II Reis: A Solene Oracão do Rei
Espacojames



Página Inicial
Listar Biblia em Audio


1) Todo áudio baixado neste site é mono, ou seja, tem apenas 20% da qualidade, compre a trilha sonora original e tenha um som limpo, estéreo e com qualidade total. 2) O Google Chrome esconde o Download, por isso ao clicar em Baixar, dê Control+j para mostrar a janela de Download.


Artigo N.º 5541 - II Reis: A Solene Oracão do Rei
Artigo visto 2833




Visto: 2833
Postado em: 27/06/10 às 08:44:30 por: James
Categoria: Biblia em Audio
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=164&id=5541
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Biblia em Audio


Biblia Sagrada Narrada por Cid Moreira

II Reis – A Solene Oração do Rei

 

Salomão ficou de pé, diante do altar do Senhor, estendendo as mãos para o céu conversou com Deus.

 

“Senhor Deus de Israel, não há nenhum Deus igual a Ti no alto do céu, nem aqui na terra. Tu cumpriste a aliança que fizeste com o teu povo, e tens demonstrado por ele o Teu imenso amor. Convivem debaixo de fiel obediência a Ti.

 

Por Teu poder e misericórdia, cumpriste a promessa que fizeste a Davi, meu pai. Hoje se cumpriram todas as Tuas promessas, e agora, Senhor, eu Te peço, que se cumpra também o juramento que fizeste a meu pai ‘que sempre haveria um descendente dele governando Israel’, e a única exigência que fizeste foi que o rei Te obedecesse com o mesmo cuidado com que meu pai Te obedeceu.

 

Eu me pergunto, abismado, ‘será mesmo possível que Deus vem habitar no meio de nós, criaturas humanas?’

 

Oh, Senhor, Tu és o Todo Poderoso, Senhor de todo o universo, do céu, do firmamento e da terra, e tudo quanto nela existe. Como pode um Deus, grandioso como Tu, habitar este templo que construí com as próprias mãos? Tu que és o construtor de todo o universo e maior que tudo!

 

Senhor, meu Deus, sou apenas um humilde servo Teu. No entanto, tem misericórdia de mim, olhe com carinho minha oração e atende aos pedidos que eu Te faço! Olha, Senhor, para este templo, de dia e de noite. Vê com bondade o lugar que escolheste para nele receberes a nossa adoração. Atende-me quando eu orar neste lugar. Ouve a minha súplica e as súplicas do Teu povo quando orarmos neste templo. Ouve no céu, lugar da Tua habitação, e perdoa nossos erros.

 

Quando alguém for acusado de prejudicar outra pessoa ou for trazido ao Teu altar, e na Tua presença jurar que é inocente, ouve do céu e faze justiça. Castiga, Senhor, o perverso e malfeitor, aquele que tiver culpa, assim como julgares que merece. Mas, declara o justo inocente, Senhor. Se é que ele de fato não tem culpa, retribuindo a ele segundo a Tua justiça.

Quando em razão de pecado, o povo de Israel for derrotado por seus inimigos, e quando ele se voltar para ti e vier a este templo para Te louvar, e contrito suplicar o Teu perdão, aí do infinito céu, escuta, Senhor, a sua oração, e perdoa!

 

Conduz Israel de volta a terra que deste a seus antepassados!

 

E quando o céu se fechar e não chover, ou a terra for sacudida por temporais, e o povo for perseguido por causa do pecado contra Ti, e se arrepender e Te buscar, Te suplicando perdão, ouve teus filhos aí do infinito céu, oh Deus! E, estende a eles o Teu perdão ensinando-lhes o bom caminho em que devem andar.

 

E perdoa o rei, sempre que deixar de fazer a Tua vontade. Ensina cada um a fazer o que é direito.

 

Então, oh Deus, faze cair chuvas sobre esta terra que deste para sempre ao povo de Israel. Quando faltar alimento, por causa de pragas, ventos, nuvens de gafanhotos, doenças e pestes, tem piedade deles, Senhor!

 

Se alguém do povo de Israel, sentindo o peso da desgraça, estender as mãos neste templo e orar a Ti, ouve Senhor a sua oração. Contudo, trata cada um segundo merecer, pois só Tu conheces os pensamentos secretos do coração.

 

E que todos em Israel Te obedeçam durante todo o tempo em que viverem na terra que deste aos nossos antepassados. Quando o estrangeiro que vive longe daqui ouvir falar da Tua fama e das grandes coisas que tens feito por teu povo, e vier te adorar aqui no templo, ouve Senhor a sua oração, e atende ao que ele Te pedir, para que todos os povos da terra venham a te conhecer e Te temer, assim como tem acontecido com o povo de Israel. Dessa maneira, eles vão saber que este templo que eu construí é o lugar onde deves ser adorado!

 

Se teu povo partir para a guerra contra os inimigos, pelo caminho que Tu ordenaste, e se ele invocar o Teu nome, voltado para Jerusalém e para este templo que construí em honra do Teu nome, então ouve desde o céu a sua oração, e faze dele um povo feliz e vitorioso!

 

E quando pecarem contra Ti fala que não peque! E na Tua ira permitires que os inimigos deles os derrotem e os levem prisioneiros para alguma terra estranha, se lá eles se arrependerem, Te buscarem, e confessarem seus pecados, ouve a sua oração, oh Deus! E perdoa-lhes! E move o coração dos seus inimigos, para que se compadeçam deles, pois este é o Teu povo, Senhor, que escolheste acima de todos os povos, e o tiraste do Egito, e o libertaste da terrível escravidão."




Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!

Lenço Branco de N. Senhora
Saiba o que é, como fazer e as orações necessárias.
Óleo de São Rafael e Santa Filomena
Saiba mais sobre este santo remédio em tempos difícies
As 15 Orações de Santa Brígida
As promessas de Jesus para a alma que rezar estas orações.
Jesus eu Confio em vós
Nada negarei a alma que às 3 hs da tarde recitar minhas orações
Devoção às Gotas de Sangue de Cristo
Será livrado das penas do Purgatório.
Para os irmãos protestantes
Foi no colo de uma mulher que Deus colocou toda esperança do mundo



Total Visitas Únicas: 8.693.673
Visitas Únicas Hoje: 879
Usuários Online: 194