espacojames



Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 12571 - Jornalista dos EUA é decapitado e Obama diz que resposta será "implacável"
Artigo visto 2673




Visto: 2673
Postado em: 24/08/14 às 10:57:19 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=12571
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque


Barack Obama confirma decapitação de jornalista dos EUA e diz que será “vigilante e implacável” com os extremistas do Estado Islâmico

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, confirmou que o vídeo divulgado na terça-feira (19/08) pelo Estado Islâmico com a decapitação do jornalista americano James Wright Foley feita pelo grupo EI (Estado Islâmico) é verdadeiro. Durante um pronunciamento feito nesta quarta-feira (20/08), ele classificou o gesto como “brutal” e afirmou que será “vigilante e implacável” com os terroristas, mas não precisou que ações serão tomadas.

O grupo EI (Estado Islâmico), que proclamou um califado em parte do Iraque e da Síria, reivindicou a autoria da decapitação, justificada pela recente intervenção dos EUA no Iraque.


O mandatário garantiu à nação norte-americana que “justiça será feita”. E ressaltou que “não há lugar para o ISIL [antigo nome do grupo] no século 21”. Outro jornalista norte-americano é ameaçado pelo EI: a vida dele “depende da próxima decisão de Obama”, ameaçam.

 

 

Decapitação

No vídeo divulgado ontem, Foley se despede da família e acusa o governo americano de ser o culpado de sua execução por conta da recente intervenção no Iraque.

A gravação começa com o discurso do presidente americano, Barack Obama, em 7 de agosto, no qual anunciou o começo dos bombardeios sobre o EI no norte do Iraque, para frear seu avanço rumo ao Curdistão e permitir a assistência humanitária a milhares de deslocados.

Posteriormente, Foley aparece pedindo à família e amigos que se levantem contra as autoridades norte-americanas, sobre quem diz terem sido os responsáveis por colocar “o último cravo em seu caixão” pelos bombardeios no Iraque.

Desejaria ter mais tempo, desejaria ver minha família de novo, mas esse barco já zarpou. No fim das contas, acredito que desejaria não ser americano”, diz Foley, sereno e vestido com uma roupa laranja em um local desértico não especificado.

Neste momento, o homem encapuzado, em um inglês com sotaque britânico, ameaça os Estados Unidos e garante que “os muçulmanos de todo tipo e condição aceitaram o Estado Islâmico como seus líderes”.

Qualquer tentativa sua, Obama, de negar aos muçulmanos o direito de viver em segurança sob o califado resultará no derramamento de sangue de seu povo”, diz o jihadista, que aparece segurando uma faca. Em seguida, ele degola Foley.


Fonte: http://noticias.r7.com/



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!




Total Visitas Únicas: 9.983.612
Visitas Únicas Hoje: 792
Usuários Online: 182