Espacojames


Página Inicial
Listar Destaque




Artigo N.º 4561 - Suprema Corte deve derrogar lei de uniões homossexuais no México
Artigo visto 1936




Visto: 1936
Postado em: 13/03/10 às 13:34:16 por: James
Categoria: Destaque
Link: http://www.espacojames.com.br/?cat=41&id=4561
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Destaque

Chefe de Governo não escuta pesquisas que indicam que 70% da população mexicana rechaça a adoção de crianças por casais do mesmo sexo.

Pe. Hugo Valdemar, Porta-voz da Arquidiocese do MéxicoMEXICO D.F., 13 Mar. 10 / 05:02 am (ACI).- O porta-voz da Arquidiocese do México, Pe. Hugo Valdemar expressou seu desejo de que a Suprema Corte de Justiça da Nação (SCJN), "derrube esta lei perversa" das uniões homossexuais e proteja o direito das crianças a terem um pai e uma mãe.

O sacerdote fez este pronunciamento logo que na capital mexicana se celebrasse o primeiro mal chamado matrimônio entre pessoas do mesmo sexo.

Nesse sentido, o Pe. Valdemar expressou sua esperança de que "as seguintes legislaturas da capital derroguem o amontoado de leis que estão destruindo as famílias mexicanas (como a lei do aborto), e que foram passadas e ratificadas na gestão" do Presidente do Governo do Distrito Federal mexicano, Marcelo Ebrard, "quem como diz São Paulo, se orgulha do que deveria envergonhar-se".

No comunicado, o sacerdote advertiu que a legalização das uniões do mesmo sexo "é uma burla para a família, um afã por destruir os valores e a moral, uma obediência aos ditados internacionais que ofendem os mexicanos, que temos uma grande consideração e avaliação pela instituição familiar".

Indicou que junto à lei do aborto, esta reforma ao Código Civil "poderá ser legal, mas nunca moral". Por isso, advertiu aos fiéis que "não podem estar bem com a Igreja Católica quem promove, apóia, executa ou se submete a estas leis imorais".

"Os médicos, enfermeiras ou juízes, se é que se consideram cristãos, têm o dever de fazer uso de sua objeção de consciência com a finalidade de não converter-se em cúmplices destas ações iníquas que arrastarão a nossa sociedade à degradação e à ruína", assinalou.

O Pe. Valdemar assinalou que o responsável por esta destruição da família é o Sr. Marcelo Ebrard, quem "não dissimula sua aversão às Igrejas e à maioria dos habitantes que ele governa, que professam a fé cristã e que rechaçam a perversão de seus valores mais respeitáveis e queridos, como é o caso da família".

"É evidente o autoritarismo do Chefe de Governo, quem se burlando da sociedade que governa, não escuta as pesquisas nas quais ficou claro que mais de 70 por cento da população rechaça as adoções por casais do mesmo sexo", expressou.


Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=18435



Ajude a manter este site no ar. Para doar clique AQUI!



LEIA TAMBÉM
Rechaçam a vida: Submetem a aborto adolescente de 18 semanas de gestação na Argentina
BENTO XVI ADVERTE CONTRA “ESPIRITUALISMO UTÓPICO”
Malásia: jornal muçulmano pede perdão por ofender católicos
Preocupação e horror da Santa Sé pelo massacre de 500 cristãos na Nigéria
Anglicanos dos EUA solicitarão um ordinariado católico
O Papa convida a realizar mudanças concretas em nossas vidas
Infelicidades da vida não são castigo divino, diz Papa
Tribunal Europeu acolhe recurso da Itália sobre crucifixo nas escolas
Aparições de Nossa Senhora na Igreja Ortodoxa Copta de Zeitun, Egito
Veja mais artigos relacionados
 

Saiba como contribuir com nosso site:

1) - O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!
2) - Receba os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui é grátis!
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por Aqui!
4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações Clique aqui!


Total Visitas Únicas: 8.591.073
Visitas Únicas Hoje: 251
Usuários Online: 142