Espacojames


Página Inicial
Listar Obras Malignas




Artigo N.º 12934 - As mentiras do diabo e as falsas promessas deste mundo
Artigo visto 2376




Visto: 2376
Postado em: 20/01/15 às 12:18:16 por: James
Categoria: Obras Malignas
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=31&id=12934
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Obras Malignas

O círculo vicioso que nos leva a estar sempre em busca de "só mais uma coisa"

Uma das grandes ilusões com que trabalhamos é a de que, se conseguirmos só mais uma coisa deste mundo, vamos ser felizes. Se tivéssemos um pouco mais de dinheiro, ou um emprego melhor, ou o iPad mais recente, ou se fôssemos casados com Fulana ou com Fulano, ou nos mudássemos para um bairro melhor... aí sim ficaríamos satisfeitos e finalmente seríamos felizes!

Mas esse “finalmente” nunca chega, nem sequer quando consigamos várias das coisas da nossa lista. Afinal, como diz o Eclesiastes, “o olho nunca se cansa de ver, nem os ouvidos de ouvir” (Ecl 1, 8). Ou, ainda, “quem ama o dinheiro nunca tem dinheiro suficiente; quem ama a riqueza nunca está satisfeito com o que ganha” (Ecl 5, 8).

Sabemos muito bem disso, mas, por algum motivo, continuamos comprando a mentira uma vez atrás da outra: “só mais uma coisa”. E gastamos dinheiro e tempo, mas o prazer que conseguimos dura vinte minutos. O mundo simplesmente não consegue nos satisfazer.

 

Existe uma historinha que ilustra a sedução do “só mais uma coisa”. Aqui vai ela, seguida de alguns comentários:

Um homem que vivia sozinho pensou que um animal de estimação talvez o ajudasse a suavizar a falta de companhia. Ele foi então até uma loja de animais, olhou muitos dos bichos que havia lá e se viu atraído por um deles em particular. A etiqueta na gaiola dizia: "Papagaio falante: é garantido que ele fala!".
- Ah, este aqui com certeza vai resolver o meu problema, pensou o homem. Ele sabe até falar!
- São 250 dólares, disse o comerciante.

Uma semana depois, o homem voltou à loja:

- Este papagaio não está falando!
- Você quer dizer, retrucou o comerciante, que ele não sobe a escadinha e não conversa?
- Escadinha? Mas você não me disse nada sobre essa escadinha.
- Ah, me desculpe, disse o comerciante. São só 10 dólares.

Uma semana depois, o homem voltou de novo:

- O papagaio ainda não está falando nada!
- Você quer dizer, perguntou o comerciante, que ele não sobe a escadinha, não se olha no espelho e não fala?
- Espelho? Mas você não tinha falado nada sobre esse espelho!
- Ah, me desculpe, disse o comerciante. Ele custa só 10 dólares.

Outra semana depois, o homem voltou mais uma vez:

- O papagaio continua não falando!
- Você quer dizer, indagou o comerciante, que ele não sobe a escadinha, não se olha no espelho, não bica o sininho e não conversa?
- Sininho? Mas você não me falou de sininho nenhum!
- Ah, me desculpe, disse o comerciante. São só 10 dólares.

Uma semana depois, o homem voltou dizendo:

- Este papagaio ainda não está falando!
- Você quer dizer, perguntou o comerciante, que ele não sobe a escada, não se olha no espelho, não bica o sininho, não pula no balanço e não conversa?
- Balanço? Mas você não tinha me falado sobre esse balanço!
- Ah, me desculpe, disse o comerciante. Ele custa só 10 dólares.

Uma semana depois, o homem chegou à loja e o comerciante perguntou:

- Como está o papagaio?
- Morto, respondeu o homem.
- Morto? Mas ele não chegou a falar antes de morrer?
- Chegou. Até que enfim, ele falou, disse o homem.
- E o que foi que ele disse?
- Ele perguntou: “Mas naquela loja eles não vendem alpiste?”.

