espacojames



Página Inicial
Listar Depoimentos MSA




Artigo N.º 16058 - O dia em que Maradona teve ajuda da - mão de Deus -
Artigo visto 1734




Visto: 1734
Postado em: 26/11/20 às 20:59:37 por: James
Categoria: Depoimentos MSA
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=167&id=16058
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Depoimentos MSA


Episódio foi relembrado pelos internautas que usaram as redes sociais para se despedir do craque argentino

Um dos mais memoráveis momentos da carreira de Diego Armando Maradona ocorreu em 1986, quando surgiu a expressão “mão de Deus”.

Eram as quartas de final da Copa do Mundo, em que Argentina enfrentava a Inglaterra. O jogo seguia empatado até que, no segundo tempo, o craque fez dois gols. Assim ele garantiu a liderança de seu time, que, aliás, foi o vencedor do torneio naquele ano.

E foi devido a uma certa reação instintiva de Maradona, no momento do primeiro gol, que o episódio ficou conhecido como o gol da “mão de Deus”.

O episódio da “mão de Deus”

Aos seis minutos do segundo tempo, Maradona avançou na área com a perna esquerda e passou a bola para o companheiro Jorge Valdano. Valdano, então, tentou enfrentar vários zagueiros ingleses. Mas os adversários interceptaram a bola e o meio campista inglês Steve Hodge a conduziu até perto da área.

A posição de Maradona não era boa. Mas a trajetória da bola depois de um passe errado do jogador rival o ajudou. Sozinho, dentro da grande área e com a bola em sua direção, Maradona a disputou o goleiro Peter Shilton, que era 20 centímetros mais alto que ele. Shilton saltou para a frente com a mão direita, enquanto Maradona estava com o braço esquerdo estendido.

Nesse momento, o punho de Maradona – posicionado perto de sua cabeça – tocou a bola primeiro e a impulsionou em direção ao gol da Inglaterra. De imediato, Maradona começou a comemorar, mesmo sem a confirmação do árbitro e do juiz de linha.

A confirmação do gol

O árbitro tunisino Ali Bennaceur confirmou o gol, mas após os protestos dos jogadores ingleses ele buscou a opinião do segundo juiz de linha, que confirmou.

Na época, os meios de comunicação nada tinham de digital. Os registros fotográficos dependiam de revelação, não havia internet e nem cobertura de notícias 24 horas por dia. Mas já existia o “replay” nos telejornais mostrando os melhores – ou mais polêmicos – momentos dos jogos de futebol.

Pra completar, ao ser entrevistado por um pequeno grupo de jornalistas logo após a partida, usou a seguinte frase para resumir o seu primeiro gol daquele dia:

“Um pouco com a cabeça de Maradona e um pouco com a mão de Deus”

 

Creative Commons - Fotografia de Alejandro Ojeda Carbajal realizada em 22 de junho de 1986

E foi assim que nasceu a grande controvérsia que acompanhou a carreira de Maradona: de acordo com as regras do futebol foram criadas pela International Football Association Board (IFAB) em 1938 e publicadas pela FIFA, ao tocar a bola com a mão, o jogador deveria ter recebido um cartão amarelo e o gol, por sua vez, anulado.

Anos depois, em sua autobiografia (“Yo soy el Diego”, publicada em 2000), Maradona “tirou” de Deus o mérito do gol. Além disso, sem pudores, assumiu que havia infringido as regras:

“Agora posso dizer o que não pude naquele momento, o que defini naquele momento como ‘a mão de Deus’. Que ‘mão de Deus’, era a mão do Diego!

 


Fonte: www.aleteia.org



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!




Total Visitas Únicas: 9.983.799
Visitas Únicas Hoje: 979
Usuários Online: 267