir orgulhosamente contra a sabedoria divina.

Na Bíblia está o código da conduta correta e que leva à imperturbabilidade, à serenidade, à verdadeira saúde do corpo e da alma. Há verdades absolutas, princípios imutáveis que o relativismo hodierno quer jogar por terra com os sofismas mais banais e irracionais.

É o império da filosofia hedonista que conduz ao viver com o máximo de prazer possível e com um mínimo de esforço. O Maligno quer ser o soberano, mas Jesus preveniu e parecia estar falando com os falsos formadores de opinião: "Vós tendes como pai o demônio e quereis fazer os desejos de vosso pai. Ele era homicida desde o princípio e não permaneceu na verdade, porque a verdade não está nele.

Quando diz a mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira" (Jo 8,44). É por isto que astuciosos são os alicerces do relativismo e seus adeptos sabem iludir as massas. Dão até a entender que o atual Papa é inflexível, bem diferente de João XXIII e João Paulo II. Jamais, porém, encontrarão nos dizeres destes pontífices que eles opõem a Bento XVI nenhuma palavra que justifique uma posição dúbia diante dos preceitos divinos.

Tudo isto acontece porque o fundamento do relativismo é o materialismo ateu, mas a Bíblia é clara: “Disse o néscio no seu coração: não há Deus.” (Sl 53,1). Os seguidores do relativismo pregam o individualismo e para eles, cada um é a medida de seus atos e, portanto, não são as normas ditadas por Deus o referencial da conduta humana. Por tudo isto o relativismo corrói os valores espirituais, mas sem uma moral cristã alicerçada na revelação divina só pode imperar a desgraça e os crimes que se multiplicam por toda parte.

Hoje, mais do que nunca, cumpre viver o que Deus revelou e que se acha na Bíblia e não nas convenções dos homens. Não se deve olvidar o que ensinou o Apóstolo Tiago: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em que não há mudança, nem sombra de variações” (Tg 1,17). Mais do que nunca é preciso um senso crítico apurado para não se ir na onda dos profetas da mentira.

 

Côn. José Geraldo Vidigal de Carvalho*
Professor no Seminário de Mariana de 1967 a 2008



Data da publicação: 08/04/2009


www.cleofas.com.br



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.883.140
Visitas Únicas Hoje: 206
Usuários Online: 121