 

Lição 1: Promessas, promessas

Essa história nos ensina, com certa dose de humor, que o mundo e o “príncipe deste mundo” estão sempre nos prometendo resultados. Quando esses resultados não são satisfatórios, no entanto, a prática é simplesmente a de exigir mais do mesmo. Primeiro o papagaio, depois a escadinha, depois o espelho, depois o sininho, depois o balanço. Sempre existe a “necessidade” de algo mais e, depois disso, o resultado perfeito “com certeza virá”. Mas é mentira! E a mentira vem de muitas formas: basta só mais um acessório, basta apenas passar da versão livre para a versão paga, basta apenas comprar a atualização para resolver a dificuldade... Ou só mais uma bebida, só mais uma dieta, só um carro mais novo, só uma casa maior, só uma aplicação de botox, só uma cirurgia bariátrica... É sempre “só mais uma coisa”; a felicidade está sempre “logo após a próxima compra”.

 

 

Jesus, ao falar com a mulher samaritana à beira do poço de Jacó, disse a respeito da água: “Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede” (Jo 4, 13). Ele falava da água daquele poço, que representa o mundo. E esta é a pura verdade sobre este mundo: ele não pode saciar a nossa sede, porque nós temos sede de Deus e de eternidade. Mas nós apelamos ao mundo uma vez e mais outra, e mais outra, e mais outra, e ouvimos sempre a mesma mentira, pensando que “desta vez vai ser diferente”.

É sensato, sem dúvida, fazermos uso das coisas deste mundo na medida em que elas nos ajudam a realizar os nossos deveres e direitos básicos. Mas elas não são a resposta para as nossas necessidades mais profundas. A grande mentira é justamente a de dizer que elas são a resposta. E quando elas falham, a mentira só fica maior, porque declara que “só mais um pouquinho” daquele mesmo produto que já falhou vai agora funcionar com certeza. A grande mentira se torna uma mentira maior ainda.

Lição 2: A única coisa necessária

No insensato processo de comprar escadinhas, espelhos, sininhos e balanços, a única coisa realmente necessária acabou sendo descuidada: a comida. E isto é válido para nós também. Acumulamos brinquedos e bugigangas deste mundo, que passarão, mas negligenciamos as realidades eternas e duradouras. Já gastamos tempo suficiente com a TV, com o lazer, com a academia de ginástica, com as fofocas, com as compras, com... você pode completar com a sua própria lista de coisas de menor importância. Mas a oração, a sagrada escritura, os sacramentos, a liturgia, a adoração a Deus e o desenvolvimento de uma relação pessoal com Ele são atos negligenciados com enorme frequência ou até mesmo esquecidos completamente em meio à nossa busca de escadinhas, espelhos, sininhos e balanços. Olhamos demais para o espelho que nos deixa focados só em nós mesmos. Os sinos do mundo nos convocam o tempo todo para inúmeras coisas, a maioria delas, no fim das contas, triviais. E tentamos subir a escada do sucesso aparente sem prestar atenção em qual é a parede na qual a escada está encostada.

E todas essas questões menos importantes nos afastam da única coisa necessária: alimentar a nossa alma em Deus. “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele (...) Quem se alimenta de mim viverá por causa de mim” (cf. Jo 6, 56-58).

Ah, mas não dá tempo para tudo isso. Ter que ir até a igreja, rezar, receber a comunhão? Não dá tempo! O sino do mundo me chama para só mais uma diversão, só mais uma reunião. Estou ocupado demais subindo a escada do sucesso. Estou ocupado demais olhando para mim mesmo no espelho, porque quero ter a certeza de que os outros vão gostar de mim.

- Como está o papagaio?
- Morto.
- Morto? Mas ele não chegou a falar antes de morrer?
- Chegou. Até que enfim, ele falou.
- E o que foi que ele disse?
- Ele perguntou: “Mas naquela loja eles não vendem alpiste?”.


Fonte: http://www.aleteia.org/



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!



LEIA TAMBÉM
“Orações a Satanás”: Mães ficam chocadas com livro infantil de escola pública
Milhares de animais sacrificados à “deusa” Gadhimai durante festival pagão no Nepal.
Pedófilo tenta convencer ingleses a aceitarem sua “opção sexual”.
A “Lógica” do Diabo. Meu inimigo não é o meu vizinho.
Enquanto isso, na novela ‘Alto Astral”, com a audiência de muitos cristãos.
Pe. Jonas Abib - Por que o Halloween é uma festa pagã e Satânica?
Estão brincando de ser Deus: Animais de laboratório, transgênicos, Anomalias Genéticas
Jean Wyllys acusa cristãos de não se importarem com abuso sexual em igrejas
Balada Gay Gospel!
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.635.470
Visitas Únicas Hoje: 533
Usuários Online: 216